Image
Rita Lee, cercada por Sócrates, Wladimir e Casagrande em show em São Paulo em 1982: vem de longe a relação entre o Corinthians e grandes compositores

Por Daniel Setti

Em homenagem ao título invicto da Libertadores da América conquistado de forma brilhante pelo Corinthians na última quarta-feira, republicamos post originalmente levado ao ar em 6 de dezembro de 2011, logo após o Alvinegro de Parque São Jorge sagrar-se pentacampeão brasileiro.

Vai Corinthians!

Apenas o Flamengo rivaliza com o Corinthians no número de canções de compositores famosos feitas em sua homenagem.

E, se no caso do clube carioca, só as vezes em que foi homenageado por Jorge Benjor já bastariam para preencher quase um álbum completo, no caso do recém-consagrado pentacampeão brasileiro o volume e a variedade são de se perder de vista.

O “Time do Povo” já foi versado por desde Adoniran Barbosa a Rappin’ Hood, passando por inúmeras outras figuras carimbadas e de diferentes estilos.

Três dias após a grande conquista do Pacaembu, Música no Blog presta sua homenagem ao Coringão com uma seleção de 5 destas músicas, listadas em ordem cronológica. Uma para cada título ganho, é claro.

(Leia mais sobre a relação entre o Corinthians e a música neste link)

-Rita Lee – “Amor em Preto e Branco” (1972)

A tortura do jejum de 23 anos sem títulos foi exorcizada pelos Mutantes Rita e Arnaldo Baptista assim:

Por que será que eu gosto de sofrer?/ Vai ver que agora eu dei pra masoquista/ Meu amor branco e preto/ Às vezes me deixou na mão.

-Paulinho Nogueira e Toquinho – “20 Anos de Espera” (1974)

Na mesma toada, o mestre do violão Paulinho – aqui com a ajuda de outro craque das seis cordas, Toquinho – mostrava que, antes do “Vai Corinthians”, houve o “Ai Corinthians” de quem já não suportava mais a espera:

Quantos domingos sombrios / Eu, eterno sonhador /Chegava em casa arrasado / Maltratava o meu grande amor

-Toquinho – “Corinthians do Meu Coração” (1983)

Valeu a aflição de quem aguentou firme. No começo dos anos 80, a situação era outra: a sala de troféus voltara a encher e a Democracia Corintiana se tornava um inédito fenômeno cívico-esportivo, comandado pelo já saudosíssimo Sócrates. Apresentação no já lendário navio do centenário:

Corinthians do meu coração / Tu és religião de janeiro a janeiro / Ser corintiano é ser além/ De ser ou não ser o primeiro

-Gilberto Gil – “Curintiá” (1984)

Gil nunca gravou oficialmente esta bela canção. O que fez deste registro, captado por Juca Kfouri, ainda mais precioso:

Ser corintiano é decidir/ Que todo ano a gente vai sofrer /Se enrolar no pano da bandeira/ E reclamar se o time não vencer

-Branca de Neve – “Garra Corintiana” (1989)

Do expoente do samba-rock paulistano e lançada no ano em que morreu, prematuramente, aos 38 anos:

Vai, vai, vai/ São Jorge vai nos ajudar

Vai, vai, vai/ São Jorge também vai jogar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − dez =

11 Comentários

biatris em 22 de dezembro de 2012

eu amo o corinthias meu idolo e paulo guerrero

gabriel em 21 de dezembro de 2012

amoo o corinthias pra c****** melhor time. time nao uma seleçao

Marco em 10 de julho de 2012

Dom Setti: Daniel, já te parabenizei pelo teu pai, foi um titulo de grande classe. Nos representou e vai nos representar muito bem no mundial! Justa homenagem! Abs.

Marcão em 10 de julho de 2012

Sem ofensas, meu caro.

parmerense em 09 de julho de 2012

Time pequeno quando ganha algo é uma b****. kkkkkkkkkk Vai Coxa!

Teresinha em 09 de dezembro de 2011

Bem legal as músicas ou melhor: da hora! Não torço para nenhum time, esportivamente sou volúvel, o que me permite participar de todas as emoções que considero legítima. Neste caso é legítima e a alegria que vi foi contagiante.

alberto santo andre em 07 de dezembro de 2011

em um pais onde o presidente da cbf so nao esta atras das grades por ineficiencia da nossa justica ,e que tem em andre sanches seu grande avalizador ,nada mais justo que este time, que se fossem seguidas as leis brasileiras, ja haveria deixado de existir,nao fosse campeao,ainda mais tendo dezoito penaltis a favor ,dentre eles marcacao ate de tropecao do liedson ,e com o gol totalmente impedido do mesmo contra o figueirense ,ha de se convir, como escrevi no blog do neto bem antes do final, ja estava escrito , nem que fosse preciso expulsar narrador de futebol, para que isto acontecesse .portanto com a corrupcao e roubalheiras que grassam no brasil hoje, no futebol nao poderia ser diferente. DO FUTEBOL HOJE ,APENAS SAUDADES DE COMENTARISTAS HONESTOS COMO O FOI MAURO PINHEIRO .

Jean Tosetto em 07 de dezembro de 2011

Legal. Cadê os músicos palmeirenses? Precisamos de oito canções urgente!

Corinthians em 06 de dezembro de 2011

Excelente. Parabéns mais uma vez aos Corinthianos como eu. VAI CORINTHIANS!

Marco em 06 de dezembro de 2011

Amigo Setti: Daniel, parabéns pelo Penta, falei para o teu pai, foi muito merecido, acho q o segredo foi a arrancada nos 10 primeiros jogos, ganhou 9 e no restante do campeonato sobe administrar com gordura para queimar, como aqui é um espaço democrático, tbm vou homenager o meu colorado, apesar de não ser comunista... Vermelho Fafá de Belém A côr do meu batuque Tem o toque, tem o som Da minha voz Vermelho, vermelhaço Vermelhusco, vermelhante Vermelhão... O velho comunista se aliançou Ao rubro do rubor do meu amor O brilho do meu canto tem o tom E a expressão da minha côr Vermelho!... A côr do meu batuque Tem o toque, tem o som Da minha voz Vermelho, vermelhaço Vermelhusco, vermelhante Vermelhão... O velho comunista se aliançou Ao rubro do rubor do meu amor O brilho do meu canto tem o tom E a expressão da minha côr Meu coração!... Meu coração é vermelho Hei! Hei! Hei! De vermelho vive o coração He Ho! He Ho! Tudo é garantido Após a rosa vermelhar Tudo é garantido Após o sol vermelhecer... Vermelhou o curral A ideologia do folclore Avermelhou! Vermelhou a paixão O fogo de artifício Da vitória vermelhou...(2x) A côr do meu batuque Tem o toque, tem o som Da minha voz Vermelho, vermelhaço Vermelhusco, vermelhante Vermelhão... O velho comunista se aliançou Ao rubro do rubor do meu amor O brilho do meu canto tem o tom E a expressão da minha côr Vermelho!... A côr do meu batuque Tem o toque, tem o som Da minha voz Vermelho, vermelhaço Vermelhusco, vermelhante Vermelhão... O velho comunista se aliançou Ao rubro do rubor do meu amor O brilho do meu canto tem o tom E a expressão da minha côr (Vermelho!) Meu coração!... Meu coração é vermelho Hei! Hei! Hei! De vermelho vive o coração He Ho! He Ho! Tudo é garantido Após a rosa vermelhar Tudo é garantido Após o sol vermelhecer... Vermelhou o curral A ideologia do folclore Avermelhou! Vermelhou a paixão O fogo de artifício Da vitória vermelhou...(4x) Abs. Nos vemos na Libertadores 2012, Marco. Um abraço, Daniel

Luís Roberto SBO em 06 de dezembro de 2011

Valeu. Sensacional. Vai Corinthians. Obs.: tenho nojo do ex que é corinthiano. Credo.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI