Image
O vice de Chávez, Elías Jaua: “defender até a morte” o mandato do chefe

Há 14 dias a Venezuela vive a esdrúxula situação de ter um presidente da República — o homem-forte do país, coronel Hugo Chávez — governando o país desde Havana, em Cuba. E ainda deve ficar por lá por mais “10, 12 dias”, segundo seu irmão, Adán, para recuperar-se da cirurgia de emergência a que se submeteu no dia 10 passado para retirada de um abcesso na região pélvica. O grau de gravidade do problema de Chávez é guardado a sete chavez pelos governos de Caracas e de Havana.

O absurdo da situação vinha sendo considerado inconstitucional pela oposição, que insistia pelo menos na posse interina do vice-presidente, Elías Jaua — que se negou a fazê-lo. “Comigo não se enganem senhores da direita”, disse Jaua. “Sou um homem de honra, forjado os valores da lealdade, da amizade e dos princípios. Vou defender com a minha própria vida o mandato constitucional do Presidente Chávez”.

O problema acabou sendo resolvido com a autorização da Assembléia Nacional para que o presidente se ausentasse do país “pelo tempo necessário à sua recuperação”. A autorização original, necessária mesmo na semiditadura venezuelana, era de 5 dias, para Chávez poder visitar o Equador, o Brasil e Cuba, onde teve o problema de saúde.

A Assembléia, de 165 deputados, na qual Chávez tem maioria apesar de ter perdido a eleição do ano passado, aprovou com 94 votos chavistas a permanência do coronel na ilha do coronel “enquanto for necessário”, “condenando”, segundo a direção de seu partido, o Partido Socialista Unificado da Venezuela, a “campanha de desestabilização empreendida pela direita”. Uma das deputadas chavistas, Cilia Flores, acusou os deputados da oposição de atuar como “vampiros”.

Leia mais sobre o que informa o irmão de Chávez aqui.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × quatro =

12 Comentários

fabio jose em 28 de junho de 2011

minha nossa esse pais nunca vai se livre desse ditador chamado hugo chaves chega de cumunismo na america latina so vai mudar isso quando o povo da venezuela faser sua nova revolucao.

Jefff em 27 de junho de 2011

È uma besteira sem tamanho toda vez que um presidente sair do pais ter que passar interinamente o cargo ao vice-presidente. Como se não existisse e-mail, telefone e outras formas de se comunicar. Isso sempre foi criricado por aqui...mas como coerencia não é o forte por aqui.

Márcia Maria em 26 de junho de 2011

Sr. Setti, Os Hugos Chaves do Cpers gaúcho, estão todos no Mec. Paulo Egon, Lúcia Camini,Juçara Dultra e Simone Goldschimidt. Os sindicatos hoje viraram especialização pública no Brasil.

Jotavê em 25 de junho de 2011

O ponto alto do governo petista, na minha opinião, foi o momento em que Lula ordena aos parlamentares do PT que não avancem na tentativa de conseguir um terceiro mandato. Ninguém - nem Chávez, nem ninguém - jamais reuniu as condições que Lula tinha para conseguir essa reeleição. Teria sido um passeio. Tendo a reeleição nas mãos, com índices de popularidade batendo na casa dos 80%, Lula mandou os parlamentares da base governista recuarem. Logo em seguida, lançou Dilma Rousseff - uma técnica - como candidata. Qual é a diferença com Chávez? Lula tem uma compreensão profunda da importância das instituições democráticas. Toda a sua trajetória, desde São Bernardo, está marcada por esse compromisso com as instituições. Chávez, não. Ele vê as instituições como um metal maleável, que ele torce conforme seus interesses. O resultado é esse que estamos vendo. A doença do caudilho gera uma crise no país. O regime venezuelano é Chávez. O governo do PT não é Lula - e quando havia tudo para que se tornasse, o próprio Lula tomou a INICIATIVA de recuar. O Brasil teve sorte até com seus ditadores. Continua tendo sorte com seus presidentes.

Roberto em 25 de junho de 2011

Realmente Setti, vc tem razão(eu me confundi com a história do controlador Clodobaldo Russián, este sim, transferido para Cuba após sofrer um AVE isquêmico - e logo depois veio a óbito) . Por alguma necessidade, HC teve que ser atendido lá, às pressas. Mas é muito estranho que ele TENHA que permanecer lá. Cuba está a 1h-2h de vôo dos EUA (no máximo)e qualquer UTI móvel poderia levá-lo pelo ar até lá. Então, ou ele está num estado gravíssimo que impede a remoção ou há algo "a sete chavez" que só poderia permanecer trancado ali, entre ele e seus aliados cubanos. Tudo isso me parece muito nebuloso. O tempo dirá (ou não). Muitos fatos graves estão ocorrendo na Venezuela desde maio.Críticas do governo americano à PDVSA; um apagão(10/6) causado por falha em El Tablazo deixando sem luz Táchira, Mérida e Trujillo;rebelião sangrenta em El Rodeo (11/6)com armas pesadas e muita droga com os presos e agora essa história sobre a saúde de HC. Vamos aguardar.

tico tico em 25 de junho de 2011

Que ninguém tenha medo, vaso ruim não quebra! Mas que tem uma fila tem, começa na ilha e passa pelo Brasil...

Paulo Bento Bandarra em 25 de junho de 2011

Cuba já teve na sua história situação parecida, Fidel ficou quase um mês no Chile de Salvador Alende acendendo fogueiras antidemocráticas e governando Cuba desde lá. Nada anormal em ditaduras e reinos. So evidencia a incompetência do vice de Chávez, Elías Jaua. Seria um golpe assumir o seu papel constitucional!!! Podê???

Mari Labbate em 25 de junho de 2011

SETTI, por razões que somente o Universo conhece, o ditador Hugo Chávez TINHA que passar mal, em Cuba, a problemática ilha. Totalmente ilegal a decisão do vice-presidente não assumir o governo. O Brasil, na anterior gestão, também experimentou situações análogas, com a terrível doença do vice-presidente. A senhora Cilia Flores está equivocada, pois os "vampiros" são eles do partido chavista e não os oposicionistas, que estão defendendo a Legalidade, no País. Ofendo-me, profundamente, quando diagnósticos precisos deixam de ser veiculados. Por acaso são deuses, que não adoecem???? Ou, nós humanos, não podemos saber dos desequilíbrios, em seus corpos físicos???? ABBRACCIO!

Roberto em 25 de junho de 2011

"...a sete chavez..." essa foi boa hehehe. Brincadeira à parte, chego a pensar que ele deve estar louco. Um chefe de Estado se tratar em Cuba? No ranking de países em citações por paper -1996-2009 (na área da medicina)Cuba fica em primeiro lugar - com a lista de cabeça para baixo. Isso dá uma ideia de que a coisa lá (na área da medicina)não anda bem. Fonte: http://www.scimagojr.com/countryrank.php?area=2700&category=0&region=all&year=all&order=cd&min=200&min_type=it P.S.1: aqui no Brasil, embora tenhamos ilhas de excelência (onde Chávez poderia se tratar), não estamos nada bem. Ficamos em 90o lugar. P.S.2:qual a razão que o levou a se tratar em Cuba? Amigo Roberto, se você ler com calma o post vai encontrar a razão de ele ter sido operado em Cuba. Ele não foi se tratar lá. Estava em visita à ilha quando teve um problema e precisou ser atendido e submetido com urgência a uma cirurgia. Abraço

Corinthians em 25 de junho de 2011

Este Chavés e sua base de apoio são uma piada. Infelizmente de mau gosto, pois quem sofre é o povo da Venezuela. Pelo menos isso demonstra que o Brasil não chegou ainda no fundo do poço - a "companheira" Venezuela nos mostra que é sempre possível ficar pior...

Temre em 24 de junho de 2011

O governo de Caracas se mudou para Cuba. Agora existem os governos de Havana para Cuba e Venezuela.

Alexandre em 24 de junho de 2011

Que coisa hein? É um absurdo! O que mais falta acontecer?

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI