O Brasil tem 26 Estados e o Distrito Federal, não é mesmo?

São, portanto, 27 unidades da Federação.

Pois bem, dos 40 municípios de todo o país que têm a maior média na relação Bolsa Família por habitante — ou seja, dos 40 municípios em que a população proporcionalmente mais depende do Bolsa Família –, nada menos do que 20, ou seja, A METADE, ficam no Maranhão.

Isso, repito para deixar o mais claro possível, entre todas as cidades pobres de 27 unidades da Federação.

Image
José Sarney, Roseana Sarney e Edison Lobão: só eles governaram o Maranhão por seis mandatos — e o Maranhão continua na rabeira em quase todos os indicadores sociais do país © Foto: Diário do Nordeste

E o Maranhão é, como se sabe, governador há meio século pela família Sarney e por apaniguados.

Só o atual senador José Sarney (PMDB-AP), sua filha, Roseana (PMDB-MA) e o hoje ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, somados, governaram por SEIS MANDATOS.

E, além de ser o campeão dos Estados cujas cidades não sobrevivem sem o Bolsa Família, o Maranhão é o pior em quase todos os indicadores sociais — analfabetismo, falta de saneamento básico, mortalidade infantil, criminalidade…

Não é de estranhar, pois, que os Sarney tenham finalmente sido escorraçados do poder na eleição do dia 5, que guindou ao Palácio dos Leões por esmagadora maioria o candidato de um partido nanico, o PCdoB, Flávio Dino.

Sarney, que desde 1990 é senador por outro Estado, o Amapá, desistiu de continuar na política, a governadora Roseana, vendo que a maré contra a família estava forte, abriu mão de sua candidatura ao Senado e decidiu ir até o final de seu mandato, no próximo dia 1º de janeiro, e Lobão viu Lobão Filho, seu filho e suplente de senador em exercício — imoralidade permitida pela legislação eleitoral — ser esmagado na tentativa de se eleger governador.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × quatro =

25 Comentários

Antonia em 26 de outubro de 2017

O povo maranhence só é lembrado em época de eleições,Sarney e cia.deixaram o estado em uma situação de mizéria,as pequenas cidades maranheces ainda vivem esse legado,muito triste

Denilson Lima de Sousa em 04 de julho de 2017

Familia maldita,essa...

santos em 07 de janeiro de 2015

Os sarney sao uma praga que tem levado ao atraso um dos mais antigos estados do brasil. Enquanto os maranhenses se venderem ao bolsa esmola ficaremos a merce dessa miseria que se instalou no Maranhao com essa familia maligna. Sao servicais de satanas e bita do barao maior macumbeiro de Codo . Elesmwt

Beatriz C em 21 de outubro de 2014

Acorde com o momento que vivemos, segue texto em dilmês. “No que se refere” à foto da parceira dos três, “eu considero muito importante” frisar, de modo “ine, inequi (tilt)” estar “estarrecida”! A “presi, previbi, presili, pre-vi-si-bi-li-da-de” (ufa!) do desempenho de um estado que fique nas mãos de pilantras deste quilate é inexorável: lixo. Imaginem estes fabulando! Tudo culpa do FHC! kkkkk!

Renato Lorenzoni Perim em 21 de outubro de 2014

Quem põe os políticos do Maranhão no poder não são paulistas, gaúchos, capixabas... São os próprios maranhenses. Então não me venham com mimimi. Cada povo tem o governo que ele mesmo elege. Agora aguenta. Se vota mal porque é mal informado, então se informe melhor. Simples assim.

Teresinha em 21 de outubro de 2014

Existe um vídeo : Maranhão 66 adaptado, mostra exatamente isto, o discurso de Sarney, o povo acreditando, mostrando a miséria da época e com a adaptação dos tempos atuais mostrando que nada mudou para os pobres, mesmo recebendo bolsa família.

marize em 21 de outubro de 2014

As regras para publicação de comentários no blog, conforme relembrei aos amigos leitores incontáveis vezes, não aceitam textos escritos somente em maiúsculas, em respeito à boa educação, aos leitores e seguindo uma norma internacionalmente praticada na web. Como presumo que você saiba, palavras em maiúsculas significam palavras gritadas, não é mesmo? 99% dos leitores escrevem assim, como neste texto, em maiúsculas e minúsculas. Peço que você faça o mesmo das próximas vezes. Confira as regras no link http://goo.gl/u3JHm Obrigado

jfaraujo em 21 de outubro de 2014

Eu conheço muitos maranhenses que chegaram aqui em MG famintos, magros e desesperados por um emprego, e isso ainda era no governo FHC!!! Quem trabalha em indústrias ficava perplexo ao ver a voracidade com que os imigrantes recém chegados devoravam as refeições nas cantinas, e como apreciavam um chuveiro quente com banhos de quarenta minutos. Conheço muitos nordestinos, são pessoas muitas boas, são sempre bem vindos, e a grande maioria que conheço diz que vota no Aécio e nos governos do PSDB, porque conhecem pessoalmente os benefícios e as melhorias que conquistaram em suas vidas durante esses governos. O fato de Dilma liderar no nordeste não significa má índole dos nordestinos, mas sim desinformação por falta de acesso a uma educação e oportunidades que lhes garanta uma independência intelectual necessária para que os eles votem sem se influenciar pelo terrorismo eleitoral promovido por políticos populistas.

OBSERVADOR ESTRANGEIRO. em 21 de outubro de 2014

Sao todos genocidas. Deveria haver um tribunal internacional de direitos humanos para apreender e julgar esses genocidas.

Comentarista em 20 de outubro de 2014

Maranhão e o doce veneno. Que beleza, o Maranhão saiu das mãos de um coronelzão e cai em mãos comunistas. O Maranhão de um extremo a outro, ambos com históricos de desserviços nefastos prestados à humanidade. Esse é o legado funesto que o Brasil consegue dessas famílias retrógradas "quatrocentonas", que nunca fizeram nada pelo país, que sempre mantiveram nossas terras no atraso. Essa é a mesma família que está de mãos dadas com o PT. Que podemos esperar dessa simbiose apócrifa? Em vez de solução, o maranhense, involuntariamente, obtém veneno para seu problema.

OBSERVADOR ESTRANGEIRO. em 20 de outubro de 2014

Minha mulher chorou mais de uma hora depois que mostrei as fotos e expliquei o texto. E inacreditavel que os brasileiros sejam cumplices de uma atrocidade desse tipo. Como voces podem dormir e verem seres humanos nessas condicoes? Como isso e possivel quando Lula e Dilma juram que acabaram com a pobreza?

Toninho Malvadeza em 20 de outubro de 2014

Enquanto essa gente pobre vive desse jeito,Roseana Sarney se esbaldava em : Toucinho,fresco,toucinho defumado,bacalhau do porto,camarão fresco com cabeça,camarão fresco sem cabeça,camarão seco torrado,filé de pescada amarela fresca,lagosta fresca,patinha da caranguejo fresca,pescadinha fresca,sururu limpo fresco...sem me esquecer do sorvete.

Cesar em 20 de outubro de 2014

Sábado, em uma conversa com um petista (digo conversa pois não discuto mais, como disse o Lobão, é como jogar xadrez com pombos, é impressionante, já me aconteceu uma vez e não quero mais passar por esta experiência), ele falou que o Bolsa Família é válido, pois ajuda os pobres do Piauí e do Maranhão (como se no Sul e no Sudeste não houvesse pobreza). Argumentei com o caso do Maranhão: O clã Sarney e a sua camarilha estão no poder neste estado há 50 anos, o estado tem o pior IDH do país, trataram o estado como uma Capitania Hereditária, roubaram o que podiam e não podiam, e como resultado, temos que ajudar os famintos do Maranhão com o Bolsa Família, ou seja, justificar um erro com outro erro. Como todo petista, ele disse que eu sou fruto da grande mídia, do PIG, sou elite, blá, blá, blá (o cara ganha bem mais do que eu em uma estatal, mas eu sou elite, tá bom). Mas esta reportagem mostra bem o papel do Bolsa Família, que é perpetuar o assistencialismo, de forma oficial. O que eu acho interessante é que o PT apregoa que o país saiu da miséria, mas eu não entendo, como isso aconteceu, se o número de famílias que recebem este benefício aumentou? Não é uma contradição? E que o Aécio, caso venha a ser o próximo Presidente (assim espero), reveja a maneira que vai conduzir este programa (talvez com metas, tempo máximo de recebimento. teto para valores), uma vez que, se ele for extinto, acaba a sua carreira política e do seu partido, caso ouse fazê-lo, pois já está enraizado nas classes menos favorecidas e virou um estelionato eleitoral. Para a vida da população melhorar eu acredito no trabalho, fruto de boa educação, que propicia uma sociedade mais crítica e que não aceita balangandãs de políticos. Em um país sério e educado, o clã sarney não duraria um ciclo de governo, isso se não sofresse um impeachment.

Carlos Guerreiro em 20 de outubro de 2014

Você esqueceu de falar em sua matéria que o Maranhão só existe ainda por causa do minério de ferro que é extraido na Pará (Carajás) e por causa da manipulação politica deste senhor que agora ninguem quer mais, construiu-se o Porto de Itaqui em São Luis e o minerio é exportado po lá. Não fosse por este motivo, o Maranhão já tinha acabado.

carlos nascimento em 20 de outubro de 2014

Ricardo, O povo maranhense merece uma "carta de alforria", com a eleição do novo Governador, mesmo sendo do PCdoB, acredito que o Presidente a ser eleito - AÉCIO - terá a obrigação de reforçar APOIO ao Estado, somente dessa forma será possível extirpar esse atraso medieval, o desenvolvimento social é a melhor arma para erradicar essa oligarquia maligna. Nós brasileiros, também temos a responsabilidade de ajudar aos irmãos maranhenses, cobrando políticas que atendam as suas necessidades básicas, a hora é agora.

Dacem em 20 de outubro de 2014

É necessário ser muito desumano para deixar os pobres nessa miséria.

Ricardo em 20 de outubro de 2014

Quando é que estes bandidos vão para o xilindró???

RONALDE em 20 de outubro de 2014

Pobre Maranhão, saíram os Sarneys, entrou um comunista. O partido PCdoB significa Partido Comunista do Brasil. Como em todos os partidos comunistas, o ideário, o lema, o tema, a ideia, é a instalação no país de um regime igual ao que se encontra em Cuba, Coreia do Norte, China e que já esteve instalado na Rússia, Alemanha Oriental, Albânia. Esses partidos usam a democracia que lhes é oferecida para, ao alçar o poder, erradicá-la. Como afirmei no início, pobre Maranhão, coitados dos capitalistas investidores que ali se instalaram, vão sofrer nas mãos de um comunista.

ubaldo em 20 de outubro de 2014

Roseana nao sabe de nada, assim como Dilma. Mas vai tomar providencias como nunca fez. Igual a Dilma.

Observador Estrangeiro em 20 de outubro de 2014

Esse genocidio so e comparavel a Treblinka, Sobibor e outros campos de exterminio dos nazistas. Lula e Dilma sao aliados dos Sarney e asseclas portanto são no mínimo cumplices das atrocidades cometidas contra esses brasileiros vulneráveis. Votar em Dilma e votar na continuação dessas atrocidades que envergonham o Brasil.

razumikhin em 20 de outubro de 2014

O Pharaoh Marannensys, J. Ribamar Sarney I, é o Sol do mundo nas terras do baixo-Maranhaum. Sua philha e herdeira do trono dourado, princesa Roseana, leva os maranhensis ao delírio pela sua presença magnífica. Que beleza! Como o povo marannensys é çábio.

Rodrigues em 20 de outubro de 2014

O governo atual tem se gabado de redescobrir o Brasil Noruega, o que falta aos miseráveis ocultos, é o que sobra em campanhas de propagandas que divulgam esse Brasil maravilha, só não entendo porque a oposição não faz o mesmo ao contrário, mostrando a real face desse Brasil oculto, que por não ser visto, é esquecido, a ponto de darmos ao luxo de perdoar dívidas estrangeiras, enquanto milhões de nossos irmãos vivem como camundongos em barracos margeados por esgotos a céu aberto. Sem eximir de culpas governos estaduais como os Sarneys Brasil a fora, o fato é que a nível federal não há respaldo para se vangloriar de haver feito o mínimo suficiente, aí está uma bandeira que qualquer oposição sem levianismo pode desmascarar as mentiras dos governos de marqueteiros.

FreedomFighter em 20 de outubro de 2014

Não é preciso ser especialista em estatística para perceber a correlação entre o Bolsa Família e os votos do PT. Santa Catarina provavelmente é o estado que menos recebe a verba por habitante. Naturalmente, foi o estado com a menor votação proporcional dos compradores de votos dos miseráveis.

ZEBEDEU em 20 de outubro de 2014

Setti, Seria cômico se não fosse trágico. A governadora, em seus discursos, diz que não existe problema nenhum no Maranhão, que é um estado "desenvolvido, em nível de primeiro mundo". Parece um Odorico Paraguaçu de saias.

Marcelo Texta em 20 de outubro de 2014

Mas ela no caso, só pensa em licitações de lagosta e Whisky importado! Esse negócio de povo, ela nem sabe que existe! Tivemos o exemplo do presidio de Pedrinhas e a inércia da Governadora e em tomar uma atitude. Na hora que a TV começou a falar, ai ela disse que não sabia de nada e depois que ia tomar providencias!! hahahahaha...essa é outra que me faz rir demais!

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI