Agora no comando do governo de Minas, PP caminha na direção de Aécio Neves

Alberto Pinto Coelho (esq.), já empossado, em companhia do agora ex-governador Antônio Anastasia (Foto: Gladyston Rodrigues / Estado de Minas / D. A. Press)

Alberto Pinto Coelho (esq.), já empossado, em companhia do agora ex-governador Antônio Anastasia (Foto: Gladyston Rodrigues / Estado de Minas / D. A. Press)

O acerto feito esta semana em Porto Alegre pelo senador Aécio Neves para apoiar a senadora Ana Amélia (PP) em sua candidatura ao governo do Rio Grande do Sul faz parte do objetivo do candidato tucano à Presidência de minar a aliança que o partido mantém no Congresso com a presidente Dilma Rousseff e atraí-lo para a aliança que o PSDB deverá formar com o DEM (e possivelmente o novo partido Solidariedade) para a disputa pelo Planalto.

Aécio já vinha tendo conversas cordiais com o presidente do PP, seu colega de Senado Ciro Nogueira (PI), como parte de uma estratégia sendo delineada há tempos. Por ela é que o PP passou a ocupar, desde a sexta-feira anterior, dia 4, o governo do segundo maior Estado brasileiro, Minas Gerais, com o vice-governador Alberto Pinto Coelho assumindo o Palácio da Liberdade após a renúncia do governador tucano Alberto Anastasia, sucessor de Aécio, que deverá disputar a vaga mineira no Senado.

Aécio fora o responsável, em 2010, pela inclusão do atual governador na chapa tucana. Anteriormente, o presidenciável tucano já providenciara, dentro do prazo legal, a saída do PSDB do presidente da Assembleia Legislativa de Minas, Dinis Pinheiro, e sua filiação ao PP – e o deputado, agora, será candidato a vice-governador na chapa do ex-ministro tucano e ex-prefeito de Belo Horizonte Pimenta da Veiga.

O presidenciável tucano Aécio Neves deverá apoiar a senadora Ana Amélia (PP) e terá seu palanque no RS (Foto: Agência Senado)

O presidenciável tucano Aécio Neves vai apoiar a candidatura da senadora Ana Amélia (PP) ao governo gaúcho e estará em seu palanque no Rio Grande do Sul (Foto: Agência Senado)

Ao alicerce propiciado pelo PSDB ao PP em Minas se acrescentam outros fatores, além do palanque que a senadora Ana Amélia, por ora líder nas pesquisas de intenção de voto, propiciará a Aécio. No Rio de Janeiro, uma das mais influentes figuras do PP e ex-presidente do partido, o ex-ministro da Fazenda e senador Francisco Dornelles, é sobrinho do falecido presidente Tancredo Neves e primo do presidenciável tucano.

Uma eventual aliança com o PP na eleição presidencial significaria, para Aécio, entre outros ganhos, a aquisição de preciosos 2 minuto e 32 segundos de tempo em cada bloco de 25 minutos no horário eleitoral pela televisão, que melhorariam os magros 3 minutos e 57 segundos propiciados pelo PSDB, aos quais deverão somar-se os 2 minutos e 2 segundos do DEM.

O PPS, tradicional aliado do PSDB há várias eleições, desta vez deve alinhar-se ao governador de Pernambuco, Eduardo Campos, candidato do PSB.

A partir do início da campanha por rádio e TV, a 19 de agosto, Dilma terá, no mínimo, 13 minutos e 32 segundos em cada bloco de 25 minutos na TV — se mantida a problemática aliança com o PMDB e seus 2 minutos e 25 segundos –, aos quais poderão se acrescentar os tempos do próprio PP (caso não vingue a estratégia de Aécio), mais os do PTB, PDT, PCdoB e partidos menores, o que lhe dará a parte do leão dessa preciosa ferramenta eleitoral.

O PDT ainda é uma incógnita. Teoricamente alinhado com o governo no Congresso, terá candidatos próprios em vários Estados enfrentando o PT e não adotou postura definitiva quanto à eleição presidencial. Aécio também tem procurado o partido e já obteve palanque em Mato Grosso por estar apoiando, no Estado, a candidatura do senador Pedro Taques.

Esses tempos de TV que menciono neste post, inclusive os de Aécio, poderão crescer em função da decisão que o Tribunal Superior Eleitoral adotar quanto à aplicação ou não já neste ano da nova legislação a respeito do tema, que beneficia os grandes partidos e espreme os nanicos sem representação no Congresso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × quatro =

14 Comentários

  • Meia Verdade

    Não sei se é salutar…mas sem conchavos não fazemos política.
    Enquanto isso, sentado a mesa de jantar, confortavelmente, o PMDB espera que lhe sirvam o prato.

    Eu não estranharia se o PMDB de Minas largasse os Hélios Costas da vida e marchasse com Pimenta da Veiga ou, na pior das hipóteses, apoiasse no plano nacional a candidatura de Aécio.
    Há pressão de deputados estaduais e prefeitos do PMDB para apoiar Aécio.

  • Antoninho

    Nossa a metade do tempo do PT e aliados sera dado para ilusoes, demagogia e execrecao aos adversarios. Um absurdo isso.

  • Gil Santos

    Em bom mineirês “comendo pelas beiradas”.

  • Domingos Luis Zanandréa

    O PP tem uma enorme responsabilidade social, em colaborar e não permitir q esta pratica da ditadura financeira, q hoje prevalece no pais, continue apequenando a democracia e os valores éticos e morais na sociedade.

  • Sandra Materdei

    Aécio herdou a habilidade, a cordialidade e a competência do avô, o grande presidente Tancredo Neves.

  • Dimas K. Deus

    Fora PT. Delenda est PT.

  • João

    O PMDB,atualmente, é como se fosse um produto do meio político,não tem uma base alicerçada, onde vigora a respeitabilidade social e da nação, ele vai onde se encontra o poder, sempre estar do lado da posição e nunca da oposição, ele sobrevive da sobra do poder e da corrupção.

  • Cristovam Villar Neto

    Aécio vai com calma amarrando os nós necessários a vencer esta parada duríssima, uma vez que o lulopetismo aparelhou tudo e acha que está “tudo dominado”. Em frente, Aécio!

  • Silvia

    Fora PT chega!!!!! Chega do que está aí, fora PT.

  • Leandro

    Para tirar essa corja do poder, somente com muita habilidade política.
    O Aécio é a pessoa certa na hora certa. O petralhismo está com os dias contados.

  • Arthur Delmonego

    Obs: Ex-governador Antonio Anastasia

  • geroldo zanon

    Vai ser defisil para o AÉCIO a **** comandada pelo *****de 9 DEDOS é muito grande não só do ****** mas da ex-terrorista tambemtemos que nos esforçar muito

  • Ricardo

    Fora pt !