“Coluna do Estadão”: É aritmética

Avaliação do deputado e ex-ministro Delfim Netto (PDS-SP) sobre a visita ao Brasil do presidente do Banco Mundial, Barber Conable:

— Ele veio aqui ensinar aritmética ao governo: se pagar US$ 2 bilhões de juros atrasados, vai receber US$ 4 bilhões de empréstimos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + três =