A Grécia luta para sair do buraco, e descobre fraudes na Previdência que lembram um certo país…

Georges papandreou

Primeiro ministro grego Giorgos Papandreu: luta para sair do buraco financeiro

O governo do primeiro-ministro Giorgos Papandreu, na Grécia, vem lutando com todas as armas possíveis para tirar o país do buraco financeiro e fazer frente às condições da União Europeia, do Banco Central Europeu e do FMI para os dois gigantescos resgates sucessivos que recebeu — de 110 bilhões de euros e, posteriormente, outros 115 bilhões.

Papandreu, que precisa obter 50 bilhões de euros em privatizações — o governo grego possui até cassinos — acaba de aceitar 400 milhões de euros da gigante alemã de telecomunicações em troca de 10% das ações da OTE, a estatal grega da área. Além disso, o governo grego anunciou ter detectado uma gigantesca fraude na previdência pela qual 5.400 famílias de funcionários já falecidos estavam dando um jeito de receber suas aposentadorias.

Neste último caso, parece um país que conhecemos, não?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × quatro =

3 Comentários

  • Paulo Bento Bandarra

    Aqui se concela títulos de eleitor pelo registro de óbitos e não se faz com aposentadorias e pensões. Podê? Parece que lá também!

  • Paulo Bento Bandarra

    Tem duas matérias sem local para comentar.
    .
    uma população total superior a 1,2 bilhão. É, quantidade não trás felicidade!

  • Miguxa

    Lembra um certo país não!
    Lembra centenas de países.
    Ou só tem corrupção no Brasil?
    Que eu saiba a corrupção nos países ricos é assombrosa. Não é de milhão não. São TRILHÕES e mais TRILHÕES roubados.
    O problema aqui é o complexo de vira-latas de certas pessoas que adoram denegrir nosso país e se achar superiores como se não fizessem parte de tudo que existe aqui.