Caracas, vista do apartamento em que fiquei no Hotel Crillon para reportagens para Visão que incluíram também uma estada no Peru. Praticamente não utilizei a câmera amadora que então portava, mas registrei esta vista da capital da Venezuela, já então um impressionante conglomerado urbano espremido no fundo de um vale.

O fundo do vale compreendia a região central da cidade, com o “paliteiro” de edifícios comerciais e autopistas sempre congestionadas tomando conta de tudo, na maior parte do ano sob um calor sufocante.

Nas elevações em torno do vale ficavam os bairros de classe média alta e dos ricos de verdade, distantes da poluição do centro, com alamedas verdejantes e mansões espetaculares, todas denominadas “Villa Tal” ou “Villa Qual”. Uma peculiaridade enlouquecedora para os estrangeiros era a característica de as ruas não terem nome.

Foto de 21 de novembro de 1974.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 3 =

TWITTER DO SETTI