Image
O atacante David Villa, da seleção espanhola, ao fazer seu gol de letra na partida contra a Austrália: gramado da Arena da Baixada foi um dos que deixaram a desejar (Foto: Jeff Gross/Getty Images)
Dentro de campo, esta Copa do Mundo está sendo ótima — grandes partidas, grandes surpresas, muita emoção, gols sensacionais, boa média de gols. A Copa de 2014 no Brasil deve entrar para a história como um dos melhores mundiais, entre os 20 já realizados.
Os estádios, além de em geral belos, estão muito bons, a despeito da forma como foram construídos e do enorme montante de dinheiro público neles despejado, embora a maioria dos 12 ainda necessite de retoques importantes e tenha tido problemas no funcionamento de certas áreas — como alimentação e banheiros.
Neles, os gramados são excelentes, mas nada que justifique a monumental asneira proferida por Lula a respeito, digna de ser escrita em mármore, para permanecer:
— É a primeira vez, presidenta Dilma, é a primeira vez que um time de futebol perde por excesso de qualidade do nosso estádio (sic).
Lula, falando para os convencionais do PT reunidos em Brasília no sábado, 21, queria referir-se à derrota da Inglaterra dois dias antes para o Uruguai, por 2 a 1, na Arena Corinthians, em São Paulo.
E, ao mencionar o suposto “excesso de qualidade do nosso estádio”, quis na verdade elogiar a qualidade dos gramados.
Eles estão em geral em muito boas condições, embora não sejam capazes “de matar os ingleses de inveja”, como asseverou Lula.
Assim sendo, diante das afirmações do ex-presidento que, como se sabe, não hesita em dar palpite sobre literalmente assunto algum, qual foi a realidade dos fatos?
Vamos a eles:
*FATO NÚMERO 1: Para a partida de ontem, no Mineirão, o Brasil e o Chile não puderam fazer o tradicional reconhecimento do campo por decisão da FIFA — e o objetivo formalmente declarado foi “para preservar o gramado”, já castigado pela realização de quatro partidas na fase de grupos com equipes como Bélgica, Inglaterra, Argentina e Colômbia.
* FATO NÚMERO 2: A FIFA impediu que Espanha e Austrália fizessem o reconhecimento na Arena da Baixada, em Curitiba, devido ao estado do gramado. Posteriormente, durante a partida, mesmo nos primeiros minutos, já se notavam grandes blocos de grama desprendidos, inclusive na área da Austrália.
* FATO NÚMERO 3: Antes da decisão sobre Brasil x Chile não testarem antes do jogo o tapete verde do Mineirão, já no sábado passado, 21, a Argentina não obteve autorização da FIFA para treinar no estádio para evitar que a grama fosse prejudicada.
* FATO NÚMERO 4: Antes do jogo da segunda-feira, 23, contra o Brasil, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, a seleção de Camarões treinou mas não utilizou o campo inteiro para poupar o gramado em algumas partes que já mostravam desgaste após a disputa de duas das sete partidas que abrigará até o final da Copa.
Vejam abaixo, ou revejam, o vídeo curtinho que fez subir a performance do ex-presidento no item falar sobre tudo:
httpv://www.youtube.com/watch?v=PiibR-98gnQ

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + três =

9 Comentários

Lycos em 11 de julho de 2014

The ground staff at the Arena Amazonia stadium in Manaus, which will host England’s opening World Cup group game against Italy on Saturday, said that the pitch has been "painted green" amid concerns about its poor condition, according to reports. http://www.ibtimes.com/england-italy-manaus-turf-reportedly-painted-green-amid-unsuitable-conditions-1600314

Thiago Ernesto em 30 de junho de 2014

Depois que ele lamentou que a Terra não seja quadrada, tudo é possível. Aliás, com esse energúmeno, tudo é possível mesmo. Nunca vi ninguém adorar tanto a própria voz, nunca vi nenhuym político "neztepaiz" com um ego tão gigantesco. Mesmo vencido o câncer de garganta - garganta que um ser humano normal deveria poupar -, quantos discursos imbecis ele ainda faz por dia?

Rotor em 30 de junho de 2014

E o que dizer para aqueles que disseram: Que os estádios só ficariam prontos em 2030 Que os aeroportos não funcionariam Que não se sonseguiria chegar nos estádios Etc... Etc... Etc...

maroog em 30 de junho de 2014

O obtuso seguramente nunca visitou os estádios da inglaterra. ô raiva deste boquirroto. Por que não some de vez?

HENRIQUE PEREIRA em 30 de junho de 2014

para variar a ***** ***** de nove dedos estava *****, com se percebe pela sua cara, este **** ***** **** não passa credibilidade nenhuma, para os informados, mas infelizmente tem 400.000 cumpanheros, (e ai inclue-se os *****, os ****, ****, ****, ******, jornalecos de bairros e de sindicatos, etc), para defende-lo asquerosamente com suas mentiras, sua manipulaçôes, seu loteamento do DESgoverno, suas bravatas, seu projeto mal elaborado de ditadura, que espero seja rechaçado por pelo menos 100.000.000 de BRASILEIROS, mesmo que tenhamos de ir às ruas.

jfaraujo em 30 de junho de 2014

Não há nenhum estádio brasileiro com uma estrutura melhor que a do Wembley.

alberto santo andre em 29 de junho de 2014

um **** arriado, em uma reuniao de cientistas nobel de matematica,diria as mesmas asneiras ditas por lula,nesta convençao, e os cientistas tambem assim como a populaçao brasileira com um minimo de Qi ,ficaria sem entender nada

Roberto Souza em 29 de junho de 2014

Caro Setti, falar sobre gramados não é nada para alguém que já conjecturou sobre as desvantagens da terra não ser quadrada. É, meu caro Roberto, não há limites para os "deuses"... Eles podem falar, com absoluta propriedade, como sabemos, a respeito de tudo... Abração

Cecilia Peixoto em 29 de junho de 2014

Mas é próprio dos **** como o ex-presidente proferirem asneiras. Estranharia se ele tivesse dito algo brilhante ou sensato. Bazofeiro.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI