Image
A foto absolutamente memorável: enquanto Bolt (“relâmpago”, em inglês) vence a prova dos 100 metros, um relâmpago cruza os céus de Moscou (Foto: Olivier Morin / AFP)

A foto acima correu mundo e já é considerada uma das “fotos do século” — alguns já a têm como uma das melhores fotos de esportes de todos os tempos: a imagem fantástica do supervelocista jamaicano Usain Bolt vencendo sob chuva a prova dos 100 metros rasos no Campeonato Mundial de Atletismo, em Moscou, no exato momento em que um relâmpago (“bolt”, em inglês) cruzou o céu plúmbeo da capital da Rússia.

Além da foto, impressiona também a modéstia de seu autor, o fotógrafo francês Olivier Morin, há 25 anos trabalhando para a agência France Presse. Ele obteve a imagem, como se sabe, distribuindo estrategicamente cinco câmeras com controle à distância, além da que utilizou manualmente para a prova vencida por Usain.

Image
Olivier Morin: “Os deuses que comandam o tempo, os ventos e as tempestades é que decidiram por mim” (Foto: Jim McDonald / Daily Mail)

— A foto se deve 99% a fatores que eu não controlava, e nem poderia — disse ele. — Os deuses que comandam o tempo, os ventos e as tempestades é que decidiram por mim. Meu mérito se limita a 1%. Se eu tentasse, de agora em diante, fazer foto semelhante de novo, nem em 50 anos conseguiria.

Parte dessas considerações ele repete, junto com minuciosa descrição de seu trabalho com a fantástica foto, no blog dos correspondentes da France Presse, num texto em inglês que vocês podem ler aqui.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − quinze =

4 Comentários

carlos nascimento em 18 de agosto de 2013

Ricardo, Algo de errado está ocorrendo em nosso País no âmbito esportivo, veja: - Boxe, Éder Jofre já parou faz tempo, nada de novo acontece. - Automobilismo, Fittipaldi, Piquet, Senna, já são passado longínquo, não conseguimos novos campeões. - Tênis, Guga não gerou novos campeões, o esporte entrou em declínio. - Basquete, a geração Oscar e Marcel já se aposentou algum tempo, patinamos. - Natação, algumas vitórias, mas não decola. - Atletismo, um fiasco completo, 10 anos sem medalha nos campeonatos mundiais. Só restou o voleibol, até quando....até Bernardinho e José Roberto perderem a motivação. As Olimpíadas em 2016, vão CERTIFICAR isso de forma clara, aí os arautos dos embustes ficarão NU.

carlos nascimento em 18 de agosto de 2013

Ricardo, Os deuses conspiram em favor desse fenômeno chamado Usain. Um tiro de 9s77, executado por um ser humano, é quase irreal. Ao final da prova, ouvi o depoimento na SPN do 2o. colocado, o americano Justin Gatiln, com 9s85, uma diferença de 0,08, quase uma eternidade, ele explicava a estratégia da corrida, o seu treinador havia orientado que se concentrasse nas quantidades de passadas de Usain, a chance de vence-lo - difícil - seria possível caso pudesse acompanhar os mesmos números de passadas, no primeiro e segundo terço da corrida deu para acompanhar, no terceiro e último trecho ele percebeu que Usain não é humano -rs rs rs rs - enquanto ele dava uma passada, o raio voava,dava 3, mentalmente ele desistiu e buscou garantir a sua prata. Pelé no futebol,Jordan no basquete, agora temos um RAIO no atletismo, com uma ressalva, pura natureza, limpo, eu nunca aceitei muito bem as conquistas anteriores, como por exemplo a de Carl Lewis, suspeito - apenas suspeito - que ele tinha ajuda laboratorial.

castoriadis em 14 de agosto de 2013

O contrario seria hybris.

Vera Scheidemann em 14 de agosto de 2013

Como é bonito uma pessoa humilde ! E geralmente quem realmente é valoroso o é, como nesse caso. Vera

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI