Image
A iluminação que deixa a cidade ainda mais incrível à noite (Foto: Adriana Setti)

Reportagem de Adriana Setti, publicada no site Viaje Aqui

A TRANSILVÂNIA É INCRÍVEL, PARTE 3: SIGHISOARA, A CIDADE ONDE DRÁCULA NASCEU

Igrejas góticas, ruas estreitas e sombrias, colinas envoltas em bruma. Tudo o que você imaginou sobre a Transilvânia não está em Sibiu, como disse alguns posts atrás no blog.

A capa preta que acompanha o nome desta região da Romênia se materializa num vilarejo chamado Sighisoara. Ali, coincidência ou não, nasceu Vlad Tepes, “o empalador” (urgh!), o príncipe da Wallachia que deu origem à lenda do Conde Drácula (o famoso castelo, no entanto, não é na cidade).

Image
Aqui nasceu Vlad, o Conde Drácula (Foto: Adriana Setti)

Image
Detalhe sinistro decorando a fachada de uma casa e a cor do céu combinando com o clima sombrio (Foto: Adriana Setti)

Image
A escada-túnel que leva ao cemitério: não entro sozinha nem por um milhão de dólares (Foto: Adriana Setti)

Image
Cemitério…. buuuu (Foto: Adriana Setti)

Linda e sombria nas mesmas proporções, Sighisoara equilibra-se sobre uma colina coberta de casarões do século 16, ruas de pedras e igrejas góticas.

O centro antigo é rodeado por uma muralha do século 14, enquanto a parte mais alta é coroada por uma igreja do século 17 e – buuuu – um cemitério.

Para chegar até lá, é preciso vencer 172 degraus cobertos por um túnel de madeira cujo interior é escuríssimo até durante o dia.

Parece até montagem mas, no fim da tarde, revoadas de corvos fazem as árvores da praça principal balançar sobre uma estátua que atesta que ele, Vlad, nasceu ali em 1431.

Image
Decoração transilvânica na fachada de um palacete (Foto: Adriana Setti)

Image
O visual draculesco da cidade (Foto: Adriana Setti)

Image
Onde a Transilvânia é mais Transilvânia (Foto: Adriana Setti)

Image
Casinha de bruxa e os dez segundos anuais de céu azul em Sighisoara (Foto: Adriana Setti)

Image
Casarões coloridos e o lado doce da cidade (Foto: Adriana Setti)

Por outro lado, a cidade tem um lado doce. As casas são impecavelmente pintadas de cores alegres e tudo é absolutamente impecável.

À noite, Sighisoara ganha um ar ainda mais especial com a ajuda de uma iluminação cenográfica que destaca as fachadas graciosas – não à toa, havia mais turistas passeando à noite do que durante o dia.

Não fosse um cachorrão fazendo “auuuuuuuuu” no meio da praça (igualzinho ao do clipe de Thriller) , eu até arriscaria dizer que é no escuro, por incrível que pareça, que a cidade perde um pouco do ar sinistro.

Siga @drisetti no Twitter

LEIAM TAMBÉM:

A Transilvânia é incrível, parte 1: a encantadora Sibiu, onde não há nada do que se imagina sobre a terra do Drácula

Cara a cara com o temido Dragão de Komodo, na Indonésia

Festa da Mercè — e as ruas de Barcelona (literalmente) pegam fogo

Outro refresco em meio a tanta notícia de política. Que tal voltar à Capadócia, na Turquia, para um voo de balão, passo a passo?

Um refresco em meio a tanta política: a estupenda Capadócia, na Turquia

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 Comentários

ALICE em 04 de setembro de 2014

GENTE EU TENHO SO 10 ANOS MAS EU SOU MUITO CORIOSA EU NAO SOU CORAJOSA MAS EU SOU ALERGICA A ALHO E EU GOSTO DE ESCORO

Marilene L'Abbate - São Paulo em 16 de julho de 2013

Conheço dois terríveis Dráculas: Lullão (PE) e Dillmão (MG). Muito alho, nessa hora, queridos irmãos!

fernandoboi em 15 de julho de 2013

setti,e o eu estava procurando. valeu. o seu blog ,nao precisa dizer nada:e chover no molhado.um abraco

fernandoboi em 14 de julho de 2013

adriana, parece me q eu q vc mora em barcelona.sugiro uma reportagem sobre a cidade ,q , pessoas que ja estivaram la , dizem ter umas das melhores qualidades de vida do mundo. obrigado. Caro Fernando, minha filha mora em Barcelona há muitos anos e tem um blog no portal da Editora Abril com dezenas de textos sobre a cidade e sobre outras partes do mundo. O link é http://viajeaqui.abril.com.br/blog/achados/ Abraços

Marco em 14 de julho de 2013

D. Setti. Parabéns a Sra. Adriana, um texto com todos os pre(fixos) e su(fixos) bem empregados e sem nenhuma "crucificação" ou amputação na clareza do texto. Apesar de conciso e sintético. mas bem ampliado pelas fotos. Abs.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI