Image
José Bonifácio de Andrada e Silva

José Bonifácio de Andrada e Silva (1763-1838): nascido em Santos (SP), escritor, político, estadista, patriota, figura-chave para a ideia de Brasil — o Patriarca da Independência.

Image
Sir Winston Churchill

Sir Winston Leonard Spencer-Churchill, Winston Churchill (1874-1965), soldado, escritor extraordinário, político de sete fôlegos, um dos vencedores da II Guerra Mundial contra a barbárie nazi-fascista, para muitos o maior estadista do século XX.

Image
Ruth Cardoso

Ruth Correia Leite Cardoso, Ruth Cardoso (1930-2008), antropóloga, fundadora do Comunidade Solidária e idealizadora de toda uma forma de tratar desiguladades sociais.

Image
Pelé

Edson Arantes do Nascimento (1940), Pelé, dentro do campo o Atleta do Século XX e o maior jogador de futebol de todos os tempos.

Image
Cecília Meirelles

Cecília Meirelles (1901-1964), poeta.

Veja também: Cinco admirações (capítulo 1)

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =

29 Comentários

Alaércio Flor em 09 de maio de 2012

Atualizo minha lista de admirações a apenas um pessoa...Dona Maria Ferreira de Abreu,minha Mãe que sempre lutou no anonimato e nunca precisou ler jornais ou revistas para ser uma mulher sábia e muito inteligente.

Alaércio Flor em 01 de fevereiro de 2012

Cinco admirações nas letras: Machado de Assis, Camões,Lima Barreto, Lyma Netto e Auriberto Cavalcante,meus amigos de poesias e do Grupo Chocalho.

ALAERCIO FLOR em 31 de dezembro de 2011

Feliz 2012 a todos leitores e ao mais lido colunista da revista VEJA pela credibilidade.

Alaércio Flor em 29 de outubro de 2011

Atualizo minhas cinco admirações : Maria Ferreira de Abreu, Kamila Araujo Flor, Karolina Penpelope,Juliana Gomes e Marcia Oliver...

carlos nascimento em 22 de outubro de 2011

Ricardo, Os deuses ouviram minhas preces, o anjo da guarda do Rei Pelé não deixou o Edson Arantes assumir o Ministério dos Esportes, foi convidado e RECUSOU. Estamos salvos, andei insone, temendo envolverem o Rei Pelé nesse mar de lama. abraços Carlos Nascimento.

claudio em 21 de outubro de 2011

Estamos todos a evoluir,de uma forma contínua,na busca da plenitude física mas fundamentalmente espiritual. O equilíbrio da humanidade tem acontecido ao longo dos tempos com o surgimento de um Churchill em contraponto a Hitler,de um Juscelino a Lula,de um Pelé a Maradona,e etc. Como já estamos muitos anos nas mãos de gente "mal cheirosa" para dizer o mínimo,sejamos otimistas,pois se Deus é brasileiro, não vai,tenho fé,continuar nos deixando nas mãos de gente tão desqualificada como essa corja de "honoráveis bandidos"

Jane Araújo em 18 de outubro de 2011

O triste dessa lista é que, exceto Pelé (ainda bem, admiro-o também como o Atleta do século), todos já morreram há tempos. Dona Ruth Cardoso é injustiçada pelo apedeuta do "cérebro baldio", que nunca mencionou a idealizadora e presidente do Comunidade Solidária, programa que iniciou o combate à exclusão social e à miséria no país. E hoje, quem temos para admirar neste Brasil. Quem?

carlos nascimento em 18 de outubro de 2011

Alguém ai reparou que o Rei Pelé apareceu ontem no JN ? Em viagem pelo Japão, a Globo cobriu o evento com bastante destaque, essas viagens é uma rotina na agenda do Rei, a cobertura me causou um alerta, acho que minha tese está no caminho certo, Pelé será o novo Ministro dos Esportes. Vamos aguardar e conferir.

carlos nascimento em 15 de outubro de 2011

Ricardo, Gostaria de compartilhar sua opinião, talvez o Rei Pelé seja novamente usado para tapar o sol com a peneira, sendo uma saída honrosa para o governo da Presidente Dilma no imbróglio do (ex) Ministro da Tapioca, temo que a imagem dele acabe sendo arranhada, não pelo Pelé a quem admiro e respeito, sim pelo Edson Arantes, que talvez não saiba conduzir as questões com o devido rigor, pois as pressões que advirão talvez o conduza ao vale do precipício, ele já provou isso quando não segurou o canto da sereia do Ricardo Teixeira, quem se curva as pressões de um individuo como RT não terá condições de produzir processo gerencial isento de um evento da magnitude da Copa do Mundo. Carlos Nascimento.

osvaldo felix em 15 de outubro de 2011

ESSAS PESSOAS NOS FAZ LEMBRAR QUE AINDA EXISTE GRANDEZA NESSE BRASIL TÃO MESQUINHO ENPORCALHADO PELA CORRUPÇÃO QUE CRESCEU NOS ULTIMOS OITO(8)ANOS!!!!

João Augusto em 13 de outubro de 2011

Ricardo Acrescento aos teus comentários: Ninguém foi solidário ou chorou com o Rei quando seu filho Edinho teve problemas com a lei. Pelé, tampouco, pediu colo, nem usou da sua fama como costumam fazer outros menos votados. Me considero um privilegiado, pelo simples fato de ter acompanhado toda a carreira desse fantástico atleta. abraços P.S. Messi é ótimo no Barcelona que joga em função dele. Já, na seleção Argentina..., nem tanto. Pelé, ao contrário, além de infinitamente melhor, foi extraordinário onde jogou. e sempre teve o conceito do futebol solidário. Assistam aos jogos da Copa de 1970. A participação do Rei é exemplar.

João Augusto em 13 de outubro de 2011

Sobre Pelé, estamos juntos. Ele é o cara. Detalhe: é mais fácil falar com ele do que com os jogadores meia boca de hoje. Sobre falar mal do Rei, voce também está coberto de razão. Está na moda, mas, ele não liga. Condenam o Rei pelo caso da filha que ele só reconheceu na Justiça, em processo que correu em sigilo. Não sabem nada do que se passou entre os dois, do que ocorreu no processo, nada, nada, nada, até porque o Pelé foi discreto e jamais comentou detalhes do caso. E pronto: ele é culpado, ele não vale nada, ele é isso, ele é aquilo -- e, agora, dizem que ele nem jogou aquilo tudo. Para quem o viu jogar, é mais do que um sacrilégio -- é uma bobagem e um descaramento. O DVD "Pelé Eterno" deveria ser distribuído nas escolas. Não sabemos cultuar nossos heróis. Nem o Pelé escapou, nem o Tom Jobim. Nada nem ninguém serve, não é mesmo, João? Mas, tal como você, estou com o Rei e não abro. Vejo o Messi jogar aqui na Espanha, onde estou, e, claro, percebo que ele é ótimo. Mas, meu Deus, o Pelé era diferente -- ele fazia chover. "Pelé é coisa de Deus", disse ele, certa vez, a VEJA, como se se tratasse de uma entidade à parte. E é mesmo. Abração

Leonardo em 13 de outubro de 2011

Caro Ricardo. Considero a lista fascinante,todos personagens de peso na história nacional e mundial. Contudo, gostaria de tecer um comentário sobre Winston Churchill que tornou-se, por mérito,o maior homem do século XX,porque simplesmente salvou a civilização ocidental das trevas do obscurantismo facista.A pergunta que me faço sempre:onde estaria a humanidade,neste momento,se não fosse a coragem e obstinação daquele inglês,que durante 2 anos resistiu sozinho,êle e seu fabuloso país,a barbarie nazista. "Nós nunca nos renderemos!"

Alaércio Flor em 03 de outubro de 2011

Nas letras, escolho cinco grandes nomes : Rachel de Queiroz, Machado de Assis, Lima Barreto, Monteiro Lobato e Moreira Campos...

Giovani P.de Oliveira em 02 de outubro de 2011

Na minha humilde opinião acrescentaria duas mulheres, Madre Tereza de Calcuta e Zilda Arns. Na sua simplicidade e indiscrição se preocuparam realmente pelo sofrimento de muitas pessoas. Zilda Arns estava no capítulo 1 das "Admirações, prezado Giovani. Obrigado por sua visita e seu comentário.

ANTHONY KUDSI RODRIGUES em 02 de outubro de 2011

Não admiro o político conservador Winston Churchill, que não pode nem saborear no poder a vitória dos aliados contra o nazi-facismo, pois o seu gabinete foi abaixo com a vitória do trabalhista Clement Atlee nas urnas, mas ADMIRO E MUITO o Winston Churchill DEMOCRATA,autor de frase lapidar que eu uso muito e que foi:" A DEMOCRACIA É O PIOR DOS REGIMES, EXCETUANDO OS OUTROS"

Lilibus em 28 de setembro de 2011

Gostei de lembrar José Bonifácio. Todo brasileiro deveria ler "1822" para conhecer este brasileiro. E a Ruth, mais do que merecido.

Wilson-SP em 28 de setembro de 2011

Ricardo, De acordo com todas as suas admirações. Se já dei a dica aqui, desculpe-me. Mas recomendo a todos a leitura do livro Cinco Dias em Londres do historiador John Lukacs sobre a luta de Churchill para convencer o gabinete de guerra a não buscar acordo com os nazistas depois da queda da França, Sir Winston foi o maior, o século XX deve muito a ele. Quanto ao Pelé, muito criticado por não reconhecer a filha, faço a mesma sugestão que você fez ao Léo, melhor ouvir as razões dele. Pelo que eu soube de gente bem informada, ele ia reconhecer a filha, mas ela teria sido influenciada por maus conselheiros e a coisa toda desandou. O assunto é tão delicado que o Pelé nunca veio a público revelar a versão dele, mesmo levando bordoada para todo lado, o que, para mim, elevou a estatura do nosso Rei. Dona Ruth, professora gentil e acessível que eu cruzava nos corredores da USP no início da década de 80, muito merece a menção. Duro é ver o Lula se gabar do bolsa família pelo mundo sem nunca citá-la, mas de egos assim não poderia ser diferente. Um abraço. Wilson Obrigado por sua visita e seu comentário, caro Wilson. Volte sempre! Outro abraço pra você.

LÉO MEDEIROS em 28 de setembro de 2011

RICARDO...não fatie o PELÉ em dois dentro e fora do campo....e, peloque sei houve um processo judicial longo e tenebroso... abs Amigo Medeiros, pode dizer o que quiser. Está entre as minhas supremas admirações o atleta Pelé, e sempre estará. Abraço

rossini thales couto junior em 27 de setembro de 2011

Caro Setti: Como poeta bissexto e grande admirador de Cecília Meirelles, gostaria de lembrar um verso daquela que considero um dos mais belos e elevados momentos da humanidade brasileira: "EU CANTO PORQUE O INSTANTE EXISTE E A MINHA VIDA ESTÁ COMPLETA. NÃO SOU ALEGRE NEM SOU TRISTE: SOU POETA. Um abração do amigo Rossini Uma beleza, Rossini. Abraço

Inácio em 27 de setembro de 2011

Setti, como torcedor do Santos, Pelé é a maior de minhas admirações. Uma ínfima minoria prefere sempre ver apenas o lado negativo das pessoas, esquecendo-se de olhar para o próprio umbigo. Pelé, como todas as pessoas, tem seus defeitos mas por todas as alegrias que ele nos proporcionou merece nosso carinho e respeito para sempre. Deixei claro, para quem quis ler, meu amigo Inácio, que se tratava de "dentro do campo". Ali, ninguém foi e acho que nunca será sequer igual a ele, quem dirá mais. Mas agora virou moda falar mal dele. Não tem jeito.

João Aradeo em 27 de setembro de 2011

Numa época em que são idolatrados cantores medíocres, artistas de televisão que trocam de parceios toda semana, jogadores de futebol medianos são tratados como craques e os fúteis frequentadores colunas sociais e das caras (e bundas" da vida, é reconfortante verificar que ainda tem pessoas que admiram as verdadeiras personalidades edificantes que passaram pelas nossas vidas ou de quem tivemos informações. Apenas um reparo, pois Churchill não foi um dos maiores estadistas do século XX. Foi sem dúvida o maior, sem rivais.

Natal em 27 de setembro de 2011

Posso estar enganado, mas, creio que o ponto comum entre essas pessoas, admiráveis dentro daquilo que fizeram, é o fato de não constar em seus currículos a palavra desonestidade... Nunca o Brasil careceu tanto de pessoas com essa índole!

LÉO MEDEIROS em 27 de setembro de 2011

PELÉ..AQUELE QUE NÃO RECONHECEU A FILHA? Você conhece as razões dele, já se perguntou se ele pode ter suas razões? E chegou a ler o texto, antes de enviar seu comentário?

Alaércio Flor em 27 de setembro de 2011

Vou atualizar a minha relação : Dom Pedro II, minha Mãe Maria Ferreira de Abreu, Kamila ,Karolina e Juliana Flor e Valéria Sales...

J.B.CRUZ em 27 de setembro de 2011

HERÓIS ETERNOS:.....TIRADENTES E J.K... ÍDOLOS ETERNOS:.....JOHN WAYNE (´SETIMA ARTE-) ELVIS PRESLEY-......(MÚSICA).... PELÉ,GARRINCHA E TOSTÃO (FUTEBOL).....FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (POLÍTICA)..... ------------------------------------------------- Obs: Meditem sôbre estes nomes...

Eddie Moraes em 27 de setembro de 2011

Gostei. Personalidades fundamentais que moldaram o Brasil e o mundo. Precisamos de mais pessoas como eles. Abraços,

Marco em 27 de setembro de 2011

Amigo Setti: Sem dúvida, mas o q me chama atenção q pouco de nós aprende a admirar ou homenagear ou reconhecer quem abre caminhos novos, chega a ser quase uma falta de jeito da população. No Brasil de hoje é quase um pigarro q obriga-se a calar. O Povão gosta mesmo é do desprezo do ultraje e das mil grosserias como genialidade. Abs.

José Geraldo Coelho em 27 de setembro de 2011

Que falta eles nos fazem. Hoje é a mediocridade que impera. Em todos os níveis. Os que sobraram não são mais reconhecidos. São poucos mas estão em segundo plano.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI