Bob Wolfenson, como outros fotógrafos que colaboraram intensamente com Playboy, mesmo diante da nudez exuberante de muitas das estrelas que fotografou nunca deixava de se preocupar com um detalhe fundamental: o olhar da mulher.

Debruçados sobre a mesa de luz da Redação, o diretor de Arte, Carlos Grassetti, a editora de Fotografia, Ariani Carneiro, o fotógrafo que produziu o ensaio e eu não poucas vezes descartamos fotos aparentemente muito sensuais nas quais as formas e a posição do corpo da estrela não encontravam correspondência no olhar.

Se ausente, se inexpressivo ou, pior ainda, se sugerisse tristeza, derrubava a foto. Notem nesta outra reprodução de página dupla de um exemplar da edição com Andrea Guerra, aberto sobre uma mesa, como o olhar sedutor e magnético da estrela confere mais calor à foto principal.

Ela está “encarando”, desafiadora, o leitor. Isto é fundamental.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 3 =

TWITTER DO SETTI