estacionamento-russo

O inverno na Rússia não é para os fracos. É sinônimo para o próprio frio, e, como se sabe, influenciou o curso da II Guerra Mundial, fazendo capengar as poderosíssimas Forças Armadas do regime nazista da Alemanha de Hitler — da mesma forma como havia derrotado, século e meio antes, o Exército invasor de Napoleão Bonaparte.

O frio do auge do inverno, que se dá em janeiro, bateu recordes em 2012, chegando a fazer 30 graus abaixo de zero, e causando mortes por congelamento e hipotermia.

A quantidade de neve acumuladas nas calçadas cobriu carros, e deu início a um novo tipo de de passatempo: como identificar e localizar um automóvel  num estacionamento.

Neste ano, o invernaço está dando uma certa folga aos russos — uma certa folga, repito, porque às duas da manhã do Brasil em Novosibirsk, a maior cidade da Sibéria, com mais de 1,2 milhão de habitantes, fazia 30 graus abaixo de zero… a exata temperatura que parecia haver endoidado — e soterrado milhares de carros — em 2012.

Vejam as fotos — e tentem enxergar os carros.

estacionamento-russo1

 

estacionamento-russo3

 

estacionamento-russo5

estacionamento-russo6

estacionamento-russo7

estacionamento-russo8

estacionamento-russo9

 

estacionamento-russo10

AGORA, CONFIRAM O VÍDEO:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 5 =

5 Comentários

Cau Marques em 17 de fevereiro de 2014

E depois de "descascar' o carro, o que é que os motoristas fazem? Dirigem por ali?

Dulce Regina em 17 de fevereiro de 2014

Somente com muita vodka ( que é muito boa, por aquelas bandas ), para aquecer. Adoro o vídeo, " Noites de Moscou- youtube "

Paulo em 17 de fevereiro de 2014

Pensa que é brincadeira? Cheguei num dia de final de primavera / início de inverno em Chicago. Desci do avião, peguei rapidamente o carro na locadora e fui para a empresa, que tinha um enorme estacionamento, maior do que se pode imaginar. Parei e fui para dentro, logo depois começou a nevar. Ao fim do dia, já noite (embora apenas era 17:15) quem disse que eu lembrava qual era o carro e o lugar onde havia parado? A solução foi ir para um lugar onde eu achei que tinha estacionado e tirar a neve da frente das placas dos carros comparando com o número que eu tinha na chave, tiritando de frio (é lógico que nossas roupas de frio daqui são totalmente compatíveis com o frio que faz lá...).

Patriota em 17 de fevereiro de 2014

O pessoal do aquecimento global deveria ver essas fotos. Aquecimento global, onde?

Sandra Dagostini em 17 de fevereiro de 2014

Ricardo, meu amigo. Estás cada vez melhor e grande...Parabéns!

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI