Os encontros das edições internacionais de Playboy eram informais e agradáveis, mas, apesar das brincadeiras dos próprios colegas em suas respectivas redações, não eram uma festa permanente.

Infelizmente — para ser bem franco –, a diversão não chegava a 20% do tempo desses encontros. Como em geral as conferências se davam em quatro dias, a agenda de trabalho era apertada.

Cada editor ou diretor de Arte fazia várias intervenções ao longo dos encontros. Os organizadores americanos, contudo, inteligentemente conduziam as coisas de forma a que a participação de todos, embora frequente ao longo dos dias, fosse sempre breve.

Raramente alguém passava de 15 minutos em cada apresentação ou pequena palestra.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + 18 =

TWITTER DO SETTI