Coluna “Galeria”, de Nirlando Beirão: Charla

O presidente Fernando Collor aprimorou seu espanhol, desde que assumiu o governo.

Collor, que fala um inglês palatável e um francês fluente, acabou deixando de lado o protocolo no encontro de 40 minutos que manteve com o presidente cubano Fidel Castro, durante a conferência de cúpula ibero-americana da semana passada em Guadalajara, México, e conversou no idioma que o ex-presidente José Sarney achava que falava.

A intérprete convocada para a tarefa — por sinal, uma mulata cubana de fechar o comércio — ficou o tempo todo em silêncio, ao lado do frigobar da suíte do Hotel Camino Real, onde se deu a reunião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + vinte =