“Informe JB”: Mãozinha de Quércia

O governador Orestes Quércia, discretamente, entrou em cena para dar uma mão a empresas de comunicação em apertos temporários para pagar seus funcionários devido ao arrocho monetário do Plano Collor.

Foi Quércia, de fato, quem autorizou o Banco do Estado de São Paulo a adiantar dinheiro para o empresário Sílvio Santos, dono da rede SBT, e para as Organizações Arnon de Mello, de Alagoas, que tem como um dos proprietários o presidente da República, Fernando Collor de Mello.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 − 1 =