Amigos, pasmem, mas, mesmo encarando ao longo de nossa história monarquia semi-absolutista, uma República oriunda de golpe de Estado, presidentes eleitos a bico de pena, ditaduras civil e militar e tudo, o Senado da República está completando sólidos 185 anos de vida.

Em discurso comemorativo, o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP) abordou o “prestigio histórico” do Senado e lembrou que, dos 34 governos havidos no Império (1822-1889), 23 foram presididos por senadores e que, hoje, há no Senado três ex- presidentes da República e “mais de 20” ex-governadores e ex-ministros.

Lá pelas tantas em seu discurso de 20 minutos, o ex-presidete da República, chorão, alegou que a Casa sofre uma “campanha contrária”, com o funestro objetivo de “fragilizar as instituições”.

Político matreiro e experiente, Sarney está cansado de saber que não há qualquer campanha contra o Senado, muito memos visando abalar as instituições.

O que se faz, de parte da imprensa e de diferentes setores da sociedade, é criticar erros e omissões de senadores, como, aliás, dele próprio, objeto de uma saraivada de pedidos de investigação na Comissão de Ética da Casa pelos famosos “atos secretos” de 2009 – em que se descobriu um festival de nomeações de parentes de parlamentares e outras festividades com o dinheiro público – e que, como sempre, deram em nada.

Melhor teria feito o senador Sarney em apenas celebrar os feitos da instituição, esquecendo queixas sem o menor fundamento.

Quem tem razões para se queixar de boa parte dos senadores, isto sim, são seus eleitores.

A parte do discurso com a qual mais concordeu foi a em que Sarney disse o seguinte:

— Todos nós [senadores], somados, somos menores que a instituição Senado.

Sem a menor dúvida.

Leia mais sobre o discurso de Sarney e outros pronunciamentos sobre os 185 da Casa na Agência Senado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário

maria aparecida dos reis em 13 de maio de 2011

por favor senhores senadores e um pedido de socorro nao consigo mais ver TVna frente do meu filho e meu neto de sete anos e o fim filhos afrontando pai e mae atores falando sobre sexo narede tv so abordam o homo sexoalismo e a prostituiçao agora beijo homo sexual na novela pelo amor de DEUS onde vamos E PRECISO POR UM LIMITE EM TUDO ISSO em nome de DEUS repito DEUS condena tudo isso eu pergunto voces sao contra o mandamento de DEUS mulheres mostrando o trazeiro peito o tempo todo na tv enquanto homem estao bem vestidos o que querem fazer com a reputaçao feminina sem contar acriminalidade que ha muito ja ultrpassou todos os limites suportavel vem gente de fora cometer crime aqui porque o mundotodo sabe que as leis no brasil sao fracas e quando algum criminoso e condenado nao paga nem a metade da pena e recebem visita intima que absurdo e etc... por favor coloquem para a populaçao uma lei pesada em crimes de morte principalmente pais que abandonam seus filhos mulher que dao a lus e jogam fora seus bebes pena pesada pra ela nem que se arrependa pois nem sempre e verdade por favor senhores trabalhem para melhorar este pais como esta nimguem aguenta mais DATENA PAULO LOPES e tantos outros apresentador de TV eRADIO cansao a lingua de tanto reclamar desta lei que nenhum bandido tem medo ate riam quando vao preso se coloquem por um minuto na pele destes pais que perdem seus filhos ai o senhores vao ter conciencia e mudar toalmente as leis que como esta e vergonhoso e ensentiva todo tipo de crime coloqem a mao na conciencia por favor

f penin em 09 de maio de 2011

Setti, Você aderiu ao eufemismo, figura de linguagem marca dos petistas e de seus apaniguados? Sinceramente, você acha que o que Sarney cometeu foram apenas ERROS ? Acha?

Marinho em 09 de maio de 2011

Este cara deveria estar preso pelo quantidade de arbitrariedades que o senado cometeu durante sua administração,sómente em um país de bananas como o nosso,ás coisas continua seguindo o caminho da impunidade.

f penin em 09 de maio de 2011

Setti, Não sei acomodar em minha mente os sentimentos que me assaltam:raiva, nojo, desprezo e até piedade . Não cabe apenas um:indiferença.

Alvaro em 08 de maio de 2011

Caro Setti Todos desejam um enterrro dígno. Nesse caso um enterro político. Poucos morrem na batalha. Alguns apodrecem no cargo. O odor predominante em brasílio é fétido. Pior no senado que acúpula é virada para baixo.

Gilberto Braga em 07 de maio de 2011

Quem está chorando é nós, o povo.

Flora Maria em 07 de maio de 2011

Realizava a prazerosa leitura de Veja (único veículo nacional independente do lulopetralhismo & associados) ainda há pouco e quedei-ma surpresa: - como ‘sarney – A biografia’, depois do excessivo marketing e de tantas semanas ou meses no mercado, não figura sequer na 10a. posição das ficções mais lidas do país? Obra tão modelar, esmerada, erudita e complexa, que recupera com 101% de compromisso com a realidade, a vida de um dos maiores estadistas do Brasil em todos os tempos, kika do planeta, pois ele diz que conversa com vários ‘líderes’ mundiais – até Alfonsín que “ya no es”. Um homem toda a vida comprometido com a ética (veja-se o desdentado Maranhão), como confessou, sem constrangimento, a desavisado leitor de sua coluna na Folha de S.Paulo, merecia melhor posição no ranking de leitura dos brasileiros. Quem haverá de estar sacaneando tremenda autoridade: seu editor, seu publicista, ou os infiéis leitores brasileiros? ‘Veja’ deveria tentar o ranking às avessas: os livros menos comprados, apesar de não se saber se o MEC da única portadora mundial de pneumonia leve não vai comprar milhões e milhos de exemplares para intoxicar os pobrezinhos estudantes brasileiros…

SIGILO em 07 de maio de 2011

ESSA FAMÍLIA ERA PRA ESTÁ ATRAS DAS GRADES...!! ELES SÃO UM CANCER MALÍGNO !

Sellba em 07 de maio de 2011

Sabem como resolver os intermináveis problemas do Senado Federal, que só seu presidente gagá não enxerga? É só acabar com ele, digo, o Senado. Mil, um milhão de vezes um Senado criticável do que nenhum Senado, ou nenhum Congresso. Sou sempre pela democracia, com suas imperfeições e tudo -- porque cabe a nós, eleitores, corrigi-las pelo voto, pela crítica, pela pressão legítima. Abraço

eugenio neiva em 06 de maio de 2011

tenho uma bela ideia: que tal um plebiscito para fechar o congresso? Assim nos livraremos desta pouca vergonha e o país faria grande economia! Mil, um milhão de vezes ter um mau Congresso do que não ter Congresso, Eugênio. Nem pense nisso, pelo amor de Deus. Abraços

Fillipa em 06 de maio de 2011

Merece leitura a coluna de Nelson Motta no Estado de S.Paulo de hoje. O avesso do avesso desmistifica todo o entulho que sarney vendeu ao Brasil no último meio século. http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110506/not_imp715544,0.php Aproveite e assista também ao documentário de Glauber: http://www.youtube.com/watch?v=t0JJPFruhAA&feature=related

João Augusto em 06 de maio de 2011

Se existe qualquer ameaça às instituições ela deve ser debitada ao comportamento dos políticos cujos exemplos só fazem revoltar a população. Ainda bem que temos uma imprensa ativa e que coloca as escancaras os escândalos produzidos no senado e na câmara.Quanto ao senador Sarney, ele passara para a história como protagonista dos grandes escândalos ocorridos ao longo de sua gestão como presidente do senado. Espero que a imprensa não cale e a população não se deixe enganar.

Mirian em 06 de maio de 2011

Bom Dia Setti! Não acho que eles sejam menores. Eles são "pequenos". E assim sendo "apequenaram" o Senado. Ao invés de ficar fazendo manha esse senhor deveria agradecer. Agradecer à imprensa, também pequena, salvo raríssimas exceções. Agradecer às nossas instituições que também se apequenaram, e enfim, à população desinformada que continua elegendo essa corja. Abraços.

Se somente Se em 06 de maio de 2011

Se os politicos do nosso país e as leis fossem levados a sério este canalha e seu bando estaria na cadeia. Se o povo brasileiro tivesse o mínimo de vergonha na cara estes canalhas estaria chorando na sarjeta!

Paulo Bento Bandarra em 06 de maio de 2011

Nós é que devíamos chorar com uma figura destas ainda no Senado! Como o Brasil é pobre de líderes sérios.

Vera Scheidemann em 06 de maio de 2011

Impressionante mesmo é a campanha que Suas Excelências fazem contra nós, o povo, impotente diante de tantos escândalos... Vera

Dexter em 06 de maio de 2011

Ok, ele se aproveita do estado de coma que padece a população que o mantém vivo. Mas e os outros 80? Também se aproveitam de tudo o que puderem nesse vácuo imundo. Eles só vão até aonde a sociedade deixa. Sinto muita vergonha.

Jotavê em 06 de maio de 2011

É a versão de Sarney para a ideia de "escudo humano". Acabamos de criar o escudo institucional.

Corinthians em 06 de maio de 2011

Acredito que Sarney está oficialmente senil. Na minha opinião ele realmente acredita nas barbaridades que diz - não sei se sempre foi assim ou se de tanto ouvir as próprias mentiras ele agora as vê como verdade. Bom, com o PT dando aval pra todos estes absurdos, desde 2003, e o povo dando aval para o PT, não tem muito o que fazer não é ?

Altamiro Martins em 06 de maio de 2011

Caro Altamiro, Muito legal de sua parte sugerir músicas para o Música no Blog. Tom Jobim estará sempre lá, com seu talento fabuloso e sua vasta e magnífica obra, não se preocupe. Um grande abraço

lucia s em 05 de maio de 2011

Chefe do lado "****l de luxo", anexo da "casa da mãe joana" onde o conceito de república foi há longo tempo defenestrado,da-nos vontade de chorar, no geral, a representação velhaca do Brasil canalha em que atualmente vivemos. Antigos e decentes parlamentares, já no andar bem de cima, devem chorar de vergonha com a comemoração da vergonha nacional.

MX em 05 de maio de 2011

Erros, nada, né? Crimes mesmo.

Rosa Maria Pacini em 05 de maio de 2011

Setti, boa noite. Quem fragiliza as instituições são os próprios senadores que, salvo raríssimas exceções, atuam em benefício próprio, em vez de fazê-lo visando aos interesses do povo. E, sobretudo, o governo federal que tenta comprar a todos eles para aprovar medidas que interessa aos seus objetivos, aos do PT e aos dos demais partidos que foram cooptados por ele em quase 10 anos de administração federal. Mas, embora concorde que a instituição Senado é maior do que os senadores, penso que um governo com viés autoritário, ao cooptar senadores para aprovarem tudo o que ele (governo)quer, pode estar manipulando-os também para desmoralizar a instituição Senado. Ao fazê-lo acaba recebendo o aval do povo para extingui-la.

Luiz Pereira em 05 de maio de 2011

Setti, boa noite, sarney é um cara de sorte. Houvesse vivido em fins do séc.XVIII, na França, e teria sido um daqueles cujas cabeças foram guilhotinadas primeiro. Esse homem é um acinte ambulante à inteligência alheia. Mas tem voto. E seus pares de malfeitorias, idem. E isso me dáuma tristeza... abs., Luiz Pereira

Lancelot em 05 de maio de 2011

E então, Setti, não é uma beleza um 'estadista' com tamanha estatura? O país nem precisava tanto... Pobre Brasil, entregue aos medíocres descompromissados com a ética e a moralidade pública, que têm em Sarney o grande 'modelo'. Muito cá entre nós: será que o sujeito está gagá ou apenas replica sua congênita cretinice, que fez do Maranhão o maior e melhor Estado do Brasil?

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI