Image
Lady Gaga nua na capa da revista cult “V”: valendo tudo para enfrentar a crise da indústria fonográfica

Uma quase irreconhecível Lady Gaga sem os cabelos descoloridos e a pesada maquiagem de sempre posar nua para a capa de V — revista trimestral cult de Nova York sobre moda, artes e espetáculos e gente –, como acaba de acontecer, é a repetição de um estratagema que cantoras pop, mesmo famosíssimas, vêm usando como forma de chamar atenção para discos em lançamento, no caso Artpop, diante de uma indústria fonográfica em crise brutal desde 1999 e só agora começando a respirar com resultados no mundo digital.

Os números oficiais da International Federation of the Phonographic Industry (IFPI) espelham como nada o que se passa: em 1999, a indústria da música em CDs bateu todos os recordes e faturou, no mundo todo, 38 bilhões de dólares. A partir daí, começou a queda, que se estendeu até o ano passado, quando dos 38 bilhões do pico atingido o faturamento desabou para 16,5 bilhões, mesmo com uma primeira e tênue reação — um crescimento de 0,3% devido à área digital.

Image
Sem cabelos descoloridos, sem a maquiagem acentuadíssima de sempre, Lady Gaga não foi a extremos ao posar para a revista (Foto: Inez Van Lamsweerde / Vinoodh Matadin)

“No começo da revolução digital, era comum dizer que o digital estava matando a música”, disse recentemente ao jornal The New York Times Edgar Berger, principal executivo do braço internacional da gigante Sony Music Entertainment. Agora, porém, segundo ele, “o digital está salvando a música”.

O faturamento digital provém de uma diversidade de fontes. As vendas de álbuns ou singles de serviços como o iTunes da Apple continuam a crescer. Especialistas consideram especialmente promissores para a indústria serviços de assinatura como Muve Music, Rhapsody ou Spotify, cujo total de assinantes cresceu 44% em 2012 e atingiu 20 milhões de consumidores.

Image
A nudez discreta — mas nudez — de Cristina Aguilera na capa de seu álbum “Lotus”

A nudez ligada à indústria fonográfica, porém, não é novidade alguma — longe disso. O beatle John Lenon e sua mulher, Yoko Ono, já apareceram em 1968 — há longos 45 anos, anos, portanto — em nu frontal na capa do álbum Unfinished Music No 1: Two Virgins, que trazia, na contracapa, os dois de bunda de fora.

O beatle a essa altura era riquíssimo, mas tomou a iniciativa porque pretendia causar impacto para trabalho feito em conjunto com a sempre rejeitada Yoko.

Os exemplos são incontáveis, e, no Brasil, Gal Costa mostrou os seios na contracapa e apareceu com a reveladora parte inferior de um microbiquíni em Índia, do também longínquo 1973.

Mas o fato é, diante da crise até agora crônica da indústria fonográfica, Lady Gaga veio somar-se a pop stars que vêm apelando para a nudez não apenas em revistas, mas, tal como o beatle ou a cantora baiana, nas próprias capas de seus CDs, discretíssimas, diga-se, em comparação com a de Lennon-Yoko ou a de Gal.

Image
Fotomontagem feita por computador por um fã para “Lotus” e publicada no site da cantora (www.christinaguilera.com)

Por exemplo, a americana Christina Aguilera surgiu nas lojas em um nu assimilável pelo politicamente correto americano em novembro passado, com seios e púbis disfarçados por cabelos e iluminação forte, na capa de seu CD Lotus.

A irrequieta Rihanna, de Barbados, no mesmo mês, veio nua da cintura para cima, mas com os grafismos dos títulos de diversas canções cobrindo os mamilos.

Image
Rihanna, nua da cintura para cima mas nem tanto, na capa de seu novo CD, “Unapologetic”

A própria Lady Gaga, cujo marketing alega que ela só grava em estúdio sem usar uma única peça de roupa — velha novidade, digamos assim, que a brasileira Simone apregoava fazer, há mais de duas décadas –, ousou um pouco mais, em seu Lady Gaga Remixes, de 2010, expondo quase o corpo todo, nu, embora devidamente acrescido de adesivos para poder estar à venda sobretudo nas lojas dos Estados Unidos, onde a patrulha do politicamente correto inviabiliza atrevimentos maiores.

Image
Lady Gaga, na capa de “Lady Gaga Remixes”

É justamente devido a essa questão que Kate Perry protagonizou, em Teenage Dream (2010) uma capa sensual, de nudez discreta, para o mercado americano, mas botou para quebrar com uma versão bem mais sexy — nua, segurando volumosos seios com as mãos — para a venda no exterior.

Image
Katy Perry, nudez angelical na capa de “Teenage Dream” para o mercado americano

 

Image
O material promocional do disco de Kate: bem menos comportadinho do que a capa

 

 

Image
Katy Perry, em “capa especial” de “Teenage Dream” para outros países que não os EUA

 

Image
Já em 1973 (em pleno regime militar) Gal Costa fazia atrevimentos com “Índia”

 

LEIAM TAMBÉM:

Fotos: críticas à bela Diana Krall por aparecer sexy demais na capa de seu último disco. O que é que vocês acham?

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 − 5 =

68 Comentários

Fã do Diogo Mainardi em 03 de agosto de 2013

Mas a Lady Gaga é feia, não pode ficar nua na capa, a Katy Perry pelo menos é bonita

RUI em 01 de agosto de 2013

Faltou só a melância ...

Thaís em 01 de agosto de 2013

Não conhecia essa outra capa do CD da Katy Perry... Parece fake... O que tenho em a mesma capa da edição americana. Sobre a Christina Aguilera, ela também posou nua para a capa de seu álbum Stripped de 2002. Abraço!

Patrícia de Sampa em 31 de julho de 2013

Ao comentarista mal humorado Carlos Alberto - 30/07/2013, às 6:44: este é um espaço de pessoas com educação, mesmo que não seja "(formal) superior ao quarto ano do antigo primário"; mas educação educada, sacomé? aquela que não humilha o seu semelhante. Se o Wesley não entendeu o problema de se escrever com maiúsculas ou minúsculas, o que isso te incomoda? É só fazer o que o simpático comentarista Marco - 28/07/2013 às 17:17 fez: explicar gentilmente. Será difícil fazer isso? Dói?

Rose Nascimento em 31 de julho de 2013

Adorei, o deixe de ser chato. Você é uma pessoa muito bem humorada mesmo. Achei as fotos apelativas, não há necessidade de tanta exibição para divulgar a música. Abraços. Você nem imagine o quanto sou bem humorado. Sempre, graças a Deus. Os raros momentos em que não sou é quando topo com leitores chatíssimos. Aí, por segundos, o humor muda, mas só um pouquinho. O Augusto Nunes e eu, que trabalhamos lado a lado na Redação do site de VEJA, que é continuação da redação da própria VEJA, rimos o tempo todo, e tanto, que às vezes até atrapalhamos o restante do pessoal. Nos divertimos tanto no trabalho que não é raro esquecer da hora de ir pra casa. Péssimo humor, o nosso.

Ismael Pescarini em 31 de julho de 2013

Escolheste bem a foto da Lady Gaga. Uma delícia, pois nem sempre a mais bonita é a melhor.

LIANDRO em 31 de julho de 2013

o lance é mudar sempre, estar sempre em evidência. mesmo que não garanta boas vendagens de discos, garantem bons contratos. agora, como artista ela pode nos surpreender com um disco tecnicamente superior; estou esperando.

anselmo em 30 de julho de 2013

A "caixa", ops, capa da Gal é a melhor......

carlos alberto em 30 de julho de 2013

Ao comentarista sonso wesley - 27/07/2013 às 16:46 digo que este é um espaço de pessoas com educação (formal) superior ao quarto ano do antigo primário. Quem patina com as letras tem dificuldade de entender conceitos intrincados como a proibição de textos em maiúsculas. Há sítios por aí que aceitam qualquer garrancho e arranjo de letras.

Marco em 28 de julho de 2013

Don Setti, Wesley, é q escrever em letras maiúsculas, pode expressar q você está gritando, formalmente. Abs.

Clenise em 28 de julho de 2013

Essa Lady Gaga é feia que dói, nan.

wesley em 27 de julho de 2013

tudo vale à pena desde que a letra seja pequena.

wesley em 27 de julho de 2013

Não entendi a relação entre maiúsculas e minusculas uma vez que, para sistemas informativos os codigos da informação(letras)sendo que tipo for são indiferentes para apresentação.

Natal Santana em 27 de julho de 2013

Parece uma boneca, rs... bonitinha, mas sem... os homens sabem do que falo! PS.: Setti: sou colecionador de Playboy e encontrei várias de quando você era responsável pela mesma. Era... Diretor, Chefe de Redação...? Não lembro o cargo. Mas, as fotos eram melhores que as de hoje, af... Fui Diretor de Redação de 1994 a 1999. Abraço

Wesley em 26 de julho de 2013

Como venho lembrando incansavelmente para os amigos do blog, as regras para publicação de comentários — que têm chamada permanente na home page para que possam ser consultadas — vedam a publicação de textos escritos somente em maiúsculas. Conto com sua cooperação da próxima vez. Obrigado desde já

Ronaldo Barra em 26 de julho de 2013

A foto de Lady Gaga é sem dúvida alguma erótica e bela. Apesar de existirem uns aumentativos que odeiam mulher. E a categoria aumenta a cada dia. É bom que isto ocorra, pois que sobra sempre alguém para a pobreza.

Santana*100 em 25 de julho de 2013

Gostosa mesmo é a Katy Perry!

Carlos em 24 de julho de 2013

Sem aquela fantasia de palhaça, até que ela fica bem gostosa! Quem discorda ou é boiola ou mulher invejosa!

Paulão em 24 de julho de 2013

Prezado Setti, Com essa magreza, com essa cara e com esse cabelo, a Lady Gaga sentada nua, tapando o sexo com a mão, fica parecidíssima com uma maluca, viciada em crack, esquelética, que, de vez em quando, desfila nua pelas ruas do bairro onde moro. Essa menina tem que comer mais proteínas, botar um corpitcho mais carnudo, sô!

Ronaldo Barra em 24 de julho de 2013

Muito boas as fotos. E a de Lady Gaga, sensacional! Eles não só mostram como têm o que mostrar.

paolo em 24 de julho de 2013

Seu comentário foi deletado por conter linguagem incompatível com o blog. Aqui não é lata de lixo, meu amigo.

José Carlos Colodette em 24 de julho de 2013

Ok!. fotoshop deixa todas espetaculares. Mas não deixa de ser apelativo.

kate em 24 de julho de 2013

Barbaridade, que comentário cafajeste, o que acabo de deletar. Você é "Kate" mesmo?

Reynaldo-BH em 24 de julho de 2013

Linda a foto da Lady Gaga. Melhor do que a obra dela. Hehehe. Prova que erotismo não é pornografia. (Setti, vou baixar uns links da dita Lady!)

celeraman+ em 24 de julho de 2013

Parodiando aquele estilo de slogan "redundantístico": mulher bela é mulher sem feiura!

Angelo Losguardi em 24 de julho de 2013

Mais uma overshaved. Snif. Correu uma lágrima aqui...

Maria Anthonia em 23 de julho de 2013

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk final da "istoria'': caindo no esquecimento, exasperam.... hospício é o lugar correto para o The End...... ou C'est fini.

LUcas em 23 de julho de 2013

Caro Lucas, comentários em letras maiúsculas não são aceitos pelas regras do blog. Contamos com sua compreensão. Abraços

Antonio Carlos em 23 de julho de 2013

A música como expressão de arte maior, que alcance a alma, desperte emoção, entrou em decadência com a era MP3, justamente porque detalhes da música foram retirados e começou-se a aceitar o lixo como expressão musical. Dali para frente, o número de notas diminuiu e a música foi empobrecendo. Vende-se shows pela performance, pela apresentação do cantor grupo, que tem de ser midiático. Se não, perde, nem conquista espaço algum. Cito um exemplo acho Criolo um dos grandes cantores, letristas que surgiu os últimos 10 anos. É um sujeito tímido, não sabe se apresentar na TV e em outras mídias, logo terá imensa dificuldade de furar o bloqueio da mediocridade. Então, para concluir, nada mais natural do que ficar nua para aparecer e vender os shows, porque a música não vende muito mesmo.

Evair Peroais em 23 de julho de 2013

Engraçado que com a Preta Gil não deu certo

edinho gomes em 23 de julho de 2013

Não digo quem é o maluco entre nós dois porque, diferentemente do que ocorreu com você, eu absorvi direito as lições de boa educação que minha santa mãe me deu. Seu comentário foi deletado por cafajestismo explícito.

Érica em 23 de julho de 2013

Antes de soltarem comentarios maldosos e preconceituosos sobre Lady Gaga e seus talentosé bom saber que aos dezessete anos foi aceita precocemente na Tisch School of Arts da Universidade de Nova Iorque

Carlos em 23 de julho de 2013

Me surpreende alguém que já trabalhou na "Playboy" ficar chocado com o uso da nudez nas capas de discos. Seria alguma mágoa? Como tem gente que delira... E onde é que você leu, de onde diabos concluiu que eu fiquei "chocado"?

Ismael Pescarini em 23 de julho de 2013

Em minha opinião, vender um álbum, ainda se chama assim?, onde apenas uma música se salva é uma árdua tarefa. Não vejo porque uma Norah Jones, que aliás é muito bonita, tire a roupa.

Marco em 23 de julho de 2013

Don Setti, Viu só q abertura arrasadora ao " vento" de minha prima. ( Risos).Claro, Setti, q não dá para ficar aborrecido. Se ainda existe alguém malicioso... (Risos)... no mundo. Abs

Brasilino Brasa em 23 de julho de 2013

Deste jeito, sem "pintura de guerra" e se não for photoshop, é claro, "morre fácil". Hoje a musica é comercializada de todas as formas e a indústria fonográfica deveria se preocupar mais em melhorar as formas de vendê-la, facilitando o acesso e barateando custos.

Ariel Sullivan em 23 de julho de 2013

Não basta ser talentosa. Nâo precisa nem ao menos ter voz. De preferência, não se deve ser profunda, introspectiva, séria. Tem que ter carisma (e coxas, bunda, seios e tudo o mais). O que poderia, nos dias de hoje, ser mais democrático e acessível que o Pop?

TADEU em 23 de julho de 2013

Desculpas, caro Tadeu, mas seu comentário foi deletado porque as regras para publicação da opinião dos leitores no blog vedam textos escritos somente em maiúsculas. Conto com sua cooperação da próxima vez. Desde já, obrigado.

Marcio M. C. em 23 de julho de 2013

Tremenda gata, a Lady Gaga. Não vejo nada demais em expor um pouco o corpo, seja na capa dos discos ou onde for. Estamos no século XXI. Lindas também as outras -- a Rihanna é feia de rosto mas, no resto...

jto em 23 de julho de 2013

a música acabou no início dos anos 90. eu vejo meus filhos curtindo rock de bandas dos anos 70, que eu ouvia quando eu era adolescente. todas as festas dos jovens que eu vou terminam o evento com hits dos 70 e 80. francamente, a indústria vai melhorar o dia que os produtores se preocupem mais com a música e menos com a aparência do artista

Márcia Maria em 23 de julho de 2013

Q gringa ousada, essa !

Ghost em 23 de julho de 2013

Ta com um corpão a lady gaga .

Lucas em 23 de julho de 2013

Cara essa foto ta bonita

Bruno Sampaio em 23 de julho de 2013

É por isso que durante audições para instrumentistas na música clássica o candidato se apresenta atrás de um biombo, justamente para evitar que uma violoncelista gatíssima tire a vaga de outra nem tão bela, mas melhor instrumentista. Na musica pop, cada vez valem mais as caras, bocas e bundas do que a tão maltratada musica. A musica como forma de arte, para apreciação estética, é quase uma lingua morta, pelo menos na cultura de massa.

Graça Vagner em 23 de julho de 2013

Ricardo, que acha de procurar e publicar alguma nota fiscal emitida para o FORO DE SÃO PAULO para a gente saber mais informações sobre esta “entidade”? Outra: o que acha de buscar o CNPJ do FSP, se é que ele existe? Informações adicionais a gente encontra nos proprietários do http://www.forodesaopaulo.org e http://www.forodesaopaulo.org.br. GV

bruno cavalcante em 11 de abril de 2013

eu atorei a foto da ladi gaga e isso ai oi o apoio

Junior em 03 de novembro de 2012

Este modesto blog não é "VEJA", como você pretende, é um blog de um colunista independente que integra os quadros do site de VEJA. E sua crítica é desrespeitosa. Não vou publicar, não. Tenha mais educação que eu publico.

Leandro em 31 de outubro de 2012

Olha, uma coisa é certa, foi uma ótima sacada do jornalista mesclar o assunto crise com nudez e popstars. Chamou a atenção de muita gente. Parabéns ao jornalista.

Tcheves em 30 de outubro de 2012

Se a Katy Perry morasse em Ipanema na década de 60, ela seria digna de uma música do Vinícius. Linda demais.

anderson em 30 de outubro de 2012

christina aguilera alem, de ser belissima tem uma voz maravilhosa , é uma artista completa tem mais q mostrar a beleza msm, vou comprar lotus com certeza canta muitooooooooooo

Ana Carolina Grymberg em 30 de outubro de 2012

Na capa do cd "Stripped" de 2002, Christina está de calça jeans e seios cobertos apenas pelos cabelos.No "Back to basics" de 2006, tbm aparece coberta apenas por lençóis numa cama.Além do encarte do "Bionic" de 2010, no qual há várias fotos em que ela aparece totalmente desnuda,com truques criativos para esconder suas partes íntimas.(obs:as fotos sempre tem uma ligação com as músicas) Então,fica claro que Xtina faz isso de uma forma artística e com um motivo pessoal,e não apelativo.

Tuco em 30 de outubro de 2012

. He, he, he... Pena que a capa de um CD é pequena (mas pode haver um encarte maior...). Nos LPs as fotos eram bem maiores! E a comentarista Sofia - 30/10/2012 às 12:03 não entendeu o espírito que há nas entrelinhas do tópico. Que mal tem ser a foto falsa? O que importa é que a retratada esteja nua! Peladona. . A Sofia chamou minha atenção para o fato e descobri que a foto consta do site oficial de Christina Aguilera como montagem feita por um fã. A foto está no post, agora, com esta explicação. Abração

José de Araújo Madeiro em 30 de outubro de 2012

Ricardo Setti,Para Augusto Nunes, da Revista Veja. O Poder PTralha, um poder que se projeta nas sombras de crimes diversos: Não devemos perde a meta: a de fragilizar e dividir o Poder PTralha. O Traécius,de Minas Gerais, está agora como uma rainha de Sabá: cortejado por todos. Todos o querem como vice, até mesmo a Dilma se pudesse. Mas, a Dilma vai tentar reorganizar suas forças sob argumentos de garantir à governabilidade e buscar a reeleição em 2014. O momento é oportuno para nós eleitores. O PMDB não vai querer perder espaços no Governo e é, ainda, muito forte. O Poder, felizmente, está se dividindo. Certamente, veremos uma dança de ministérios e reagrupamento de forças. E nós, vamos batendo no mensalão para mais fragilizar o PT com o seu Foro de São Paulo.E isto é o que nos importa. A politicalha que se entenda. Abs, Madeiro.

Sofia em 30 de outubro de 2012

A segunda foto da Christina Aguilera é fake é fã made. Poderia dar uma pesquisada né amigo....

Tuco em 30 de outubro de 2012

. FORA DO TÓPICO Disso já sabíamos... Agora falta sabermos onde vamos parar! http://goo.gl/RQm3t .

Marco em 30 de outubro de 2012

Dom Setti: Tbm se precisa seduzir os olhos com beleza, o problema é se tb seduz os ouvidos... Abs. PS- Ontem não consegui comentar tinha sumido, os comment e os registros. Pensei q tinha me excluído. Risos. Alias, tb pensei do A. Nunes, ele teria motivos depois d sábado. Q o imponente foi roubado. Mas com ele apareceu o comment. Marco, meu caro, você nunca seria excluído. É que o site de VEJA andou sobrecarregado com o enorme número de acessos nesse período eleitoral e, aqui e ali, deu problemas. Você será sempre muitíssimo benvindo. Um abração!

Sergio the original since 1ª Leitura em 30 de outubro de 2012

Não gosto desse tipo de coisa! A despeito da beleza das cantoras não é o corpo que estão vendendo, mas músicas! Abs

Ismael Pescarini em 30 de outubro de 2012

Pobre da Nana Caymi.

Tadeu em 30 de outubro de 2012

Só pra constar: a segunda foto de Aguilera é fake (aquela que ela está sentada). Além disso, o motivo de Aguilera é bem mais profundo do que essa simples "apelação" a que você se refere. Imprensa brasileira, sempre procurando pontos negativos para comentar, e esquecendo das coisas mais importantes. Não procurei ponto negativo algum, Tadeu, e ainda mostrei belas mulheres. Deixe de ser chato. Mas obrigado pelo aviso sobre a foto. Vou ver como faço com ela.

Tuco em 30 de outubro de 2012

. Descontado o fotochópi, essa LGaga é um tesão! Poderia nos brindar com mais sensualidade já que a voz, sem Auto-Tune... .

Marina Ash em 30 de outubro de 2012

Adorei a iniciativa dessas cantoras! Parabenizo as capas! Muito bom gosto. As vezes é melhor estar nua que errar no figurino, isso sim é um insulto a moda e a mulher . Arrasaram! Irei comprar o Lotus, porque além de ter a licença artística e o conceito vanguard, certamente terá ótimas canções dessa grande artista que é Christina Aguilera! Que voz incrível. Leiam um livro ou Vogue antes de perder tempo criticando esse manifesto conta a indústria. Prfvr

maria luiza guião bastos em 30 de outubro de 2012

Muito obrigado por suas palavras que, a seu pedido, não publico, prezada Maria Luiza. Quanto ao Jornal da Tarde, é uma pena sua morte. Na minha opinião, se voltasse, atualizado, à fórmula dos primeiros anos teria um grande diferencial em relação aos demais. O atual JT não tinha absolutamente nada que ver com o original. Quis mimetizar outros jornais supostamente "populares" e deu no que deu. Abraço

carlos eduardo em 30 de outubro de 2012

Prezado Ricardo Nos anos 60 e 70 eu entendo que o quase nu da Gal aumentasse as vendas , afinal a censura obrigou o álbum a ser colocado dentro de um envelope plastico azul , o que aumentou a curiosidade , mas , hoje , o nu e a pornografia são de fácil acesso e grátis na Internet. Não creio que um jovem hoje se excite com essas fotos , uma capa inteligente deve vender mais que esses nus patéticos. Ricardo , no mesmo ano de Índia saiu um disco com uma capa realmente inteligente e também censurado , Todos os Olhos (1973) de Tom Zé , a capa era simples , uma modelo com uma bolinha de gude na boca, não precisou de seios ou biquíni , aquela foto incendiou a cabeça de muita gente ha 40 anos atras.

Brasilino Brasa em 29 de outubro de 2012

Muito bem lembrado pelo compatriota Antônio, hoje não se sabe mais o que é verdadeiro e o que é ilusão, deveriam dizer o que foi utilizado para processar a imagem. A baiana Gal com certeza ganha 10, sem photoshop, silicone, maquiagem ou outra coisa que engane o público.

AlexRio em 29 de outubro de 2012

Prefiro a Adele, que canta muito mais, as musicas são muito melhores, é gorda e não tem frescura.

Angelo Losguardi em 29 de outubro de 2012

Verdade, a última capa dá de dez a zero nas outras.

ALIOMAR em 29 de outubro de 2012

E VERDADE. MUITA CAPIVARA FICA MELHOR COM PHOTOSHOP E CIRURGIA PLASTICA, COMO ILUSTRADO PELA DILMA E DONA MARISA LULA. JA A IRINY E A MARTAXA RELAXA E GOZA NAO TEM JEITO NEM COM TRANSPLANTE.

Anônimo Paulistano em 29 de outubro de 2012

A capa de Gal ainda é imbatível, principalmente para os que tem saudade do tempo que um par de peitos era apenas um par de peitos. Sempre será importante ressaltar que quando Gal fotografou para a capa de Índia não existia nem o conceito de photoshop e muito menos os recursos hoje disponíveis, recursos que, diga-se de passagem, conseguem transformar uma capivara gorda em uma obra de Botero impressa.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI