Image
O gráfico mostra que, no momento da colisão do míssil com o voo MH17, dois outros jatos de passageiros estavam próximos e também corriam risco (CLIQUEM NA IMAGEM PARA AUMENTÁ-LA)

Um comunicado emitido pela agência de tráfego aéreo da Ucrânia, a Uksatse, revelou que havia dois grandes jatos de passageiros muito próximos do voo MH17, da Malaysia Airlines, quando a aeronave foi atingida por um míssil detonado por separatistas ucranianos apoiados pela Rússia.

As posições semelhantes indicam que qualquer um dos três poderia ter sido vítima do ataque.

O voo 113, da Air India, que utilizava um moderníssimo Boeing 787 Dreamliner capaz de transportar até 298 passageiros e o 351, da Singapore Airlines, com um Boeing 777 ER, com capacidade superior a 400 passageiros, estavam ambos a poucos quilômetros do MH17 no momento da colisão.

De acordo com o mapa acima, baseado em informações da Uksatse, o avião indiano estava a 8 milhas náuticas (cerca de 15 quilômetros) de onde o míssil atingiu o outro aparelho. O voo da Singapore, por sua vez, estava a 14 milhas náuticas (26 quilômetros). Os dois estavam em rotas com altitude semelhante à do MH17.

Com a situação do tráfego aéreo na região de Donetsk, na região ucraniana próxima à Rússia, parece que o avião da Malaysia realmente estava no lugar errado na hora errada.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 5 =

5 Comentários

Marcelo Melo em 05 de agosto de 2014

Culpado : Vladimir Puttin e o povo que o apóia. Infelizmente não dá para confiar nesses comunistas. Boa época de Michail Gorbachov e Boris Yeltsin

DelRyo em 04 de agosto de 2014

Hummm...quer dizer que havia mais coisa entre o céu e a terra que o avião da "azarada" Malasya air lines?? Será que o Russos acusados de fornecerem o míssil para os "rebeldes" também não estavam passando informações sobre o tráfego aéreo na região?

Otto Heinrich Wehmann em 03 de agosto de 2014

Temos de alertar também o fato de a força aérea ucraniana está bombardeando áreas civis: https://www.youtube.com/watch?v=oDGx0VLfAF8

aparecido f. em 03 de agosto de 2014

Setti.. um jato da Varig vindo da Africa do Sul, em 1982, durante a guerra das Malvinas..com quase trezentos passageiros..por muito pouco não foi derrubado pelas forças britanicas...confundido com um avião argentino.. a Argentina transportava armas com tres 707 com inscrições de avião civil...Leonel Brizola era um dos passageiros...foi perseguido por meia hora por caça britanico e no final os britanicos devem ter reconhecido o avião como de passageiros...por pouco a história teria sido diferente... Já publiquei um post sobre isso. Vou republicá-lo. Boa a sua lembrança. Abraço

Santana*100 em 03 de agosto de 2014

Ninguém me convence que este ataque contra o avião da Malaysia foi acidental.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI