Image
O capitão Beckham ergue a taça de campeão: com ele, o Galaxy de Los Angeles faturou três vezes mais que na temporada anterior (Foto: LA Galaxy)

Aos 36 anos, recém-conquistado o título de campeão da liga de futebol dos Estados Unidos, a MLS, capitão do time do Los Angeles Galaxy e celebridade que não sai das manchetes, David Beckham tem tantos convites pela frente, com tanto dinheiro envolvido, e de diferentes partes do mundo, que ainda não sabe o que vai fazer.

O homem continua com estrela. Sua ida para o LA Galaxy, em 2010, triplicou o faturamento da equipe de lá para cá, levou o clube a vencer a Liga e, continuando o trabalho pioneiro iniciado por Pelé em 1974 a que se dedicaram, depois, outros grandes craques, como Franz Beckenbauer, despertou o interesse de uma grande parte do público americano para um esporte que, aos poucos, se consolida.

Image
Com Victoria em peça publicitária da marca Emporio Armani, em 2009 (Foto: Emporio Armani)

É claro que o carisma do craque inglês é vitaminado pela mulher, a ex-Spice Girl Victoria, 37 anos, mãe de seus quatro filhos – três meninos e uma menina, a caçula. Agora desfrutando sobretudo da condição tão século XXI de “famosa”, embora seja designer de moda, disponha de sua própria linha de roupas e acessórios, faça alguns trabalhos como modelo e pontas em filmes, Victoria é daqueles personagens que não dá um tropeção no salto altíssimo sem ser “notícia”.

Image
O casal Beckham, sempre alvo dos fotógrafos e das câmeras de TV

O marido recebeu, e já recusou, proposta para transferir-se ao Tottenham inglês. Há um clube italiano, que ele não revela, que gostaria de vê-lo voltar ao país, onde ele já atuou pelo Milan. Beckham, antes de tudo, tem convite para continuar atuando no meio-campo do Galaxy – ganhou 32 milhões de dólares para transferir-se do Milan para Los Angeles –, numa proposta tão atraente que inclui um ano sabático, um ano inteiro de folga, ganhando, para poder colaborar com a organização e divulgação das Olimpíadas de Londres de 2012 e desfrutar dos Jogos, um de seus grandes sonhos.

Os donos do LA Galaxy lhe oferecem, como alternativa a atuar na equipe, ajudá-lo a montar seu próprio time na MLS, ao qual se associariam.

Image
Passeando com os três filhos homens, este ano (Foto: US Magazine)

“Sempre tomei minhas decisões baseando-me em onde desejo jogar, mas agora tenho quatro filhos e cheguei a um ponto em que a família é o mais importante para mim”, disse Beckham ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport. Essa declaração enigmática não indica qual será seu próximo passo. O que Victoria e ele decidiram é que não vão se desfazer da casa, uma mansão de 22 milhões de dólares cercada de verde num ponto nobre de Los Angeles com nove quartos, seis banheiros, sauna, bar, piscina e outros confortos.

De todo modo, jornais europeus noticiaram que o casal andou vistoriando apartamentos em Paris – e, por coincidência, o Paris Saint Germain já há tempos tornou público seu interesse pelo homem que envergou 115 vezes a camiseta da seleção inglesa. O clube francês, agora de propriedade do emir do Catar, Amad bin Khalifa Al Thani, não tem problemas financeiros e abriga a ambição de fazer sombra a clubes como o Barcelona, o Real Madrid, o Manchester United e o Milan, tanto que já começou torrando 42 milhões de euros (103 milhões de reais) para contratar o argentino Javier Pastore ao Palermo, da Itália.

Image
A mansão em Los Angeles: US$ 22 milhões

O xeque Al Thani não brinca em serviço, e a uma eventual transferência para o PSG acrescentou a oferta de pagar um gordo salário para que Beckham exercesse, cumulativamente, algum posto – comentarista ou assessor da direção—da emissora de TV Al Jazira, de propriedade do governo do Catar.

Beckham, porém, quer um tempo. Agora, depois do título americano, conquistado no domingo, 20, ele quer curtir férias com Victoria e a garotada.

Conheça o site de Beckham e o de Victoria.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − dois =

4 Comentários

jader pereira em 12 de dezembro de 2011

Nunca o considerei um craque,mas vejo com bons olhos seu sucesso nos EUA.Com o bom futebol popularizado por lá,quem sabe não chegará o dia em que os filmes americanos priorizarão esse esporte?Chega de filmes de futebol americano e beisebol nas telas tupiniquins!

Marco em 01 de dezembro de 2011

Amigo Setti: Tu viu só a segurança e o conteudo triunfante do nosso amigo Nunes na TV Veja, tu tbm vai nos brindar com essa experiência ? Abs. Sem chegar aos pés do grande Augusto, quando eu regressar ao Brasil provavelmente faça algo do gênero. A partir do fim de janeiro, por aí. Um grande abraço.

Marco em 30 de novembro de 2011

Amigo Setti: Dentro d campo jogador q se notabilizou mais pela bola parada,apesar da excelente biografia, no mais junto com o Figo considero apenas um bom jogador. Mais ou menos, só q com a esquerda, o Éder de 1982. Abs.

Malur em 30 de novembro de 2011

Como esse casal é bonito! Ele, então, mais parece um anjo louro. Deus dá tanto a tão poucos, não é mesmo?!

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI