Números irrelevantes:

Fora a tripulação, o avião presidencial “Santos Dumont”, ex-Aerolula, comporta 56 passageiros.

Números relevantes:

Sucessivos governos vêm criando em média um Ministério por ano nas últimas duas décadas, até chegarmos ao número atual: 37.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 13 =

3 Comentários

Ana Caroline Sibut em 28 de fevereiro de 2011

Com relaçao aos dois numeros que vc mensionou acho extremamente importante os dois, sendo que o irrelevante, o qual vc citou para mim eh que a maioria da populaçao anda de onibus e se quer subiu dentro de um aviao, e para um semi-analfabeto e uma ex presidiariaria agora que ocupara essa aeronave esta de exelente tamanho, penso que nem sao merecedores de tais regalias, deveriam andar de voo comercial como nos pobres brasileiros que enfrentamos tanta porcalhada ate mesmo nos aeroportos, ja sobre os ministerio isso sim eh uma criacao para gerar empregos aos parentes dos politicos, funcionarios fantasmas, filhos do fulano e ciclano que ajudaram na campanha, etc..., pois muitos desses ministerios nao servem para nada, ex pesca e aquicultura, coitado nos nossos pobres pescadores!!!

Kitty em 21 de fevereiro de 2011

Eu devería ter dito: os mais altos impostos do mundo.(sorry)!!

Kitty em 21 de fevereiro de 2011

Olá Ricardo, A quem podería interessar quantos passageiros comporta o avião presidencial? Talvez como curiosidade? Mas para mim é irrelevante!!! Mas os 37 ministérios, esso sim interessa a todos nós,que pagamos os mais altos juros do mundo para manter esse monte de gente,que albergam os edifícios.Nem os USA,nem países da Europa têm um número tão elevado de Ministérios. Estou certa, caro Ricardo,que com a metade já sería de um bom tamanho.Claro,esta é a minha opinião.Qual é a sua? Também acho que a metade dos Ministérios estaria de bom tamanho, Kitty. Quanto aos números irrelevantes, a brincadeira é esta mesmo: apresentar números completamente irrelevantes, quase engraçados, junto aos que, sim, realmente são relevantes. Abraços Como sempre, abraços.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI