O bilhete de Augusto Nunes me pergunta, na linguagem cifrada que usávamos, se as três figuras da foto, molhadas pela chuva durante frustradíssima ação de “piquete” na porta do Estadão em maio de 1979, seriam os jornalistas Nirlando Beirão, Renato Sardenberg e Paulo Nogueira.

Quase acertou: o primeiro da esquerda para a direita não era Beirão, mas sim Aluizio Maranhão (que, 12 anos depois, seria DIRETOR do Estadão). Os outros dois, foram na mosca: Renato Sardenberg — que, anos depois, seria editor de Política do jornal, promovido por mim, como editor chefe — e Paulo Nogueira que, durante o período em que estive no Estadão, era o excelente subeditor da seção Internacional.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + dezessete =

TWITTER DO SETTI