Image
O cardeal-arcebispo de São Paulo, d. Odilo Scherer, apontado como possível nome para suceder Bento XVI (Foto: veja.abril.com.br)

Apontado por vaticanistas como um dos possíveis nomes a serem escolhidos pelo conclave, no Vaticano, como sucessor de Bento XVI, o cardeal-arcebispo de São Paulo, d. Odilo Scherer, é tido como “reacionário” por setores mais ortodoxos do petismo.

Mas não é isso que está em questão neste post. Nascido em Cerro Largo (RS) em 1949, d. Odilo criou-se a partir dos dois anos de idade no Paraná, na pequena Dois Irmãos, próximo à fronteira com o Paraguai.

E, em algumas regiões do Paraná, já circula a brincadeira: se ele for eleito papa, é um paranaense que chega ao Trono de Pedro.

Se não for, pode continuar sendo um gaúcho criado no Paraná.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + 5 =

7 Comentários

José Lanner em 13 de março de 2013

Se for escolhido o brasileiro, teremos mais uma cortina de fumaça encobrindo a realidade nacional (os PeTralhas vão adorar).

rafael coutinho em 13 de março de 2013

gaúcho ou brasileiro?

Mairalur em 13 de março de 2013

Já que é para discutir quem é "dono" do papável D. Odilo, vamos lá: nascido no RS, criado no PR, mas que terá chegado lá (se chegar) por ser arcebispo de SP. É nosso, portanto.

Fernando X em 13 de março de 2013

Nada contra o Don Odilo, mas aturar o mollusco, boca de ******, bajulando um Papa brasileiro, vai ser florida!

Arthur Lopes em 13 de março de 2013

Segundo comentários hoje na GLOBONEWS, as chances de Don Odilo diminuiram muito depois de ter criticado Bertone, além disso, cometeu as gafes de deixar a hóstia cair e de ter confundido o quinto com o sétimo mandamento.

Marco em 13 de março de 2013

D. Setti; Se tem alguém aqui no RS, com maior reconhecimento até q qualquer Papa, se chama Don Vicente Scherer, pode perguntar para o grande A. Nunes, então, se realmente forem parentes, acho q está respondida a questão. Abração.

arilson sartorato em 13 de março de 2013

O QUE IMPORTA É QUE É BRASILEIRO.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI