Cabritos tomando conta da horta: 14 dos 22 senadores investigados pelo STF exercem cargos importantes

Amigos, como diria a música do Chico Buarque: “Chame o ladrão!”

Os repórteres Edson Sardinha e Fábio Góis, do excelente site Congresso em Foco, fizeram um levantamento e descobriram que a maior parte – 14 em 22 — dos senadores sob investigação no Supremo por alguma maracutaia ou lideram bancada de partido, ou presidem comissão ou, mesmo, ocupam cadeira na Mesa Diretora e no Conselho de Ética do Senado.

Juntos, Suas Excelências acumulam 50 processos na Justiça.

Embora exista, num Estado de Direito como o nosso, a presunção da inocência – ninguém pode ser considerado culpado até ser condenado pela Justiça –, diria que não é muito agradável saber que 1 em cada 4 de todos os senadores da República responde a algum tipo de investigação no STF.

Dos 81 senadores, 22 aparecem como réus ou investigados em ações penais ou inquéritos em tramitação no Supremo.

Fique mais preocupado lendo a íntegra da reportagem aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário

  • Um senador deveria ser de alguma forma congelado se por algum motivo fosse investigado.

  • Alvaro

    Caro Setti
    Fique à votade para omitir minha formulação, mas do jeito que está, prefiro: “raposa tomando conta do galinheiro”. Com todo respeito, galinhas e galos dos ovos de ouro.
    Diante dos últimos acontecimentos políticos, os que o senador Aloysio Ferreira apontou, a condecoração de Jobin para Genoino, a volta triunfal de Delúbio, tenho minhas preferências. Não sei se são as melhores palavras nessa condição.
    Um abraço

  • Ana Paula

    Ricardo, desculpe falar sobre algo que não tem nada a ver com o post, mas eu só gostaria de dizer que essa senadora(ou deputada, sei la), a tal da Ana, que parece ter ganhado o concuros ‘quem ganha mais diárias’, (ela ganhou quanto? 17 mil reais?) só fica atrás do meu ex-chefe de trabalho no Censo. E devo dizer, as diárias dele também eram indevidas.

    Não é deputada nem senadora, cara Ana Paula, é a ministra da Cultura, Ana de Hollanda. E o que você conta, infelizmente, é muito comum “neste país”.
    Abraços

  • Flavia

    Setti, pela lista, podemos perceber, mais uma vez, FILIAÇÂO partidária não é atestado de bons antecedentes. Esta lá o PSDB e DEM para não me deixar mentir. É importante a mídia não perder de vista isso….
    abs

  • FERNANDO

    Nobre Ricardão, encontrei na página da (UOL) a seguinte informação: Procurador Gaúcho responsabiliza o PTralha-chefe(Lula) por mensalão. No último dia 17 de Abril, o procurador da república “Manoel Pastana”, encaminhou ao procurador geral da república representação em que responsabiliza o ex-presidente PTralha-chefe(Lula) pela existência do mensalão. Fonte: Congresso em foco. Abraço

  • fred monteiro

    ótima matéria setti.. só não concordo na sua citação de uma musiqueta do chico jabuti, que pra mim tá mais desmoralizado e mais por baixo (em questão de ética e honestidade) do que poleiro de pato… “chama o ladrão” ?!, no caso dele seria “me ajuda aqui colega, que a mana tá na pior” ?!

  • Vera Scheidemann

    Parece, até, ser condição “sine qua non” para
    que alguém assuma algum cargo importante
    que esteja respondendo a alguma investigação,
    processo etc. etc.
    Vera

  • Siará Grande

    Ôpa, peraí, Ricardo, mas quando o Chico Buarque falou em chamar o ladrão elle não estava pensando no Ministério da Culltura, estava?
    E agora uma observação sobre a comentarista Flavia abaixo. É infalível, quando um petista admite a corrupção no PT a justificativa é sempre a do Tavares: “Eu sou, mas quem não é?” Impressionante como os paladinos da virtude se renderam ao víco com tanta voracidade e velocidade. “Eu sou, mas quem não é?”

  • Not funny

    Todos fazendo a farsa, e o Chico é um deles… Quem “dá”o próprio apartamento sito em Paris para custear os honorário dos advogados que defendem delinqüentes do MST, com certeza está barganhando recursos do erário via algum descaminho para “legalizar” o pagamento dos advogados.
    Com tantos cabritos vai faltar legumes, não haverá MEGA juros nem MEGA impostos para manter legumes na horta.

  • Paulo Bento Bandarra

    Junte a turma do conselho de ética e fica uma maravilha! Acrescente-se o STF legislando contra a constituição e o quadro fica completo. Um Estado que se desmoraliza dia a dia…