Com Mantega, Lula emplaca primeira indicação

Ministro-Guido-Mantegamanutenção do ministro Guido Mantega no Ministério da Fazenda era mais do que esperada, e é positiva para os mercados.

O ministro talvez precise, no entanto, fazer algo para afastar de si a imagem de “gastador”, menos empenhado no equilíbrio das contas públicas do que seu colega do Planejamento, Paulo Bernardo.

Ah, e o presidente Lula emplacou sua primeira indicação na equipe da presidente eleita Dilma Rousseff.

Outras virão. Paulo Bernardo é um bom palpite.

Aguardem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + um =

Nenhum comentário

  • Altamiro Martins

    Prezado Setti,

    Temo estar ficando ainda mais burro do que sempre fui. Tive de reler várias vezes a frase “Nem por ser esperada, a manutenção do ministro Guido Mantega na Fazenda deixa de ser positiva para o mercado” até começar a acreditar ter entendido. Não sei se a sintaxe escolhida é mesmo pouco amigável ou se o problema é exclusivamente deste seu leitor habitual e interessado.

    Abs,

    Altamiro

    Caro Altamiro, em consideração a você, vou voltar lá e fazer o texto de forma menos barroca.

    Abração

  • gaúcha indignada

    Afinal, quem vai presidir o Brasil nos próximos 4 anos do Partido da Maracutáia, da Taxa de Sucesso, etc… o CARA (de pau) ou a COROA???????

  • Pedro

    Parece que o Lula está cogitando nomear a Dilma Rousseff para exercer algum cargo importante nesse próximo governo. Dizem que vai ser na cota pessoal dele. Vamos aguardar os acontecimentos.

  • Mauricio

    Ricardo:
    Concordo com a manutenção do Mantega à frente do Ministério da Fazenda.
    Quem prova competência tem direito a replay, correto?
    Se foi ingerência do Lula ou não para mim não tem menor importância: o importante é que a escolha foi muito bem feita! Teria outro nome melhor para indicar?

    Acho boa a indicação, embora o ministro Mantega tenha fama de “gastador”, menos preocupado com o rigor das contas publicas do que seu colega do Planejamento, Paulo Bernardo.

  • Anonimo

    Ricardo
    Á parte a competência do Mantega temos que ver o óbvio: o PT é um partido pobre em quadros para realizar uma substituição sem traumas, haja vista que Lula foi buscar o Meireles (seja a razão política econômica a mais forte para justificar a escolha) nos quadros do PSDB… O que quer parecer é que haverá uma rodizio de cadeiras…
    Nada como socialismo tacanho para desenvolver o país…..

    Aponte aí: fora palocci, dirceu, genoino, zezé dudu, marco top top o que mais tem o pt além de sindicalistas mal educados (formalmente) aproveitadores?

    Se realmente fosse um partido bem preparado para fazer política com P maísculo a dilma não teria sido lançada…
    Isso sem coniderar os mestres em maracutaia…

    Nota de R$ 500 no final do 2012 e três zeros cortados no final de 2014 comecinho de 2015 a conferir.

  • Siará Grande

    Boa notícia. Aliás, o Presidente Lulla tem um ministério de Ministros tão honestos e competententes, pra que mudar? Pena que não tenha mais lugar pra o José Dirceu, a Erenice Guerra, o Sillas Rondeau, o Valdomiro Diniz, o José Guimarães, o José Genuíno, o José Sarney, o Jáder Barballho, o Eunício Olliveira, o Renan Callheiros, o Fernando Collor e todos estes paradigmas da Competência e da Ética que formam a base allugada do competente e ético Presidente Lulla.

  • Yvone

    Devagarinho, devagarinho, o Lulinha vai comendo o mingáu pelas beiradas. Sugere um nome aqui, um nome alí, assume algumas atitudes aqui , outras alí e… de repente… quando estivermos todos acostumados ele já comeu todo o mingáu e será o SOMBRA da DIlma durante seus 4 anos de governo. Daí a assumir oficialemnte em 2014 é barbada, é um pulo. Simples assim.