Aécio realiza “milagre político” na Bahia: aliança DEM-PSDB-PMDB para enfrentar o PT. Com isso, tem palanque forte em Estado com mais de 10 milhões de eleitores

Aécio realiza “milagre político” na Bahia: aliança DEM-PSDB-PMDB para enfrentar o PT. Com isso, tem palanque forte em Estado com mais de 10 milhões de eleitores
1-geddel-souto-e-aécio-Valter-pontes-Coperphoto-440x238

Geddel (esq.) e Paulo Souto, antes adversários ferrenhos, agora estão juntos na mesma chapa — e apoiando Aécio para presidente (Foto: Valter Pontes/Coperphoto)

O presidenciável tucano Aécio Neves conseguiu o que parecia impossível na Bahia — unir adversários históricos entre si, como o PMDB do ex-deputado e ex-vice-presidente do Banco do Brasil Geddel Vieira Lima, o DEM do prefeito de Salvador, ACM Neto, e do ex-governador e novamente candidato ao governo Paulo Souto, e o PSDB do ex-deputado Joacy Góes.

Desde o longo período de liderança do falecido governador e senador Antonio Carlos Magalhães, o PMDB de Geddel e o PSDB sob a liderança do deputado Jutahy Magalhães Junior combatiam ferozmente o “carlismo”, além de não se entenderem entre si.

Agora, Aécio Neves negociou e montou uma chapa em que Paulo Souto (DEM) será o candidato a governador, Joacy Góes (PSDB) o nome para a vice e Geddel (PMDB) o candidato ao Senado para enfrentar o PT do governador Jaques Wagner, cujo candidato é o deputado e ex-chefe da Casa Civil Rui Costa.

2-geddel-e-aliados-ascom-democratas-440x294

Souto (com o microfone), com Aécio (esq.), ACM Neto e Geddel: palanque forte do tucano na Bahia (Foto: ascom/democratas)

O presidenciável tucano, assim, consegue um palanque fortíssimo na Bahia, quarto maior colégio eleitoral do país, com mais de 10 milhões de eleitores, e onde em 2010 o candidato do PSDB, José Serra, foi massacrado pela hoje presidente Dilma Rousseff, perdendo por uma diferença de 2,8 milhões de votos no segundo turno.

Agora, com esse palanque, a parada para a presidente ficará mais difícil, sem contar as dificuldades que enfrentará o candidato do PT ao governo.

O lançamento oficial da chapa da oposição ocorreu agora à tarde, no Sheraton Hotel de Salvador. “Paulo Souto é uma referência nacional na gestão pública e Geddel, um guerreiro”, afirmou Aécio na ocasião, citando ACM Neto como “o prefeito mais bem avaliado do Brasil”.

Ouçam no link abaixo o áudio das entrevistas de Aécio Neves, ACM Neto, Geddel Vieira Lima e Paulo Souto sobre a chapa de oposição na Bahia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + treze =