Chávez, o caudilho, o amigão do tirano Ahmedinejad, vai mesmo aterrissar no Mercosul

Chávez e o amigão Ahmadinejad, o apedrejador de mulheres: porta aberta para a Venezuela no Mercosul (Foto: veja.abril.com.br)

Amigos, a Unasul — essa fantasmagórica União das Nações Sul-Americanas, que ninguém sabe direito para que serve –, após reunião de seus representantes em Lima, no Peru, “apelou” para que o Paraguai conduza eleições “transparentes e democráticas” em abril do próximo ano, de forma a poder terminar a suspensão imposta ao país em decorrência do impeachment do presidente “bolivariano” Fernando Lugo, no mês passado. (Se quiser, leia aqui).

Ao mesmo tempo, o Tribunal Permanente de Revisão do Mercosul, composto por cinco magistrados, rejeitou apelo do Paraguai contra decisão dos cinco países do bloco — inclusive o Brasil — de “suspender” Assunção até a realização das eleições. Como o Senado do Paraguai era o único corpo legislativo que resistia, até então, há seis anos, à entrada da Venezuela no Mercosul por não se tratar de uma democracia — como exigem os estatutos do bloco –, foi o caminho aberto para que o governo do caudilho Hugo Chávez entrasse pela porta dos fundos.

A decisão é definitiva (leia aqui).

Assim, o caudilho que muda leis para ganhar eleições que perde, que interfere no Judiciário, que confisca empresas privadas, que esmaga a imprensa independente, que usurpa poderes de autoridades oposicionistas, como governadores de Estado, que debocha da oposição, que mantém relações calorosas com regimes párias como o do Irã e usa o cargo e até o câncer que o acomete como forma permanente de propaganda para manter-se no poder está sendo, finalmente, acolhido no Mercosul, passando por cima de sua “cláusula democrática”.

Só para refrescar a memória:

A reunião do Mercosul em Mendoza, na Argentina, em que se resolveu “suspender” o Paraguai: manobra para Chávez entrar pela porta dos fundos (Foto: Reuters)

O Senado paraguaio, diferentemente da maneira covarde com que se houve o Congresso brasileiro, se apegou à chamada “cláusula democrática” do Mercosul, segundo o qual só podem integrar o organismo países plenamente democráticos, com eleições livres, liberdade de imprensa, liberdade de opinião, liberdade sindical, Justiça livre e independente e respeito às minorias, entre outras exigências.

Essa cláusula, justiça se faça, foi inserida nos tratados de formação do Mercosul pelos então presidente José Sarney, do Brasil, e Raúl Alfonsín, da Argentina.

Com Sarney, naquele momento, a diplomacia brasileira viveu um bom momento. Com a presidente Dilma, de braços dados com Cristina Kirchner, o país adotou uma atitude vergonhosa, desde quando aprovou a suspensão do Paraguai, na reunião do Mercosul realizada em Mendoza, na Argentina, no mês passado.

Agora a coisa está concretizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + 11 =

Nenhum comentário

  • Mairalur

    E nada podemos dizer: nosso Congresso já havia aprovado a chegada do ditador venezuelano ao Mercosul.Sim, dele, pois a Venezuela é um mero detalhe, como diria o humorista.

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Amigos.
    A Venezuela é uns dos países da OPEP,país que faz uma enorme fronteira com o Brasil e principalmente fronteira amazônica.
    Na Venezuela as Instituições funcionam,imprensa livre e atuante,partidos de oposição atuantes.
    Chavez é eleito e reeleito por voto popular, com eleições honestas,com supervisão de organizações séria e confiáveis sempre atestando legalidade no processo.
    Se o Chavez é vitorioso uma única explicação – tem amplo apoio popular.
    Um MERCOSUL sem a Venezuela é um MERCOSUL menor e agora com ela dentro – é o fortalecimento da unidade da América do Sul.
    Benvinda Venezuela.
    Pedro Luiz

  • Reynaldo-BH

    A entrada de um país em um organismo internacional deve obedecer às regras ditadas – e impostas – pelo próprio organismo.
    O MERCOSUL nasceu como sucessor da ALALC (existente após a Segunda Guerra Mundial) e a ALADI, em continuidade ao Acordo de Montevidéu.
    Foi importante para o Brasil quando este, fechado ao mundo, contava com a AL para ter uma única saída.
    Houve sim um aumento do intercâmio comercial e cultural entre os países integrantes.
    Mas o que fazia a diferença entre o MERCOSUL e outros organismos de proteção (sim, por que não?) institucionais, era a defesa da democracia em uma região abalada por ditaduras periódicas.
    Quando se fala em imprensa livre na Venezuela (e mais, atuante!) e partidos livres (basta não prender opositores ou seria preciso não processá-los por crimes de opinião?) como exemplo de democracia, receio que a análise esteja exprapolada na essência.
    Ninguém pode negar que existem regimes que se sustentam baseados nos mais diversos artifícios populistas. Sejam estes de clientelismo, assistencialismo ou demonização de adversários. Ameaças e perseguições. Disparates e megalomanias expostas como argumentação política e factual.
    Campanha de opositores que precisam debater ideias e evitar milícias de simpatizantes do chavismo.
    Ou aceitar o embargo de petróleo ao Paraguai por parte da Venezuela, como punição que em nada difere da imposta pelos USA a Cuba.
    Democarcia não é só votar e ser votado. Sempre cio que Sadam tinha mais de 98% dos votos no Iraque. dado real e histórico.
    E não legitimava o regime do ditador.
    Diatribes como apoiar o ditador do Irã quando vende 80% da ÚNICA riqueza da Venezuela (petróleo) aos USA (que são demônios), responsabilizar “raios de sistemas do imperialismo que provocam câncer em governantes de esquerda da AL”, prender juízes por discordar, usar a TV pública em discursos de mais de 6 horas! (o recorde foram 11 horas e 40 minutos!), colocar amigos e parentes em postos-chaves (sem trocadilho, por favor) de governo, criar as “missiones” que não educam nem dão profissão a deserdados, impor a reeleição indefinida a um Supremo (da Venezuela) notório por ser composto de “juízes” escolhidos in totum pelo presidente, apoiar as FARC com dinheiro e armamento, entre tantos absurdos, coloca a Venezuela de hoje (o ESTADO e nunca a nação!) com o exemplo do que a fundação do MERCOSUL pretendia evitar.
    O mundo gira e a Lusitana roda.. já dizia o antigo slogan carioca de uma empresa de mudanças.
    O que afrontava a tantos na época sombria de generais tiranos na AL (sem esquecer que Chavez é um deles!) hoje parece ser motivo de insuspeito orgulho.
    Os fatos não mudam. As interpretações sim.
    Não creio que todos os que defendam o ingresso da Venezuela aproveitando um “golpe” no Paraguai ( na visão dos que defendem o golpe no golpe!) sejam desonestos. Não são.
    Estão imbuídos de uma pressa – até justificável – que os fazem passar por cima de leis, acordos, regras internacionais e coerência.
    Os fins – mesmo admitindo que sejam nobres, o que não concordo! – jamais justificam os meios.
    E uma democracia é poder dizer NÃO!
    Mesmo quando o SIM seja uma marca ideológica.
    Acimas destas sempre haverá o conceito de cidadania.
    Que implica em respeito às minorias e observância ao rito aceito.
    Chavez fez da Venezuela o que o famigerado Somoza fez com a Nicarágua.
    Um era de direita. O outro se diz de esquerda.
    Para mim, não há diferenças.

  • Tuco

    .

    O Mercosul tem o mesmo valor
    do chorume que escorre de um
    saco de lixo.


    .

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Ô ReynaldoBH:
    Como está você?andávamos preocupados e eu muito.
    Bom seu artigo,dentro da visão da grande imprensa esta perfeito e não estou usando nenhum tipo de ironia,você confia nas fontes da grande mídia.
    Acusações de armas e dinheiro para as FARCs,falsa democracia na Venezuela…
    A única tentativa de chegar realmente ao poder pela oposição,foi um golpe militar e sempre com o Departamento do Estado dos USA – chegaram ao poder,fecharam o judiciário,fecharam o congresso,colocaram entidades e movimentos sociais na ilegalidade e ordem de prisão em massa – “novo líder democrático” um tal de Pedro Chamorro(?)dono de uma Rede Globo venezuelana – APOIANDO UM GOLPE e NÃO a LEGALIDADE e pasme – fechando a empresa estatal de televisão – lamento, não chamo isso de democracia e muito menos democratura,e sim a velha e cruel ditaduras das elites econômicas nacionais e internacionais.
    Não me levo apenas pela grande mídia e muita gente séria escrevem lá – mas os chamados “blogues sujos” e “imprensa suja” existem contrapontos e não a opinião única e infalível que a grande mídia se arvora.
    Parabéns por estar de volta e em grande estilo também!
    Um abraço do amigo
    Pedro Luiz
    PS – não assusta a gente,desaparecendo como ficou!

  • ALBERTO SANTO ANDRE

    COMENTANDO SOBRE O MERCOSUL, UMA REPORTER DA CNN EM ESPANHOL, PERGUNTOU SOBRE O BRASIL E A SUSPENSAO DO PARAGUAI A UMA PROFESSORA DE UMA UNIVERSIDADE DA CALIFORNIA ,ESTA VENEZUELANA,E A MESMA AFIRMOU QUE ALEM DO EQUIVOCO DA SUSPENSAO DO PARAGUAI,DO MERCOSUL, O BRASIL ESTA PERDENDO O POUCO DE LIDERANCA QUE TINHA DENTRO DA AMERICA LATINA ,VISTO QUE DESDE ALGUNS ANOS SO TEM SERVIDO DE MARIONETE E PORTA VOZ, PARA O QUE DIZ E MANDA CHAVEZ ,INCLUSIVE A SUSPENSAO DO PARAGUAI E A ADMISSAO DA VENEZUELA, QUE FERE TODO O PROTOCOLO DE FORMACAO DO MERCOSUL,POIS ATE INSULZA ESQUERDISTA DE CARTEIRINHA, AFIRMOU QUE NAO HOUVE GOLPE DE ESTADO NO PARAGUAI ,E PORTANTO NAO HAVIA RAZAO PARA A SUSPENSAO DO MESMO,QUANDO A UM COMENTARIO SOBRE AS FARC E AS ARMAS CEDIDAS PELA VENEZUELA AOS BANDIDOS ,E REAL ASSIM COMO E REAL A PRESSAO DO GOVERNO BRASILEIRO SOBRE O URUGUAI ,ONDE O CHANCAELER URUGUAIO AFIRMA EM ENTREVISTA, QUE HOUVE PRESSAO E MUITA DA PRESIDENTE DILMA ,PARA A ACEITACAO DA VENEZUELA ,COMO PARA A SUSPENSAO DO PARAGUAI ,[COMO SO O LULA CONSEGUE DESMENTIR ENTREVISTAS GRAVADAS] HA DE SE CONVIR QUE ISTO E VERDADE ,ASSIM COMO MILITARES VENEZUELANOS , TENTARAM FAZER COM QUE O EXERCITO PARAGUAIO MANTIVESSE APOIO A LUGO CONTRA O CONGRESSO ,ISTO E VOZ CORRENTE NO PARAGUAI, E NAO FAZ PARTE DE NOTICIAS DA GRANDE IMPRENSA, FOI CONSTATADO EM LOCO,PORTANTO SEM AS MENTIRAS DE BOLIVARIANOS E SEUS CUPINCHAS ,O QUE E MUITO COMUM NA AMERICA LATINA HOJE ,SALVO RARISSIMAS EXCECOES.

  • ALBERTO SANTO ANDRE

    AO PEDRO LUIZ, QUE DIZ QUE A VENEZUELA E UM PAIS LIVRE ,POREM ONDE AS RADIOS E TELEVISOES SAO ESTATAIS [SEIS ESTACOES DE TELEVISAO E CENTO E VINTE DE RADIOS ESPALHADAS PELO PAIS ] E APENAS UMA PARTICULAR A GLOBO VISION AFILIADA DA FOX,QUE JA FOI VARIAS VEZES RETIRADAS DO AR,PRINCIPALMENTE NA ELEICAO PASSADA.

    COMO FORAM MUDADAS AS REGRAS DA ELEICAO LOGO APOS O PLEITO, VISTO QUE CHAVEZ HAVIA PERDIDO A MAIORIA NO CONGRESSO,ISTO E VERIDICO NAO E COMO COSTUMAM FAZER OU DIZER OS BOLIVARIANOS.

    ASSIM COMO INUMEROS JUIZES DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL ,FORAM EXPULSOS DE SUAS FUNCOES, POR NAO CONCORDAREM OU CUMPLICIAREM COM O FUTURO CONTINUO DO CAPETA, CHAVEZ,TANTO MAIS QUE UM DE SEUS MAIS PROXIMOS AUXILIARES, O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL ,TEVE QUE PEDIR ASILO,POIS QUANDO TENTOU LEVAR AS BARRAS DA JUSTICA UM DOS GENERAIS DE CHAVEZ POR FORMACAO DE CARTEL E TRAFICO DE DROGAS FOI AMEACADO DE MORTEQUANDO SE ENCONTRAVA EM UM FORUM SOBRE NARCO TRAFICO.

    QUANTO A EXPLORACAO DE PETROLEO NA VENEZUELA,A PDVSA,PRODUZIA QUANDO DA SUBIDA DE CHAVEZ AO PODER, TRES MILHOES DE BARRIS DIA ,HOJE SUA PRODUCAO ESTA EM POUCO MAIS DE DOIS MILHOES ,SIMPLESMENTE PELA MESMA ,ESTAR NA MESMA SITUACAO QUE A PETROBRAS HOJE ,DESCAPITALIZADA,TANTO MAIS QUE A MESMA NAO CONSEGUE CUMPRIR EXIGENCIAS MINIMAS, PARA QUE O BNDES LIBERE O DINHEIRO QUE SERIA SUA PARTICIPACAO NA REFINERIA DA PETROBRAS EM PERNAMBUCO ,E INCLUSIVE ESTA PARCERIA JA FOI REJEITADA PELO TCU.

    ISTO SAO FATOS ,NAO VERSOES.

  • Felipe Lima

    Pedro, me impressiona como você “viaja” na mayonese…

    Impressionantes seus contorcionismos para falar sobre Ahmadinejad e Chavez…

    Imprensa livre ????

    Oposição atuante ????

    Boa essa…

    Para teu conhecimento, estive a trabalho na Venezuela 2 meses atrás e NADA do que você fala é verdade, aliás, é bem ao contrario e olhe que não estou me baseando na “grande imprensa” mas sim no que vi e no que escutei.

    A imprensa lá é perseguida, e muito, e a oposição é totalmente manietada…

    Basta falar, como eu fiz, com o povo e você descobre a verdade…

    O motorista de táxi só me falou dos horrores que lá são praticados, as perseguições políticas e o medo em geral…

    Quanto as “acusações de armas e dinheiro para as FARCs” tudo verdade, conforme diversos testemunhos, desde o porteiro do hotel até o jornaleiro da esquina…

    Ao invés de ficar dizendo que não é verdade, porque você não vai até lá, como eu fiz, para se certificar o que é verdade e o que não é ????

    Abraços

  • jefff

    Por essa ótica deveriamos romper relações diplomaticas com a Arabia Saudita, Iemem, Afeganistão, Sudão, e tantos paises que desrespeitam direitos humanos de mulheres, homossexuais e minorias. Por essa otica os estados unidos seriam amantes de paises apedrejadores de mulheres? Mas coerencia parece não ser o seu forte.

    Não confunda as coisas, Jefff. Não estou propondo rompimento de relações com o governo de Chávez. Estou me referindo ao fato de que se executou uma manobra para admitir um regime que não é democrático, como o dele, num bloco, como o Mercosul, cujas regras taxativamente vedam que isso ocorra, no qual, seguindo o exemplo da União Europeia, só se admitem regimes plenamente democráticos.

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Alberto Santo André:
    Não sei se você quer escrever em negrito ou gritando,escrever em letras maiúsculas de qq maneira negrito ou gritando, fica difícil de ler e assim compreender.
    Ficar apenas nas informações ao que chamamos da Grande Imprensa, Millenium e cia,não é o suficiente para mim.
    A grande imprensa tem excelentes profissionais não nego,a maioria com visões no meu modo de entender bastante conservadoras,isso não me faz julgar pessoas más,apenas no meu modo de ver conservadoras.
    Os fatos sociais,políticos e etc serão narrados e descritos conservadoramente,assim prefiro ler e ir a outras fontes menos conservadoras e fazer uma análise mais apurada.
    Erros existem na Venezuela pós Chavez?devem ter e muitos,acertos pós era Chavez muitos e vendo os índices sociais – saúde publica(incluo educação,saneamento,cultura,alimentação)um avanço extraordinário.
    Discorda? sei que você,ReynaldoBH discordarão =- sem problemas,podemos trocar dados e informações e aprender,sem precisar gritar ou negritar tudo.
    O Setti negrita suas respostas – mas no sentido de dizer “é a minha opinião” no caso da resposta da resposta ao Jeff – discordo,vejo a Venezuela um país de democrático,com instituições livres e funcionando,oposição livre para manifestar,um sem número de jornais contra ou a favor.Falhas? sim a Democracia é sempre um avanço,quando para deixa de ser Democracia.
    Vejo com satisfação como democrata que sou e sempre fui a vinda da Venezuela ao MERCOSUL.
    Grande abraço
    Pedro Luiz

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Amigo Felipe Lima:
    Adoraria ter a mesma chance de conhecer a Venezuela e ter, como você teve contato com o povo.
    Infelizmente não posso financeiramente.
    Sou uma pessoa DURA em termos de flexibilidade corporal, fazer contorcionismo é impossível para mim e com 62 anos tentar fazer – é ir direto para o Dr.Paulo Niemayer.
    Quanto a viajar na maionese,sendo light ou de baixa caloria é um bom prazer degustar.
    Espero que brevemente posso como você, ir a Venezuela – por enquanto fico com as diversas fontes de consultas a esquerda e a direita.
    Abraços
    Pedro Luiz

  • Felipe Lima

    Pedro, veja bem, fui a trabalho mas a bem da verdade decidi esclarecer as coisas que são ditas aqui e, como relatei, são verdades. A situação lá está mais para a antiga URSS do que qualquer democracia, acredite.

    Abraços

  • Felipe Lima

    Em tempo, Pedro, não existe isso de instituições livres e funcionando,oposição livre para manifestar,um sem número de jornais contra ou a favor… Acredite, eu não li, eu vi !

  • Ricardo

    Adoraria ver o Paraguai sair dessa porcaria chamada Mercosul e fazer um acordo de livre comércio com os americanos.Afinal,o padre tarado estava acabando com o país e foi chutado de acordo com as leis do Paraguai,por sinal melhores que as leis da “REPÚBLICA BANANEIRA DO BRASIL”.
    E ainda querem um assento permanente na ONU.Só se for para os outros sentarerm em cima.A petezada não percebe que o mundo enxerga essas barbaridades da nossa política externa.Saimos de uma ditadura imbecil,pra ganhar um governo petista LADRÃO.Maldição maior impossível!

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Amigo Felipe Lima:
    Nunca o chamaria de mentiroso mas sou adepto de São Tomé -“VER PARA CRER” – de qualquer maneira sua informação foi registrada e a pensar.
    Abraço
    Pedro Luiz

  • Luiz Pereira

    Setti,
    Se o candidato Capriles estiver na frente das pesquisas, não tenhamos dúvidas: alguma lei de emergência será baixada para prejudicá-lo.
    Chavez expõe de modo cru a fragilidade que a democracia é. É um sistema quase perfeito. Desde que um populista dela não se aproveite e consiga impor leis, democraticamente, para favorecê-lo. A isso se chama casuísmo.
    Isso aconteceu na Alemanha, em 1933, acontece na Venezuela, na Bolivia, Equador.
    Lula e Uribe flertaram com o casuismo. Salvaram Brasil e Colombia suas opiniões públicas, vocalizadas pela Imprensa.
    Aguardemos: na Argentina, o delfim de Cristina K será seu filho, Maximo.
    abs

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Amigo Luiz Pereira:
    O candidato Caprilles está muito atrás de Chavez,muito mesmo.
    A hipótese por você colocada – sem sucesso de ocorrer.
    Abração
    Pedro Luiz

  • Luiz Pereira

    Pedro,
    Não importa a distância entre eles. O fato é que se Chavez se sentir ameaçado, fará alguma coisa, “legalmente”.
    Como foi “legal”, p.ex., aumentar o número de juizes da sua Suprema Corte de 20 para 32, depois de aposentar alguns.
    Assim é a Venezuela de hj.
    abs

  • lian

    Tá com saudades da ditadura que voce apoiou Ricardo Setti?Ou tem inveja de quem tem poder e força?

    De onde você tirou essa mentira sórdida de que apoiei a ditadura? Tenho uma vida inteira para mostrar que foi justamente o contrário.

    E não me faça rir sobre “inveja” de trogloditas primários e primatas como Chávez. Ele, pelo que fez, já deveria estar na cadeia se a Venezuela fosse uma democracia.

    Seu comentário é ofensivo e mentiroso, de forma que você pode sumir aqui do blog. Não preciso de leitores de seu nível, graças a Deus.

    Suma!

  • lian

    É verdade que a RCTV quis dar um golpe na Venezuela,estilo Time Life aqui no Brasil, e com total apoio da platinada?Agora eu não acredito que todos,mas todos os funcionários da Globo são obrigados.mas obrigados mesmo a falar mal da Venezuela.Que liberdade hein?

    Você está vivendo no mundo da lua. Cegueira ideológica faz mal!

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Luiz Pereira:
    O Chavez ganhou todas as eleições com ampla maioria,todas elas com aval de entidades internacionais – como eleições limpas e sem fraudes.
    Chavez continua com larga dianteira e seu concorrente a cada dia mais se afasta de qualquer chance de vitória.
    Qual a razão de fazer algo ilegalmente?Nenhuma.
    Quem resgou o processo democrático foi a oposição por intermédio de um golpe de estado.Ao tomar conhecimento o POVO Venezuelano foi as ruas e junto com os militares legalistas – correram com os golpistas.
    Não houve prisões em massa dos golpistas – ao contrario bem ao contrario dos golpistas nas poucas horas que ficaram no PODER.
    O processo democrático tem falhas na Venezuela? – não é por golpes de estado da oposição que será corrigida.
    Abraços
    Pedro Luiz

  • Luiz Pereira

    Pedro,
    A Venzuela é um paraíso democrático. Chavez manietou a Suprema Corte, tirou o controle dos meios de comunicação de quem lhe opunha, persegue juizes que dão sentenças que lhe desagradem, através de juizes que lhe são gratos persegue candidatos viáveis de oposição.
    Com isso tudo, fora outras cositas que não tenho tempo de ficar elencando, eleições não são limpas.
    abs

  • Luiz Antônio

    Pedro Luiz Moreira Lima
    Se a venezuela é este paraíso que você acredita, mude para lá. Cara, você deve ser uma esquerdista muito chato, ou um alienado total para acreditar no que escreve.Pelo visto, os argentinos, bolivianos, equatorianos, cubanos e venezuelanos estão vivendo em uma democracia plena. Chega ser ofensivo para as pessoas de bom senso ter que ler tanta disparidade.
    Por favor, Ricardo, as opiniões devem ser publicadas, mas aquelas que ferem a realidade deveriam ser mais bem filtradas.

  • Felipe Lima

    Pois é, Pedro, mas pode crer no que te falo, não teria porque mentir, nada ganho com isto, mas me revolta saber que as pessoas são enganadas e quando descobrem, é tarde !
    Se você tiver oportunidade, vá à Venezuela, poderá comprovar in loco o que lhe conto.
    Chavez não é o que você imagina, muito antes pelo contrário, palavras do povo de lá !
    O mesmo ocorre aqui, mas aí convencer alguém que já tem a opinião formada é muito difícil.
    Como gosto de dizer: o tempo dirá !

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Luiz Antonio:
    Sou sim de esquerda,esquerda democrática e plural – não agrido a ninguém aqui e não sinto ser agredido por ninguém aqui.
    Sou cidadão brasileiro e enquanto existir liberdade e democracia,conceitos que deveria aprender aqui no blogue do Setti,continuarei a opinar.
    O Brasil do “Ame-o ou Deixe-o” é um passado que a cada dia seus crimes vêm a tona – tanto Setti,eu e tantos outros sobrevivemos.
    Aprenda a viver e respeitar a pluralidade.
    Pedro Luiz

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Felipe Lima:
    Não o chamo de mentiroso e nem existe motivo para isso.
    Infelizmente minhas fontes de informações são da imprensa e de amigos que estiveram lá e com opiniões divergentes da sua – não coloco nenhuma acima da outra e sem condições financeiras de ir conhecer um país lindo como a Venezuela.
    Caso “caia do cavalo” e me decepcionar – faz parte da vida e do aprendizado.
    Abraços
    Pedro Luiz

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Luiz Pereira:
    Visões diferentes do mesmo fato,acho que já fomos claros um para outro.
    Abraços
    Pedro Luiz

  • O Chile e a Colombia, que não pertencentem ao Mercosul vão crescer mais que todos.
    O Paraguai pode se dar bem fazendo parcerias econômicas com países mais democráticos e liberais.