Image
Joseph Blatter: pagamento de propina comprovado

Amigos, vejam como são podres as coisas  na FIFA, justo agora que o presidente da entidade, o suíço Joseph Blatter, está em campanha pela reeleição. Como já escrevi outras vezes, a poderosa e riquíssima FIFA é uma das entidades menos transparentes do mundo, e só Deus e certos jornalistas insistentes sabem o que ocorre em seus bastidores em matéria de roubalheira.

A reportagem é do excelente correspondente do Estadão em Genebra, Jamil Chade.

A TV pública britânica BBC leva ao ar nesta segunda-feira reportagem em que revela que o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, admite em audiências a juízes suíços a existência de pagamentos de propinas na FIFA diz ainda ter fechado acordo para barrar a publicação dessas informações pelo tribunal da cidade de Zug, na Suíça, no caso da [empresa de marketing] ISL.

O programa vai mostrar que o acordo passou também pelo ex-presidente da FIFA, o brasileiro João Havelange, diante de procuradores que investigavam suspeitas de pagamento de 100 milhões de dólares (cerca de 162 milhões de reais) em propinas na entidade.

Segundo a BBC, tanto Teixeira como Havelange fecharam acordo com o presidente da FIFA, Joseph Blatter. O conteúdo do programa vazou neste domingo na imprensa norueguesa.

A investigação foi feita pelo repórter britânico Andrew Jennings, banido da FIFA e autor de livros sobre os bastidores da entidade. Entre 1989 e 1999, a empresa de marketing ISL foi a responsável pela venda dos direitos de TV das Copas, maior fonte de renda da FIFA.

No início da década, a ISL quebrou e quase levou consigo a FIFA. Um processo foi aberto e se constatou no ano passado que o pagamento de propinas ocorreu dentro da entidade e que a ISL servia como empresa laranja para impedir que o pagamento da corrupção fosse revelado.

Apesar da comprovação das propinas, os bastidores do processo, depoimentos e culpados foram mantidos em sigilo. Isso porque as partes envolvidas chegaram a um acordo: multa de 5,5 milhões de dólares (aproximadamente 8,9 milhões de reais) foi paga como punição. Pela lei suíça, quando há um acordo, os detalhes do processo são mantidos em sigilo.

Mas, segundo o programa Panorama, da BBC, audiências do tribunal com Teixeira e Havelange, no marco do processo, revelam que eles confirmam o pagamento da propina.

Para continuar lendo esta reportagem do Estadão, clique aqui.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − dezesseis =

4 Comentários

Roger em 23 de maio de 2011

De onde vem a expressão "BBC de Londres"? Por que não simplesmente BBC? Eles se auto-denominavam assim, mas agora não mais. Você tem razão, Roger. Vou cortar isso. Obrigado e um abração.

Paulista indignado em 23 de maio de 2011

Eu não acredito!!! O nosso ex-presidente, Dotô (não lembro de quê) já disse que a corrupção é coisa duzamericanus, ianqueimperialista. Eu ofereço pescoço delle se comprovarem esta acusação!!!

duardo em 23 de maio de 2011

Infelizmente nada vai acontecer à ele. Duvido até se a Globo vai dar algum destaque à essa notícia, ou se nossa justiça vai se interessar pelo assunto. Como pode um país do tamonho do nosso, não ter sequer um promotor honesto para colocar esses dois na cadeia. Será que todos os promotores desse país são desonestos e recebem propina dessa gangue?

Markito-Pi em 23 de maio de 2011

Mesmo a BBC levou muito tempo para descobrir o que todos sabemos ha muito tempo. Se nenhuma outra prova houvesse, bastava ver o contrabandista Teixeira( lembra do avião de 2002?)abraçado com um tal de Luis Inacdio, e aclamado poor um Orlando Silva. Já é crme inafianç´avel.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI