Amigos, aumentam minhas reticências em relação à efetividade dos supostamente duríssimos cortes orçamentários anunciados pela equipe econômica da presidente Dilma no dia 9 passado, que classifiquei, no meu primeiro post a respeito, como tendo um vulto sem paralelo.

Os cortes, como se sabe, destinam-se a, junto com outras medidas, a enfrentar a herança maldita deixada por Lula: frear a inflação, que corre solta devido à gastança dos dois últimos anos do lulalato.

Como narrei em outro post, está claro que boa parte do aparentemente extraordinário corte de 50 bilhões de reais do Orçamento de 2011 é, mesmo, como se diz muitas vezes em Brasília, “cortar vento”. Pedi a economistas amigos do blog para examinar o Orçamento e já de cara apareceu uma esperteza: teoricamente, seriam derretidos18 bilhões de reais dos 21 bilhões das emendas ao Orçamento apresentadas por parlamentares.

Dá-se, porém, como me avisaram os economistas, que não havia receita prevista para as tais emendas no Orçamento. Foi anunciado, portanto, um corte do que não existia. Só isso faz baixar a porretada de 50 bilhões para 32 bilhões – o que está, naturalmente, longe de ser a mesma coisa.

Outros números francamente assustadores aparecem quando se compara o que o governo Dilma pretende gastar em 2011, com cortes e tudo, à gastança do governo anterior em 2010: segundo análise do Banco Santander, embora as despesas públicas chamadas “primárias” (ou seja, sem considerar os gastos com juros) devam cair de 17,9% para 17,7% do Produto Interno Bruto (PIB), na vida real elas vão subir uma barbaridade, pulando de 655 bilhões em 2010 para nada menos do que 719 bilhões este ano.

Trata-se de um fortíssimo aumento de 9,8%, bem mais do que o crescimento do PIB no ano passado, estimado em 7,4% (o IBGE ainda não divulgou o resultado final).

Se para a equipe econômica (que não usa essas palavras) houve gastança em 2010, o que dizer do que eles mesmos pretendem torrar em 2011?

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − dez =

Nenhum comentário

Reidson em 01 de março de 2011

O blog ao qual me referi é o Blog Governo Brasil e o Governo Brasil Wiki. Única fonte de informações confiável do nosso amigo Corinthians. link: http://governobrasil.blogspot.com/ Já mudaram os valores da inflação brasileira graças aos meus comentário, que nem tiveram a humildade de publicar. Sugiro que acompanhem o blog para ve-los mudar novamente pois achei outro erro nas contas. Tenho print screen para provar. Notem os erros absurdos nas contas atuais do salário mínimo e inflação. Sem falar que os valores de inflação são totalmente falsos(FHC-102% e Lula-108%). Estou pesquisando para derrubar os outros dados sobre Poupança, que também parecem absurdos.

Reidson em 01 de março de 2011

Corinthians, gostaria que vc soubesse que apesar de não publicarem neus comentários, o autor do blog fez diversas mudanças nos números no dia de ontem. Esse blog não tem a mínima credibilidade. É pior do que eu tinha pensado. Você faça o favor de esclarecer de que blog está falando, Reidson. Vão pensar que é o meu, e não admito isso.

Skander em 01 de março de 2011

Corinthians, Parabéns pela elegância, lisura e fundamentação de seus argumentos.

Reidson em 01 de março de 2011

Eu segui seu conselho e enviei minhas dúvidas aos blog que criou os gráficos. Infelizmente nunhuma dos meus posts foi publicado, quanto mais respondido. A maioria das postagens no blog não tem nenhum comentário feito por leitores, e o blog afirma ser alvo de denúncias de falsificação. Não é difícil deduzir que eles só publicam comentários positivos. Se tivessesm respostas convincentes para minhas dúvidas eles não teriam problema em publicar meu post e responde-lo, como fizeram com posts de outros usuários.

Corinthians em 01 de março de 2011

Reidson, Acredito que seja melhor parar com a discussão, pois noto que os ânimos estão exaltados. Você fica com seus números sem fontes e eu fico com os números com fontes oficiais e cada um pensa do seu jeito, tudo bem ? Só quero fazer uma ressalva - eu nunca vi o Setti "censurar" um comentário (lembrando que aqui, como é um blog, a palavra censura não cabe pois não é um veículo público de comunicação) a não ser que contenha palavrões ou ameaças. Tanto é assim que esta discussão se deu de maneira que este post mais parece um fórum do que um blog.

Reidson em 28 de fevereiro de 2011

Corinthians, vou postar aqui um comunicado que foi colocado no link que vc tanto divulga: "O Blog Governo Brasil e o Governo Brasil Wiki têm sido repetidamente criticados por simpatizantes e militantes de partidos políticos e por sites partidários a quem a divulgação de informações reais não agrada. Segundo as críticas, os dados aqui apresentados são "forjados" e os autores são "boateiros" e "picaretas da web". Em resposta a essas críticas, reafirmamos nosso compromisso de divulgar apenas dados oficiais de instituições respeitáveis - sempre com links para as fontes originais - e encorajamos o leitor a conferir por conta própria a veracidade das informações, seguindo os links fornecidos." Pelo jeito eu não fui o único a notar o óbvio. Esse site é uma piada. Sinceramente, se vc não tiver coisa melhor para apresentar, desista. Os dados são colocados ali de forma totalmente forjada e a utilização de "fontes oficiais" não significa nada pois os dados são maquiados para ficarem melhores para o FHC. Outra prova do partidarismo é a colocação recente de dados a favor do Lula(q vc teve a cara de pau de citar)... obviamente para despistar o conteúdo 100% pro-FHC que existia até ontem. O mais engraçado é que os números do Lula massacram os números de FHC. Nas propagandas políticas esses números são mostrados pelo PT á exaustão enquanto são escondidos pelo PSDB. Nos debates, esses números são surrados na cara dos Tucanos que são obrigados a engolir calados ou mudar de assunto(nunca contestam). Nenhum deles nega os avanços do Lula e todos escondem FHC. MAs no seu link, em todos os setores o FHC foi melhor... mas só quando são usados números de "taxa média de crescimento anual", em %x10, "em relação ao governo anterior", etc. O QUE VC TEM CONTRA OS NÙMEROS REAIS??? DISPOSTOS DE MANEIRA CONVENCIONAL, CLARA E OBJETIVA??? Esses índíces são uma farsa! "Crescimento médio anual" é uma farsa! Quem fez uma casa em um ano e 2 no ano seguinte tem um "crescimento anual" maior do que quem fez 1000 casas em um ano e 1500 no ano seguinte. Se o Lula criou 1 milhão de empregos por ano e FHC criou 1000, depois 2000, depois 3 mil e assim por diante... o crescimento de FHC será muito maior. Sou obrigado a repetir: Vc não tem outro link... e só se enrola quando eu pergunto isso. Vou usar suas próprias palavras aqui para mostrar sua mudança de postura quando eu mencionei pela primeira vez a utilização do índice "%x10". Primeiro vc me pediu para provar o que parecia um absurdo: "Agora realmente não vi esta multiplicação por 10 nos valores percentuais que você cita, seria interessante que demonstrasse". Após ver que era inegável a utilização to termo sujo: "Multiplicar os valores por 10, desde que para ambos os lados, é completamente aceitável para facilitar a visualização, de outra maneira a diferença não seria demonstrada." Vc cita sempre o site FHCvsLula, que eu enviei, como partidário... mas eu nunca disse que ele era imparcial, é um site que faz um apanhado de diversos sites sobre o assunto. Ali tem de tudo, com diversos links para todo tipo de site, inclusive IBGE, FMI, etc. O outro site que eu enviei é o que considero bom. Vou te enviar agora mais um link: http://www.fpa.org.br/uploads/Brasil_Privatizado.pdf Espero que tenha paciencia para ler. Se a capitalização da Petrobras foi uma "jogada de marketing" a privatização do FHC foi o que? Roubo puro e simples? Doação de empresas para os financiadores de suas campanhas? Uma jogada de marketing superou o ganho da venda de centenas de estatais? Estranho. Outra piada em seu link: "índice de desemprego ao final do governo". É para rir??? Pq não colocou a média dos dois governos? Pq usar apenas os dados do fim do governo de cada um? Será pq ao fim do governo FHC foi o período mais baixo de desemprego(uma das grandes vergonhas de FHC foi o desemprego fora de controle) enquanto ao fim do governo Lula estava acontecendo a crise? Mesmo assim empataram... o pior do Lula empatou com o melhor de FHC. Se colocasse números reais de criação de emprego seria possível ver que Lula sozinho criou mais empregos que FHC, Itamar, Collor e Sarney juntos. O pior é ver vc ser enganado e manipulado pelos seus próprios números. Vc disse: "coloco que o site que forneci que utiliza de números oficiais provendo as fontes dos dados demonstra que ambos os governos cresceram ABAIXO da média mundial, só que o governo FHC foi aproximandamente 82% da média mundial, enquanto Lulla foi aproximadamente 42% da média mundial." Onde estão as fontes desses dados que não encontrei em nenhum local do site(apenas colocar links para o site do IBGE não prova nada). Mais uma vez o o que se entende daquele índice é um pouco diferente do que ele quer dizer(mais uma vez a maquiagem que eu tanto afirmo). O que está escrito ali é "crescimento anual do PIB como % do crescimento mundial". Vc foi enganado... é exatamente isso que eles queriam que vc pensasse, para isso se maqueiam os dados. Os dados reais da era FHC: PIB medio do mundo=3,53%, Brasil=2,32. Era Lula: PIB mundo=4,20%, Brasil=4,38. Eu tenho os valores do PIB de cada ano se quiser fazer as contas. Vc insiste em chamar Lula de corrupto, eu já disse que não posso dizer nada que atinja "um homem íntegro" aqui, sendo assim acho covardia vc continuar citando o tema sabendo que eu não posso rebater sem ter meu post censurado. Comtinuo esperando que vc me envie algum link confiável que mostre uma comparação entre os dois governos. Sei que vc não tem e que vai arrumar uma outra desculpa para não enviar o link. Paciencia.

Lapeno R em 28 de fevereiro de 2011

Ola Ricardo ! Realmente devemos assistir com atencao como essa equipe economica e o novo governo pretende desatar esse embaracado todo. O brasil esta vivendo alta de inflacao, os juros ja estao altos, dinheiro publico mal gasto como se nunca viu e comprometido com programas duvidosos. Se nao cortarem na carne, uma hora quebra. Esperamos que deixem de puxar saco de partidos, que sejam brasileiros acima de tudo e sejam responsaveis nas tomadas das descisoes importantes que ainda devem ser feitas. Abracao!!

Corinthians em 28 de fevereiro de 2011

Reidson, Ao invés de outro link, é só fazer os cálculos você mesmo. Poderia pegar vários links com fontes duvidosas, como o link http://lulavsfhc.tumblr.com que você forneceu com fonte do Tijolaco.com, conforme já demonstrado por Skander, mas me atenho àqueles que divulgam as fontes utilizadas, todas elas oficiais, o que é uma demonstração de lisura. O link não é uma compilação de dados, é uma análise destes, e por isso foram realizados os cálculos que são descritos - como por exemplo a parte que demonstra que em comparação com o resto do mundo, o Brasil na época de FHC cresceu mais que o Brasil na época de Lulla. Ou seja, as fontes fornecem os dados para os cálculos. O cálculo de taxa é único, assim como o cálculo de variação, cálculo de média, entre outros. Por este motivo você não encontrou tudo igual. Multiplicar os valores por 10, desde que para ambos os lados, é completamente aceitável para facilitar a visualização, de outra maneira a diferença não seria demonstrada. O site também tem, logo em seu início, o seguinte texto : " * As estatísticas aqui apresentadas são selecionadas principalmente por aparecerem em propaganda eleitoral ou material de divulgação de partidos de forma errada e sem citação de fontes. Para mais informações, acesse diretamente os sites do IBGE, IPEA e outras fontes citadas abaixo. * IMPORTANTE: Para acessar as fontes originais das informações citadas caso você não seja cadastrado no Wikia, basta clicar no link e, na página que surgir, clicar em skip this ad. Isto é uma configuração padrão do Wikia e desaparece para quem é cadastrado. Se você quiser acompanhar atualizações assim que são realizadas ou enviar seus comentários (positivos ou negativos), siga nosso blog, em: http://governobrasil.blogspot.com/" Sugiro que vá até o blog e coloque um comentário requisitando outros dados. A primeira coisa que é possível verificar neste blog são algumas atualizações, por exemplo, da Dívida Federal como Proporção do PIB: Governo Ano PIB (R$) Dívida liq. federal (R$) Dívida como % do PIB FHC 2002 2.461.947.088.028,71 817.311.303.688,16 (*) 33,19% Lula 2009 3.143.014.695.014,36 932.535.290.000,00 29,67% O site, que mais uma vez usa de fontes oficiais, demonstra que a dívida como proporção do PIB foi aproximadamente 2,5% menor no governo Lulla - para mim demonstra que, partidário ou não, o site se mantém aos números (o que não pode ser dito dos seus links, que não fornecem as fontes ou utilizam de fontes não confiáveis). Também podemos ver que: No último ano do governo Fernando Henrique Cardoso - o único com dados documentados pelo INEP para Educação Profissional - o número de matrículas aumentou em 15670, enquanto que durante os sete anos do governo Lula com dados já disponibilizados, o número de matrículas cresceu em apenas 14385. Ou seja, apenas no último ano do governo FHC houve um crescimento maior no número de alunos matriculados em instituições federais do ensino técnico que o alcançado em todo o governo Lula. A capitalização da Petrobrás foi mais uma jogada de marketing - por que na verdade os 120 bilhões informados não são reais. É só ler um pouco sobre o assunto e vemos a jogada, onde o governo deu ao invés de dinheiro para invesimento, deu a concessão de exploração de até 5 bilhões de barris da camada do pré-sal. E ainda existe o risco, ínfimo é claro mas existe, de que não exista ou seja possível explorar esta quantidade de barris, ou pior ainda, que seja mais custoso. O aumento na participação do governo na empresa já era esperado, pois foi planejado, assim como a nova lei do pré-sal (sistema de partilha). Foi por estes motivos que mesmo após a capitalização as ações da Petrobrás perderam valor de mercado - agora os riscos estão com a empresa. Quanto à investimentos em portos, estradas, aeroportos, acredito que novamente você está com dados errados, pois o percentual de investimento em relação ao PIB do governo Lulla foi aproximadamente 14% menor do que os investimentos feito na época de FHC (http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/lula-investiu-menos-do-que-fhc-071-contra-083-do-pib-os-numeros-sao-oficiais/), sendo que o governo Lulla ainda precisou utilizar da "contabilidade criativa" para que as metas de superávit fossem atingidas. Só que também sabemos que muitos dos "investimentos" são no mínimo duvidosos, como a Usina de Belo Monte, que deveria ser realizada com dinheiro provado mas no final está sendo feita com dinheiro do Estado, e ainda assim com o absurdo de uma licença ambiental temporária, o investimento em estradas foi completamente mal planejado, com recapeamento sem licitação e em período de chuvas, o investimento em aeroportos foi insuficiente além de ter privilegiado a parte comercial dos mesmos, transformando-os em shoppings porém com capacidade muito aquém da necessária para o Brasil, e o PAC não conseguiu cumprir 60% de sua meta (o que na minha opinião seria mais que suficiente para invalidar o A do PAC). Ou seja, além de menores, os investimentos foram muito mal executados. Até achei engraçado você mencionar o apagão do FHC... o apagão de Lulla foi mais abrangente e durou um período maior, sem explicações convincentes (falar que foi um raio é brincadeira), e já tivemos mais um apagão no governo Dillma, no Nordeste. Quantoao que você repetiu - "Como eu disse, vou repetir: O CRESCIMENTO DO PIB MUNDIAL FOI QUASE IGUAL NOS DOIS GOVERNOS. Pq FHC ficou abaixo da média? Lula ficou acima. A crise existia só para o Brasil? Outros países cresceram no mesmo período." - coloco que o site que forneci que utiliza de números oficiais provendo as fontes dos dados demonstra que ambos os governos cresceram ABAIXO da média mundial, só que o governo FHC foi aproximandamente 82% da média mundial, enquanto Lulla foi aproximadamente 42% da média mundial. Dados reais, fontes oficiais. Assim como os dados de evasão escolar, acesso ao ensino superior e analfabetismo. Quanto às greves, sabemos a quem os sindicatos (estes que foram agraciados com mais dinheiro público no governo Lulla, sem ter que prestar contas ou sofrer concorrência) apoiam. Se quiser saber como funciona, e o quão apartidários e defensores da classe são estas greves, recomendo o vídeo - http://www.youtube.com/watch?v=IbzkpDcj1F4 Os programas sociais fracassados do FHC, como já disse e você mesmo confirmou, são os mesmos de Lulla (só foram unificados, e perderam a fiscalização). O Setti também já demonstrou aqui que esta história de venda a preço de banana das estatais é história pra boi dormir, pois os valores atualizados ainda contam entre os maiores valores obtidos por vendas de empresas de telecomunicações no mundo, além de melhorar muito a infra-estrutura neste quesito no Brasil que era muito deficitária. Pena que Lulla não fez isso pelos aeroportos. Quanto à mencionar o debate, que você disse que é ser cara de pau, eu o fiz para demonstrar o quão incoerente é a defesa e a atuação de Lulla, que foi sim absurdamente humilhado por Collor, a ponto de não conseguir responder com coerência as perguntas, e hoje eles são grandes aliados, a ponto de Collor ter pedido votos para Dillma. Quanto ao desrespeito à Lulla, apesar de não ver desrespeito em escrever Lulla com dois eles para louvar a parceria com Collor (o que realmente ocorreu) ou chamá-lo de semi-analfabeto (o que ele realmente é), assumo que tenho sim um grande desrespeito por ele, pois ao mentir descaradamente como fez por diversas vezes, por se aliar com o que há de pior no mundo, por fazer o Brasil passar vergonha tantas vezes, por usar a máquina púlica a seu favor e de seus filhos, por abraçar criminosos, ele perdeu o respeito que eu tinha. Eu admito que em alguns casos Lulla fez sua obrigação sim, como expandir os programas sociais, manter o tripé de estabilidade. Só não acho que isso seja merecedor de elogios ou de louvores. Como disse, se peço uma pizza, não elogio ou solto fogos de artifício dizendo que nunca antes neste paíz me entregaram uma pizza. Também coloco aqui que ele deixou muito, mas muito a desejar, principalmente no não cumprimeito de promessas, corrupção que chegou a níveis absurdos e mentiras. Não vejo o por que confiar em seus números ou suas alegações visto que os sites informados carecem de fontes confiáveis e oficiais. Dados OFICIAIS não são desculpa, são fatos - você em nenhum momentos, apesar de ter lido muito sobre o assunto, providenciou um link que mostrasse fontes oficiais, ou confiáveis. Pior é dizer que os dados foram falsificados - acho interesante até que diga qual dado foi falsificado, para que possamos avisar ou até brigar com os criadores do site. Não vou mandar outro link, como já disse, não por que não conheço (isso seria muito facilmente encontrado através do Google), ma sim por que o que enviei é o mais confiável, já que provê as fontes de dados utilizadas para os cálculos, com dados oficiais. Isso é o suficiente.

Reidson em 27 de fevereiro de 2011

Corinthians, a maquiagem é clara e óbvia. Me desculpe, mas não tem como negar. Da mesma forma que vc não aceita que seu site é parcial. É como discutir com um fanático religioso. Sobre a Petrobrás simplesmente vc se recusa a encarar os fatos. Se amarrou nos dados do "barril/dia" como se isso fosse a única demonstração de desempenho, da mesma forma que se agarrou ao UNICO link pro-FHC da internet, mesmo que este seja completamente falso. Consultei as fontes dos seu link e tive mais algumas surpresas. Os dados usados como fonte não se distribuem da maneira como foi colocada no site!!! Que estranho!!! Não usaram "%x10", não usaram índices como "taxa de crescimento", ou "em comparação ao governo anterior", etc. Sabe outra coisa estranha... na fonte os dados estão dispostos exatamente como eu disse que deveriam ser, ou seja, mostrando dados reais ano após ano de cada governo. Mas não para por aí... na fonte contam mais de 30 itens, mas pelo jeito o autor dos gráficos que ilustram seu site soube escolher a dedo apenas os que lhe interessavam. Além de "pinçar" os dados que lhe interessavam o autor ainda mudou a disposição dos números para "%x10" e colocou apenas o "crescimento", não os dados ano após ano. Tudo para ficar uma barra longa para FHC e uma pequena para o Lula. Sobre sua ideia de descontar a carga tributária do salário mínimo eu acho que não faz sentido, mas fique a vontade em faze-lo... as cargas tributárias de Lula e FHC foram muito parecidas(até em seu link-piada), já no crescimento do SM dos dois, a diferença foi brutal. Em lugar disso poderiamos falar diretamente do "poder de compra do salário mínimo", acho esse o melhor jeito de compara-los. A utilização do termo "taxa de crescimento anual" é uma forma de maquiar números... aceite. Na fonte de dados do seu link os números não são dispostos dessa maneira. Somente nos gráficos do seu link. Mais uma vez eu repito, PQ VC NÃO ME MANDA OUTRO LINK??? Com dados dispostos de forma convencional??? Vc continua tentando responsabilizar as "crises internacionais" pela incompetencia de FHC. Como eu disse, vou repetir: O CRESCIMENTO DO PIB MUNDIAL FOI QUASE IGUAL NOS DOIS GOVERNOS. Pq FHC ficou abaixo da média? Lula ficou acima. A crise existia só para o Brasil? Outros países cresceram no mesmo período. Vc diz: "foi impossível aliar um ganho maior do SM, com uma abrangência maior dos programas sociais"... piada! FHC não fez isso por opção política. O dinheiro que tinha foi empregado em outros setores que não apresentaram resultado. O mesmo dinheiro que faltou para o SM e para os programas sociais faltou para investimento em eletricidade(gerando apagão e racionamento), faltou para investir em ferrovias, portos e estradas, faltou para faculdades(perda de 40% de doutores e inúmeras greves), etc. mas não faltou para o BNDES emprestar para os financiadores de sua campanha arrematarem as empresas estatais a preço de banana nem para "salvar" bancos falidos por má administração. Sobre vc ajudar a instituição, meus parabéns... mas aqui não é lugar para falar disso. Os casos de corrupção do Bolsa Família existem e devem ser combatidos, nos programas sociais fracassados do FHC não existia corrupção? Falar que o "Brasil sofreu diretamente 3 crises economicas" é muita doçura sua... o Brasil quebrou tres vezes!!! A dívida externa triplicou mesmo sem ter feito nenhuma grande obra e tendo vendido centenas de empresas estatais. O próprio FHC anuncia ter arrecadado 85 bilhões com a privatização(número mentiroso pois ele desconsidera a renegociação de dívidas, os encargos trabalhistas e outros dados), só a capitalização do Pre-sal arrecadou 120 bilhões e ainda aumentou a participação brasileira no controle da Petrobrás. Como explicar essa diferença de números? Não tem como discutir a fundo corrupção ou trechos da vida dos presidentes aqui, infelizmente a simples menção de alguns acontecimentos pode fazer meu post ser apagado. Aliás, se eu me referir desrespeitosamente ao FHC como vc e outros usuários se referem ao Lula já seria considerado "ofensa a um homem íntegro". Mas citar os debate Lula/Collor, esditado pela Globo, aqui é muita cara de pau(até a Globo já se retratou no livro de 30 anos do JN). Vc esqueceu de falar que FHC foi ministro do Itamar, que era vice do Collor. O resto é puro blá-blá-blá... "se FHC não tivesse feito isso e aquilo"... não existe "se" em história. Vc admite que Lula fez sua obrigação... mas eu te digo que FHC nem isso fez. Ficou 8 anos no poder graças a um plano feito no governo passado por outras pessoas... e só o que resta pra ser mostrado é um link totalmente maquiado e manipulado. Pra encerrar quero dizer que o único motivo pelo qual vc não me envia outro link é pq vc não tem, não sabe ou não conhece. Eu leio muito sobre o assunto e NUNCA vi nenhum gráfico confiável que mostre números favoráveis a FHC. Sua desculpa não me convenceu: "Quanto ao link, não vou prover outro, simplesmente por que o link que já provi mostra as fontes, oficiais". As fontes são oficiais mas, como eu já demonstrei, os números foram selecionados, maquiados, falsificados, etc. Estou esperando outro gráfico qualquer... qualquer um serve. Nem mo iFHC tem dados favoráveis a FHC?

Corinthians em 26 de fevereiro de 2011

Reidson, Mais uma vez, o que você chama de maquiagem para mim são os fatos. Quando fala de Petrobrás, você registra o lucro - só que para registrar o lucro é necessário verificar o preço do barril de petróleo que subiu vertiginosamente. O crescimento da produção de barris já é um dado estático que não depende de variações externas, pois representa a eficiência ganha dentro da empresa. O site colocou links e vídeos gravados sobre o pensamento do Lulla e Dillma e a contradição de sua atuação. Partidário para mim é colocar "Eu tenho medo do Serra presidente!" ao invés de um vídeo contradizendo a atuação de Serra, por exemplo. Outro fato - o link que você enviou carece de fontes. O link que mandei provê as fontes, caso queira pesquisar mais a fundo. Prefiro acreditar em um link que provê as fontes utilizadas, principalmente neste caso do crescimento PIB Mundial x PIB Brasil com fontes do que no gráfico de seu site que não provê as fontes utilizadas. O que me garante que os números não foram alterados ? As únicas fontes que o site coloca são referentes ao SM, no caso links para o IPEA. Falando sobre o SM, caso queira descontar a inflação deste, deve-se também descontar a carga tributária sobre as classes C e D para que este tipo de análise tenha validade. O que adianta ter um aumento real no SM se parcela da população entra em uma faixa que deve pagar imposto de renda, devido à não correção da tabela ? Também discordo quando você coloca "A utilização do termo “crescimento anual” deve ser encarado com cuidado. Ele indica que houve um crescimento maior, mas se comparado com governos estáveis(cujo crescimento é nulo) ele provoca distorção. Ex: se FHC vendeu 10 geladeiras no primeiro ano e 20 no segundo o crescimento anual foi de 100%, se Lula vendeu 100 no primeiro ano e 100 no segundo o crescimento foi zero. Mas qual foi melhor? ". Isso além de não ter ocorrido, é quase impossível de acontecer ( a não ser por algum fato extraordinário, que claro não ocorreu), visto que um governo veio logo em seguida do outro, e portanto trata-se de um crescimento ao longo do tempo - se FHC "vendeu" 10 geladeiras, e no ano seguinte 20 geladeiras, o esperado de Lulla quando assumisse é que vendesse 30 geladeiras. E sim, como no caso do SM, se a população onsegue comprar mais bens duráveis indispensáveis como uma geladeira, é sim indicador do bem estar da população e do quanto o governo colaborou - até por isso é utilizado no censo. Quanto à multiplicação por 10 nos valores, apontado, vi que ocorre no gráfico. Mas ocorre para ambos os governos - ou seja, não impacta a comparação. Mas pode ir para a parte do site que descreve os itens que lá não está multiplicado por 10, caso isto te incomode. Quando você diz sobre os programas sociais e reclama sobre o alcance dos mesmo, você mesmo deu a razão para que isso não tenha ocorrido de forma mais intensa no governo FHC - o Brasil, ainda tentando se estabilizar, sofreu diretamente três crises econômicas, e foi impossível aliar um ganho maior do SM, com uma abrangência maior dos programas sociais. Eu por exemplo ajudo periodicamente uma creche aqui em meu bairro - comecei com doações de R$ 5 semanais, porém com a minha estabilidade e melhora de meu salário, hoje já onsigo ajudar com R$ 15 semanais. O que Lulla fez foi somente o esperado, que ampliasse - e deixo aqui uma crítica, afinal Lulla aumentou a população atendida pelos programas sociais mas não manteve a fiscalização - e vimos o resultado, onde pessoas ricas, funcionários de prefeituras e até gato morto apareceu como beneficiário do Bolsa Família. Voltando ao partidarismo, falando de arquivamento de CPIs, como se isso fosse exclusividade do governo FHC. Lulla não só arquivou dezenas de CPIs, como com uma base maior que a de FHC, impediu a criação de várias outras. Vi também que novamente aparece a história da imprensa partidária, como se a imprensa tivesse obrigação de esconder suas opiniões, ou como se o governo Lulla não tivesse fomentado inúmeros veículos pró-governo com "financiamento público" através de anúncios. Você diz que Lulla já falou sobre Mensalão (aliás o maior caso de corrupção da história do Brasil, com comprovante e tudo), seus filhos... me desculpe, mas talvez eu não esteja lendo as mesmas notícias, pois pelo que sei Lulla quer desmentir o Mensalão, dizendo que foi uma "conspiração contra seu governo", não o vi falar sobre os passaportes diplomáticos (Marco Aurélio Garcia sim, respondeu, que um presidente utilizar a máquina pública para favores pessoais é irrelevante), não vi Lulla pedindo a investigação dos aloprados, não vi Lulla comentar sobre Erenice, entre outros - aliás me parece que quem quer ser esquecido é o Lulla, enquanto o FHC continua trabalhando em prol da população e atuando como colunista. Isso já seria o suficiente para não ser esquecido, mas temos também os petistas que insistem em comparar o governo atual com o governo anterior (e vemos que normalmente não fornecem as fontes de seus dados). A entrevista do Hard Talk, eu já vi sim e não tive a mesma impressão que você - até por que sei como funciona este programa, que aliás chama-se Hard Talk justamente por isso, mas também vi que com Lulla a entrevista foi muito mais tranquila, não sei se foi devido ao Lulla não falar inglês ou se foi por que as respostas sempre tinham que envolver as elites, que sabemos que causa furor em todos os socialistas de plantão. Quanto ao link, não vou prover outro, simplesmente por que o link que já provi mostra as fontes, oficiais. Os links que você mandou eu disse que são absurdamente partidários não pelos comentários, mas sim pelo que o criador colocou, conforme meu post anterior demonstra. Vamos tentar a lógica: Caso Lulla fosse presidente antes de FHC, teria ele privatizado as teles e criado as agências reguladoras ? Sabemos que não. Sem as teles privatiadas, teríamos tantas linhas fixas e móveis no país, a ponto do número de celulares passar o número de pessoas ? Sabemos que não. Caso Lulla tivese recebido o país instável, sem reservas no BC, moeda nova ainda não totalmente implementada, estatais quebradas, desemprego em alta, teria ele realizado as transformações necessárias, gasto capital político para pedir os empréstimos necessários, realizado as privatizações, criado a Lei de Responsabilidade Fiscal ? Sabemos que não - Lulla não foi capaz de realizar uma reforma nem com os tais 87% de aprovação. Sabemos que não justamente pelo fato que omentei anteriormente, que você chamou de partidarismo cego - “FHC não abdicou de convicções ou mentiu sobre seus planos de governo”. Novamente é só ver o que Lulla diz e o que Lulla faz. Lulla foi humilhado por Collor quando disputou com este em um debate, e hoje são aliados que se abraçam. Lulla foi contra o Plano Real, Lulla foi contra a Lei de Responsabilidade Fiscal, Lulla foi contra a autonomia do Banco Central, mas no governo agiu de maneira totalmente contraditória, seguindo as políticas de FHC, enfim, o que prova que o governo Lulla só foi o que foi devido ao que FHC fez, e esta sim foi a virada do Brasil. Não é possível que chegue-se ao ponto de elogiar Lulla por ter feito o mínimo esperado dele, sendo que o único legado que ele deixou foi um rombo absurdo nas contas públicas, só por que é o Lulla do PT. Eu não elogio a pizzaria por que ela me entregou a pizza que comprei, da mesma maneira que não vou elogiar o Lulla por ter aumentado o Bolsa Família - isso é o mínimo esperado. Agora as reformas que foram prometidas (a da Previdência foi uma delas) não foram feitas - e o pior, chegou-se ao ponto de registrar em cartório as "grandes melhorias" do Brasil no governo Lulla com muitas mentiras, como o tal sistema de defesa contra desastres naturais, ou a independência energética quando tivemos dois apagões.

Skander em 26 de fevereiro de 2011

Corinthians, parabéns pelo texto. Reidson, Verificando os links que o Sr mandou para nosso colega leitor Corinthians, tenho os seguintes comentários. No meio de todos aqueles gráficos, fui atrás das fontes da informação. Exemplo, no link http://lulavsfhc.tumblr.com, logo no primeiro gráfico 2011 “PIB per capita” a fonte vem do blog do.... Luis Nassif !!!! Como todos sabemos, o Luis Nassif faz parte da mídia oficial do Apedeuta e é pago com nosso dinheiro. Qual a credibilidade que tem essa sua fonte? Ainda com boa vontade “cliquei” aleatoriamente em outro gráfico, o segundo de Setembro 2010 (desmatamento) e fui atrás da fonte de informação. O “link” não abriu... Pensei comigo, continuo ou não continuo. Fui até a raiz do endereço e cheguei então ao blog Tijolaco.com do Brizola Neto. BRIZOLA??? Continuo, não continuo. Mais um apenas. Agosto 2010, Gráfico bonito... Branco e Azul. Chama a atenção. Salário Mínimo. Fonte: Tijolaco.com ??? !!! Chega... Credibilidade zero. É claramente petralha. Passemos agora para o site Brasil – Fatos e Dados (http://brasilfatosedados.wordpress.com/). Gostei desse site. Obrigado pela indicação. Logo no primeiro gráfico, “Evolução da inflação : 1940 – 2010”. O que vejo? A inflação galopante foi derrubada por quem? Por quem? FHC. O Apedeuta a manteve baixa mas deixou a bomba para a Fantoche. Vejo nos jornais que só de 2010 foi deixado 33,3 bilhões de contas a pagar (http://economia.estadao.com.br/noticias/economia+brasil,dilma-paga-contas-do-governo-lula-e-ajuste-fiscal-atinge-pac-e-investimento,not_56721,0.htm). Pode? O que será que vai acontecer com a inflação? O pior é que o aclamado corte de despesas de 50 bilhões anunciado pela Fantoche é fumaça (corte do que não existe) como demonstrou nosso caro Setti, neste post que estamos, talvez de forma abusada, usando para nossas discussões. Nos outros gráficos o que vejo? FHC construindo bases sólidas para o crescimento alcançado no próprio governo e posteriormente pelo Apedeuta que teve como único mérito manter as políticas implantadas pelo FHC. Note que nada foi criado pelo Apedeuta. Note também que, logo na primeira página do site, o gráfico ilustrativo “Um olhar analítico sobre o Brasil” (amarelo sobre verde) comprova a minha tese. Bases sólidas com crescimento dado de bandeja para o Apedeuta. Bem, como não sou obcecado pela comparação FHC x Apedeuta vou parando por aqui. Acredito piamente que a obsessão em comparar FHC e o Apedeuta tem uma única razão: no fundo, no fundo, vocês sabem que o FHC foi melhor e então ficam obsessivamente procurando razões para demonstrar a si mesmo que estão errados.

francisco penin em 26 de fevereiro de 2011

Caro Setti, Um corte no orçamento de previstos 50 bilhões de reais, mais que o investido em 2010, é um sintoma-sinal do que foi o governo passado, que, em eleições "limpas", conseguiu viabilizar a candidatura Dilma. Desastre administrativo, bandalheira da boa. Hoje se compreende tudo o que foi feito para ungir Dilma. Você já imaginou a oposição no comando da nação , e tendo a oportunidade de constatar ao vivo e a cores toda a sujeira? Uma coisa é certa: o imenso buraco nas contas públicas,que requereu o corte orçamentário de dimensões amazônicas,foi cavado por Lula e seus apaniguados, dentre os quais não se pode deixar de realçar a marcante presença de Dilma Roussef. Pois é, o buraco existe,mas,não foi obra do acaso ou de conjunturas. Foi projetado e executado por figuras mais que conhecidas,com objetivos bem definidos.Então, é óbvio que não se trata de herança , maldita ou não, e sim de consequência lógica ( e esperada) de toda uma série de desmandos cometidos no trato da coisa pública.O que não pode é, agora, incensar a presidente como aquela que "colocou o dedo na ferida", a que vai, em nome da austeridade, colocar o trem nos trilhos. Isso é escárnio da inteligência de todos os brsileiros lúcidos. O buraco tem de ser corrigido por quem o fez. É, Setti,foram eleições "limpas"...

Reidson em 26 de fevereiro de 2011

Corinthians, quanta dificuldade para tentar provar seus argumentos. Mais uma vez repito: ESSE É O ÚNICO SITE PRO-FHC QUE EXISTE??? O desafio coninua, me envie qualquer outro site que mostre números favoráveis ao governo FHC, mas sem utilizar a tal maquiagem que tanto descrevi em meu post e sem ser parte de propaganda partidária. Sobre a Petrobrás vc disse: "uma empresa vale o que entrega, o que produz, pois ela lucra sobre o que vende". Notícia dessa semana pra vc: "Petrobras tem lucro líquido recorde de R$ 35,2 bilhões em 2010"(fonte:G1). Acho que isso encerra nossa discussão nesse tópico. Eu citei alguns exemplos de partidarismo no link que vc me enviou e vc os respondeu como sendo verdade o que mostra o seu partidarismo, mas esqueceu que além dos exemplos que eu citei existem mais dezenas de link no site. E pq só "verdades" a favor do PSDB são colocadas em seu link "imparcial"? Negar que seu link é partidário é negar o óbvio. O link que eu te enviei tem números desde a época Sarney até Lula. Lá vc pode comparar perfeitamente como FHC recebeu o país, fique livre para fazer isso. Além disso compara o crescimento do Brasil com o mundo desde a década de 70, assim como a inflação. Sinceramente os números contradizem seus argumentos que o mundo crescia muito mais na era Lula e que FHC recebeu o país em situação muito pior. Muito pelo contrário. Parece que FHC fez pouquíssimas melhorias em relação ao governo de Itamar, e essas poucas melhorias foram durante os 3 primeiros anos... depois até piorou. Crescimento do PIB do mundo Vs Brasil: durante o governo FHC o mundo cresceu em média 3,6% e o Brasil 2,3%. Na era Lula o mundo cresceu 3,9% e o Brasil 4,1%. Vá me desculpar mas 0,3% de difereça do PIB mundial... enquanto o PIB brasileiro cresceu 1,8% a mais na era Lula. FHC ficou abaixo da média, Lula acima. E nem adianta colocar a culpa em Itamar pois o governo dele teve crescimento de 5%(também acima da média). Vc mesmo disse: "comparar ao crescimento mundial é dar voz à verdade". O salário mínimo deflacionado do governo Itamar para o governo FHC aumentou 2%(quase nada), do governo FHC para o governo Lula aumentou 48%. Como contestar isso? Vc disse: "qualquer especialista sabe que a inflação é o que mais corrói o poder de compra dos mais pobre". Os números mostram que a inflação já estava controlada quando FHC assumiu. "Agora realmente não vi esta multiplicação por 10 nos valores percentuais que você cita, seria interessante que demonstrasse". Não é preciso demonstrar, não foi dedução minha. Está escrito no site. É só ir lá e conferir. Nos gráficos, começa com o índice "Crescimento anual de matrículas em nível superior(em %x10)", apartir desse, todos os índices são em "%x10". Até vc duvidar disso já mostra o quanto é anormal a utilização desse índice. Manipulação óbvia dos números. Eu não disse que o governo não tem relação com o bem estar da população, mas o crescimento de venda de geladeira e televisão obviamente não tem relação com isso. Aliás eu tinha até esquecido de mencionar esse outro tipo de manipulação(obrigado por me lembrar). A utilização do termo "crescimento anual" deve ser encarado com cuidado. Ele indica que houve um crescimento maior, mas se comparado com governos estáveis(cujo crescimento é nulo) ele provoca distorção. Ex: se FHC vendeu 10 geladeiras no primeiro ano e 20 no segundo o crescimento anual foi de 100%, se Lula vendeu 100 no primeiro ano e 100 no segundo o crescimento foi zero. Mas qual foi melhor? "Só o FATO de ter sido o governo a privatizar as teles já seria participação o suficiente". Discordo, o que fez o surto de telefones foi o surgimento do telefone celular que fortaleceu as empresas de telefonia no Brasil e no mundo. E as empresas fizeram todo o trabalho de distribuição de telefones. FHC não teve responsabilidade alguma, só vendeu as estatais. Vc não pode avaliar o partidarismo do site pelos posts dos leitores. Mas eu recoloco aqui meus argumentos, se souber de qualquer site que aborde o assunto estou pronto para debater os números. Procure qualquer um e me envie, este que eu te enviei foi o melhor e mais abrangente que eu já vi(fico esperando o site). Vc citou os programas sociais, é bom lembrar que tais programas sempre existiram no Brasil e no mundo. Não são invenção de Lula, muito menos de FHC. A diferença é que no governo Lula eles atingiram uma parte considerável da população e FHC não fez isso por que não quis ou não teve coragem, assim como não aumentou o salário mínimo pelos mesmos motivos. Vc disse que a unificação foi sugerida pelo PSDB, não sei qual a relevancia disto... aida mais quando alguns membros do PSDB chamavam de "bolsa esmola" enquanto outros diziam querer duplicar o programa e até criar um décimo terceiro. Sugerir não adianta muita coisa... aposto que muita gente sugeriu ao Itamar criar um plano econômico que combata a inflação. Sobre "FHC não abdicou de convicções ou mentiu sobe seus planos de governo" pra mim é só partidarismo cego. Os envolvimentos de FHC e os financiadores de suas campanhas deixam dúvidas sobre as verdadeiras intenções das privatizações. Sem falar na compra de votos para a reeleição e o arquivamento de centenas de CPI´s. Por isso eu não defendo a integridade dos políticos, por mim estariam todos na cadeia. Defendo o Lula apenas diante de FHC, não diante da justiça. Sobre o debate, eu acho que FHC, depois de correr de todos os debates durante as campanhas não tem muita moral para falar nada. Sem falar que esse tipo de debate só interessa a ele, que luta contra o esquecimento político. Sem falar que o Lula sempre deu entrevistas a todo tipo de imprensa e já respondeu sobre mensalão, seus filhos, etc. já o FHC só deu entrevistas para imprensa partidária, cuja as entrevistas parecem ensaiadas. Nunca o vi respondendo sobre a compra de deputados, sobre os escandalos de seu governo, sobre o arquivamento de CPI´s, sobre sua família, etc. a única entrevista em que ele foi um pouco apertado resultou numa humilhação, que foi a entrevista ao Hard Talk da BBC(procure no youtube). Por isso eu tb torço por esse debate, apesar de saber que mesmo que ele aconteça será mais um encontro de cavalheiros tentando não se queimar. Tente resumir melhor suas ideias... seus posts são enormes.

Corinthians em 26 de fevereiro de 2011

Desculpe-me Setti, você está correto. Meu comentário anterior foi dirigido ao Reidson, esqueci de indicar no início da resposta. Por favor não me leve a mal, foi sem intenção. Então vou corrigir lá e tirar minha resposta, tá? Abração, amigo.

SergioD em 26 de fevereiro de 2011

Ricardo, eu com problemas no meu carro ontem perdi esse bate-boca. Parece até uns quebra-paus que andei tendo no tempo da campanha eleitoral no site do O GLOBO. São muito interessantes, mas acabam não levando a nada. Não vou meter minha colher mas acho que você sabe quem eu apoiaria. Recomendo calma a todos os amigos do BLOG e vamos tentar discutir os assuntos na paz. Como faz o Ricardo, cujo BLOG, para mim, já está virando uma Cachaça. Abraços a todos.

Corinthians em 26 de fevereiro de 2011

Reidson: Números são imparciais. Quando você diz links partidários, parece-me que você está tentanto manipular a verdade, afinal foi filmado/gravado o FATO de que Dillma se disse a favor do aborto, e que Lulla era contra os programas sociais de FHC. Isso não é ser partidário, é mostrar um FATO. Quanto à Petrobrás, uma empresa vale o que entrega, o que produz, pois ela lucra sobre o que vende. Qual seria o outro indicador ? Investimentos ? Ora vamos, a manobra no mínimo pouco ética que o governo usou para "comprar" ações da Petrobrás (trocando ações por futuros barris de petróleo ainda a serem produzidos) foi alvo de críticas no mundo inteiro, além de tentar maquiar o que todo investidor sabe - durante a gestão petista a empresa perdeu valor de mercado, e perderia ainda mais caso não fosse esta "contabilidade criativa"... aliás se não me engano após esta compra os papéis voltaram a perder valor. Quando você acusa de maquiagem grosseira comparar com o governo anterior, novamente me atenho aos números e digo, estou simplesmente mostrando os FATOS. É muito fácil falar que o Brasil cresceu mais durante o governo Lulla, mas utilizar de números para comparar a situação econômica da época (ou seja, comparar ao crescimento mundial) é dar voz à verdade, da mesma maneira que comprova como cada um recebeu o país, colocando abaixo de uma vez a mentira da "herança maldita". Quando me pede para coloar os valores ano a ano, aí acho que já é um pouquinho de preguiça, pois na página tem os links para que você veja por si mesmo estes dados. Por exemplo, é possível ver que a inflação de 2001 foi 3% menor que a inflação de 2002 (que foi aproximadamente 12%) devido a eleição do Lulla. Aliás qualquer especialista sabe que a inflação é o que mais corrói o poder de compra dos mais pobre, e veja no próprio site o que realmente representou o Plano Real. Veja o que é um legado de um governo e o que ajudou o Brasil durante a era Lulla. A comparação do Salário Mínimo em valor de dólares é outra "contabilidade criativa" - afinal é muio fácil falar disso quando o Lulla recebeu um país com câmbio flutuante, enquanto que metade do governo anterior tinha indexação (aliás que foi para conter a inflação). Agora realmente não vi esta multiplicação por 10 nos valores percentuais que você cita, seria interessante que demonstrasse. Quanto ao que você diz "o cara ainda pinçou alguns dados completamente irrelevantes e pro-FHC, como “casa com geladeira”, “com televisão”, etc. O que o governo tem a ver com isso?" não tenho argumentos. O que o governo têm a ver com isso é o mesmo que perguntar o que o governo tem a ver com a qualidade de vida das pessoas, com dados estatísticos do censo do IBGE, ao poder de compra da população, e isso é absurdo. "Pra piorar coloca “casas com telefone” como se ninguém soubesse da privatização da telefonia na era FHC. O que causou um surto de telefones, o qual o governo não teve participação alguma." para mim é outro absurdo - o governo não teve participação alguma ? Só o FATO de ter sido o governo a privatizar as teles já seria participação o suficiente, mas o negócio foi melhor ainda, é só lembrar que o governo FHC criou as agências regulatórias, que pelo menos até meados de 2004 funcionavam conforme deveriam, como a Anatel, para fiscalizar o trabalho. A privatização também estabeleceu METAS de atendimento à população, que caso não fossem atingidas gerariam desde multas até perda do contrato de concessão (aqui em São Paulo lembro-me bem que em menos de dois anos a Telefonica deveria prover um orelhão a cada 300 metros). Então, sim, é FATO que o governo teve muita influência. "quem diminuiu de 100 para 75 provavelmente fez um trabalho pior do que quem diminuiu de 12 para 11" é outro absurdo - realmente torna-se mais difícil diminuir a mortalidade infantil ou crescer o IDH A PARTIR do momento que estes chegam a valores próximos do ideal (ou dos países mais desenvolvidos nesta área), mas convenhamos, não é este o caso do Brasil (além do absurdo de dizer que alguém que consegue reduzir uma taxa de 100 para 75 fez um péssimo trabalho em relação a quem reduziu as taxas de 12 para 11, pois afinal carecem de análise - em que contexto estas reduções ocorreram, e em quanto tempo ? Quais políticas foram adotadas, e qual o legado para as próximas gerações que garanta que isso não ocorra mais ? Mas achei interessante você colocar bem o modelo de pensamento que move suas comparações : "Eu te desafio a achar qualquer outro gráfico com números favoráveis a FHC que não utilize as táticas que eu mostrei." Realmente, já informei que "contabilidade criativa" não é meu forte, então fico com o que mostram os númeors sem "tática" que já coloquei. Pra tentar ser mais claro - o governo Lulla foi de crescimento por que o governo FHC veio antes, provendo um legado inestimável, e pelas condições econômicas. O inverso não pode ser dito (alguém aí imagina o Lulla criando/implementando o Plano Real, privatizando a telefonia, flexibilizando o câmbio ou dando autonomia ao Banco Central para comprar dólares e ter reservas antes de FHC ? Ou veríamos moratória e confisco de bens privados ?) Agora quanto ao partidarismo, achei interessante o que os sites que você colocou dizem, como por exemplo : "Sabemos também que a maior responsável por isto é a grande mídia nacional e as poucas famílias que a dominam, e que tem interesses econômicos particulares em esconder, distorcer, confundir, minimizar, dificultar e filtrar estas informações numéricas, em uma verdadeira “censura branca” ao seu público(...)" - http://brasilfatosedados.wordpress.com/ É mais uma vez a malvada imprensa tá em pauta... será um elogio ao PNDH3 ? Fiquei com dó da Thais Zingoni, pois como estudante de Economia, ela colocou o seguinte comentário : "Thais Zingoni disse: 27/11/2010 às 15:20 Olá, sou estudante de Economia, e no meio de uma pesquisa e outra, encontrei este site, mas referente as análises, vcs não postaram nada sobre o contexto econômico em que se aconteceram as coisas todas? Pq o interessante é saber pq em tal ano houve um aumento ou não nos índices… Se o responsável puder me retornar agradeço." e isso pelo menos nos comentários ficou sem resposta. Ou pior então o outro site: "O objetivo do site é comparar o Brasil durante o período em que foi governado por Lula com o período em que foi governado por FHC. O Brasil está melhor hoje que 8 anos atrás O foco no social é prioridade dos anos Lula, é o que a comparação mostra. Isso significa menos gente passando fome. Menos miséria. Mais emprego. Em poucas palavras: hoje temos um país menos desigual, mais forte interna e externamente. Dilma é continuação do trabalho de Lula, de quem foi ministra Serra é continuação do trabalho de FHC, de quem foi ministro. Plagiando Regina Duarte: Eu tenho medo do Serra presidente! " - http://lulavsfhc.tumblr.com/post/646087189/indice-da-bolsa-de-valores-ibovespa-desde-1994 Não sei o que dizer, afinal seria isso o apartidarismo ? E cabe lembrar aqui que novamente, o Bolsa Família é criação do governo FHC, sua unificação foi sugerida pelo PSDB, que o programa Fome Zero do Lulla não saiu do zero nem deu conta de onde o dinheiro foi parar. Enfim, mais uma vez - FATO é FATO e nenhuma "contabilidade criativa" ou "tática" consegue destruir. E legado é legado, este país não seria nada sem o que FHC implementou (Plano Real, agências regulatórias, privatizações, Lei de Responsabilidade Fiscal, câmbio flutuante, entre outros). FHC não abdicou de convicções ou mentiu sobe seus planos de governo, enquanto Lulla ficou "se justificando" e mentindo toda vez que precisava explicar o por quê, afinal de contas e apesar de tudo, manteria a política de FHC ao invés de implementar o que ele mesmo dizia antes ou do que diz o PT até hoje ? Agora que o Skander falou "promovam o tal debate" me relembrou - Lulla chamou FHC para um debate, mas assim que FHC aceitou o Lulla deu umas desculpas e deu pra trás (aliás uma delas é que teria que esperar ser um ex-presidente, o que é o caso agora). Se lullistas e petistas estão tão convictos do Brasil Maravilha inventado por Lulla, por que ele fugiu do debate ? Estaria ele comprando um pacote especial de viagens pelos países pobres da América do norte e Europa Ovidental utilizando os passaportes diplomáticos e não teria tempo para isso ?

Skander em 25 de fevereiro de 2011

Reidson, Ainda bem que gostou. Obrigado pelo reconhecimento. Quando será que o Sr poderá enviar para o iiiiiiLula? Pelo que vejo nos comentários que enviou ao nosso colega leitor Corinthians o Sr, até mais que qualquer outro petista, está obcecado por essa comparação. Para resolver seu problema, é muito simples. Promovam o tal debate. Bom final de semana e tente não ter pesadelos.

Reidson em 25 de fevereiro de 2011

Skander, realmente é muito impressionante... juro que fiquei admirado... agora senta lá no cantinho enquanto eu discuto com o outro cara. Enviei seus versinhos para o iFHC... espero respostas.

Reidson em 25 de fevereiro de 2011

Corinthians, sinceramente vc acha que esse site manjado de propaganda do PSDB convence alguém? Esse é o único site que os defensores de FHC tem para mostrar. Pena que ele é completamente falso. Pra começar vamos dar uma olhada nos links totalmente partidários colocados no site: "Dilma se diz a favor da descriminalização do aborto", "Lula era contra os programas sociais", etc. Agora uma aula de MANIPULAÇÃO e MAQUIAGEM dos números. Vou começar a analisar cada índíce que vc forneceu: Primeiro o crescimento da Petrobrás, que pra vc se resume a produção de "barris/dia", é só isso seu argumento? "Dívida Pública Federal", vc colocou a dívida bruta, mas e a líquida comparada ao PIB? Agora vem a manipulação patética. Essa tática de usar índices do tipo "comparado ao governo anterior" são uma maquiagem grosseira. Isso compara FHC ao Collor/Itamar e compara Lula ao FHC. Inflação de FHC comparada a era de super-inflação apresentou mais melhorias do que Lula em relação à FHC? Óbvio, mas pq vc não coloca os índices ano a ano para podermos comparar ou então a inflação de cada um deles? "Crescimento Econômico", usou a mesma tática ridícula. Compara FHC ao Collor/Itamar enquanto Lula é comparado ao FHC. Se olharmos os índices reais(FHC-2,28% e Lula-3,55%) notamos claramente a manipulação. "Carga Tributária", esse é curiosamente é o único índice que não usou "comparando ao governo anterior"... é claro, não era muito conveniente. "Salário Mínimo", que piada... deveria expressar em dólares ou então descontar a inflação. Se usar esse mesmo parametro sem descontar a inflação o salário do Collor foi o que mais aumentou. Pq não comparou com o governo anterior usando esse mesmo parametro? Se descontarmos a inflação qual aumentou mais? Agora os números de "educação" e "qualidade de vida" são uma piada á parte. O autor usa números tão forçados que o índice se mede em "%x10". Os números são tão pouco representativos e muitos são menores que 1%. O autor então multiplica tudo por 10 para parecerem gráficos interessantes. Não satisfeito com isso, o cara ainda pinçou alguns dados completamente irrelevantes e pro-FHC, como "casa com geladeira", "com televisão", etc. O que o governo tem a ver com isso? Pra piorar coloca "casas com telefone" como se ninguém soubesse da privatização da telefonia na era FHC. O que causou um surto de telefones, o qual o governo não teve participação alguma. Outros índices como "IDH", quanto mais crescem mais difícil é de crescer... esse tipo de comparação é patética. Igual a taxa de mortalidade infantil, quem diminuiu de 100 para 75 provavelmente fez um trabalho pior do que quem diminuiu de 12 para 11. Vc não tem nenhum tipo de comparação que mostre os números reais ano a ano dos dois presidentes? Eu te desafio a achar qualquer outro gráfico com números favoráveis a FHC que não utilize as táticas que eu mostrei. Agora vou apresentar aqui um link para a comparação mais bem feita que eu já vi entre os dois governos, com dados desde a época de Sarney. Desconheço algum trabalho mais completo nessa área. Se vc souber, por favo me indique. http://brasilfatosedados.wordpress.com/ O site parece bem imparcial também(se tiver alguma argumento contra a disposição dos números se manifeste). Tem um outro site especializado em comparar FHC e Lula. Lá tem tudo sobre o assunto: http://lulavsfhc.tumblr.com/archive Acho desnecessário copiar e colar os dados contidos nesses sites aqui. Espero que se divirta dando uma olhada nos dados reais.

Skander em 25 de fevereiro de 2011

Reidson, Oops... já ia me esquecendo. Fiz também o versinho do versinho do versinho [entre colchetes]. Ficou mais realista e divertido: FHC lê Veja, Luiz Inácio assiste o país da certo. [Salário mínimo de R$ 545, assalto à constituição fixando o mínimo por decreto, roubalheira no Ministério dos Esportes, apenas para citar o que está, recentemente, “dando certo” (e não me diga que isso é Dilma pois ela é apenas um fantoche)] FHC discursa em várias línguas mas ninguém ouve [quem não ouve é o Apedeuta pois não entende], Luiz Inácio vocifera (em uma língua que lembra o português) e é eleito o homem do ano. [na Venezuela, no Irã, em Cuba] FHC produz conceitos [reconhecidos em todo o mundo], Luiz Inácio emite cretinices que são aplaudidas no mundo inteiro. [na Venezuela, no Irã, em Cuba] FHC escreve – livros, artigos, discursos, etc , Luiz Inácio rabisca bobagens e entra pra história. [da carochinha] FHC degusta [o sucesso], Luiz Inácio bebe á vitória. [da ignorância] FHC viveu de ensinar como quebrar um país 3 vezes, Luiz Inácio sempre se recusou a aprender, claro. [deixando a herança maldita para a Fantoche, a política externa em frangalhos] FHC sempre ganhou no primeiro turno e hj não ganha nem pra síndico, Luiz Inácio nunca levou no primeiro turno mas tem a maior aprovação da história. [tanta aprovação que a oposição teve 44 milhões de votos apesar de toda a máquina do governo dando suporte à fantoche e mais o Apedeuta no palanque] FHC sempre bateu Luiz Inácio, Luiz Inácio nunca bateu FHC… não precisa, FHC se bate sozinho. [bate, rebate e... debate do qual o Apedeuta foge] FHC é uma canetada no Plano Real de Itamar, Luiz Inácio é o mensalão que foi invenção do PSDB. [aprimorado pelo apedeuta e petralha] FHC é Bill Clinton(passando sermão em FHC), Jacques Chirac(ACM), Helmut Kohl(Daniel Dantas), etc; Luiz Inácio é Chavez, Ahmadinejad, Castro e todo e qualquer ditador que se apresente como “de esquerda” e grite bobagens contra os “Países Ricos”… esqueceu de Obama e de outros líderes europeus. [o “cara” dito pelo Obama nos custou a cadeira permanente no conselho de segurança da ONU] Enfim, FHC é educação, Luiz Inácio é barbárie… nos sonhos da oposição. [e nos palanques da eleição, na malandragem eleitoral , nos passaportes diplomáticos dos apedeutazinhos, etc] Pra terminar, quantos debates FHC correu durante as eleições??? Acho que é mais um número contra seu ídolo. [O Sr vai ou não, como petista, pedir ao Apedeuta para debater? Afinal seria o debate das comparações que vocês respiram. Não seria a hora de tirar a limpo?] É muito fácil discutir com defensores de FHC. [É extremamente fácil discutir com defensores do Apedeuta]

Skander em 25 de fevereiro de 2011

Reidson, Imagino o esforço que o Sr. deve ter feito para compor o versinho do versinho comparando o FHC e o Apedeuta. Obrigado mais uma vez por corroborar com a tese da comparação sem a qual vocês petistas não sobrevivem. Vocês respiram o FHC. Você fala de argumentos, onde andam os seus? Só gogó não adianta. Mande por favor seus links que comprovem o que você fala, pois vociferar apenas não leva a nada. Nosso colega leitor "Corinthians" listou uma enormidade de comparações mostrando o quão melhor foi o governo FHC. Se não for suficiente tem mais comparações no post publicado pelo Setti "Em que país vivem os petistas? Se alguém souber, me conte, que mudarei para lá imediatamente." É só buscar no blog. Leitura altamente recomendada para o Sr. Bom final de semana e bons sonhos com o FHC!

observador 100 em 25 de fevereiro de 2011

Caro Setti Oposição é oposição, não existe meio termo. Não devemos nos iludir com "marquetagens e perfumarias". Esta presidente reza exatamente pela cartilha do PT, de perpetuação no poder. Quem sou eu para lhe dar conselhos mas, por favor, continue uma vigilância sem tréguas, assim como eles faziam quando estavam do outro lado. abraço

Reidson em 25 de fevereiro de 2011

Skander, seu post é uma piada... se não tem argumentos pra que entra na discussão? Completei seu versinho, ficou mais realista: FHC lê Veja, Luiz Inácio assiste o país da certo. FHC discursa (em várias línguas) mas ninguém ouve, Luiz Inácio vocifera (em uma língua que lembra o português) e é eleito o homem do ano. FHC produz conceitos que ninguém segue, Luiz Inácio emite cretinices que são aplaudidas no mundo inteiro. FHC escreve – livros, artigos, discursos, etc – que ninguém lê, Luiz Inácio rabisca bobagens e entra pra história. FHC degusta o fracasso, Luiz inácio bebe á vitória. FHC viveu de ensinar como quebrar um país 3 vezes, Luiz Inácio sempre se recusou a aprender, claro. FHC sempre ganhou no primeiro turno e hj não ganha nem pra síndico, Luiz Inácio nunca levou no primeiro turno mas tem a maior aprovação da história. FHC sempre bateu Luiz Inácio, Luiz Inácio nunca bateu FHC... não precisa, FHC se bate sozinho. FHC é uma canetada no Plano Real de Itamar, Luiz Inácio é o mensalão que foi invenção do PSDB. FHC é Bill Clinton(passando sermão em FHC), Jacques Chirac(ACM), Helmut Kohl(Daniel Dantas), etc; Luiz Inácio é Chavez, Ahmadinejad, Castro e todo e qualquer ditador que se apresente como “de esquerda” e grite bobagens contra os “Países Ricos”... esqueceu de Obama e de outros líderes europeus. Enfim, FHC é educação em total decadencia em seu governo, Luiz Inácio é barbárie... nos sonhos da oposição. Pra terminar, quantos debates FHC correu durante as eleições??? Acho que é mais um número contra seu ídolo. É muito fácil discutir com defensores de FHC.

Reidson em 25 de fevereiro de 2011

Corinthians, vc não mostrou dado nenhum... apenas fez um monte de afirmações vazias e ás vezes até contraditórias. Admite que o plano Real não foi criado por FHC mas diz: "É por causa de FHC que não temos mais inflação". Tem certeza que não temos mais inflação??? No mesmo post vc diz que a inflação ao fim do governo FHC era de 12%. Mas vc esqueceu de mencionar o terrorismo eleitoral feito pelo PSDB, lembra do "efeito Regina Duarte"??? Não se esqueça que a inflação de FHC foi uma das mais altas do mundo no período. E o crescimento do PIB ficou abaixo da média mundial. Graças a FHC temos celulares??? Mas o mundo inteiro tem celulares... acho que o avanço tecnológico que surgiu no governo FHC não foi graças ao seu governo. Seria o mesmo que falar que temos televisão de tela plana graças ao Lula. Onde estão os números que comprovam que a Petrobrás(ou seria Petrobrax?) cresceu mais no governo FHC que no governo Lula??? O investimento na petrobrás quintuplicou e hj ela é uma das maiores empresas do mundo. A Vale foi doada para os financiadores da campanha de FHC, leia um pouco e se informe sobre o assunto. É inegavel que o Brasil foi muito mais respeitado no exterior durante o governo Lula. Eu lembro do Obama falando "esse é o cara" para o Lula, enquanto o Bill Clinton humilhou FHC diante de todas as nações(procure o vídeo no youtube). Tem certeza que vc quer falar em salário mínimo? FHC aumentou 19% em 8 anos, Lula 38%. Onde estão os números que mostram quantos cargos de confiança foram cortados no governo FHC e Lula? Eu sei é que o Estado cresceu na mesma porcentagem nos dois governos, mais ou menos 2,9% em média anual. Sempre falam nas crises externas pra justificar o fracasso de FHC. As crises atingiram diversos países do mundo mas só o Brasil quebrou 3 vezes. Lula despertou a inflação? Mas a inflação do Lula foi menor que a do FHC. Como é possível? Vc esqueceu de citar alguns dados sobre FHC: o país quebrou 3 vezes, triplicou a dívida externa, não fez nenhuma grande obra, não construiu nenhuma faculdade, perdeu 40% dos doutores, faltou energia elétrica, não fez estradas, portos, ferrovias, engavetou centenas de CPI´s, a polícia federal não podia trabalhar... e por aí vai. A única grande coisa que ele fez é o Plano Real que foi no governo Itamar? E nem nisso ele teve grande participação... triste.

Skander em 24 de fevereiro de 2011

Reidson Até hoje o Apedeuta não aceitou o desafio do FHC para um debate sobre as realizações de seus governos. Por que será? Simplesmente porque seria humilhado em público. Teria que explicar a herança maldita que deixou para a fantoche, se é que conseguiria dada a notória falta de competência da figura.Porque vocês petistas não cobram do Apedeuta uma resposta a esse desafio? Respondendo sua pergunta e ao mesmo tempo agradecendo por corroborar com a tese. Vocês não vivem sem a comparação, é o ar que respiram, é o pão que os alimentam, é a água que os saciam, é o FHC que alimenta sua alma. Porque não pensam nas soluções aos problemas deste nosso Brasil do presente para o futuro. A comparação pode ser feita a qualquer momento e como aperitivo tomo a liberdade de usar as palavras de um dos posts do Setti: FHC lê, Luiz Inácio assiste. FHC discursa (em várias línguas), Luiz Inácio vocifera (em uma língua que lembra o português). FHC produz conceitos, Luiz Inácio emite cretinices. FHC escreve – livros, artigos, discursos, etc – Luiz Inácio rabisca bobagens. FHC degusta, Luiz inácio bebe. FHC viveu de ensinar, Luiz Inácio sempre se recusou a aprender. FHC sempre ganhou no primeiro turno, Luiz Inácio nunca levou no primeiro turno. FHC sempre bateu Luiz Inácio, Luiz Inácio nunca bateu FHC. FHC é o Plano Real, Luiz Inácio é o mensalão. FHC é Bill Clinton, Jacques Chirac, Helmut Kohl, etc; Luiz Inácio é Chavez, Ahmadinejad, Castro e todo e qualquer ditador que se apresente como “de esquerda” e grite bobagens contra os “Países Ricos”. Enfim, FHC é educação, Luiz Inácio é barbárie.

Corinthians em 24 de fevereiro de 2011

Claro que foi usado em outros países. Como o socialismo também foi. A diferença é que o socialismo fracassou e as políticas de FHC sustentam o Brasil até hoje. É por causa de FHC que não temos mais inflação. É por causa de FHC que é possível comprar computadores, todos tem celular. É por causa de FHC que a Petrobrás é uma das maiores empresas de energia do mundo (aliás a Petrobrás cresceu mais no período FHC do que no período Lulla), e a Vale uma das grandes mineradoras. É por causa de FHC que o Brasil é respeitado (Lulla quase jogou tudo fora abraçando o iraniano, o Kadafi, apoiando o golpe em Honduras...). Foi FHC que iniciou o período de valorização do salário mínimo, que criou a Lei de Responsabilidade Fiscal, que deu independencia ao Banco Central, que reduziu o número de cargos de confiança de indicações políticas (que o Lulla desfez claro), enfim, que respeitou o bom senso (devo dizer que o PT foi contra tudo isso - até no STF contra a Lei de Responsabilidade Fiscal o Lulla foi). É muito fácil falar mal de FHC, afinal ele pegou a casa bagunçada e iniciou o árduo trabalho de limpar tudo e arrumar a casa. Quando Lulla chagou, faltava só colocar a mesa do jantar.... e aí como o povo só olhou depois que tava tudo pronto e acredita nas baboseiras do analfabeto, acham que Lulla foi que fez tudo... quando na verdade a única coisa que ele fez foi se desfazer de seu passado maldito (aquele que falava mal das políticas que ele continuou) e dizer que foi ele que fez tudo, quando sabemos a verdade... trabalho que é bom ele quase nunca fez. Pode dar uma olhada em matérias especializadas de pessoas competentes, exemplo : http://veja.abril.com.br/181202/p_112.html E reitero - analise. Lembre como FHC recebeu o Brasil, lembre das inúmeras crises externas enquanto o Brasil ainda era instável sem reservas e com inflação. Só a análise vai mostrar o que realmente aconteceu. Lulla despertou a inflação, fez populismo baixo, mentiu ... e Dillma segue o mesmo caminho, principalmente quando diz que está cortando custos quando na verdade o custo do Estado ainda é maior. Bom, já disse muito aqui, não sei se eu colocar de novo para ANALISAR as situações e as políticas vai adiantar, mas tá colocado de novo. - P.S. A inflação de mais de 12% em 2002 lembre-se, foi por que todos estavam com medo da eleição de Lulla e que ele cumprisse o que prometia (moratória, etc.), é fácil de ver isso mês a mês.

Reidson em 24 de fevereiro de 2011

Corinthians, coloque os números aí para a gente analisar, por favor. Se existisse algum número favoravel ao governo de FHC eles estariam nas campanhas do PSDB. Nem o próprio FHC aparece, preferem usar o Lula. Vc disse que o Bolsa Família não é invenção do Lula. É óbvio que não, os programas sociais já existiam no mundo inteiro, inclusive no Brasil. A diferença é que eles eram um fracasso que não atingia parte considerável da população. Agora eu te pergunto: Foi FHC que inventou o Real??? Pelo que eu saiba o FHC só participou dando uma canetada, e depois usou o plano para se eleger. O tal Plano Real já tinha sido aplicado em diversos países do mundo. Skander, se o governo de FHC foi tão bom pq não podemos compara-lo com outros???

Skander em 24 de fevereiro de 2011

Os petistas não conseguem viver sem comparar os governos do Apedeuta e da fantoche com o do FHC, simplesmente porque não têm contra-argumentos para negar os fatos expostos no post. Como já mencionei em outros comentários, a expressão "herança maldita" cunhada pelos petistas e agora justificadamente aplicada ao governo do Apedeuta os deixa raivosos, o que muito me diverte..:o)

Corinthians em 24 de fevereiro de 2011

Ao Reidson: Analise os números deixados por Sarney e Collor. Analise as situações mundiais. Analise as dívidas e não os credores. Analise o legado de cada um. Não é difícil verificar os ganhos que tivemos com coisas como privatizações e Plano Real domando a inflação do que com "Bolsa Família" que nem de autoria do Lulla é.

Corinthians em 24 de fevereiro de 2011

Perfeito Seti, É mais uma mentira deste governo. Os gastos estão aumentando, e vão boa parte nas emendas parlamentares, que são grande parte dos pífios investimentos que temos no Brasil. É ridículo um governo falar em "ajuste fiscal" quando na verdade está escondendo o que foi feito - que no passado, a presidente era "gerente" destes gastos e o governo sim gastou descontroladamente, com absurdos desperdícios, que fizeram "contabilidade criativa", ou melhor dizendo mentiram sobre os resultados dizendo que estava tudo bem, e conseguiram acordar a inflação. Detalhe que a inflação não acordou por algum fator externo ou por medo dos investidores (como ocorreu em 2002 quando as pessoas tinham medo de que Lulla fosse coerente e verdadeiro a ponto de executar o que dizia) - a inflação acordou principalmente por fatores internos, no caso o desgoverno do PT. E este ajuste fiscal é conversa pra boi dormir, pois as despesas sim aumentaram em valores, e o "corte" para variar é só historinha, pois ninguém diz onde vai cortar. Cadê as 500 UPAs, as 2.000.000 de casas, as creches ? E como diria o grande sábio professor Raimundo... "e o salário ó..."

Reidson em 24 de fevereiro de 2011

Se o que Lula deixou para Dilma foi "heraça maldita" temos que inventar uma nova palavra para denominar o que foi deixado por FHC. Desconheço qualquer número que demonstre uma situação pior do que a deixada por FHC.

Oliveira em 24 de fevereiro de 2011

Você entende de economia tanto quanto José Serra. São de fato muito hilárias as suas opniões. Recomendo trocar de assessor.

fafa em 24 de fevereiro de 2011

Setti, em minha opinião, há um grande equivoco em tratar como ajuste fiscal o que Dilma vem fazendo. Prova disse são os investimentos que continuam com toda força. Não é coerente ajuste fiscal com os enormes investimentos que tem sido propostos. Não mereceria uma releitura esse suposto "ajuste fiscal", assim nomeado pela midia? Abs

Bruno em 24 de fevereiro de 2011

Como ficaráo as obras prometidas pela Dilma na Campanha eleitoral. Centenas de UPAS, Centenas de UPPS, Milhares de creches, Milhóes de casas, Trem bala, reformas estruturais..... Com que dinheiro????

Vera Scheidemann em 24 de fevereiro de 2011

Trocando em miúdos - em vez de poupar, o governo vai gastar mais ainda... Entendi direito ou não ? Que vergonha ! Fazem-nos mesmo de idiotas. Vera

SergioD em 24 de fevereiro de 2011

Ricardo, sem querer meter muito a colher em economia, reportagem do Valor Econômico de hoje adianta que existem conversas dentro do governo indicando/sugerindo o aumento da Taxa SELIC em 0,75% na reunião da semana que vem por conta da deterioração das expectativas inflacionárias. Um abraço

Frederico Hochreiter/BH em 24 de fevereiro de 2011

Setti: É sempre saudável ver um comentarista rever seu pensamento. Nada mais humano e decente do que repensar um assunto. Continuo, no entanto, a discordar em um ponto: não se trata de herança de lula. Trata-se de herança de lula decorrente do dote que a presidente recebeu para ser eleita. O corte de "despesas" vai ser fumaça mesmo. Mas também há que se cobrar da presidente a honestidade intelectual e a decência de parar com esse papo de estar, por mil e um motivos que não o principal, cortando na própria carne.

Paulo Bento Bandarra em 24 de fevereiro de 2011

Seria apenas um corte para inglês ver? Apenas para iludir os "mercados" e justificar cortes onde o governo quer e sejam impopulares? Como no mínimo?

Aldo Matias Pereira em 24 de fevereiro de 2011

Ricardo, Quando os principais interlocutores do governo Luladilma são aqueles conhecidos ex-ministro da ditadura e aquele contador sortudo, o que se pode esperar? Mais um milagre brasileiro que uma contabilidade bem criativa se encarrega de vender aos boçais que infestam a mídia alugada. Daí a importancia da renúncia do congresso ontem!

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI