A acertada decisão do governo Dilma de entregar à iniciativa privada a construção de novos terminais em vários aeroportos atualmente existentes só esbarra em uma dúvida, que tem a ver com o interesse da TAM e da Gol de construir e operar alguns desses novos terminais.

Onde é que as duas empresas aéreas, que tropeçaram nas próprias contas em anos recentes, vão arranjar dinheiro para isso?

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + 14 =

Nenhum comentário

jeff em 25 de janeiro de 2011

BNDES, Banco do Brasil... nosso glorioso capitalismo e nossos gloriosos capitalistas não vivem sem uma injeção de dinheiro publico ou de instituições publicas. Capitalismo no Brasil é ficção!

Perola em 25 de janeiro de 2011

Não se preocupe,as empresas aéreas vão arranjar dinheiro para isso - e provavelmente não será o delas,será o nosso, para variar - via estatais.

Marcio em 25 de janeiro de 2011

Assim o: As duas empresas pegam dinheiro no BNDS a 6% a.m., aplicam no Bradesco ganhando 13%. Nao constroem nada, alegam dificuldades de caixa, o Governo Federal (com negociacoes efetuadas pela consultoria do Ze Dirceu, que ja trabalha para a TAM, faltando apenas fechar com a GOL)entra no negocio, alega interesse nacional, assume a obra, nao faz licitacao, vai quadruplicar o custo final, varias empreiteiras vao ficar felizes (tambem com a ajuda do consultor acima citado). No final de 10 anos teremos os terminais prontos, porem ja obsoletos, necesitando de novas obras de "ampliacao". Facil!

gaúcha indignada em 25 de janeiro de 2011

Não estou entendendo, a criatura/fantasma não era contra qualquer privatização, pelo menos foi o seu "discurso" durante a campanha eleitoral..... Devemos aplaudir as mudanças, quando são para melhor, não é mesmo, cara Gaúcha?

sinisorsa em 25 de janeiro de 2011

Eu não tenho dúvidas: o BNDES vai investir pesado no financiamento a precinhos camaradas e a perder de vista. Afinal de contas, se tem uma coisa da qual ninguém pode reclamar, e da visão empreendedora e companheira dos petralhas de plantão. E que fique claro, esses investimentos só são necessários por que o FHC nunca fez nada pelos pobres, que agora tem dinheiro pra viajar de avião.

elizio em 25 de janeiro de 2011

Caro Setti: sem ironia alguma, também pretendo participar da construção desses terminais aí. Meu plano é o seguinte: alugar uma casa em Brasilía, perto do Lago Paranoá. Com uma certa contato, promover umas festinhas convidando as pessoas corretas e ilibadas. O dinheiro se não tenho, terei; da mesma forma que o Evo conseguiu para construir a trans-coca (Cochabamba a San Ignacio de Moxos), baterei na porta do BNDES - acho que nem isso farei, alguém baterá lá por mim - e, pronto, dindin na mão. Mas nem tudo é tão fácil assim: assinarei um contrato de risco, se der certo, o lucro será meu; se der errado, o prejuízo nas costas do contribuinte. Nada mais justo. Campo Grande - MS É assim que as coisas funcionam, não é, Elizio? Depois de tantas esperanças de mudança no Brasil... Felizmente muita coisa por aqui melhorou, mas o negrume moral persiste. Abração

Francisco em 25 de janeiro de 2011

Com o tio BNDES, irmão da viúva.

Patricia em 25 de janeiro de 2011

kkkk Tolinho... Com dinheiro do Governo, é claro! Só tem esperto mesmo, vou te contar.

Ricardo em 25 de janeiro de 2011

Ora,ora,o que o BNDES está fazendo aí senão a farra dos amigos.Vai sair uma graninha bem camarada.Pronto,problema resolvido.A gente paga a conta,certo?

Siará Grande em 25 de janeiro de 2011

O BNDES e o BB e a Caixa estão a serviço do país. E se preciso for, convoquemos os fundos de pensão das estatais.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI