“Coluna 2”, de Sonia Racy: Cenário de outubro

É surpreendente a análise que, aos amigos mais chegados, o governador Orestes Quércia faz sobre a eleição de seu sucessor, em outubro próximo.

O governador considera boas as chances de seu candidato, Luiz Antonio Fleury Filho, mas não acha que a ameaça maior ao PMDB venha nem de Paulo Maluf, do PDS, nem de Mário Covas, do PSDB.

Para Quércia, as dificuldades do Plano Collor e o engajamento da Igreja podem propiciar uma surpresa para os lados de Plínio de Arruda Sampaio, do PT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × dois =