Decisão do Supremo de soltar o assassino Cesare Battisti equipara o país a uma república de bananas

Battisti ontem, 4ª feira, ao deixar a Penitenciária da Papuda, em Brasília

“Decisão da Justiça não se discute, se cumpre”.

Isso pode valer para poderes públicos, mas, para um jornalista, discutir uma decisão da Justiça é obrigação.

Então quero deixar claro aqui, com todas as letras, minha opinião de que cobre de vergonha o país a decisão do Supremo Tribunal Federal que, por 6 votos a 3 – felizmente houve esses 3 votos – decidiu libertar o ex-terrorista italiano Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua na Itália, em diferentes instâncias, por 4 assassinatos cometidos na década de 70.

Battisti estava preso na Polícia Federal em Brasília desde 2007, enquanto aguardava uma decisão final sobre um pedido de extradição solicitado pela Itália. Ele nunca cumpriu pena em seu país pelos crimes que cometeu. Andou foragido pela França, passou por outras partes até se fixar na terra do vale-tudo, o velho e bom Brasil.

O Supremo decidiu em 2009 que caberia sua extradição, mas deixou a decisão final nas mãos do então presidente da República. O então ministro da Justiça, Tarso Genro, defensor intransigente do criminoso, alegava que ele poderia ser “perseguido” na Itália, se para lá enviado.

No último dia do lulalato, o ex-presidente decidiu não extraditar Battisti, com base num absurdo parecer da Advocacia-Geral da União (AGU) que, na linha de Tarso Genro, alegava que Battisti, extraditado, correria riscos em sua integridade em seu país – como se a Itália não fosse a democracia visceral que é, e sim um Irã, uma Coreia do Norte ou uma Somália. Na ocasião escrevi um indignado post a respeito.

De tudo o que se falou durante as longas 6 horas de duração do julgamento, gostaria de pinçar apenas três passagens, dos ministros que foram voto vencido.

1) Sentido de existência do Supremo com a decisão

Como o Supremo não tomou conhecimento do recurso interposto pelo governo italiano, o ministro Gilmar Mendes levantou a questão sobre se, ao delegar ao Planalto a palavra final num processo de extradição, o Supremo não perderia o sentido de existência: “Se for assim, o papel do tribunal é de um clube lítero-poético recreativo”, comparou, segundo o site de VEJA.

Mendes lembrou que o Supremo havia recomendado ao grão-vizir do lulalato que cumprisse o acordo internacional com a Itália, e que o presidente não poderia decidir manter Battisti no Brasil sob a alegação de que em seu país é um “perseguido” político:

— Nós estamos a falar de alguém que é condenado por 4 assassinatos. Não estamos a falar de alguém que foi preso por estar fazendo um passeio, um trottoir.

2) Nenhuma razão ponderável para supor que Battisti fosse submetido a “condições desumanas” na Itália

A ministra Ellen Gracie não viu base no parecer da Advocacia-Geral da União que sustentou a decisão de Lula:

— Li e reli o parecer oferecido pela AGU ao presidente e ali não encontrei menção a qualquer razão ponderável, a qualquer indício que nos levasse a crer que o extraditando [Battisti] fosse ser submetido a condições desumanas [na Itália].

3) Lula descumpriu a lei e a decisão anterior do Supremo

Por sua vez, o presidente do Supremo, Cezar Peluso – que aliás chegou ao Supremo por designação de Lula, em junho de 2003 –,foi direto ao ponto:

— Estou convencido que o senhor presidente da República, neste caso, descumpriu a lei e a decisão do Supremo Tribunal Federal.

Esses três ministros exerceram seu papel e não concordaram com uma decisão que, neste episódio, equipara o país perante a Itália, a União Europeia e o mundo a uma república de bananas.

Leia mais em:

Ainda existe vergonha na cara “neste país”: Ministério Público pede a deportação do assassino Battisti

Governo brasileiro manobra, mas Corte Internacional de Justiça vai julgar o caso do ex-terrorista Battisti

Ex-terrorista Battisti agora tem documentos em ordem e quer agradecer Lula pessoalmente por poder viver sossegado no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário

  • Silvania

    E por esta e outras que, infelizmente, tenho vergonha de ser brasileira

  • Eumesmo

    Bem,
    Quando os bandidos cometem crimes de roube nos filmes americanos, dizem vamos para o Brasil, será mera coincidência?

  • duduvieira10

    Certamente meu prezado Sr. R. Setti; muito bem dito, República de Bananas, não existe outra definição. Leis confusas e Juízos mais confusos ainda. Onde Judas perdeu as botas, cocô do cavalo do bandido. Esse é uma país que ninguém leva a sério, Refúgio de bandidos e salafario de todas matrizes. Já é cultural, quando estamos assistindo filmes estrangeiros, quando os protogonista estão metido em alguma encrenga ou ilegalidade para onde eles dizem que vão fugir? O Brasil é claro. sds.

  • Jurema

    Caro Ricardo,
    Indignação! Nesse lastimável episódio não me ocorre outra palavra para definir o que sinto. Quisera estar bem longe dessa insuportável república. Sinto-me envergonhada do meu país e triste pelos parentes das pessoas assassinadas na Itália.

  • Ever

    República de bananas o Brasil já é a muito tempo…
    agora dá pra confiar na justiça brasileira?
    Que lambança, rasgando tratados dessa maneira como o Brasil quer se posicionar perante o resto do mundo? vergonha é pouco, já estou farto dessas autoridades brasileiras.

  • WILTON SOUSA

    Vergonhoso. É essa a única palavra que me ocorre. Estive presente na sessão de julgamento no STF e foi esse o sentimento que senti: vergonha. Conseguiram desmoralizar até a Suprema Corte. Estamos caminhando para uma venezualização — em todos os graus. Em todos os níveis.

  • ana maria biluca

    que vergonah o que nosso supremofezzz

  • Lapeno R

    Olha, eu desisti do Brasil.

    O Lula finalmente conseguiu o que queria, para mim ele fez tudo de caso pensado. A desmoralizacao do Poder Judiciario representado neste episodio demonstra como nos tornamos um pais de parvos.

    Lula trouxe de volta a luta de classes, o Sul/Sudeste vs. Nordeste, a zelite vs. os Bolsa Familia, e por ai vai.

    O Brasil degenerou-se como nacao nesses ultimos 8 anos, perdemos a ”unidade”, e falta pouco para virarmos fracoes guerreando entre si.
    E o famoso lema de guerra ”Dividir para Conquistar”, e isso o Lula fez, arrebentou o Brasil completamente, nos vez brigarmos entre si e sermos chacota internacional. Diminuindo e desmoralizando qualquer poder que nao seja o executivo, e mesmo deste, com Palocci, atropelando a atual ocupante do cargo mas com poderes visivelmente limitados e minados pelo criador, falta pouco, mas muito pouco mesmo para o Rasputim tupiniquim, o Macunaima Lula da Silva, voltar para tomar o que ele pensa que e dele.
    Nunca me senti tao humilhado e indignado por ser brasileiro, com essa atitude ridicula do STF.

    Caro Ricardo, esta muito dificil ser brasileiro hoje em dia.

    Caro Lapeno, não dá para discordar de nada do que você escreve. O Brasil degenerou-se como nação, é exatamente isso.
    Que pena, que triste.

  • caioblinder

    Caro Ricardo, vendo de fora é de ficar espantado. A outra opção seria o cinismo. Temos uma corrente para frente contra a impunidade em tantas partes do mundo, para o cumprimento dos mais elementares direitos humanos e do combate ao terrorismo. Imagine, aé os sérvios pegaram e entregaram o genocida do Mladic para o Tribuna Penal Internacional. E, no entanto, o Brasil prefere ser este Brasil tacanho, que anda na contra-mão, abs, Caio

    Obrigado pela visita, amigo Caio. Faço minhas as suas palavras. Estou desolado e indignado.
    Bem lembrado seu exemplo do Ratko Mladic.
    Quando é que a gente vai se encontrar em SP? Voltarei dia 3 de julho.
    Abração

  • Artur E.M.Dutra

    Vergonha,Vergonha,Vergonha,Um país que quer chegar ao ”Primeiro Mundo”,que País é esse que não cuida dos seus bombeiros. AH! brasil,minusculo mesmo;que Juízes nós temos,ou São do PT,ou são do Brasil. Que vergonha,vergonha,vergonha…….sem palavras

  • Herz

    Só se for a Republica das tuas Bananas! Vai lá você resolver seu problema com o Battisti…

    Defenda um assassino, Herz, vá em frente. Vale tudo para o lulo-petismo, não é mesmo? De quem mais você é simpatizante? Do Kadafi? Do Ahmadinejad? Do Chávez? Da dupla Fidel x Raúl? Do cabelo espetado da Coreia do Norte? Do general genocida que será julgado pelo Tribunal de Haia?

  • JOSÉ CARLOS WERNECK

    Prezado Setti.
    Você,em poucas linhas,com clareza e objetividade esgotou o assunto.
    Parabéns!

  • Alex Dias

    ATÉ TU,OAB?
    O presidente da OAB apoiou a libertação do assassino italiano pelo STF,pois segundo o doutor Ofhir a decisão era imposta pela “soberania nacional”.
    Pergunto:soberania nacional,no Brasil,virou chave de cadeia para homicida? E se o assassino fosse de “direita”,a tal “soberania” seria invocada para libertá-lo?
    OAB agora significa:Ordem dos Admiradores de Battisti.
    Abraços do seu leitor sergipano de Lagarto Alex Dias.

    Obrigado por sua visita, caro Alex. Sua indignação é também minha. “Ordem dos Admiradores de Battisti”. Ótima sacada.
    Abração

  • Jeremias-no-deserto

    Nunca ví tantos “intelectuais” paramentados e reunidos com o único objetivo de dar salvaguardas a um reles assassino.A gente começa a dar razão aqueles filmes americanos em que os criminosos sonham com um refúgio seguro no Brasil.

  • pericles

    A Itália é um país soberano. Todo país soberano tem um serviço de inteligência.

  • Aristóteles

    Este não é o país, mas o paraíso para criminosos, quer sejam estranjeiros ou brasileiros, sem mais palavras!

  • Eduardo Burlamaqui

    Pelo Contrário, se o Brasil entregasse o ativista italiano, ai sim seriamos uma república das bananas (Para lembrar a origem dessa frase, remete as repúblicas da América Central,onde os EUA mandavam e desmandavam, derrubando governos e colando gente a serviço das grandes companhias de frutas), o Brasil tomou uma atitude soberana e impões sua decisão como Estado soberano e que não admite interferências externas em sua decisões. Parabéns Brasil!

  • Suely Marques

    Sinceramente, sinto um profundo desgosto por tudo o que vem acontecendo no Brasil nos governos petistas. Essa gente só nos envergonha.

  • Márcia McGabriel

    O objetivo do cárcere é resocializar o indivíduo. Se Battisti cometeu os crimes pelo qual foi condenado, deveria já ter se resocializado. Após 30 anos do suposto crime, que já teria Transitado em Julgado e nesses 30 anos de vida, Battisti, não apresentou nenhum sinal de violência ou perigo para a sociedade, qual seria o motivo de enviar uma pessoa para uma prisão perpétua após 30 anos. Não estaria Battisti resocializado, após 30 anos, caso tenha mesmo cometido o crime? Afinal de contas, depois do fiasco “Amanda Knox”, a Itália deixa a desejar em relação à Justiça.

    Que meigo, não, Márcia? O sujeito mata barbaramente 4 pessoas e depois, coma passagem do tempo, ele fica bonzinho. E por isso não precisa mais pagar nada, nadinha, por seus crimes.

    Bem, este seu não é o meu conceito de Justiça.
    Abraços

  • volnei

    Merecemos tudo isso do STF. Estamos bem arrumados com esses togados que ficam brincando de interpretar leis. Quanto se gastou com essa encenação toda…. e depois, fica o governo aumentando e criando novos impostos para oferecer isso para a sociedade?

  • Mauro Pereira

    Caro Ricardo Setti.
    Caro amigo, não está fácil sobreviver ao flagelo que assola o brasil do lulalato.
    Talvez chegue o dia em que eu sinta vergonha da minha honestidade. Mas hoje, sinto apenas uma imensa vergonha de ser brasileiro.
    “Brasil. Submeta-se ou deixe-o!”

  • que vergonha…. nunca antes na historia destepaiz…..

  • José Américo C Medeiros

    E o que podemos esperar?
    Hoje, na posse da Casa Civil a estranha palavra “Presidenta” foi a mais ouvida, numa bajulação que demonstra a que grau de aparelhamento político chegamos…Infelizmente estamos em uma República de bananas, como o outro leitor escreveu.

  • Salvador V. Conceição

    A decisão do STF mantendo a recusa de extradição do terrorista italiano não surpreende. O Brasil é, sem dúvida alguma, um país sem credibilidade no foro internacional, sobretudo a partir de 2003, quando ficou sem qualidade na direção do país. Os dirigentes desde 2003 envergonham o país, om as suas atitudes bizarras e ridículas, apoiando o que há de pior no cenário internacional (casos do Irã e Venezuela). A decisão do STF não surpreende, pois alguns de seus membros se preocupam com os bandidos que estão nas prisões, mas nda fazem pelos orfãos e viúvas q

  • mosciaro

    Caro Setti,
    agora faz sentido o Brasil não ter uma lei antiterrorismo. Se o braço de sustentação do governo são as centrais sindicas(terroristas urbanos) e os movimentos de trabalhadores rurais que se dizem sem terra (terroristas rurais). Analisando de uma forma bem direta pode-se dizer que aqui é um paraiso, e o nosso governo petralha poderá hospedar terroristas de esquerda e guerrilheiros traficantes. E o STF hein?, vergonhoso o voto dos ministros marco aurelio, fux (que parece estar justificando a sua escolha p/ ministro do STF). Já o senhor Joaquim Barbosa (sempre vota contra o Gilmar Mendes). Devemos reverenciar os 3 votos vencidos, estes ministros justificaram a condição de gardiões da Cosntituição Federal. Pelo andar da carruagem o julgamento de hoje foi uma prévia do que vai ser o julgamento dos 40 ladrões mensaleiros. Hoje durmo convicto que aquela máxima de que: art. 2º CF – “São poderes da união, independentes e harmonicos entre si, o legislatico, o executivo e o judiciario. O legislativo não faz lei para punir terrorismo, o executivo pede para o terrorista não ser punido ou extraditado e o poder judiciario, lava as mãos; para não desarmonizar com os dois primeiros.
    P.S. desculpe pelo desabafo, mas você há de concordar comigo.
    Um abraço

  • Salvador V. Conceição

    Complementando o texto abaixo, é de ver-se que os membros do STF, que se preocupam com os bandidos nas prisões, nada fizeram ou fazem a favor dos órfãos e viuvas vitimas dos mesmos bandidos. O que se fez a favor das viuvs e orfãos de militares que foram assinados em serviço? Nada, absolutamente. De tal modo, a decisão do STF era esperada, pois de árvore ruim, não se espera bom fruto. Sendo assim, os bandidos terão prioridade sempre no STF, enquanto as pessoas de bem serão punidas sem que haja julgamento. Salve-nos Deus!!!

  • Hoje vi matéria a respeito desse Batisti e me envergonhei com a postura entiética do meu país perante os tratados internacionais. E mais, declarado o apoio a um comunista com crimes provados? O lula eu já sabia e esperava a atitude principalmente pelo seu currículo e cultura, mas daí ter apoio de alguns doutores? Pessoas elitizadas culturalmente ? Parabéns aos poucos juizes que votaram contra a não extradição do Batisti.

  • Sergio

    So uma noticia para comparar com um pais um pouco mais serio: http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/australiaandthepacific/australia/5071346/Australias-jailed-judge-asks-for-a-masseuse-in-prison.html

  • Zion

    Tio Setti

    Uma vergonha o que foi decidido pelo grupo de marionetes do STF. Qdo vc pensa que o Brasil esta no fundo do buraco, descobre que ele fica fundo cada vez mais.
    Um pais governado por mentirosos que so se preocupam com a boquinha deles no governo. E so humilhacao, mentira, chacota, e conversa furada, mas te digo que o culpado de tudo isso e o povo que infelizmente nao sabe votar, bando de mal instruido.
    Eu felizmente larguei o Brasil a muito tempo atras, nao me arrependo de nada de ter mudado para o exterior. E pretendo ficar por aqui por muito tempo. Viva a America!!!

    Faco aqui um convite ao Kadafi, Chavez, Fidel, Mladic e Ahmadinejad para que mudem para o Brasil e vivam no Rio de frente para o mar. Nao duvido nada o governo dar moradia a esse bando de tiranos.

    E viva o Partido dos Tiranos!!!!

  • Saulo

    Eis a prova. Os petralhas, no governo, mandam também no Judiciário!”Pobre republiqueta das bananetas”

  • maria cristina

    Os ex terroristas brasileiros,que pegaram em armas e mataram inocentes se identificaram com o terrorista e os ministros do STF são vassalos de quem os nomeou.

  • sidney

    SETTI !!!!
    Entao um recadinho para a – ITALIA – : HAIA NELES E , PUNTO E BASTA !!!!!
    Grande Brasileiro – Parabens pelo texto e obrigado por nos informar sempre !!!
    Grande abraco

    Obrigado pelos parabéns, caro Sidney. Estou precisando mesmo de incentivo depois desse julgamento do Supremo.
    Volte sempre ao blog, será um prazer.
    Abração

  • jfaraujo

    Eu sinto vergonha do meu país, sinto vergonha até de mim mesmo, pelo meu silêncio e minha apatia diante destas barbáries cometidas por esses Ministros enlouquecidos, que legislam contra o povo honesto. Nós brasileiros estamos realmente indo para o fundo do poço, mas onde será o fim do poço?

  • Corinthians

    Lapeno,
    Parabéns pelo seu comentário. É isso mesmo, concordo em gênero, número e grau.
    O Brasil hoje se apequenou mais ainda.
    Já são mais de 8 anos de ações ridículas.
    São mais de 8 anos me envergonhando de ser brasileiro.
    Parabéns Lulla, parabéns STF – mais uma vez mostra que não somos equiparados à uma República das Bananas, somos sim a perfeita definição de República das Bananas.

  • Maria

    Meu caro Setti.

    Eu me espanto com a sua tardia constatacao de que o Brasil se equipara a uma republica de banana. O Brasil nunca deixou de ser uma e essa nao e uma opiniao so minha. No mundo civilizado o Brasil e visto assim. Eu nao tenho orgulho de usar este adjetivo com relacao ao meu pais, mas e a pura verdade.

  • Patricia T

    Sou uma dos tantos brasileiros q moram na Italia. Hj nao tenho palavras para mostrar a minha indignaçao com a decisao do STF! Hj tem vergonha de ser brasileira!

  • Entonces

    Setti,
    Será mesmo o fim?
    Ele ganhou a briga da extradição.
    Mas como estava no Brasil com passaporte falso, não deveria ser deportado?
    O americano Jesse James Hollywood veio para o Brasil com passaporte falso e usando sua documentação falsa tomou o cuidado de se casar com uma brasileira. E foi deportado, não foi extraditado. Note que o americano foi esperto o suficiente para casar com uma brasileira. O italiano não.

  • Teresa Engren

    Lamentável, tenho vergonha de ser brasileira.
    Estou decepcionada com meu colega de turma da UERJ Luiz Fux e com o stf. Sim, é o supremo com letras minúsculas, porque é um órgão diminuto de um poder menor ainda.
    Foi a derrocada final do judiciário.
    Não temos um legislativo. É a ditadura do executivo.
    Vivemos numa ditadura.
    Só falta acabar com a imprensa livre ( mas bem que eles tentam )

  • Markito-Pi

    Já foi dito muitas vezes, mas não custa repetir: O STF, como desta vez, preocupa-se mais em dar aulas de direito que em distribuir JUSTIÇA.
    A soltura deste criminoso, tem alguns efeitos muito praticos. Coloca no PT um militante de coragem, e os sonhos ***** de Eduardo Suplicy com Battisti, podem tornar-se realidade.

  • observador 100

    Atenção amigos do blog: possivelmente hoje (ele estava muito ocupado) o grande jotavê irá nos brindar com um post aonde provará que o paloci é a reencarnação de São Francisco e que o Battisti é um heói nacional italiano. Não percam!!!

  • Vera Scheidemann

    O desfecho desse caso nos enche de
    asco e indignação. A gente só pode
    se perguntar – como foi possível o Supremo
    chegar a tal decisão sem que seus membros
    cobrissem os rostos com suas vestimentas
    pretas para esconder a vergonha ?
    Vera

  • Sergio Cortez

    Meu Brasil Brasileiro!!!!

    Tá difícil !!!!!

    Que vegonha!!!!!

    Avante MEU POVO BRASILEIRO!!!!!

    obs . ótimas consideracões!!!!

    Abs. Sergio Cortez Luanda-Angola.

    Obrigado, caro Sergio. E mais ainda por acompanhar o blog desde Angola.
    Muito boa sorte pra você e um abraço.

  • Dexter

    Vocês acham que acabou? Eu acho que não.
    Battisti ainda vai ser indenizado por danos morais pelo tempo de prisão injusta no Brasil, receber pensão vitalícia , e, como preve o Reinaldo Azevedo, ainda vai ser contratado por: ou Suplicy, ou Tarso Genro ou Lula ou Dilma.
    E tudo pago com dinheiro do nosso bolso.
    É esperar para ver.

  • Manoel Lopes dos Santos Filho

    VERGONHA…. não me vem outra palavra á mente diante desta decisão que MAIS uma vez nos define como um País que dá guarida a todo tipo de criminoso….VERGONHA !!!!!

  • celio

    …esqueceu do Bush e outros não?????

  • Joao Ribeiro

    STF = Soltem Todos os Facínoras

  • Ferreira Pena

    O rebaixamento das instituições no Brasil, com a consequente perda da credibilidade, é um fato assustador. Tudo foi nivelado pelo caráter desqualificado e oportunista do Lula, criado no ambiente de vale tudo dos sindicatos. O advogado da Envergonhadoria Geral da República, Roberto Gurgel, tem há bastante tempo arranjado pareceres adequados às dificuldades do Planalto. É a canalha em festa! Pobre Brasil, tão grande e um povo que aceite na cara, a malandragem instituida! A decisão do STF, simplesmente mostra o quilate de seus membros. Gente despreparada para tão nobre e importante função. E ainda querem criar uma Comissão da Verdade. A esquerda sacana ainda vai perseguir os militares, com apoio do STF. É só esperar.

  • Raul

    Muito se alegou de soberania. Como disse Samuel Johnson: “O patriotismo é o último refúgio de um canalha”.

  • E.

    Espero que esses políticos Brasileiros que possuem a cidadania Italiana , não pisem mais os pés naquela terra !Tenham vergonha! Tutti Fuori!!!!!!!!

  • Renata

    Alguém tem que manter viva a tradição Ronald Biggs…

  • run, dont walk.

    aqui tem lugar pra todo mundo.
    khadafi, elias maluco, assad, barbalho, mubarak, batista (novo sobrenome), aniz abrahão, silvio santos… e tá chegando mais.

  • Sergio Roberto Santos

    Existe um ditado que diz que na guerra a primeira vitima é a verdade
    Quem acompanha os comentários feitos no seu blog e em outros iguais ao seu já percebeu que o que era debate e troca de ideias virou torcida de futebol. O jogador do meu time é o melhor porque é o jogador do meu time.
    O STF vem tomando para si prerrogativas que são do congresso. Quando ele legitima a união civil mesmo contra a constituição, eu sou a favor da união civil, aqueles que são a favor da medida aplaudem. Quando ele reprova a lei da ficha limpa baseado nos mesmos princípios quem era a favor da aplicação imediata da lei, condena o ativismo legislativo do STF.
    O que o STF fez ontem foi reconhecer a prerrogativa do presidente da republica, e só dele, em conceder asilo politico. É difícil entender que se pode discordar da decisão do presidente, mas deve-se reconhecer o seu direito?
    Se o Battisti é um criminoso comum ele deveria ser extraditado. Mas quando eu, o senhor e milhões de brasileiros participaram de uma eleição, somos obrigados a aceitar o seu resultado, gostemos ou não dele.
    O presidente da republica tem o direito inclusive de declarar guerra ou estado de sitio.
    Será que minha posição é clara quanto ao fato de apoiar a decisão do STF, não significar apoiar o asilo politico, mas respeitar o direito que o presidente Lula tinha de faze-lo
    Cabe a quem não gostou da decisão responder nas próximas eleições.
    Espero que por não concordar com o senhor, meu comentário não seja publicado parcialmente, e tenha como resposta uma agressão, disfarçada em ironia ou seja chamado de petralha.
    Logo todos os blogs serão como torcida de futebol, serão lidos apenas por aqueles que têm as mesmas posições do seu autor.

    Caro Sergio Roberto, este blog não é nem será como os que você assinala no final de seu comentário. Como sempre comento com os leitores, pretendo que seja um espaço democrático e o mais possível civilizado.
    Publico sistematicamente comentários de todos os tipos e de todas as tendências, desde que não contenham agressão, palavrões, ameaças, incitação ao ilícito ou coisas do tipo.
    Não pretendo que o espaço de comentários seja um espelho de Narciso, refletindo minha própria imagem em matéria de opinião.
    Para tanto, não tem sentido colocar um blog no ar.
    Seu comentário é fundamentado e respeitoso, e não há uma única razão para não o publicar ou para cortar palavras dele, coisa que só faço no caso de palavrões e de palavras que implicariam em algum tipo de acusação sem prova à pessoa objeto do comentário.
    Se você me der o prazer de frequentar com mais assiduidade o blog, constatará que estou dizendo a verdade.
    Um abraço

  • Paulo Bento Bandarra

    Acho que é muito pior. A Constituição que deveria reger as decisões deixaram de ser o balizador do STF. Agora qualquer coisa vale. Nem o que está escrito vale mais, pois se interpreta as palavras ao bel prazer da moda e não mais o seu significado consagrado. Estamos cada vez mais um país fascista em que vale o arbítrio em vez da lei e da democracia.
    .
    Maria do Rosário: “Reafirmamos o compromisso do governo com o enfrentamento da impunidade”
    .
    Há uma hora (07/06), a ministra Maria do Rosário, postou o seguinte comentário no seu Twitter. Não deu para entender direito se ela se referia à queda do ministro Antonio Palocci ou a outro tema do governo.
    .
    @_mariadorosario Maria do Rosario
    .
    by MonicaWaldvogel
    .
    Eu e os ministros Cardozo (Justiça) a Afonso (Des. Agrário) reafirmamos o compromisso do Governo com o enfrentamento da impunidade.
    .
    A Justiça não é para todos nos Estado Petista. Os 50 000 homicídios no país não comovem os petistas…

  • hiran

    Ora meus amigos, o STF que nos ainda confiavamos, pensando ser ele o exemplo de dignidade dessa nação ja tão desqualificada perante o mundo das suas decisões vergonhosas por parte de um governo corupto, toma essa decisão criminosa que nos faz sentir repugnância. Parabéns aos três ministros que honraram a sua profissão. Quanto aos outros, meu repúdio por tê-los fazendo parte de uma casa tão conceituada, mas a serviço de um governo tão escrúpulos!

  • Roberto Ulhoa

    Alguém se assusta com essas coisas que acontecem no brasil ainda?? Ora, por aqui são assassinadas 60 mil pessoas por ano, e nada acontece! Existem arrastões nas praias do rio, nas pizarias de são paulo, nos prédios do país todo, e nada acontece! Não se pode colocar terminais de bancos nas ruas por 24 horas (como na Europa), porque são explodidos e roubados, e nada acontece! Ora, justiça por aqui é coisa fictícia, ou melhor, de circo. Mas os togados ganham uma fortuna por mês (que sai do meu bolso).
    Como cidadão dessa coisa chamada brasil, peço mil desculpas aos Italianos! Mas, no brasil é assim mesmo: tudo acaba em pizza. E quem faz a massa (poder judiciário) não é higiênico !

  • carlos nascimento

    Estão perdendo o bom senso, o fosso de excrementos se alarga, não há pontes, está virando uma esbórnia, é hora de uma Terceira Via.
    Se bem conheço a Itália irá tomar providências, a Copa do Mundo será o primeiro aviso, não virão aqui jogar, anotem ai.

  • Carlos E.

    Caro Setti,
    Existem coisas que, realmente, não dá pra entender.
    Há uma corrente que insiste na reanálise dá anistia política aqui no Brasil, sob a ótica que os militares precisam pagar pelos crimes cometidos. Porém, consideram, que os mesmos crimes em que foram protagonistas estão no “status” do “pela Pátria”. “Passar o Brasil à limpo” seria , no meu entender, responsabilzar à todos; independente se for “lado A” ou “lado B”. Aqui no Brasil somente um lado está se sentindo merecedor desse mimo. Nesse sentido, a Itália está a anos-luz à nossa frente nos preceitos da democracia; pois, sem considerar o viés romântico da luta (armada) proletária, está colocando na cadeia (ou pelo menos tentando) quem realmente é criminoso. Extraditar Battisti seria um chute na próprio “saco” e obrigaria o STF rever, sumariamente, todas as indenizações pagas com o nosso dinheiro a um bando de assassinos que cometeram atrocidades iguais ou piores que as cometidas por esse italiano. Tenho certeza que tribunais internacionais sepultarão, de vez, qualquer intenção brasileira em fazer parte de “Conselhos” de Paz ou de Guerra.

  • Carlos E.

    Em Tempo:
    A extradição de Battisti estava sendo aguardada por todos os Italianos ou por aqueles que, por esse país, demonstasse qualquer respeito às suas tradições ou à sua soberania. Pergunto: A Família “Lula da Filva” ainda merece pleitear a cidadânia italiana?? Colocar em dúvida a maturidade italiana para lidar com seus “esqueletos politicos” não os exporiam à batuta ou tutela, das leis, de um país tão…tão, “perigosamente”, avesso a democracia?? Seria mais interessante que tão culta família pedisse cidadânia a Cuba, ao Irã, a Venezuela, que têm dado ao mundo lições de como se deve tratar pessoas que só querem liberdade.

  • admar pedroso

    AGORA PARECER DA AGU VALE MAIS QUE DECISÃO DO SUPREMO, MAS TAMBÉM É CULPA DO SUPREMO QUE NÃO SE RESPEITA , O QUE ESPERAR DE MINISTROS QUE SÃO ALÇADOS AO SUPREMO POR CONHECER AMIGO DE PRESIDENTE EM AEROPORTO E DEPOIS SER INDICADO POR SUA ETNIA, ATÉ QUANDO BRASIL?

  • Esron Vieira

    Não concordo com libertação de assassinos, neste caso ganhou proporções ideológicas pra dar liberdade e tambem nas manifestações em contrário.
    Eu colocaria Battisti e Lolo no mesmo avião de deporto.
    Porém vejo que no caso do Lolo houve um acobertamento sobre as intenções do governo Brasileiro em não deportá-lo.
    Criminoso assassino é tudo igual, quando há variantes ideológicas, muda-se o campo de visão, aparecendo justificativas críveis de todo o lado.

  • Mauri

    Interessante agora é seguir esse indivíduo.
    A julgar pelo governo de escambo lullopetista, algum favor esse ser deve aos aspirantes a terroristas do pt, não acha?
    Minha sugestão aos jornalistas é que fiquem na cola desse rapaz. Duvido que ele compre um carrinho de pipoca e viva numa casinha azul perto de uma escolinha e passe as tardes de domingo alimentando os pombos…
    Abraço

  • RITA DE ARAUJO

    CLARO QUE É VERGONHOSA TAL DECISÃO TOMADA PELO STF. PORÉM COMO BRASILEIROS, NÃO PODEMOS ACEITAR TAIS SITUAÇÕES. FICAR APENAS CRITICANDO, ESCREVENDO PALAVRAS E MAIS PALAVRAS, NÃO ADIANTA NADA. PALAVRAS SEM ATITUDE, SÃO APENAS PALAVRAS, JÁ DIZ UM PENSAMENTO. FOMOS NÓS QUE COLOCAMOS ESTES HOMENS NO PODER, ENTÃO TAMBÉM TEMOS RESPONSÁBILIDADE EM CADA DECISÃO. SE CALAMOS, SOMOS CO-PARTICIPANTES, MESMO NÃO ACEITANDO ESTA SITUAÇÃO. POR ISSO A IMPORTÂNCIA DE AGIR. E JAMAIS TER VERGONHA DE SER BRASILEIRO, SOMOS UM PAÍS MARAVILHOSO, COM UM GRANDE POTENCIAL.MAS, AQUELES QUE TEM VERGONHA, POR QUE NÃO FAZEM A DIFERENÇA, ENTÃO? OU SE PREFERIR, MUDE DE PAÍS…

  • Paulo Galvão

    O STF com a decisão de libertar Cesare Batistti institucionalizou a impunidade no Brasil. Deu uma demonstração inequívoca de que qualquer bandido ou terrorista tem acolhida segura no país.

  • paulo

    O que mais causa espécie é que, 11 homens, supostamente de alto saber juridico, divergem tanto sobre um mesmo assunto. Perdem-se em divagações que nada acrescentam, mostrando uma vaidade imcompreensivel e cujo unico objetivo é querer mostrar conhecimentos, o que, a maioria, não possui. Só se salvam, os ministros Gilmar. Ellen Grace e o presidente do STF. Qualquer um, por mais leigo que seja, sabe que um acordo internacional de extradição feito entre dois países, tem força de lei e deve ser respeitado. Com a decisão que deu, o STF jogou por terra, tudo aquilo que diz defender. Somos, realmente, um país de bananas, onde a impunidade impera.

  • PauloMarx

    Agora teremos a vergonha de sermos submetido a uma Corte Internacional! E tambem de termos jogado no lixo a chance de uma vaga no Conselho de Segurança!!!

  • sergio

    Battiste viveu muitos anos livremente no México e mais tarde na França.Porque o governo italiano não solicitou sua extradição naquela êpoca?

  • simone soares

    AGU QUE TEM UM LUIZ INACIO.STF COM LUIZ FICHA SUJA, QUE CADA DIA QUE PASSA NOS SURPEENDE MAIS.MINISTROS PARENTES DO COLLOR E OUTRAS COSITAS MAIS,NÃO É DE NOS SURPEENDER. AGUENTA CORAÇÃO…

  • simone soares

    ADOREI ESTA ORDEM DOS ADMIRADORES DO BATISTI.
    VOU ESPALHAR.
    ESTA ESQUERDA AINDA QUER REVER A ANISTIA.
    PENA QUE O MEDICI NAO FEZ UM CURSO COM O FIDEL CASTRO MAIOR ASSASSINO DA HISTORIA DA HUMANIDADE, ASSIM ESTARIA NO PODER ATE HOJE E ESTES SAFADOS NÃO ESTARIAM POR AQUI, QUEIMANDO NOSSAS PACIENCIAS…

  • estou envergonhado

    ESTOU ENVERGONHADO COM A JUSTIÇA BRASILEIRA, PROTEGENDO UM CANALHA

  • Carolina

    Aqui na Itália as pessoas estão indignadas. Não conseguem entender o porquê desta decisão. Os italianos de esquerda e de direita são a favor da extradição de Battisti.

    Eu me pergunto se ele fosse um terrorista de direita, se teria o mesmo tratamento do governo Lula…

  • Goncalves

    Excelente texto! Lamentavelmente, a população e a mídia, de um modo geral, entram num torpor, e num ufanismo injustificado, cada vez maior. Depois reclamam das mazelas do país.

  • WALTER

    O BRASIL ESTÁ VIRANDO TERRA DE NINGUÉM !!!
    ONDE ESTÁ A ÉTICA, OS BONS PRINCÍPIOS, A EDUCAÇÃO !
    DE QUE VALE SER A QUINTA ECONOMIA DO MUNDO E NÃO TERMOS SEQUER BOM SENSO !
    SERÁ QUE EU SOU O ERRADO ??? VERGONHOSA ESTA DECISÃO DO STF !!! PELO PRINCÍPIO DA ISONOMIA TODOS OS BRASILEIROS PODEM COMETER CRIMES E FICAR IMPUNES, E DIGO ISSO NO CAMPO DA CORRUPÇÃO TAMBÉM !!!

  • Paulo Henrique

    Acho que dessa vez foi demonstrado que temos um Supremo de bananas. Os argumentos para soltar o terrorista não têm lógica. Revogou-se todos os acordos internacionais pelo raciocínio dos supremos bananas. Para isso, basta bater no peito e gritar “soberania nacional!”.

  • A. Silva

    O Ministro Gilmar Mendes, em seu voto, desmontou toda a falaciosa defesa do terrorista Cesare Battisti. Uma peça antológica! Outra intervenção brilhante foi da Ministra Elen Gracie: “Soberania é quando o Brasil assina tratados internacionais. Soberania é quando o Brasil cumpre os tratados que assinou.”. O que, evidentemente, não foi o que aconteceu neste caso. O STF ao convalidar a decisão do curupira enterrou, de vez, qualquer chance do Brasil ocupar definitivamente uma cadeira no Conselho de Segurança Nacional.

  • Marcio

    Nunca antes tivemos um Supremo tao ruim em termos de conhecimentos juridicos e tao “aparelhado” ideologicamente. Compostos por juizes, na sua maioria, escolhidos pelo Lula (incluindo o Levandowski quera era vizinho da Mariza Lula da Silva) e aprovados pelo Congresso submisso, temos decisoes como: Battisti solto, Palloci inocentado de quebrar sigilos bancarios (maravihosamente desmentido pela Caixa), Arrozais entregues a quem nunca plantou nem mesmo feijao no algodao molhado…Nem mesmo durante a ditadura o Supremo tomou decisoes tao partidarias e inconstitucionais.

  • molina

    equiparar-se-ia ao bananato, não fôssemos o que somos realmente, uma das maiores república, não da banana, mas dos bananas.

  • Marcus Abreu

    Dos ministros nomeados pelo apedeuta, quantos votaram a favor da extradição? Tinham de fazer jus à boquinha, não iam desmoralizar o “ôme”.

    Mais fácil dizer que apenas um dos nomeados votou contra: o presidente do Supremo, Cezar Peluso.

  • PARASITOLOGO

    Devemos fazer com que o ***** da Silva seja interpelado judicialmente pelo total desrespeito as leis internacionais sobre o tratado de extradição com a Itália e isso já é mais do que suficiente para julgar o ****** da Silva e junto os ministros que votaram a favor do mesmo desrespeito ao tratado de extradição ,o ****** levou o nome do Brasil diretamente ao lixo e quem o faz deve pagar por isso .

  • Elvio

    Caro Setti,
    Podemos cumprir certas sentenças mas lamentando profundamente e envergonhados.
    Ainda existem os “nacionalistas” que se lamuriam pelo fato de que em (quase) todos filmes policiais, o Plano A de fuga é a “Terra Brasilis”.
    Sol, Sal, Mar, Garotas, Impunidade Escrachada.
    Belo texto.
    Elvio

  • 100destino

    Previsoões.
    Italia rompe relaçãoes com essa espelunca.
    Beluscone jura que nunca mas vai *** *** ****.
    Lula se **** **** **** **** **** durante uma semana e manda pro judiciario Italiano.
    Dilma manda ***** *** ***** e leva todas as ***** com medo de cair.
    O papa excomunga essa espelunca e decreta pais mussulmano.
    Um sultão arabe , viaja pelado pro rio se preparando pra maior ****** da história da humanidade.
    Os americanos decretam a terceira guerra mundial

    E nos , bem deixa pra la.

  • Gilberto de Camargos Cunha

    O Brasil governado pelo PT, e com a grande maioria dos Ministros do Supremo, indicados pelo ex-presidente Lula, que antes de ser juristas são politicos, retornaram o País ao antigo chavão “Republica das Bananas”.

  • Jose

    Pra que diversos em um Supremo Tribunal Federal se temos apenas um Advogado Geral da União competente, que revogou a decisão de varios ministros.

  • wilclef

    Como era de ser esperado, a justiça no Brasil só é aplicada para ladrões de galinha.
    É sabido que o Brasil é um país alcoviteiro de todos os tipos de criminosos, é uma justiça fraca, velha, e sem aplicabilidade.
    Então, caros terroristas, haker’s, e a máfia italiana em geral, podem vir para o Brasil, vocês vão ser bem tratados por esses bandos de bananas de miolo mole que fazem desprevalecer a justíça dos Homens.

  • Annouk

    Desculpe, mas não equipara – é! Vide o PGR e sua opinião sobre não investigar o enriquecimento, no mínimo, atípico do ex-ministro; o mensalão que até hoje está de recurso em recurso correndo o risco de prescrever; o Estadão censurado há quase 2 anos reconhecidamente de forma indevida; o dinheiro dos aloprados que a PF “não conseguiu” achar a origem; O assassinato do Prefeito Celso Daniel; o assassino confesso da jornalista Sandra Gomide que ficou solto por mais de 1 década, etc.

  • Marco Antonio (Curitiba - PR)

    “Decisão da Justiça não se discute, se cumpre”.

    No caso do Brasil, lamenta-se.

  • Fernando

    Digo e repito … o Bin Laden perdeu essa barbada … poderia agora estar tomando uma ixxxxxkolzinha em CopaSaCana!!!!

  • Esron Vieira

    Caro Setti, respeito-le e adimiro, porém não resistí a tentação de observar um deslise verbal de sua parte, quando ficou indignado com o comentário do “Herz”.
    Me lembrei dos oprimidos que estão debaixo do governo do ditador da Coreia do Norte, que igualmente tem cabelo espetado. Quantos Democratas de cabelo espetado deve haver neste mundo?
    Existem “n” variáveis etnicas e religiosas neste mundo e em todas elas protagonisam ditadores e oprimidos.
    Nos padroes de beleza e ou aceitação, aparecerão traços que poderão ser evidenciados como pejorativos ou reverenciados como superiores.
    No campo religioso, as religiões que compõe o poder sempre serão aceitas como as mais corretas. O cristianismo já viveu seus dias de marginal quando o Imperio Romano tinha o Poder e até mesmo o Judaismo viveu seu dias de proscrito quando o vaticano era o poder absoluto do mundo Ocidental.
    O próprio Lula caiu nesta besteira de dizer que quem tinha olhos azuis teria provocado a crise de 2008.
    Abraços e continue com sua luta.

  • XIPANZÉ

    O povo brasileiro, diante de tamanho desrespeito da justiça é obrigado a baixar a cabeça de tanta vergonha quando viaja para o exterior. É LAMENTAVEL

  • XIPANZÉ

    PELO VISTO QUEM ESTA POR TRAZ DESSA DECISÃO DO TRIBULA DE JUSTIÇA NADA MAIS O FAMIGERADO CONSIDERAO ” O CARA ”
    QUANDO SERÁ O DIA QUE VAMOS FICAR LIVRE DESSE PERNOSTICO?

  • José Geraldo Coelho

    Ontem foi o dia dos bandidos. Um saiu até aplaudido.
    Data para não ser esquecida. Foi mais um dia da vergonha.
    Por certo outros virão pois a bandidagem agora tem jurisprudência formada a seu favor.

  • XIPANZÉ

    Pra que serve um Supremo Tribunal Federal em nosso País ? Para nada, infelismente

  • Markito-Pi

    Esse assunto não pode morrer, caro Setti. Vamos esforçar-nos para dar suites diárias. Enchamos do fel do opróbio o vá lá, sem palavrões, Luis Inacio aquele. Conseguiu com sua extrama incapacidade, fazer comigo algo que jamais, mesmo em pesadelos, pensei fazer: Estou com o Berlusconi. Já que ele é doidão mesmo, que vá à corte de Haia, enão fique nos discursos. Que vá além e tire mesmo a Italia da disputa da Copa de 2014, esta mentira corrupta de Lula e Ricardo Teixeira.E, como a Itália é um dos países lideres da CEE, que todas aw outras nações civilizadas da Europa também se recusem a vir jogar nesta vergonhosa republiqueta petista-fascista, um hino à corrupção.

  • Ailton

    Essa decisão, foi o pior fora do governo Lula!! Esperava o supremo corrigir esse erro grave do amigo ex-presidente.
    Supremo não condisse com o nome, a palavra ‘supremacia’ nunca pode ser sinônimo de relatividade, nesse caso foi.
    Espero que o tribunal internacional que a Itália vai recorrer, o retire do nosso meio.

    Não me lembrei qual tribunal era, se puder me lembrar!

  • JOÃO BOSCO

    PARABENS AO GILMAR MENDES, ELEN GRACIE E PELUZO. O VOTO DE PELUZO, MOSTRA QUE ENTENDIMENTO NESTA CORTE EXISTE E QUE SEUS PARES SE NÃO VOTAM CORRETAMENTE É POR RABO PRESO COM SEUS NOMEADORES…

  • Marco

    Amigo Setti: Uma das melhores coisas na política é transferir responsabilidade, O STF virou uma grande **** normal.
    Abs.

  • Ailton

    Ricardo Setti;

    A Itália e França disseram nessa manhã, que vão boicotar a copa e os jogos olimpicos no Brasil.
    Porque que a França, que já teve o Battisti em suas mãos por duas ocasiões, em ambas resolveu apenas expusá-lo de seus dominios, em vez de entregá-lo a Itália.
    Não entendí bem a razão de sua atitude.

  • alzira maria

    Ei, e quem vai sustentar essa pessoa, Tarso Genro no seu governo ou o PT.Enfim tudo é a mesma coisa. Casa da mãe Joana é assim mesmo.

  • Fernando Del Corso

    Caro Setti, repito aqui o comentário que fiz na coluna do Augusto Nunes: quais os verdadeiros motivos que levaram o governo Lula, e o atual, a comprar uma briga desse tamanho com um país importante e de relações históricas como a Itália? Qual o verdadeiro cacife desse Battisti? Por que enfrentar tanto desgaste em defesa de alguém como ele? Aí tem — e seria fantástico se Veja descobrisse.

  • Palas

    Já é caso de mudarem o nome de Penitenciária ou Presídio para “Hospedaria de Ativistas”, afinal, nas cadeias o que mais tem é gente perseguida por ser ativista, que nem o Battisti. No que ele difere do Maniaco do Parque, do Alexandre Nardoni, etc, esses também pode se dizer “ativistas”

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Amigo Setti:
    Coloquei um comentário ontem de noite, não saiu.
    Espero não ter a minha opinião algo ofensivo, não é o meu costume.
    Um grande abraço
    Pedro Luiz

    Nunca censuro comentários, muito menos os seus, meu caro Pedro Luiz. Seu comentário está publicado, sim.
    Um abração

  • Ailton

    Ricardo Setti, acho que o Juiz Rocha Mattos fez escola, lembra dele?

    Lembrei do Rocha Mattos para relatar o episódio de um maiores latrocidas, que atua na modalidade de “saidinha Bancária’ em Salvador, marginal ficou conhecido, por sempre execultar a suas vitimas, ele, é o responsável por oito mortes nesses ultimos seis meses em Salvador, sempre a atacava quem retirava valores altos, e vitima não fica viva para relatar o crime, eram mortas sumariamente.
    Pois bem, depois de ser identificado por diversos circuitos fechados, por câmeras de segurança dos bancos, onde assaltos ocorreram, ou teve o inicio.

    Policia de Salvador com muitas investigações, conseguiu por as mãos nesse bandido, na delegacia ele se fez réu confesso, narrou todos os roubos culminado em assassinatos que cometera. até o ultimo, que aconteceu nessa terça-feira, quando o dono de uma pequena metalúrgica retirou R$60 mil para pagar aos funcionários, foi assaltado e morto dentro do carro em plena via pública.

    Relatei esses fatos para dizer que, Salvador interia ficou perplexa, é que, duas horas depois de ser preso, confessar os oito crimes, e ter anexado ao processo um vasto material de vídeos, a JUSTIÇA, a nossa briosa justiça brasileira, SIMPLISMENTE O SOLTOU! O motivo alegado pela juiza, RÉU era primário, sem antecedentes criminais, que réu não apresentava perigo para sociedade e possuia residencia fixa.

    UMA PIADA DO JUDICIÁRIO, é querer tripudiar, só pode ser!

    Um abraço ao Juiz Rocha Mattos, ele fez escola. Ele está preso juntamente com a sua quadrilha de também juizes, quadrilha vendia solturas para narcotráficantes, “vendia Habéas-Corpús” e quando o menor valor era de R$400 mil Reais.
    Lembra dessa quadrilha?

  • Goretex R.

    Correto, Setti.
    – Let’s go to Brazil!
    É a frase mais pronunciada entre a marginália internacional nas últimas horas.
    E há tendência de crescer muito, segundo o DataMarginal.
    Se o país suporta, quase à unanimidade dos ‘juízes’ do Supremo (sic) um Cesare Battisti, por que não o resto do insumo criminoso que o planeta produz?

  • Marcos

    Para Observador 100,
    Caro “companheiro”, desabafe..abra seu coração..você tem uma paixão oculta pelo Jotavê, não tem?..estamos falando do Battisti e você vem com Jotavê !!!!…é o amorrrrrrrrr, que mexe com sua cabeça e te deixa assim?

  • osmar costa

    E sôbre os dois cubanos que Lula entregou para Fidel Castro? Lula é verdadeiramente uma lástima.Sei que devo amar à todos,mas estou lutando muito comigo mesmo para amar Lula.

  • afonso g. marvilla

    A primeira providência do governo italiano, seria o cancelamento dos títulos de cidadania concedido a cidadãos brasileiros nos últimos dez anos, principalmente o do Sr. Luiz Inácio “Lula” da Silva e seus familiares.

  • Luiz

    OS SEIS MINISTROS QUE VOTARAM CONTRA A EXTRADIÇÃO DO BATTISTI CERTAMENTE NÃO TEM ESPOSA, FILHOS E NETOS, SE TIVEREM, PERDERAM O DIREITO DE OLHÁ-LOS NOS OLHOS.

  • osmar costa

    Quando vai chegar a hora de nossa sociedade não se preocupar se a cerveja está geleda e mostrar à êsse governo de que tudo tem seu limite?

  • Carvalho Netto

    POdem anotar, a Dona Marisa “ex.primeira dama” terá a sua nacionalidade e de seus rebentos (Italiana), canceladas, viver e verás!!!!!!

  • Ricardo

    Republiqueta de M!!! isto sim.

  • TENHO VERGONHA DE SER BRASILEIRO.

  • Humberto

    Concordo com o comentário do Marco Antonio de Curitiba. No caso do Brasil, cabe a nós lamentar por uma justiça que ajoelha-se aos propósitos de nossos “lideres” democraticamente impostos. Mas, há de ressaltar que poderemos lamentar mais… Existe uma grande possibilidade de nosso hóspede Battisti ainda conquistar uma bolsa familia do governo Dilma.

  • beaujolais

    O Battisti é um homem de bem, comparado com aqueles que o absolveram.

  • carla

    ESTE PAÍS, COMO DIZ UM PESQUISADOR AMERICANO, É CONSTITUÍDO POR INSTITUIÇÕES FALIDAS.
    É UMA VERGONHA!
    TUDO É FEITO POR CAMBALACHO, ARRUMADINHOS E, COM LICENÇA DA PALAVRA, POR SACANAGEM, E O PIOR É QUE ELES TENTAM ENCOBRIR AS ARMAÇÕES DOS COMPARSAS, CASO DESSE PT QUE ESTÁ ACABANDO DE UMA VEZ DE CORROMPER O QUE RESTA.
    TUDO É DIRECIONADO PARA A ELITE DOS PARLAMENTARES E JUÍZES. CASO RECENTE DO ABSURDO DESSA ANA PAULA MONTE CONTRA OS BOMBEIROS DO RIO DE JANEIRO.
    O DESCASO CONTRA A POPULAÇÃO E, AGORA, CONTRA OS POLICIAIS É ALGO REVOLTANTE.

    CONTRA O DESCASO CONTRA OS POLICIAIS SÓ NOS RESTA RECORRER A ÓRGÃOS INTERNACIONAIS.

    E-MAI’LS ENVIADOS À CNN, BBC, FIFA E ÓRGÃOS INTERNACIONAIS

    BRASIL PODERÁ FICAR SEM POLICIAMENTO EM EVENTOS DA COPA DO MUNDO DE FUTEBOL E OLIMPÍADAS:

    UMA VERGONHA O QUE ESTÁ ACONTECENDO NO RIO DE JANEIRO E NO BRASIL, PARA UM PAÍS QUE QUER SEDIAR UMA COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS.
    AQUI, PROFESSORES, POLICIAIS, MÉDICOS, CIENTISTAS RECEBEM MISÉRIA. É UMA POUCA VERGONHA. SÓ POLÍTICOS E JUÍZES EM CONCHAVO UM COM OUTRO, CONCEDEM-SE AUMENTOS EXORBITANTES.
    PARA QUEM QUER PROMOVER ESSES EVENTOS, O BRASIL, EM MATÉRIA DE SEGURANÇA, ESTÁ MUITO AQUÉM PARA ASSEGURAR A PAZ PARA OS DESPORTISTAS E TURISTAS QUE VIRÃO AQUI.
    É PRECISO QUE OS ÓRGÃOS INTERNACIONAIS E A IMPRENSA INTERNACIONAL COBREM DO GOVERNO DEMAGOGO BRASILEIRO, MELHORES CONDIÇÕES DE VIDA E SALÁRIOS DOS SEUS SERVIDORES, SOBRETUDO QUANDO SE FALAM EM EDUCAÇÃO, SEGURANÇA E SAÚDE.
    O BRASIL ESTÁ VIVENDO NESTES ÚLTIMOS DIAS UM PERIGO IMINENTE DE UM CAOS NO QUE DIZ À SEGURANÇA, CORRENDO O RISCO DE FICAR SEM POLICIAIS, E SE NÃO RESOLVEREM ESTA QUESTÃO MAIS ADIANTE, TAMBÉM NOS EVENTOS RELATADOS.

    É UMA VERGONHA O QUE O GOVERNO BRASILIEOR ESTÁ FAZENDO COM OS POLICIAIS BRASILEIROS. COMO PODE A FIFA PERMITIR UMA COPA DO MUNDO SEM O PAÍS OFERECER O MÍNIMO EM SEGURANÇA ONDE OS POLICIAIS GANHAM MAL, ESTÃO PASSANDO FOME E MORAM EM FAVELAS JUNTOS COM BANDIDOS, POIS O GOVERNO NÃO OFERECEM O MÍNIMO DE JUSTIÇA COM ESTES PROFISSIONAIS. A COPA DO MUNDO ESTÁ ARRISCADA A FICAR SEM POLICIAMENTO.

    REPÚBLICA DE BANANAS MESMO.

    E QUER SER PAÍS DE PRIMEIRO MUNDO.

    VAI DEMORAR MUITO. SÓ COM UMA REVOLUÇÃO!

  • Carlos Almeida

    Vergonha e tristeza. Só isso o que eu posso dizer.

  • Eduardo Burlamaqui- 09/06/2011 às 0:16
    decisão “soberana”?
    Ah vá, libertar ASSASSINO TERRORISTA é decisão soberana por acaso?
    Reze para um dia vc ou alguem da sua familia não ser vítima de um tipo desses

  • Márcia McGabriel- 09/06/2011 às 0:44
    Não seria “ressocialisar”??

    QUAL O INTUITO DE DEFENDER UM ASSASSINO?

    ESSA PETRALHADA NAO PERDE A OPORTUNIDADE PRA POSTAR BOBAGENS

  • iara barros

    Vergonha. Estou p. da vida. Trabalhei tantos anos honestamente e hoje vejo quantas coisas acontecem e nós brasileiros sérios, que pagamos nossos impostos. Estou revoltada, triste, envergonhada. Fica meu protesto.

  • nilson torres

    Sr. Ricardo
    O senhor poderia matar minha curiosidade, o
    patrão(Civita)é italiano ou filho.

    Caro Nilson, acho que essa questão não vem ao caso ao abordarmos o episódio Battisti.

  • Luis R N Ferreira

    Parodiando o título do post, a decisão do STF equipara o Brasil a uma república de sambistas. A frase pinçada pelo ministro Fux de um jornal italiano de que o nosso país produzia melhores sambistas do que juristas, aparentemente desencadeou uma fúria patrioteira e justificou a argumentação rasteira de defesa de nossa soberania supostamente ofendida em que o ato final de resposta ao insulto foi a concessão do alvará de soltura para o herói injustiçado. Foi uma decisão para envergonhar a história de nossa jurisprudência.

  • Sidney

    O Brasil é vergonhoso nos 3 poderes: terroristas/sindicalistas na Presidência da República, ladrões e humoristas analfabetos no Congresso e um bando de espertalhões no STF, vestidos de abutres, que só fazem julgamentos a favor da vontade do PT. Esse país seria facilmente de 1º mundo se não fossem os calhordas espalhados pelos 3 poderes.

  • artupa

    Well, se o primeiro ministro italiano fosse de esquerda…o battisti já estava na itália e com certeza preso.Pois lá, existe democracia e estado de direito e não essa baderna petralha institucionalizada…O país perde mais uma vez e nós ficamos indignados e com vergonha alheia desses ministros. Deus tenha piedade do povo brasileiro!!

  • Juvenal

    É uma pena mantermos, tirando um emprego de nosso parco mercado de trabalho, um criminoso com processo passado em julgamento, no nosso País. Mas o que fazer? Chorar e se entristecer.

  • Luiz Correa

    Muito bem, mais uma façanha do lulopetismo, mais uma conquista do lulalato.

    Como lembrou um dos leitores do blog: vejo muitas séries na TV a cabo, e invariavelmente, o destino sempre citado pelos criminosos, quando se preparam para fugir dos Estados Unidos para escapar da polícia é o… Rio de Janeiro.

    Os roteiristas das séries estão corretos. Nós é que estamos errados, elegemos o Lula e o lulopetismo, que vieram para ficar cem anos, e enganam a todos com uma facilidade impressionante. Até o ponto de um dos leitores que enviam comentários para o blog se referir ao Lula como “grande estadista”.

    Grande enganador, isso sim… Que encontra muitos tolos para enganar, neste país das maravilhas registrado em cartório.

  • Augusto

    o stf decretou ontem a abertura total de todos os portos, aeroportos e postos fronteiriços a qualquer tipo de delinquente, bandido, terrorista, traficante, etc etc, pois aqui é a terra prometida, a terra da liberdade, o paraíso que todo o estrangeiro fora da lei sonhou.

  • Murilo Rabelo

    Caso Battisti: OAB diz que decisão do Supremo fez valer a soberania do país

    …….Brasília, 08/06/2011 – Ao comentar hoje (08) a decisão da maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que se posicionou a favor da soltura e contra a extradição do ex-ativista italiano Cesare Battisti, o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, afirmou que “com a decisão final do STF, o Brasil fez valer a sua soberania, que é uma tradição em nossa diplomacia, de não aceitar ingerência externa, respeitar os tratados dos quais é signatário, bem como a autodeterminação das demais nações democráticas”. Além disso – disse Ophir – o julgamento representou para o Judiciário uma reafirmação de que os poderes da República devem funcionar em harmonia, porém respeitando a independência de cada um.”…
    Fonte: http://www.oab.org.br/ notícias 08/06/2011

    Belo Horizonte, 09 de junho de 2011

    Prezados senhores da Ouvidoria-Geral
    Conselho Federal da Oab Brasília – Df e demais destinatários.

    Comentários como os acima descritos nos levam a conclusão que a república que o presidente da Oab nacional, Sr. Ophir Cavalcante imagina como ideal seja a das bananas.
    Mais uma vez sinto vergonha de ser obrigado a participar da OAB Federal, instituição que atualmente tem como característica de modernidade somente a omissão.
    A OAB já teve seus dias de glória!
    È lamentável

  • ordem e progresso

    e agora este comunistazinho BATTISTI ,assassino vai pedir passaporte brasileiro ….sera que vai concorrer a deputaado pelo PCDO B, OU VAI SER CONVIDADO A TRABALHAR NO MST?

  • sergio longman

    Os três exerceram seu papel… E foram votos vencidos. O STF decidiu, por sua maioria, a favor do assassino e contra a lei. Se o articulista tem vergonha, eu tenho nojo desse Tribunal. Vergonha é pouco.

  • Ailton

    Ricardo Setti,
    Ricardo Setti.

    O Juiz João da Rocha Mattos, foi preso na operaçã oAnaconda, lembra?
    O Juiz João da Rocha Mattos foi preso e condenado a 18 anos de cadeia por negociar senteças com TRAFICANTES.
    Ele cumpriu parte dela em regime fechado(8 anos), já se encontra em liberdade a cujmprir o restante da pena em regime aberto.

    Pelas leis brasileiras, os condenados são suscétíveis de criticas de qualquer natureza.
    Menos de cunho preconceituosas e racistas.

  • Paulo Roberto

    É um absurdo se usar um argumento como o do ex- ministro Tarso Genro de que esse criminoso “seria perseguido caso extraditado para seu país”. Ora ele é Italiano, problema dos Italianos e não nosso. Agora quando os atletas Cubanos pediram asilo político legítimo no país, e eram atletas e não criminosos, foram devolvidos em tempo recorde para o grande criminoso cubano, esses sim seriam perseguidos por aquele regime inescrupoloso e decadente de Fidel Castro e sua trupe. Abaixo essa república das bananas.

  • Carlos E.

    Caro Setti,
    Antes tinhamos um “Águia de Haia”, agora temos
    um “bando de urubús de…ui!credo!”
    Pro nosso STF cabe direitinho o título de um filme famoso: “11 homens e um segredo”
    “11 figuras estranhas e um monte de segredos”

  • JOAQUIM ESCOBAR

    Senhores,

    O que a sociedade precisa saber é que o STF não representa de forma alguma a vontade da sociedade e não é composto dos melhores juristas e isentos , visto que todos foram NOMEADAS pelo Presidente da republica e a maioria pelo PT.

    Não da para entender , proteger um MARGINAL e manter livre sem pagar seus crimes.

    Os atletas cubanos foram despachados pelo BARBUDO na calada da noite , sem direito nem tempo para se defender.

    O Brasil precisará de muitos anos para melhorar a educação e conciencia politica de seus cidadões para acabar com essas decisões que envergonham nosso país.

  • Caio Frascino Cassaro

    Prezado Ricardo:
    Luis Fux
    Carmem Lúcia
    Joaquim Barbosa
    Ricardo LEWANDOvski
    Ayres Brito
    Marco Aurélio Mello
    Estes cinco senhores e esta senhora, com sua decisão absurda, canhestra e indefensável sob qualquer ponto de vista, envergonharam, a um só tempo, suas próprias histórias, suas famílias, a magistratura e o país. Envergonhariam suas próprias consciências, se as tivessem. A barbaridade é tamanha que os principais argumentos utilizados por Luís Inácio – o Adams, da AGU – , e aceitos por aquele grupo de luminares para a embasar a negativa do pedido de extradição foram os seguintes (pasmem):
    1- A Itália é uma “EXUBERANTE DEMOCRACIA” e, por conta disso o Multi-Assassino correria o risco de ser perseguido naquele país. (juro que eu não inventei isso. Está escrito com todas as letras no parecer da AGU)
    2- A Itália não pode ser considerada como parte interessada no processo. (Como assim, Joaquim???????????)
    Esses gênios do direito ao mesmo tempo rasgaram ao um tratado internacional (que previa ampla cooperação jurídica entre Brasil e Itália), informaram ao mundo que o Brasil é, efetivamente, o paraíso dos delinquentes ( em breve virão juntar-se ao Multi-Assassino e ao “Cura” Medina, Muamar Kadafi, o ditador do Sudão, Hugo “Porque Non Te Callas” Chaves e a dupla Fidel e Raúl Castro, todos com direito a emprego no ministério da Pesca ou como assessores dos ministros STM, preferencialmente lotados na sala do sr. Lewandovski ou na do sr. Joaquim Barbosa) e decretaram a monarquia absolutista, pois afirmaram o poder “discricionário” do Presidente da República.
    Por isso amigos, anotem o nome dessa gente: são os representantes, dentro do poder judiciário, dessa maldita era de mediocridade que assola há oito anos e meio este país desgraçado que é o Brasil. Serão lembrados eternamente como exemplos de como não deve ser um magistrado, tendo como destino certo a lata de lixo da história.

  • ITA

    Eu queria saber como o governo e o povo brasileiros se sentiriam se nao tivessemos obtido a extradiçao daquele ladrao do banco Marka para cá anos atras!!! Um dia o Brasil enxergará o enorme prejuizo que o molusco quando presidente deu ao Brasil nos anos todos que governou, em tudo que fez!!!

  • Alline

    Caro Setti,
    Depois que soube da decisão do STF, entrei na internet procurando algum abaixo-assinado que mostrasse a minha indignação e vergonha. Fiquei ainda mais estarrecida ao ver que há na rede mais abaixo-assinados a favor de Battisti do que contra ele.
    Ainda tenho esperança que haja mais gente sensata no mundo, mas o fato é que os bons são mais murchinhos, desanimam e ficam quietinhos enquanto os entusiastas de assassinos saem fazendo propaganda e gritando por aí sem vergonha nenhuma.
    Existe algum leitor que possa indicar um site italiano para nos solidarizarmos com a causa das famílias dos mortos?
    Vergonha é pouco…

  • Ixe

    Não há a menor dúvida de que somos uma das “bananas republic”, no que se refere às instituições.
    Temos uma economia punjante, território, população e riquezas enormes, mas o processo civilizatório sempre andou muito lento por aqui. Claro que a constatação fere a autoestima e é natural a reação emocional contra a evidência. Mas nem seria preciso a atitude provinciana, débil,moralmente frouxa, genuflexa ao poder central, do STF. Basta uma ida ao chamado primeiro mundo para constatar a evidência até ao se respirar.
    Somos parte do bananal, sim senhor. E considerando o que se vê, especialmente com a educação, não sairemos tão cedo desse estado de coisas.
    A reunião do STF ontem foi uma pantomima de opereta de quinta categoria.

  • Ricardo

    O Brasil está precisando é de uma tomada da Bastilha,onde cada invasor deve levar um machado bem afiado.

  • idilio

    QUE PENA, COM UM CONGRESSO NACIONAL DESTE NIVEL, E AGORA O SUPREMO,(COM A MAIORIA INDICADO PELO MAIOR ***** ***** ****** DO MUNDO)O QUE PODEREMOS ESPERAR DE UM PAIS A NÃO SER VOLTAR PARA A IDADE DA PEDRA.COITADOS DE NÓS BRASILEIROS. UM VOTO DE PESAR A CONGRESSO NACIONAL, ESTAMOS NUM PROCESSO DITADORAL NESTE PAIS.

  • Luis Castro

    Neste caso , se há república das bananas é a Itália , que não resolveu este assunto em tempo útil , já que os factos reportam-se aos finais dos anos 70.

    Grupos terroristas iguais a esses foram comuns em toda a Europa , em Portugal existiram as FPs-25 de Abril :

    http://pt.wikipedia.org/wiki/FP-25

    Que foram amnistiadas em 1996 pelo então presidente Mário Soares.

    A Itália que se queixe é da França que poderia tê-lo extraditado em tempo útil nessa altura

    Tambem existiram grupos de extrema direita na altura na Itália e segundo li algures , ex-membros desses grupos não padecem do mesmo zelo das autoridades italianas.

    Para mim os únicos culpados nesta situação , são a Itália por não ter resolvido já esta situação com uma amnistia e porventura a França por não tê-lo extraditado nessa altura.
    A Itália que peça reparação à França , se a Itália nunca levantou ondas com a França , porque vem agora levantar ondas com o Brasil ?

    OK, Luís, daqui a pouco os simpatizantes de Battisti vão dizer que quem matou as 4 pessoas foi o governo da Itália, e não ele.

    Quer dizer que a “culpa” é da Itália? Formidável…

  • Ai, que vergonha.

  • LUG

    Ha alguma possibilidade de algum jornalista inteligente -possivelmente um dos colunistas da Veja- dialogar com qualquer dos seis “luminares” que escarraram na justiça de outro país (civilizado)? Será que os energúmenos escutam alguem? Resta torcer para que a Itália recorra à corte de Haia. Seja como for, vergonha para esse pobre país que o Lula e a corja dele desmoralizaram e carregaram para a sarjeta (junto com seis ministros desse Supremo, burros ou rabos presos).

  • Ailton

    Lula errou, devia ter enfiado esse cara no primeiro voô da Alitália que sai do Brasil.
    Eu agora aposto no tribunal de Haia para ver esse canalha do Battisti bem longe do Brasil.

  • Antonio Lyra Filho

    cOMO PODE UM JORNALISTA QUE É BEM INFORMADO FAZER UM COMENTÁRIO DESTE.

    MOSTRA O LADO NEGRO DO NOSSO JORNALISMO.

    Neste blog, que é um blog de opinião, como a maioria, emito minha opinião, Lyra. Não sei onde você enxerga “o lado negro do nosso jornalismo” na minha livre manifestação de opinião. Você pode concordar ou não, mas não precisa me agredir.

  • edson

    Para mim não é surpresa nenhuma. Entre o certo e o errado o pt sempre escolherá o errado. Tem sido assim desde a sua criação e não é por outro motivo que nunca votarei no pt. Mas o meu voto não tem feito muita diferença nos ultimos anos. No entanto, agora que o mundo está paralizado economicamente e que o plano real caducou, eles vão ter que governar e nisso eles são incompetentes. Mais cedo ou mais tarde vão faltar empregos, crédito e dinheiro no bolso. Quem sabe assim o povão aprende.

  • Flávia

    Muito bem. Concordo que o assassino devia estar cumprindo sua pena na Italia. Mas o que aconteceu no caso Cacciola, que a Italia se recusou a extraditar para o Brasil? Não seriam casos semelhantes?

    São casos absolutamente diferentes. Nem o Brasil, nem a Itália, nem a maioria dos países extradita seus nacionais, minha cara. O Cacciola é italiano, e a Itália não o extraditou por isso. Tal como o Brasil não extradita Maluf, procurado pela Justiça de Nova York e que seria preso se desembarcasse em mais de 180 países filiados à Interpol, porque existe contra ele um mandado de prisão expedido pela Justiça americana.

  • manoel gomes de lima neto

    Não se sabe o interesse do BRASIL em manter esse assasino aqui. O que se viu foi a vaidade de um ex-presidente analfabeto, vaidoso e pensando ser poderoso em decidir a extradição. Pra ele pouco importa, estava de saida mesmo. Cabe agora a ITALIA usar seus agentes secretos e catar via paraguai o Batisti.

  • Ailton

    ITA-09/06/2011 às 14:42

    Não! A Itália não aceitou deportar o mega fraudador do BC brasilerio, Salvatori Cacciola, ele se escondeu por trás da dupla nacionalidade (Itálo-Brasileira) que possui e a Itália negou a sua deportação nem a julgamento foi, pois não cometera crimes em territórios italiano.
    Salvatori só foi preso no principado de Mônaco, no território independe Italo-franco de Monte Carlo, foi fazer turismo com os R$8,0 bilhões, frutos de um golpe financeiro contra o Banco Central, foi preso, passou três anos detido naquela cidade país. Principe Albert Rainier assinou a extradição. juizes de Mônaco julgaram procedente a deportação e o enviou para cumprir cadeia, fazem cinco anos que está preso.

    Ailton, não tem NADA uma coisa com a outra. A Itália não extraditou Cacciola por ser um seu NACIONAL. O Brasil também não extradita brasileiros, caso contrário Maluf poderia estar na cadeia em Nova York. Quase nenhum país do mundo extradita seus nacionais para outra nação. (A Colômbia é uma exceção, com os grandes traficantes de drogas procurados pelos Estados Unidos).
    Aqui se trata de extradição de UM ESTRANGEIRO julgado como ASSASSINO em seu país, que é uma democracia exemplar.

  • Inácio

    Ricardo,
    creio que a maioria dos brasileiros não têm condição nem conhecimento para julgar Cesare Batisti. Bambambãs do jornalismo como você, o Reinaldo, o Augusto, etc opinam como se esse senhor fosse um facínora (talvez seja) mas lembro-me de ter lido matéria, ou editorial, na VEJA, achando que Tarso Genro, na época em que era ministro, talvez tivesse tomado a decisão correta ao não extraditar Batisti. Já participei, como jurado, de vários julgamentos referente a assassinatos; nessas ocasiões a acusação e defesa sempre deixava claro a nós, jurados, que na dúvida da culpabilidade do réu, deve-se sempre absolvê-lo, ou seja, inocentá-lo.
    Espero não ser bombardeado com críticas pelos comentaristas pois a maioria, creio que induzidos pela mídia, acham realmente que ele é culpado dos crimes de que é acusado. Mas não temos certeza, não é mesmo?

    Mas, caro Inácio, não se trata de ACHAR ou não! Ele foi condenado em TRÊS INSTÂNCIAS DIFERENTES, de acordo com a lei de um país democrático.
    O Supremo não decidiu se ele era ou não criminoso — aliás, o ministro Lewandowski, um dos que votou pela extradição, disse ao longo do julgamento que ficou convencido de que ele não apenas um assassino, mas um assassino perigoso, mas mesmo assim votou pela extradição.
    Ninguém está sendo INDUZIDO “pela mídia”, Inácio. O homem é um CONDENADO da Justiça de um país democrático como um assassino.
    Precisa mais?

  • akamine

    Só falta agora o sr. Battisti pedir indenização financeira ao governo brasileiro pelos 4 anos que
    ficou preso no Brasil.

  • Carlos Afonso

    Eu fico espantado como nossos jornalistas sabem a verdade ultima de todos os assuntos e são donos de toda a verdade.

    Será que não somos um caso crônico de uma república de jornalistas de bananas??????

  • marina silva

    Luis Castro,nao esqueça de mandar um email para presidanta sugerindo uma pensao vitalicia por danos morais em ser chamado de CRIMINOSO e pelas férias na colonia penal de Brasilia pagas pelo bolso do contribunite que na ditadura ptralha está como o cachimbo só leva fumo para pagar as despesas e fogo na época das eleiçoes.Parabéns Battisti aqui prá gente como tú é o paraíso tendo até um montao de brasileiros como o sr Luis Castro para te defenderem e pagar suas contas!

  • Flávia

    Caso parecido: Outro italiano, Delfo Zorzi, também acusado de crimes políticos no mesmo período, se refugiou no Japão e teve o pedido de extradição negado, sem que isso gerasse uma crise com a Itália. Zorzi foi condenado por um atentado a bomba na Piazza Fontana, em Milão, há mais de 40 anos. Ele fazia parte do grupo de direita Ordem Nova.

    E aí, Setti, o Japão também uma república de bananas?

    Bem, Flávia, começa que o Japão não é uma república, não é mesmo? É uma monarquia.
    Não é uma monarquia de bananas porque, entre outras coisas, culpados por crimes graves lá são condenados à morte, e efetivamente executados. A Justiça no Japão não é brincadeira, não.
    Esse caso Zorzi não posso comentar, porque não tenho detalhes. Pode ser até que não haja um tratado de extradição entre o Japão e a Itália.
    Entre o Brasil e a Itália, sim, existe. E o assassino de 4 pessoas está agora livre, leve e solto.

  • SEVERINO

    QUANDO FIQUEI SABENDO QUE O STF ESTAVA DICIDINDO SOBRE CERARES BATTISTI FALEI COM MINHA ESPOSA O STF NAO VAI EXTRADIRAR,ANTECIPEI A DECISAO PELO SIMPLES FATO,ESTÁ TUDO DOMINADO.PALOCCI CAIU DUAS VES E NAO ESTA NA CADEIA.O CASO DA CAMAREIRA AMERICA,SE FOSSE NO BRASIL QUEM ESTAVA PRESA ERA A CAMARERA.REPUBLICA DE BANANA É ASSIM BASTA SER AMIGO DO REI

  • José Carlos Colodette

    Os ministros do STF que decidiram por não enviar Battisti para a Italia estão certos, o Brasil é o paraiso dos ladrões, assassinos e canalhas. Portanto, nada mais certo do que Battisti ficar por aqui.

  • José Carlos Colodette

    E digo mais, se eu fosse o advogado de Battisti entrava com uma ação de indenização por danos morais pelo tempo em que ele ficou injustamente na prisão.

  • Gabriel Yoshi

    Por via de regra, acabo sempre descordando do Eminente Ministro, Gilmar, porém, acho que no caso em tela ele esta coberto de razão, muito bem fundamentado o seu voto, acompanhei ontem na integra pela Tv, achei muito inteligente comparar a função do STF a de um club lítero-poético recreativo, ficou muito evidente o descumprimento por parte do presidente, o STF, órgão que tem o dever jurídico de zelar pela Constituição, votou em sua maioria a favor de um criminoso, não se pode nem falar que eles votaram a favor da Justiça, nem de longe essa decisão pode ser denominada justa .

  • Guilherme Macalossi

    O Brasil de hoje é a pátria livre dos traficantes de influência e o paraíso dos terroristas. Cesare Battiti não teve destino diverso de outros párias como Achilli Lollo, seu conterrâneo, responsável pelo caso Rogo di Primavalle, onde matou os dois filhos de seu inimigo político, Mario Mattei.

    Lollo, terrorista foragido da Italia, hoje é um intelectual de esquerda. Foi um dos fundadores do PSOL. Não duvido que o destino resguarde a Cesare Battisti algo parecido. Desgraçado o país que acolhe os bandidos, transformando seus crimes hediondos em “ativismo”. Depois de saber do resultado do julgamento, a namorada de Battisti proclamou: “A vida é bela”. Bela para quem dela desfruta. As quatro vítimas de Battisti jamais poderão dizer o mesmo, já que de suas existências foram privadas. A vida não será mais bela também para os muitos parentes dos assassinados. Enquanto o Sol reluz redondo para quem deveria vê-lo quadrado, a noite se põe nas esperanças daqueles que só queriam ver um criminoso pagar por seus crimes.

  • Howard França

    A PERGUNTA É ? PORQUE E A TROCO DO QUE AFRONTAR UM PAÍS SÓ FEZ BEM AO NOSSO ? O CARA É ASSASSINO E O BRASIL ABRIU OS BRAÇOS PARA ACOLHE-LO ESPERO QUE O SENHOR GOVERNADOR NÃO PRECISE NUNCA DA ITALIA, E QUE O LULA RESOLVA PASSAR AS FERIAS POR LA, EM NOME DOS MEUS FAMILIÁRES PEÇO DESCULPAS A ITALIA E SEU POVO, TENHO UM FILHO ITALIANO E MAIS DO QUE NINGUEM CONHEÇO ESTE MARAVILHOSO POVO E SEI QUE DA MESMA MANEIRA E NA MESMA DOSE QUE AMAM TAMBEM SÃO CAPAZES DE ODIAR, TARSO E LULA QUE NUNCA APAREÇAM NA ITALIA LA DIZEM QUE OS DOIS SÃO PARCEIROS DE UM ASSASSINO CRUEL E FRIO, A ITALIA TEM AGORA ALGUNS BRASILEIROS PERSONAS NON GRATA, O EX MINISTRO O EX PRESIDENTE LULA, E TODO O SUPREMO,REPITO ! PARA QUE E A TROCO DO QUE ?

  • Asco público

    Como neto de italianos nascido no brasil (c/letra minúscula mesmo) estou envergonhado e perplexo! País de m….!

  • carlos robertson

    Eu como brasileiro, fico assustado com esses casos da Justiça aqui no nosso Brasilsão, o cara é condenado em seu país, e aí foge e vem para cá junta aos grandes do Brasil, e pronto está livre, pode trabalhar, pode tudo e os caras que ele matou?E como fica seus familiares?Será que pra sempre vai ser assim aqui no nosso Brasilsão?

  • ALGUEM ME AJUDA AI...

    Assassino de esquerda eh bem vindo ao Brasil, ja os malucos dos boxeadores cubanos que queriam fugir do paraiso foram devolvidos sumariamente sem precisar nenhum parecer da justica. Parabens ao nosso judiciario tomaram a decisao certa, la na Italia esse sujeito iria ficar numa prisao junto com assassinos, ladroes e falsarios, seria muito triste, melhor deixa-lo aqui, onde esses “profissionais” andam soltos e gozam de reputacao social e politica, aqui ele estara melhor acompanhado.Pena que eh o cidadao trabalhador e honesto que tem de arcar com os custos da presenca desse bandido.

  • celsoJ

    Você tirou da minha boca, Colodette.

  • Luis Castro

    Ricardo , eu não sou simpatizante do Battisti , mas existem duvidas , pelo menos há quem as tenha se ele mesmo cometeu esses crimes.
    Mas isso são os tribunais que o devem dizer.

    O que é um facto é que a França nunca o extraditou em tempo útil , agora o Brasil após mais de 30 anos é que o iría fazer ?

    É um caso bicudo , tanto poderia dar para uma decisão como outra , mas o facto de a França nunca o ter extraditado e o facto de ele já ter sido condenado na Itália a prisão perpétua por absência , deve ter irremediavelmente indicado a posição do STF.

    Mas volto a dizer , esta situação já deveria ter sido resolvida pela Itália com uma amnistia , porque já passaram muitos anos.
    Outros países já resolveram à muito este problema , resolvendo olhar para a frente e procurar esquecer este triste passado , para que a política seja feita nunca recorrendo a violência , daí as amnistias.

  • nena

    “Ophir Cavalcante, afirmou que “com a decisão final do STF, o Brasil fez valer a sua soberania, que é uma tradição em nossa diplomacia, de não aceitar ingerência externa, respeitar os tratados dos quais é signatário, bem como a autodeterminação das demais nações democráticas”.
    Senhor, esta foi a gota d´água para que a OAB perdesse o pouco de credibilidade que ainda tinha.
    ‘soberania do Brasil” – onde está? na cabeça do lulla? Seria de se esperar que a OAB fosse independente e se situasse acima das urdiduras governistas;
    ‘não aceitar ingerência externa’ – não lhe parece que neste caso o Brasil é que está se intrometendo num caso que deveria ser resolvido pela Itália?;
    ‘respeitar os tratados de que é signatário’ – onde ficou esse respeito?
    E, sobretudo, senhor, onde ficou o respeito à vontade da maioria dos brasileiros?
    O STF pisou na bola, exceção aos 3 ministros discordantes. A OAB endossar a decisão, não tem desculpas.

  • nena

    Correção: STF ao invés de STG.

  • Jonda O B Serva

    Gostaria de ler é uma explicação porque este nosso país é o país da impunidade? Porque as nossas leis protegem tanto os criminosos, e apesar disso as prisões vivem cheias ? Porque mata-se tanta gente e não ha pena de morte? Porque os governantes não se preocupam com a falta de segurança, com a violência que domina a convivência, nem com a banalidade dos crimes que enchem os noticiários ? Porque a população não sente revolta contra os criminosos? Porque as leis e os processos criminais protegem mais aos criminosos, em vez de preocupar-se com a defeza de suas vítimas? Porque será que aqui o crime compensa? Porque não respondem a essa pergunta? Nem comenta-se essa questão?

  • JaSoN

    É lamentável, Setti. Agora, se Cesare Battisti se sentir inútil… poderá se candidatar a SENADOR, ou, estudar mais um pouco… que sua vaga no STF, está garantida

  • Emanuel

    Agora,irão indenizar este assassino, com uma pensão vitalícia, por perseguição política, como foram indenizados tantos outros bandidos , neste país. VERGONHA.

  • RS, faz tempo que não comento, mas diante do duplo sentido do título, não resisti – vivemos em uma república de bananas.

  • GERSON E V COUTINHO

    É MAIS UM ASSASSINO SOLTO AQUI NO BRASIL, COMO NÃO BASTASSE OS BRASILEIROS, AGORA UM ITALIANO. ESTAMOS DE BRAÇOS ABERTOS PARA CRIMINOSOS DE TODO GÊNERO, DESDE DE EMPUNHEM UMA BANDEIRA VERMELHA DE UM SUPOSTO REGIME PROGRESSISTA/COMUNISTA/SOCIALISTA. UMA VERDADEIRA VERGONHA! QUE VENHAM OS CRIMINOSOS DAS REPUBLICAS BANANEIRAS CIRCUNVIZINHAS NA AMÉRICA DO SUL! VIVA CHAVES! VIVA LULA! VIVA CORRÊA! VIVA O COCALEIRO!

  • Marcus Oliveira

    Como se não bastasse as súcias que poluem e exalam mau cheiro nas nossas prisões como também no nosso congresso nacional em Brasilia, por que temos que importar bandidos assasinos como este italiano, levando o Brasil a ser considerado, como nos filmes, um paraiso para bandidos? Como brasileiro, sinto-me envergonhado de nosso STF, que de supremo não tem nada, sugirindo, que este marginal seja hóspede permanente da casa do Lula ou de seu ex- ministro Tarso Genro, que tanto o admiram.

  • Osmario

    Neste país de tantos calhordas, um calhorda a mais ou a menos não fará diferença.

  • Luiz Revolta

    E esta republiqueta ainda quer ser respeitada lá fora, quer cargo no conselho de segurança da ONU, quer ser considerado país de primeiro mundo….que vergonha….protetores de assassinos e políticos ladrões….me sinto extremamente envergonhado da minha pátria…

  • Papai Sabetudo

    Se é uma “República de Bananas”, como permite que o senhor jornalista Ricardo Setti use do seu blogue para tecer tão virulentas críticas a uma decisão da Suprema Corte? Ou será por isso mesmo? Uma incoerência!
    A propósito, esse “Setti” tem alguma ascendência italiana?
    Sei que não terei publicada a minha crítica, mas tenho a certeza de que a leu. Isto me basta.

    Está aí sua crítica, devidamente publicada, meu caro.
    Você acha que o governo da República de Bananas “permite” que eu use o blog para tecer críticas a um ou outro?
    Quem permite é a Constituição!
    Pelo menos liberdade ainda temos na República de Bananas! Pelo menos!
    Você quer a volta da censura?
    E sou descendente de italianos, sim, com muito orgulho. Não vejo em como isso pode influir na minha indignação de brasileiro neste ou em qualquer outro caso.
    Ou, além de insinuar seu apreço pela censura, você tem alguma coisa contra pessoas oriundas de determinados países? Isso, aqui no Brasil, tem nome.

  • Gilmar Jose de Araujo

    EU NÃO ENTENDO ESTES MINISTROS DO STF,ALGUNS TEMAS ELES AGEM COM RIGOR, ESTE CASO QUE NÃO SE TRATA DE UM SIMPLES CIDADÃO, MAIS DE UMA EXTRADIÇÃO DE UM TERRORISTA E HOMICIDA, ESTE BANDIDO SEIFOU VIDAS NA ITALIA, A JUSTIÇA DO BRASIL TINHA A OBRIGAÇÃO MORAL DE DEVOLVE-LO PARA QUE ELE CUMPRISSE PELOS OS CRIMES PRATICADOS EM SEU PAIS, PENSE SE ESTE CASO FOSSE COM UM BRASILEIRO NA ITALIA,ESTADOS UNIDOS OU OUTRO PAIS.

  • SONIA GOMES

    Vergonhosa a decisão do STF. Alguns dos votos favoráveis foram tão díspares com o voto anterior que chega a causar repulsa que a mais alta corte do Brasil possa se rebaixar a tanto. Sensatez somente de 3 Ministros, principal ponto foi a brilhante elucidação da Min. Ellen. Quando o Presidente não cumpre a Lei cabe ao STF faze-lo, pois ninguém pode descumprir ato legal. Quem sabe a Corte de Haia seja menos “peleguista”

  • Juju

    Caro Setti, como sempre suas palavras são irretocáveis…concordo em gênero, número e grau…aliás, a decisão do STF não iguala o Brasil a um República das Bananas…ele É uma República das Bananas…tenho certeza que a grande maioria dos brasileiros, se pudesse ser consultada, discordaria frontalmente da decisão de não extraditar o terrorista…já não nos bastam os nossos próprios criminosos, que não são poucos?? Precisamos importar os estrangeiros, também?? Lamentável que um Poder que, em tese, deveria ser independente, subordine-se tanto aos interesses políticos, como é o caso do Judiciário…aliás, inaceitável que Ministros do Supremo sejam nomeados pelo Presidente da República…enquanto essa forma de escolha perdurar, continuaremos engolindo uma Corte Suprema ineficiente e mais preocupada em fazer o jogo político do que em defender a legalidade e os princípios constitucionais…
    O Brasil, infelizmente, não é um país sério…como diz Augusto Nunes, nessa Era da Mediocridade, todos os valores estão invertidos…para Palocci, lágrimas de despedida e agradecimentos pelos “serviços” prestados ao país, enquanto para os bombeiros do Rio…sem comentários…deveriam colocar o BOPE em ação contra o Congresso Nacional e não contra os bombeiros que, bem ou mal, apenas lutam para melhorar um salário medíocre e indigno…eles ficam presos, e Palocci??? E Battisti?? Esses são tratados com honras de Estado…

    Que país é esse??
    Vergonha!!!!!!!!!!!

    Desculpe o desabafo, Setti, mas você traduziu o que muitos de nós estávamos pensando e sentindo…

  • Sergio Roberto Santos

    Prezado Jornalista Ricardo Setti;

    Eu frequento sim assiduamente o seu Blog. Na verdade é o único que atualmente eu frequento.
    O caso Battisti é justamente o exemplo de quanto precisamos de jornalistas.
    Quantas pessoas sabem o que realmente Battisti fez?
    O que se contesta, a decisão de Lula? ou a do STF?
    Se Lula errou, nós brasileiros erramos, mas o Brasil não vai perder o lugar no conselho de segurança da ONU, vender menos para a Itália ou sofrer alguma sanção por isso.
    O Supremo não se curvou à Lula ou virou uma instituição deplorável devido a uma decisão polêmica.
    Os jornalistas não podem se deixar contaminar por um clima de confrontações que um partido ideologizado como o PT produz.
    Vários temas muito polêmicos entrarão em discussão nos próximos meses. Aborto, Drogas, Armas, Ecologia, Modelo de Desenvolvimento.
    Nós da sociedade precisaremos de espaços onde buscar opiniões divergentes para poder nos posicionar com segurança.
    Neste caso não podemos contar nem com os Blogs que estão na “Folha de Pagamento” do governo, nem com aqueles que querem substituir o lugar que deveria ser da oposição.
    Me assustam muitos comentários que leio hoje. Sugerem um clima semelhante, guardadas as devidas proporções, com o que existia em 1964, muita besteira e pouco conteúdo.
    É preciso baixar a bola, porque se o barco afundar morreremos todos.

    Caro Sergio, obrigado por prestigiar o blog.
    Não sei se o Brasil vai ou não “perder” um lugar no Conselho de Segurança da ONU que ainda não obteve.
    Não estou querendo afundar nenhum barco.
    Mas, como este é um blog de opinião, expressei a minha, indignada, pela decisão do Supremo em relação a um criminoso que por três vezes foi julgado por 4 assassinatos — e finalmente condenado dà prisão perpétua — pela Justiça de seu país, uma democracia exemplar, e cuja extradição Lula negou com base num parecer da Advocacia Geral da União que pintava um quadro absurdo sobre a Itália, na qual Battisti iria ser “perseguido” como se o país fosse um Sudão, uma Coreia do Norte.
    Minha indignação é moral e, creio, legítima.
    Abraços

  • Papai Sabetudo

    Estou muito impressionado com a reação dos participantes deste blogue. Quase à unanimidade são contra a decisão do STF. É um direito de todos manifestar a sua opinião! Mas, como podem falar com tanta convicção sobre um processo a que não tiveram acesso? Um processo desse é muito complexo e requer, no mínimo, a sua leitura, para que se possa formar um juízo de valor. Por que se envolver num julgamento de um estrangeiro que está entregue ao Judiciário, e a respeito do qual não se sabe muita coisa?

    Gostaria mais de sentir essa vibrante indignação, mas com os casos diários de jovens de 17 anos que matam covardemente pais-de-família apenas pelo prazer de ver a queda, e nada lhes acontecer em seguida. No outro dia voltam a matar. Por que não vejo ninguém se indignar por esses atos covardes?

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Amigo Setti:
    Sei que não me censuraria,algum problema técnico qualquer,rasteiras da internet.
    Discordo aqui e ali de você, no momento a discordancia:os arguementos da acusação foram frágeis demais aos da defesa.Minha posição não é ideológica e sim vendo os autos – não acredito na culpabilidade dos crimes cometidos por Battisti – as provas extremamente fracas e controversas,isto é posição de cada um.
    Nunca foi sua postura – quero ressaltar – infelizmente o debate Battisti foi colocado muito mais com ódio do que racionalidade, é o momento dos jornais e articulistas diminuirem esse clima,acontecer um ato de violência a Battisti no Brasil, seria uma vergonha para todos nós brasileiros.A decisão do STF: a acusação teve amplo espaço assim como a defesa – cabe sermos legalistas e respeitar Battisti como asilado político.
    Grande abraço
    Pedro Luiz

  • Juju

    Aliás, desculpe corrigi-lo, caro Setti, mas li numa resposta sua a um comentário aí embaixo que o Ministro Lewandowski votou pela extradição…na verdade, ele votou pela manutenção da decisão de Lula, ou seja, pela não extradição…os únicos que votaram pela extradição, em confronto com a decisão anterior de Lula, foram o Peluzo, a Ellen Gracie e o Gilmar Mendes, não?? Posso estar enganada e, caso esteja, pode ignorar essa mensagem…
    Abraço
    Você tem razão. Me enganei e agradeço seu “puxão de orelha”.
    Mas no post coloquei corretamente os 3 ministros que concederam a extradição, não é?
    Abraço

  • LUG

    Meu comentário aguarda moderação. Se exagerei na dose, amigo Setti, por favor retire-o. Abraço

  • Bruno

    Já não se fazem mais ministros do Supremo como antigamente. Um bando de covardes tentando justificar o injustificável só para não ser contra a decisão do energúmeno. O Brasil já ficou para trás. Uma pena……Cada povo tem o Governo que merece…..quem mandou votar neles….

  • Bruno

    Viva o Ronald Biggs….

  • Danilo

    Carissimo Ricardo Setti, parabéns pelo seu posicionamento em relação a esse assassino. Os petralhas que frequentam os blogs das pessoas decentes sempre partem para a contestação e ofensas aos jornalistas pensantes e não chapas-brancas, e mais, vcs são tão democráticos que ainda lhes dão satisfações…agora, vá nos blogs dos pilantras e salafrários, e incluo jornalistas e órgãos da mídia marrom (o verdadeiro PIG), tentar posta algo contra essa quadrilha…jamais terá o seu comentário publicada.
    Quem apoia essa bandido, também é bandido.

  • Danilo

    Em tempo: Ou destruímos o PT, ou o Pt destrói o Brasil.

  • V

    Porque não trabalhar no Planalto. o no S T F
    Ele merece é bom Exemplo?

  • Osvaldo . Castanha

    Com certeza agora os advogados de Batistti entrarão na justiça solicitando uma pensão vitalícia, já que o assassino italiano foi perseguido politicamente no Brasil. E além da referida pensão ganhará também um indenização polpuda, que dividirá como o maior rábula brasileiro, Dr. Luiz Eduardo Greenhalgh, mas que ganha todas porque é amigo do rei.

  • roberto

    E o terrorista ainda vai ganhar um emprego muito bem remunerado, enquanto BRASILEIROS não criminosos continuam se deparando com a placa “não há vagas”. Os petralhas, certamente, vão arrumar essa vaguinha para o terrorista; afinal de contas, terroristas e criminosos protegendo terrosristas e criminosos.

  • Maria Aparecida

    Vergonha.Mais um bandido a solta pelo país.

  • kika

    AO Inácio – 09/06/2011 às 15:14
    NOSSA, QUANTA BOBAGEM ESCRITA!!!

    Setti,
    Sinceramente, acho que vc não deveria liberar certos comentários…é muita bobagem escrita!
    Como podem defender um ASSASSINO?? Um crápula que MATOU o pai de um adolescente na FRENTE DELE E AINDA POR CIMA ATIROU E O DEIXOU ALEIJADO??
    Não consigo entender…

  • Abilão

    Enquanto aqueles cubanos que fugiram de sua delegação aqui no Brasil, foram procurados p todos os meios policiais e devolvidos p o sr Fidel.Como estão eles hoje, heim?…………O STF se curvou diante destes senhores com pensamentos do início do sec.xx é um absurdo!…………Vamos fazer uma revolução pela volta da ética, dos ideais de liberdade e da Democracia com todas as letras.

  • V

    Os Ministros do S T F deveriam ser escolhidos pelo O Congresso, só assim não ficavão devendo favores?
    Aos Padrinhos?
    Vergonha?
    É Revolta?

  • Maria Aparecida

    Vergonha.Mais um bandido solto na país.

  • Ailton

    Ricardo Setti.

    Não justifiquei nem condenei a Itália por não deportar o Salvatori, nem defendí uma retaliação contra a Itália, eu expliquei a leitora ITA, o motivo de Cacciola não ter sido deportado pela Itália, a leitora ITA alegou que a Itália também não havia extraditado o Cacciola, expliquei, que os motivos, eram por ser um cidadão italiano.
    Não condicionei ao episódio do Battisti, até porque sou contra a decisão do Supremo e decisão equivocada do Lula, uma pessoa que eu tenho o maior apreço, más, ele errou e errou feio.

    Abraços.

  • Ailton

    Ricardo,
    Meu amigo, pelos acordos entre Brasil e ONU e mais 80 paíse, no capítulo dos direito de refugiados politicos em situação de riscos a sua integridade pessoal, o estado que o acolher, terá que arcar com os CUSTOS DE SUBSISTÊNCIA desse refugiado.
    E o Sr.Battisti nesse momento se enquadrar nesse artigo, ele terá direito a uma pensão do nosso governo, pensão é prevista pela ONU, foi regulamentada e assinada por todos os paises signatários da organização. e o Brasil é signatário desse acordo para anstia e direitos humanos da ONU.
    Governo de cada país signatário assume os custos.
    Se Battisti souber dessa lei, tará todo o direito a requisitar essa pensão para sí, pois Brasil entendeu que Battisti se encontra nessa situação(na ÓTICA DE ALGUNS JUIZES e Lula)

    Lamentável para Lula.

  • Alberto

    Não sei nomear ainda o sentimento que de mim se apoderou. Não sei se é indignação. Não sei se é vergonha. Não sei se é desonra. Sei, apenas, que todos os brasileiros foram colocados em uma situação crítica perante os países civilizados do mundo por causa de um terrorista assassino. Até quando os brasileiros dignos vão permitir que essa quadrilha que se apoderou do país continue a dar as cartas, sem reação nenhuma? Dignidade não vale nada para este povo?

  • Val

    Gente, talvez uma coisa boa se poca tirar disso tudo: finalmente a comunidade internacional deverá “acordar” para a vida e parar de bajular o Louis XIV brasileiro, cortando suas asinhas de uma vez por todas!

    É palestra aqui, é condecoracao de universidade ali, cRaro q o Rei da República das Bananas (?) tá se achando “o cara”…

    Talvez agora, com esse fiasco, FINALMENTE acabem de vez com os delírios da criatura em servir na ONU, em ser o mediador dos principais conflitos mundiais.

  • Ricardo Antunes

    Parece que o dignissimo Ricardo Setti esqueceu de mencionar a opinião jurídica dos 6 outros ministros que votaram contra a extradição e favor da soberania do brasileira. A opoinião deles não vale? Acho que se esqueceu tbm de mencionar que, a Itália exige do Brasil uma postura que todos nós sabemos que não houve em se tratando do pobre banqueiro, a Salvatore Cacciola. E por fim, não menos ridículo é a afirmação por parte do Governo italiano de que o Brasil não está preparado para ser potência depois dessa decisão. Potência deve ser um país cujo o primeiro-primo é acusado formalmente por fazer sexo com menores de idade.

    Caro xará, este é um blog de opinião. Emiti minha opinião. E pincei os três votos dos ministros que coincidiram com o que achei correto, ético e digno de ser feito.

    Claro que a opinião dos 6 ministros que votaram contra a extradição vale — tanto é que o terrorista Battisti aí está, livre, leve e solto.

    O caso Cacciola nada tem a ver com este, meu caro. A grande maioria dos países do mundo não extradita seus nacionais — como, aliás, o Brasil. Caso o Brasil extraditasse seus nacionais, Maluf poderia estar preso em Nova York, procurado que é pela Interpol em mais de 180 países por mandado judicial expedido em NY. Cacciola não foi extraditado para o Brasil pela Itália por ser cidadão italiano.

    E o mau comportamento, o péssimo e deprimente comportamento de Berlusconi em nada altera o fato de que a Itália é uma democracia, um Estado de Direito, e que, julgado em três instâncias pela Justiça de seu país, Battisti foi condenado à prisão perpétua por assassinato — pena da qual não cumpriu um único dia.

  • Caio Frascino Cassaro

    Oi Ricardo:
    Meu comentário está na geladeira? Pergunto porque está aparecendo para mim como “aguardando moderação”.
    Se voce puder responder, agradeço.
    Um abraço

    Estava querendo publicar como post…

  • osvaldo

    COM A DECISÃO DO stf menor, PEQUENO DIANTE DE NÓS BRASILEIROS, SÓ TENHO UMA COISA A DIZER

    VIVA FERNANDINHO BEIRA,VIVA MARCOLA, VIVA BATTISTI, VIVA OS MARGINAIS

  • Cesar Fre

    Grande decisão do STF, que ao contrário do que o sr. Ricardo Setti, um provável direitista e eurocentrista considera. O tribunal tomou uma decisão soberana, sob as condições constitucionais brasileiras, e não da Itália. É preciso compreender em quais condições o alegado terrorista (como a Veja insiste em acusar, a partir de uma denominação estrangeira ao acusado) foi julgado naquelas terras. Isso não está colocado aqui, nesta infeliz nota.

    Ah, Cesar, você já então sabe tudo a meu respeito. Deus do céu, eu mesmo não sabia que era, além direitista, um “eurocentrista”.
    O “denominado” terrorista foi julgado por 4 assassinatos bárbaros, cometidos nos anos 70, e condenado em todas as instâncias. Fugiu para não pagar por seus crimes. A Itália é um Estado de Direito — se Berlusconi se comporta como um cafajeste ignóbil, isso nada tem a ver com as instituições democráticas que lá existem — e, pela ordem jurídica desse Estado de Direito, Battisti é um assassino condenado, com sentença transitada em julgado.
    Não devo estar tão errado assim, já que 3 dos 6 ministros que votaram pretendiam, sim, entregar o criminoso para pagar por seus crimes em seu país natal.

  • osvaldo

    O QUE ESPERAR DEPOIS DO ENGAVETADOR DE PROCESSOS DO palocci, agora a corte menor, ‘stf” COM SEU MANTO, ABSOLVEU MAIS UM DA TURMA DA QUADRILHO DOS COLLARINHOS SUJOS

    stf BANANA

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Foram 3 julgamentos, os dois primeiros tyerminara em 5 a 5,e agora 6 a 3 a favor de Battisti.
    É hora de aceitar o resultado – Battisti é um home livre e asilado em nosso país.
    O crime ocorreu a 32 anos(?) em 32 anos náo existe uma unica penalidade4 contra ele – chega de rotuná-lo de terrorista , bandido … Cumpriu 4 anos de prisão no Brasil,exilado na França – chega!

  • osvaldo

    GENTE É MUITO FACIL DEFENDER UM ASSASSINO, PRINCIPALMENTE QUANDO ELE MATA ALGUEM QUE NÃO SEJA DA NOSSA FAMILIA.

  • Certo Ricardo…uma republica de Bananas,onde infelizmente nós somos os macacos…Os ladrões do planalto,os patifes do congresso e senado…a petralhada de um modo geral que defenda a roubalheira generalizada,desde que levem também,alguma vantagem….O Terrorista Battisti,o selvagem Mula da Silva ,a inutil Dilma do Lula….ESSES SÃO OS HERÓIS NACIONAIS…

  • Geraldo

    Diariamente leio as colunas e blogsde revistas e jornais, na esperança que a sociedade acordasse e as instituíções se fortalecesse. Entretanto a cada leitura me dá ânsia de vômito, asco, vergonha de mim mesmo por me emudecer, mas que fazer, ao observar, inúmeros comentários defendendo esta decisão? Chegará o momento em que haverá choro, ranger de dentes e derramamento de sangue ao tentar reverter a situação. Quem viver verá.

  • Eu nunca acreditei no Supremo Tribunal Federal do Brasil. Depois dessa de liberar um assassino condenado pela justiça de seus País, eu só posso chamá-lo de Supremo Tribunal Federal de *****. Com as devidas vénias à *****, que merece o meu mais profundo respeito.

  • eduardo

    EU FICO CADA DIA MAIS INDIGNADO, COM AS NOSSAS AUTORIDADES. ESTAO TRANSFORMANDO O BRASIL NUM IMENSO CHIQUEIRO, SÓ TEM LAMA FEDORENTA E UMA ****** IMUNDA.

  • Alexandre Vasconcelos

    O Congresso Nacional brasileiro é uma vergonha há muito tempo! O Poder Executivo Federal brasileiro é uma vergonha desde 2003!
    A nossa última esperança era o STF…
    Com as honrosas exceções dos Ministros César Peluso, Ellen Grace e Gilmar Mendes, o STF jogou o resto do respeito que o Brasil tinha perante o mundo no lixo.
    A história julgará toda essa gente e colocará cada um no seu devido lugar.

  • geova mendes de souza

    Somos uma república de banana desde 2002.

  • Caio Frascino Cassaro

    Prezado Amigo:
    Poucas vezes escrevi um texto tão indignado. Vamos à luta. Já tem um monte de gente querendo minha caveira por conta dos comentários, mais 6 na lista não vai fazer diferença.
    Mande brasa que eu vou achar o máximo!!!!!!!!
    Caro Caio, tinha decidido voltar atrás e publicar hoje mesmo, mas há um pé de barro: “poder discricionário” não tem nada de ditatorial, é uma expressão jurídica que se aplica a inúmeros casos e que tem a ver com até onde vai o âmbito de competência de determinada autoridade. Também, como foi escrito de um jorro, não o achei suficientemente sólido para virar um Post.
    Outros acontecerão, não é mesmo?
    Um abraço e muito obrigado pelo interesse.

  • ROBERTO

    O Brasil precisa defender seus cidadãos, não cidadãos de outros países de outras nacionalidades.O Brasil sempre foi visto internacionalmente com boas relações com outros países e não podíamos retroagir nisso.Para mim foi desnecessário essa decisão do Supremo,criamos um grande problema com a Itália, se não com a Europa ocidental.Lamentável!

  • Caio Frascino Cassaro

    Amigo:
    Fiquei tão entusiasmado com a idéia que esqueci de perguntar se você acha que é necessário mexer em alguma coisa.
    Um abraço.

    Na verdade, não quis publicar como post sem seu OK e, atropelado por muitas coisas, só agora cheguei a este seu comentário. Publiquei como comentário. Fica para uma próxima, tá?
    A menos que amanhã, já com o homem em liberdade e as novidades acontecendo — o senador Suplicy, amiguinho dele, já prestou várias informações sobre o futuro “escritor” –, você queira fazer um Post do Leitor atualizado, já tendo o STF como pano de fundo mas não como notícia quente.
    Aguardo.
    Abração

  • pericio

    grande comentario, parabens, triste desse país quando proibir-nos de comentarmos, acho que na atual força politica pt esta perto disso acontecer, um país que nao pune um assassino por ele ter menos de 18 anos, mas deixa em suas mãos o poder de decidir sobre uma nação com seu voto, país de falsos intelectuais, que acham que um assassino jovem, menor de idade, não deve ser punido, mas sim recuperado, a maldade vem do carater e o carater não muda com a idade, o governo esta preocupado em esvaziar as cadeias para conter despesas, esse país não visa o bem estar de seu povo e sim o bem estar do poder, viva a democracia do brasil, que democracia, tenho vergonha de ser brasileiro, não pelo país, mas sim pelos governantes,somos culpados por isso que aconteceu no caso em questão e por todos os outros, no dia que o brasileiro aprender a votar com a razão, tenho certeza que fatos como esse não mas acontecerão.E continue sempre comentando com essa transparencia.

  • Jeguinaldo da Silva

    É o fim da picada este STF, quizeram fazer uma média com o Lula, também a maioria deles foram indicados pelo *******, ja não chega os bandidos do Brasil, agora vamos deixar rodando livremente por ai um terrorista procurado pela justiça italiana.
    Nota zero para o STF.
    PT nunca mais !!!!!

  • Rui Barbosa

    Esse tribunal mudou de nome em consequência dessa decisão invertida: Passou a se chamar de Suprimido Tribunal Federal. Qualquer querela terá que ter o palpite de Lulla, o “jurisconsulto” para assuntos criminosos da Europa civilizada.

  • Jeguinaldo da Silva

    Para mim, quem defende bandido é tão bandido quanto ele, assim os ministros que votaram a favor de Battisti, Lula e sua gangue do PT e os que aqui tecem comentários a favor do terroristas são tão bandidos quanto ele.

  • Adilson

    Logo ex-presidente que não gostava de ler, ter feito tantas besteiras através do Itamaraty, inútil aliás, já foi difícil engolir… agora a última salvação seria o STF, que acabou de espalhar a M…. e sentar em cima.
    Esses caras de nosso governinho ve envergonham há muito tempo. Agora aceitar assassino e ainda libertá-lo é demais. Desrespeitam as instituições, e acordos internacionais. Fora Battisti, nós brasileiros de boa fé e índole não queremos vc aqui. Aliás, poderia levar esses políticos juntos.

  • wilson s. de mesquita

    O que se pode esperar de uma turma de corruptos, que falavam mal dos militares, e que, hoje fazem o pior para a Nação.

  • ROBERTO

    Alguém por favor ensinem nossos magistrados e políticos que é seu dever defender o cidadão brasileiro, e não cidadãos de outras nacionalidades, colocando em risco ainda a amizade de duas nações amigas.
    Lamentável!

  • Tuga

    .
    E quem cabe julgar o STJ???,,,,, tomara que HAIA tome providências urgentes!!

  • jose

    Subscrevo o texto.

  • celeraman+

    “O presidente da República, neste caso, descumpriu a lei e a decisão do Supremo Tribunal Federal.” — e deixou para fazer a criminosa molecagem no último minuto do mandato, em meio a caretas e mostrando a língua para o STJ.
    — Uma vergonha!

  • Alonso Cortizo

    Meu caro comentarista Ricardo Setti; quando é que
    isso aqui deixou de ser República de Banana? É e
    sempre será. Cabe ao governo da Itália retaliar de todas as maneiras. Deve começar logo chamando a direção da Fiat e cancelar o novo projeto de uma fa
    brica aqui em Pernambuco, depois deixar claro a es-
    se arremedo de democrácia que a coisa não para por
    ai. Medidas de ordem ecômicas e políticas virão,
    que de maneira alguma irá ficar de braços cruzados
    diante de tamanha aberração. Temos tratado assina
    do, de imediato cancela o tratado. Proibe de imedi-
    ato a entrada na Itália do Sr. Lula, dos juízes e
    do advogado ou advogados de defesa deste canalha,
    não pode é contemplar diante de medida tão absurda.
    O Governo e Povo italiano tem obrigação de usar de
    todos os meios legais e ilegais para punir este malfeitor. A injustiça brasileira deu esse direito

    Alonso Cortizo.

  • marcello fonttes

    A vergonha maior está no fato de a Suprema Corte do país delegar a um ignorante a decisão final. Os ministros do STF abdicaram de suas obrigações e responsabilidades igualando-se aos moleques que criticamos por serem crônicos na vadiagem…

  • jose

    Mais importante que Battisti é o enterro da Castelo de Areia e da Satiagraha. Abaixo, entrevista do Protógenes na Carta Capital do qual solicito ao colunista permissão para transcrever:

    “Segundo o ex-delegado, hoje deputado federal pelo PC do B, a decisão do STJ contraria entendimentos anteriores do Superior Tribunal Federal (STF), da Procuradoria Geral da República e do Tribunal Regional Federal de São Paulo – todos consideram legítima a ajuda de agentes da Abin”.
    “Foi uma decisão tomada de forma duvidosa, que contrariou a lei. A situação mais grave desse julgamento é que tem ministro suspeito”, diz o ex-delegado, em referência ao voto do ministro Adilson Macabu, que é desembargador do Tribunal de Justiça do Rio convocado ao STJ. Segundo Protógenes, Macabu deveria ter se declarado impedido de participar do julgamento porque, sustenta ele, seu filho trabalha no escritório do advogado de Dantas.

    A denúncia é grave, muito grave.

  • jose

    Em suma, todos os fatos se inter-relacionam, a forma de indicação dos Ministros das Cortes Superiores, o patrimonialismto, a impunidade, a corrupção, o enterro da Castelo de Areia e da Satiagraha, a greve dos bombeiros e suas subseqüentes prisões. Portanto, parabéns ao jornalista por se indignar, a mudança tem que ocorrer e começa necessariamente por nosso esforço, os cidadãos comuns.

  • SEVERINO

    TARSO GENRO ATUAL GOV.RS FICOU MUITO FELIZ QUNDO CONSEGUI A AXTRADICAO DO BANQUEIRO SALVADOR CARTIOLA QUE DEU UM GOLPE FINAC. NO BRASIL E FUGIU PARA ITALIA.DEVERIA SE ESPELHAR EM EXEMPLOS COMO ESSE.E NAO BUSCAR OS MAIS ESCUROS ARGUMENTOS PARA JUSTIFICAR UM ERROR TAO GROTESCO.PRECISAMOS MUDAR A FORMULA DE NOMEACAO DOS MINISTRO,NAO É POSSIVEL QUE UM MINISTRO DA SUPREMA CORTE TENHA QUE VOTAR ALINHADO COM QUEM LHE NOMEOU

  • Caio Frascino Cassaro

    Oi Ricardo:
    Beleza. Só não concordo com a interpretação dada ao quesito que trata do poder discricionário do Presidente da República, o que seria o calcanhar de Aquiles da minha argumentação. Discordo e, ao contrário, digo que na verdade é a pedra de toque, e já explico porque. Entendo que havia, e coloco no passado porque depois de tudo isso não há mais, um tratado assinado entre dois países, aos quais se submetem TODOS os poderes constituídos, inclusive a Presidência da República. Na medida em que o STF aceita o poder discricionário de um Presidente no cumprimento ou não de um Tratado que, enquanto diploma legal tem força de lei, nos dá um claro recado que todos estamos submetidos à lei, menos o Presidente da República. E isso, meu caro, tem um nome: chama-se ABSOLUTISMO, regime no qual as leis estão atreladas ao escrutínio do monarca de plantão.
    Repare bem, a questão aí já não mais se trata da concessão ou não do asilo. Trata-se da obediência à lei, fato esse inclusive citado no próprio julgamento inicial da questão pelo STF. De certa forma foi exatamente isso o que falou o ministro Gilmar Mendes: com essa decisão foram concedidos poderes imperiais ao Presidente da República, que passa então a agir simultaneamente como executivo, legislativo (via medidas provisórias) e judiciário, relegando o STF à condição de mero orgão consultivo da Presidência, a quem cabe a última palavra. Quer saber? Nem no regime militar…È por isso que, finalizando, longe de ser a parte fraca, ou os pés de barro da argumentação, é seu quesito mais importante e sobre o qual deveria-se prestar mais atenção.
    Um abraço

    O problema, meu amigo Caio, é que esse ponto estava simplesmente colocado no texto, sem maiores considerações e/ou explicações, o que tornaria a passagem equívoca para quem não tem conhecimento mesmo que superficial de Direito.
    E, só para deixar claro, concordo com o conteúdo deste seu comentário.
    Um abração

  • Marcos

    Não sei porque tanta indignação, pois um país que tem um ministro da educação que aprova uma cartilha onde ensina as pessoas o erro como certo;um país que dar mais valor ao bandido que a vitima;um país que não respeita a propriedade privada(o MST vive agredindo a propriedade e ninguém é punido, apenas os proprietários que acabam perdendo suas terras) ;vive ameaçando a imprensa a todo momento;os corruptos estão soltos (****** ******, e mais a cambada do mensalão); Realmente porque não podemos estar do lado de um terrorista?Vamos parar com essa hipocrisia, nós somos mesmo essa gentinha que não entende o que é ser civilizado, o que é aceitar e obedecer regras , muito pelo contrario vivemos num país em que virtude é ser malandro e desonesto.
    Então por tudo isso e por sermos uma sub raça , então viva a malandragem de Lula; viva a corrupção *** ******, mensaleiros, etc; viva o analfabetismo do Brasil; viva ao bolsa família, viva a vagabundagem, e viva o PT.E porque não VIVA AO TERRORISTA (mesmo sendo nascido nessa merda de país não me sinto bem em escrever o nome desse assassino)

  • Caio Frascino Cassaro

    Oi Ricardo:
    Eu estou chato para caramba, mas é que o comentário agora sumiu de vez da caixa de comentários. Vou mandar de novo, porque gostaria de vê-lo postado.
    Prezado Ricardo:
    Luis Fux
    Carmem Lúcia
    Joaquim Barbosa
    Ricardo LEWANDOvski
    Ayres Brito
    Marco Aurélio Mello
    Estes cinco senhores e esta senhora, com sua decisão absurda, canhestra e indefensável sob qualquer ponto de vista, envergonharam, a um só tempo, suas próprias histórias, suas famílias, a magistratura e o país. Envergonhariam suas próprias consciências, se as tivessem. A barbaridade é tamanha que os principais argumentos utilizados por Luís Inácio – o Adams, da AGU – , e aceitos por aquele grupo de luminares para a embasar a negativa do pedido de extradição foram os seguintes (pasmem):
    1- A Itália é uma “EXUBERANTE DEMOCRACIA” e, por conta disso o Multi-Assassino correria o risco de ser perseguido naquele país. (juro que eu não inventei isso. Está escrito com todas as letras no parecer da AGU)
    2- A Itália não pode ser considerada como parte interessada no processo. (Como assim, Joaquim???????????)
    Esses gênios do direito ao mesmo tempo rasgaram um tratado internacional (que previa ampla cooperação jurídica entre Brasil e Itália), informaram ao mundo que o Brasil é, efetivamente, o paraíso dos delinquentes ( em breve virão juntar-se ao Multi-Assassino e ao “Cura” Medina, Muamar Kadafi, o ditador do Sudão, Hugo “Porque Non Te Callas” Chaves e a dupla Fidel e Raúl Castro, todos com direito a emprego no ministério da Pesca ou como assessores dos ministros STM, preferencialmente lotados na sala do sr. Lewandovski ou na do sr. Joaquim Barbosa) e decretaram a monarquia absolutista, pois afirmaram o poder “discricionário” do Presidente da República.
    Por isso amigos, anotem o nome dessa gente: são os representantes, dentro do poder judiciário, dessa maldita era de mediocridade que assola há oito anos e meio este país desgraçado que é o Brasil. Serão lembrados eternamente como exemplos de como não deve ser um magistrado, tendo como destino certo a lata de lixo da história.

  • Adilton

    6 x 3, o placar da vergonha!

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Amigo Setti e demais:
    Se me responderem minhas duvidas farei parte da turma dos indignados:
    Dois dos mortos com acusação ao Battisti, cometidas em duas cidades diferentes e com diferença de 30 a 40 min e no mesmo dia.
    Todas as testemunhas afirmaram que o assasino usava peruca loira,barba e bigodes postiços – como reconhecer alguém com tantos disfarces – Battisti sim! como eu, como Gilmar Mendes, como Setti, como você.
    Fortes suspeitas, disse fortes suspeitas, envolvem o assassinato do joalheiro com assalto comum, reação do joalheiro com tiros e tiros de volta, que acabram o matando.O tiro que deixou paralizado seu filho, partiu da própria arma do pai, um tiro acidental e trágico.
    A testemunha que acusou Battisti recebeu a libertação mediante a delação premiada, a defesa não pode conversar ou questionar a testemunha, não houve acareação entre os dois.
    A defesa de Battisti não teve amplo acesso ao processo, acusação que a propria defesa faz a Justiça Italiana e diversos respeitáveis Juristas Italianos corroboram com a denuncia da defesa.
    Todo Estado diz que não pratica tortura e a tortura é prática em todos os Estados – democraticos ou não – se tornam democráticos quando reconhecem a tortura, hoje nenhum Estado reconhece – são todos puristas e anjos, a Italia entre eles.
    Enquanto esteve sob o asilo francês, o governo italiano calou-se em relação a Battisti e a todos que depuseram armas e acolheram o asilo francês.
    O atentado terrorista no metrô de Milão, onde 80 a 200 mortos numa bomba colocada, sabe-se da participação da Loja P-2, dita maçônica , e com apoio do Banco Ambrosiano, sem culpados, sem investigação – por ter sido feita por uma organização de extrema direita?
    Não me apontem como simpatizante de qq partido, de qq ideologia – isso está nos autos – a não ser que a imprensa é mentirosa e inventou os fatos que li nos jornais, ouvi nos telejornais.Desafio a todos se não conhecem os fatos relatados, foram de ampla divulgação.
    Passaram 32 anos do crime – nenhum ato de crime e subversão,contra Battisti – apenas escrevendo livros e dono de uma pequena livraria na França.Indivíduo perigoso? um perigo para a sociedade?
    Em realação as famílias atingidas na Italia, deveriam exigir séria resposta investingativas,e não aceitarem uma versão cheias de falhas.
    Terminando – podendo ou não aceitar as respostas as minhas dúvidas – foi uma decisão da mais alta corte do Brasil – O STF – e acabou.Pode-se não aceitar,reclamar mais exigir reação – é a ilegalidade, é a quebra da legalidade – é o fim do Estado de Direito.
    Só respondam as minhas dúvidas, respostas raivosas,xingamentos,acusações – só reforçarão o que penso – um debate a base do ódio e não da racionalidade.

  • Paulo Bores

    Se o Bin Laden, tivesse vindo pra cá, teria se dado bem! Se eu fosse o Berluscone, mandaria sequestra-lo aqui no Brasil. A nossa magnífica extenção froteira,é um convite para a fulga e entrada clandestina de pessoas. Porque um comando de mercenários especializado, não agarra esse Tal Battisti, assassino pelo pescoço, e o leva de volta para a Italia. Pois foi desse jeito, que o médico tarado, Roger Abdelmassi fugiu, se utilizando da nossa extenção de fronteira desguarnecida!

  • want

    Seu comentário está aguardando moderação

    Se o Bin Laden, tivesse vindo pra cá, teria se dado bem! Se eu fosse o Berluscone, mandaria sequestra-lo aqui no Brasil. A nossa magnífica extenção de froteira,é um convite para a fulga e entrada clandestina de pessoas. Porque um comando de mercenários especializado, não agarra esse Tal Battisti, assassino pelo pescoço, e o leva de volta para a Italia. Pois foi desse jeito, que o médico tarado, Roger Abdelmassi fugiu, se utilizando da nossa extenção de fronteira desguarnecida!

  • Marcio Frapiccini Ferreira

    Deixemos as bananas no caixo e os mafiosos na terra deles. Portanto, Battisti entrou no Brasil ilegalmente e deverà ser expulso do Brasil com uma banana no c. o mais cedo possivel.

  • Jaques James Calderaro

    A França também é uma república de bananas. Ouvi dizer que também ela não extraditou o Battisti. Não era, a Itália de 1970, época dos acontecimentos, quem prendia, torturava, e praticava os maiores descalabros contra os direitos humanos.

  • Uma pergunta que fica e gostaria de saber a resposta. Quem está pagando por todos estes custos,já que este homem não pode trabalhar no Brasil? Custos do processo, advogado, hotel e outras despesas

  • Caio Frascino Cassaro

    Prezado Setti:
    Prezado Setti:
    Primeiro, com relação ao meu comentário, obviamente você tem razão. O problema é que escrevi o texto com o fígado e não com o cérebro, e sempre que eu faço isso acabo escrevendo bobagem. Ficou, porém registrado o conceito, e agradeço sua paciência em ler o que escrevo e responder, sempre com muita elegância e atenção.
    Com relação ao comentário do sr. Pedro Luiz, essa argumentação, de resto extraída da manifestação da defesa do Multi-Assassino, foi exaustivamente analisada pela justiça italiana e pelas cortes européias, resultando em TODAS as instâncias na condenação do facínora. Esses argumentos já foram apresentados e exaustivamente discutidos, não cabendo a ninguém interpor qualquer tipo de dúvida a respeito, por se tratar de tese vencida. Seria interessante ainda, já que o sr. Pedro diz não ser levado por paixões políticas, que ele procurasse saber um pouco mais sobre a vida desse criminoso. Saberia, por exemplo, que em outras ocasiões esse monstro tentou matar outras pessoas, as quais igualmente testemunharam contra ele. Uma delas, inclusive, escapou da morte por pura sorte, pois o “bondoso escritor” encostou uma arma em sua cabeça e apertou o gatilho diversas vezes, não conseguindo efetivar a execução porque, para sorte do executado, a arma travou, evitando sua morte. Continuando a pesquisa, pode também ficar sabendo que antes de entrar na luta armada esse “anjo de candura” era um criminoso comum, tendo sido preso algumas vezes por crimes diversos e alguns bastante graves.
    Finalizando, assassinos envelhecem e por vezes mudam de profissão. Nosso país é prenhe de exemplos a respeito: sequestradores e assassinos se transformaram em ministros de estado, como por exemplo o sr. Franklin “Goebbels” Martins, ou mesmo em presidentes da República como dona Dilma, que até hoje nos deve uma explicação a respeito de sua participação no assassinato do soldado Mário Koetzel Filho. Esses dias apareceu nessa novela que está passando no SPT,ops,SBT a figura de outro Multi-Assassino, não-sei-o-que da Paz, codinome Clemente, que além de matar várias pessoas durante sua atividade terrorista, executou pessoalmente um companheiro de luta por desconfiar que ele poderia vir a “trair a causa”. Esse fulano, um psicopata que declarou que existe “beleza em matar”, está solto por aí, recebendo indenização do Estado e posando (Emir Sader diria pousando) de herói da resistência e fazendo ponta em telenovela do SPT, ops, SBT. Portanto, Sr. Pedro, não se deixe levar pelas aparências e pela bondade que o Sr. procura enxergar no coração dos outros, naturalmente buscando encontrar ali o reflexo de sua própria bondade. Os canalhas também envelhecem, e no caso do psicopata italiano, modificam seu comportamento e passam a mostrar uma candura que só existe na superfície e esconde um monstro assassino que, pode ter certeza, se devidamente provocado afloraria de uma hora para outra.
    Um abraço

  • Guilherme Dore

    Decisão VERGONHOSA. Estou indignado, mas não surpreso. Decisão política tomada por intelectualoides de esquerda

  • Umberto M.

    Ana Mara de Jesus Ribeiro: Non Pele’, ma questa donna e’ il brasiliano piu’ conosciuto in Itala. Noi la chiamiamo Anita Garibaldi. Morta per la liberta’ di Roma, e per portare in Italia la democrazia.
    Da sempre l’ Italia e’ amica del Brasile. Perche’ Lula ci ha fatto questo?

  • Mary

    Eita Brasilzão!

  • Natanael C. Silva

    Os fatos ocorridos no Brasil nestes últimos 10 anos, deixam claro uma coisa: as Instituições que têm o dever de zelar pela ordem, justiça, segurança, educação, ética e moral do país, estão em frangalhos. Pra onde se olha, só se vê frouxidão, jogo de interesses, politicagem, e por aí vai. É algo pra desanimar qualquer cidadão de bem.

  • Jotavê

    É uma questão controversa, Setti. Ela envolve basicamente uma questão – de quem é a última palavra nesse caso. O Supremo decidiu que ela é do Presidente da República, e não do próprio tribunal. Não há razão alguma para pensar que os juízes votaram atendendo ao “clamor das massas”, ou que tivessem em vista interesses escusos. É uma questão controversa, e a única saída em casos assim é mesmo contar os votos. Ganhou a tese de que a palavra final é do presidente. E ganhou com maioria folgada.
    Mais do que a decisão do Supremo, no entanto, importa discutir as razões para que esse caso tenha mobilizado tanto as consciências. Quem é Battisti? Apenas um assassino? Creio que ele é muito mais do que isso. Ele é um símbolo de um mundo que morreu – o mundo da Guerra Fria e das inúmeras loucuras cometidas em nome das ideologias em voga naquela época. O mesmo “encanto radical” que motivou a luta de guerrilheiros no Brasil da ditadura levou também jovens a cometerem barbaridades como as que esse homem aparentemente cometeu. A diferença é essa mesma que se vem ressaltando com justa insistência – o Brasil era uma ditadura, enquanto a Itália era uma democracia plena.
    Essa assimetria entre Brasil e Itália, no entanto, não permite disfarçar um detalhe fundamental. A esquerda brasileira em sua quase totalidade desprezava a democracia. Não se tratava, portanto, de uma luta CONTRA a ditadura simplesmente, mas contra todo um modo de produção visto como essencialmente injusto. Muitas das principais figuras da política brasileira atual começaram sua militância dentro dessa perspectiva. Hoje parece loucura, e era loucura, mesmo. Mas não é possível julgar as opções feitas naquele cenário com os olhos de hoje. Há quem critique a anistia brasileira, e o fato de ela ter se estendido (na prática) até mesmo a torturadores. Eu me pergunto se não há uma certa sabedoria nessa RECUSA de se remexer num passado no qual as decisões eram tomadas com base em critérios que simplesmente não estão mais disponíveis. E me pergunto se, no fundo, no fundo, a tese política indiretamente favorecida pela argumentação estritamente jurídica (correta, portanto, em seu próprio âmbito) da maioria dos juízes do Supremo não é a seguinte: “Vocês, italianos, têm todo o direito de querer cicatrizar seu ferimentos. Só não queiram fazer isso às custas de reabrir nossas próprias feridas. A resposta brasileira à Guerra Fria foi clara e inequívoca: talvez por termos experimentado na própria carne as consequências mais nefastas dessa época, nós decidimos que o melhor a ser feito em casos assim era simplesmente perdoar e esquecer.”

  • Markito-Pi

    SOMOS uma república bananeira.E quem faz o Brasil bananeiro é seu povo. Ao eleger uma figura curiosa, cujo único currículum era ser sindicalista,perdemos a noção de dignidade. Elegemos de novo uma criatura despreparada, que levou para dentro de sua pocilga um monte de mal amadas ainda mais despreparadas que ela.Não culpo o STF, embora este tenha perdido a vergonha na cara, assim como a camara e o Senado.O centro daq bananidade é Luiis Inacio Lula da Silva, ASSIM COMO SEU ADESTRADOR, O ***** Jose Dirceu.
    Ainda assim, prefiro esta gentinha oriunda de pocilgas democraticamente eleitos, que qualquer outro imposto por quarteladas.
    Somos bananões, por opção democrática.
    Não tenho mais vergonha, meu caro Setti. Tenho asco.

  • Marite

    Ricardo tenho uma dúvida que nunca consegui responder: porque o Brasil nunca extraditou o Ronald Biggs ? Será que a UK nunca fez o pedido ou será que não temos tratado de extradição ?
    Acredito que por isso os filmes passaram a apontar o Brasil como o melhor refugio para os criminosos.
    Agora após termos rasgado o tratado com a Italia, é que a nossa fama se espalhará com respaldo.
    Um tratado internacional é a constituição do país em sua relação ao outro signatário. Não pode ser descumprida.
    E imaginar que ainda almejamos uma cadeira permanente no Conselho de Segurança da ONU.

    Prezada Marite,
    Sou sempre honesto e transparente com os leitores do blog: já não me lembro mais a razão. Mas tenho quase certeza de que o Brasil não tinha (e talvez ainda não tenha) tratado de extradição com o Reino Unido.
    Um abraço

  • valder

    Revoltante essa decisão.Tbm revoltante ver o adv Dalmo dalari ,um senhor já de cabelos brancos,num contorcionismo verbal para justificar a decisão(na Globonews).Estamos nos transformando num refúgio de velhacos.

  • Think tank

    Um jornalista não só pode discutir, mas deve apontar as causas do veredicto.
    Diante do mecanismo de como são preenchidos as cadeiras do STF, ficaria surpreso se o resultado não fosse estas seqüências de aberrações a que assistimos, do MENSALÃO-2005, do Estuprador-CC, e agora este assassino italiano.
    Pode se esperar justiça independente cujo os membros são assim formados sem dobrar aos caprichos das gangues do executivo?
    Só os membros das gangues no poder, os bairristas, e os muito ingênuos propalam que vivemos uma democracia constituída por três poderes independentes.
    Esta justiça é o garantidor de toda aberração a que hoje assistimos, principalmente a onda de assalto aos cofres públicos, como no reincidente erário traficante Palocci.

  • HENRIQUE

    CARO SETTI , COMPARANDO CACCIOLA E BATTISTI , E VAMOS ESQUECER A NACIONALIDADE E AS EXTRADICOES !!OS DOIS COMETERAM CRIMES , UM NO BRASIL OUTRO NA ITALIA !!PORQUE A IMPRENSA DE SAO PAULO NAO CRITICA A ITALIA POR NAO DEIXAR CACCIOLA SER JULGADO NO BRASIL ?TAMBEM NAO É UM GRANDE BANDIDO ?OU O CASO DO BANCO MARKA POE O DEDO NA FERIDA DO PSDB ??E ISTO A IMPRENSA DE SAO PAULO MOCOZA !!!ESTOU CERTO ?

    Não, amigo Henrique, desta vez você não está certo. A Itália não extradita seus nacionais (quem extraditou Cacciola para o Brasil foi Mônaco, porque lá ele foi preso). Reclamar não paga imposto, não é?
    A maioria dos países, inclusive o Brasil, não extradita seus nacionais para outro país. Você viu o caso de Maluf? Procurado praticamente no mundo inteiro por mandado de busca expedido pela Justiça do Estado de Nova York, nos EUA, mas não é preso no Brasil porque, se assim fosse, teria que ser extraditado para lá, o que a Constituição não permite.
    A grande imprensa de São Paulo, como também a do Rio e de Brasília, publicou incontáveis reportagens dando conta das maracutaias de Cacciola.

  • Dawran Numida

    HENRIQUE – 12/06/2011 às 11:16, o ministro da Justiça nos tempos em que Cacciola foi extraditado era Tarso Genro. A imprensa do Brasil todo lançou muito sobre o caso e não o contrário. Talvez fosse o caso de perguntar ao Tarso Genro se havia alguma coisa que o Cacciola falou e foi encoberto. Pois, o então ministro da Justiça, nunca mais falou do assunto. Assim, caro, você está completamente errado. Inclusive de endereço.

  • Dawran Numida

    Há comentários dizendo mser a última palavra a do presidente. A decisão do STF que colocou a questão nestes termos, referiu-se ao Acordo de Extradição Brasil e Itália, e seus termos. Oras, os termos deveriam estar claros: seria extraditado o indagado, uma vez que o STF entendeu que não haveria qualquer problema de descumprimento de prerrogativas de segurança ou de perseguição do réu em seu país de origem. Ele seria colocado a cumprir a pena pela qual fora condenado. Lembrando que a Itália não era um regime ditatorial quando ocorreram os crimes e nem agora o é. Se não fosse para cumprir o Acordo, por qual razão foi o mesmo assinado? E se não era concorde, por que não foi o Acordo denunciado? Pois, então, que todos que apoiaram o Battisti, que saiam com ele em praça pública, o contratem como assessor, o apresente em horário nobre de TV. Aproveitem. Todos aguardam isso depois de tanto empenho.

  • Jotavê

    Dawran Numida
    Corrija-se se eu estiver errado, mas creio que o que os juízes do Supremo decidiram é que cabe ao presidente da república (e não ao STF) a última palavra a respeito de serem ou não aplicáveis os termos de um acordo internacional a um caso específico. Em casos de extradição, o Supremo teria o poder discricionário e final de IMPEDI-LA. Jamais de MOTIVÁ-LA. O ato positico caberia sempre, em última instância, ao presidente.
    O argumento de Gilmar Mendes, de que o STF não é órgão consultivo (não promovendo, portanto, reuniões de caráter literário ou recreativo, centradas no exame abstrato de certas questões), caso se aplique ao próprio Supremo, aplicar-se-ia também ao Executivo. Fazendo a competência recair sobre um lado, você necessariamente tira a decisão final das mãos do outro.
    O que você acha?

  • Patrick

    Manda esse assassino devolta a Itália e será menos um nas ruas do nosso país.

  • Andiara Freitas

    Quando Lula extraditou dois pobre Cubanos para seu amado líder Fidel os brasileiros aceitaram com naturalidade.

    Antes disso ele desmentiu o mensalão e todos acreditaram.

    Agora ele protege um terrorista, mesmo não concordando o povo nada faz!

    Como ele (Lula) acredita ser deus e seus seguidores tem certeza disso aguardem, o futuro desta pátria é sombria. Lider sem valores morais nada tem a oferecer a uma nação, criamos esse MONSTRO, agora o nosso futuro está nas mãos de DEUS, só ele para nos proteger.

    Andiara Freitas – Uberlândia-MG

  • Ailton

    Andiara Freitas.
    Vocês não acompanhou muito bem esse caso.

    Extradição de cubanos foi um delirio de senadores patéticos.

    A verdade veio à tona ainda em 01/03/09, quando a Rede Globo de Televisão, fez uma entrevista exclusiva com os dois cidadãos cubanos, TV mostrou toda a verdade, reportagem falava que os lutadores desistiram do Brasil por sofrer abandono de seu Empresário Alemão, empresário os induziram à deserção e depois os abandonou aqui no Brasil, os pungilistas não se interessaram em pedir asilo ao Brasil e vão para o México, posteriormente saem do México e  fixaram residência na Cidade de Miami/Florida/EUA. Lá conhecem empresários do ramo do boxe, assinam contratos e recebem de ‘luva’ um milionário adiantamento, Inclusive a TV Globo fez questão de mostrar o grau de prosperidade dos pivôs dessa celeuma, a reportagem da emissora mostra os boxeadores a desfrutar de uma vida luxuosa, andam de carrões e moram em mansões luxuosas. colecionam hoje um patrimonio avaliado em U$ 5,0 milhões de dólares cada um.
    Cara Andiara, todo esse enredo foi um grande delirio, uma grande psicopatia mental de meia dúzia de senadores da republica.Rede Globo deixou provado que extradição ou expulsão só existiu na cabeça de alguns Senadores psicopatas, fica provado na reportagem do Fantástico e Esporte Espetacular que boxeadores já haviam fixado residencia há menos de dois anos em Miami-USA.

    GLOBO fez questão de trazer a verdade, pois, foi a primeira a embarcar nos delirios de tais politicos, só queriam consertar os fatos tortos que publicaram.

    http://video.globo.com/Videos/Player/Esportes/0,,GIM974527-7824-EXCLUSIVO+BOXEADOR+CUBANO+REVELA+DETALHES+DA+SUA+FUGA,00.html

    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Lutas/0,,MUL1015096-16314,00-BOXEADOR+CUBANO+QUE+FUGIU+NO+PAN+DO+RIO+VAI+PARA+MIAMI+PELO+SONHO+DE+VOLTAR.html

  • frida berenstein

    A não extradição de Cesare Battisti, ofendeu o meu conceito de Justiça e boa convivencia entre as nações. Foi vergonhoso. Woody Allen dizia em um de seus filmes: “O crime compensa”. e o STF recentemente endossou o que o talentoso comediante americano consignou. Ele e outros talentos haverão de se inspirar no Brasil, para criar temáticas sobre criminosos estrangeiros que encontram a mão sedosa da “soberania” brasileira.

  • frida berenstein

    O Brasil é tão bonzinho com bandidos estrangeiros de esquerda.

  • frida berenstein

    O item 3)da matéria acima é verossímil, por sí so.

  • frida berenstein

    O Governo ainda não percebeu que o povo não é inocente, nem oligofrenico. Um mínimo de vergonha na cara e discernimento seria bastante desejável.

  • ELISAMAR

    Querido Ricardo, aproveitando esse caso, gostaria que o Sr. escrevesse algo sobre o criminoso Paulinho Paiakan, que todos sabemos, foi condenado em ultima instancia por estupro e nunca cumpriu um dia de cadeia. Ele tambem eh um escolhido para ser beneficiado por nosso sistema judiciario, nao somente o Battisti

  • Ailton

    ELISAMAR

    Paulinho Paiakan é indigena? se for, o código civil entende que aborígenes são inimputáveis perante a lei, não podem ser responsabilizados pelos seus atos, mesma proteção que menores de 12 anos desfrutam..

  • Mari Labbate

    Resumindo, o STF negou-se a segurar a “batata quente”, inicialmente. Quando teve a oportunidade de mostrar a sua competência, não o fez. Foi, portanto um “jogo de empurra”, cuja bola foi estourar nas mãos do ex-presidente do Brasil, que, narcisicamente, fez o gol!!! Na última sessão, a indecência ficou exposta!!! Foi o que aconteceu, realmente!!! E os descendentes italianos chorando lágrimas de sangue, visto que o SANGUE aflora, hereditariamente… Biológica e espiritualmente, pois ninguém consegue negar as suas origens!!!

  • valenti

    salvatore cacciola não foi extraditado pelo governo corrupto da itália do presidente pedófilo e maníaco sexual.
    salvatore nos roubou mais de um milhão em 1999 , banco marca, que moral esse pessoal tem.
    eles ainda acham que o Brasil tem onça andando em copacbana hahahaha.
    salvatore só foi extrditado pelo governo de Monaco,pois, deu bobeiro e foi pra lá e logo foi engaiolado.
    se dependessem,os do governo Italiano ele estaria livre, leve e souto até hoje.
    tem muita gente boba que , sem conhecimento ou sem inforamção da mídia que escolhe o que nosdeve ser mostrado fazem juízo errado das coisas.

    Meu caro Valenti, quem está sem conhecimento e sem informação neste caso, com todo respeito, é você.
    Não concordo com a vaia dos torcedores italianos contra os astros do vôlei de praia do Brasil.
    Mas o caso Cacciola é simplissimo: a Itália não o extraditou para o Brasil porque 99% dos países do mundo, inclusive o nosso, não extradita seus nacionais.
    Da mesma forma que o Brasil não manda o Maluf para a Justiça de Nova York, que desde 2007 expediu mandado de captura contra ele, acusado de roubalheira, tráfico de divisas e outros crimes.
    Um abração

  • NEUSIL ORTIZ

    A LEI DA SEMEADURA TAI, O BRASIL PISA NO TOMATE COM A ITALIA, E A BOLIVIA APOIA O ROUBO DE VEICULOS.

  • patriota

    o caccila estava preso dai vem o capa preta gilmar mendes e manda soltar ele o cacciola nao e burro e foi embora para italia. o brasil agora vai tem q encarar O RESPEITAVEL;INCORRUPTIVEL,HONESTO,IMPARCIAL O GRANDE TRIBUNAL DA HAIA.e sabemos q o stf ja esta aparelhado pelo o lula os capas pretas fazem tudo q o lula mandar fazer stf nao respeita mais a carta magna do brasil e entao por q existe a carta magna melhor q a eliminem. O TRIBUNAL DA HAIA E DIGNO DE RESPEITO EM TODO O MUNDO.FORA BATTISTI NOS NAO QUEREMOS VC NO NOSSO PAIS, ESTRONZO MALVADO

  • O Observador

    Mas quem disse que não pertencemos mais à República das Bananas?? Só o Lula, que ministra palestras mundo afora, ensinando os países a resolverem seus problemas, tendo como exemplo a nossa falta de evolução. Mais uma vez vemos estabelecida nossa imagem de País Delinquente, abrigo dos marginais estrangeiros que por aqui abundam.

  • jeca revoltado

    LULA PENSA QUE É UM ÍNDIO,INIMPUTAVEL.**** ***** ***** NÃO SABIA QUE ERA CONTRA O TRATADO[*****].

  • TITO 2

    Esse STF é capenga. Um STF capenga desses compromete o país inteiro.
    Valenti: 16.06. 19:49 = Você só fala abobrinha.
    Ailton: 13.06. 22:30 = Você está viciado no Plim Plim da Telinha.

  • KAIAM

    Nao tenho duvidas de que o Lula fez muita asneira em seu governo; a extradição dos Cubanos e o mensalão; mas; mostrar pra falsa moralista Italiana que indigestão eh chato pra cacete! tapa de pelica chamada: CACCIOLLA!

    Caro Kaiam, não é tapa de pelica na Itália porque 99,9% dos países do mundo — inclusive países como os EUA, a França, a Alemanha, a Austrália, o Chile ou a Itália — NÃO extraditam seus nacionais, como já expliquei aqui em resposta a vários comentários. É por essa razão que o Brasil não prende e extradita Maluf para os Estados Unidos, de onde desde 2007 foi expedida uma ordem de captura internacional, via Interpol, contra ele, que não pode pisar em 186 países ligados à polícia internacional sem o risco de ir preso. O Brasil integra a Interpol, mas não prende nem extradita Maluf porque a Constitutuição veda a extradição de brasileiros.
    Abraço

  • Ricardo Luiz Silva Costa

    Essa foi de rachar a cara de brasileiro de vergonha. Que constrangimento e desconforto ético passa a justiça brasileira ao ofertar valhacouto a esse criminoso estrangeiro. Agora ficou provado e escancarado para todo o mundo: aqui é o país da impunidade, literalmente.

  • Essa foi de rachar a cara de brasileiro de vergonha. Que constrangimento e desconforto ético passa a justiça brasileira ao ofertar valhacouto a esse criminoso estrangeiro. Agora ficou provado e escancarado para todo o mundo: aqui é o país da impunidade, literalmente.

  • di Carvalho - minas

    Condições desumanas é o estado da saúde nesse país, onde um povo sofrido espera suportando desconforto e desrespeito por seus agentes. E isso é aqui, NO BRASIL. O que esse ex-comunal ex late tanto se não manda mais, pô? Desculpe o destempero!

  • rose mary demiranda

    Morri de vergonha de ser brasileira e ter que engolir essa decisão do Supremo que baixa a cabeça aos desejos de um desatinado e permite que esse bandido fique entre nós e até trabalhando como um cidadão comum.Porque será que Lula tomou essa atitude? o que o liga de tão importante a esse crápula? Caso a ser investigado

  • Cris Almeida

    Para nós, brasileiros, que moramos fora do Brasil, é humilhante e triste, quando ouvimos falar mal do nosso país.
    Mas, o que queremos?
    Diante de uma pouca vergonha dessa, quais elogios merecemos?
    Temos uma ” justiça” que é uma vergona.
    Logo, esse crmiminoso obterá cidadania, enquanto existem , não sei quantos, milhares de brasileiros, que nem certidão de nascimento tem.
    E arranjará um bom emprego, até pode ser canidato, feliar-se a algum dos partidos de politicagem e corrupção.
    Desse tipo temos milhares no país, e os que chegarem de fora serão bem-vindos.
    Somos o paraíso da imoralidade e da impunidade.
    Aqui em Portugal é normal acontecer, é currupto, tem problemas com a jiustiça, vai para o Brasil.

    Ou o povo muda, ou teremos um futuro mais negro do que o atual.

  • Lica

    Italianos revoltados com a decisão, mas por que não cassam a cidadania italiana da ex-primeira dama e seus filhos como represália?

  • Lica

    Por que na Itália ainda não cassaram a cidadania italiana concedida à ex-primeira dama e seus filhos como retorno ao ocorrido aqui com Cesare Battisti?

  • Rodrigo Ribeiro

    Minha mulher é norte-americana, nos casamos no Brasil e hoje tive a surpresa na Polícia Federal: ela precisará mostrar uma ficha de nada consta do FBI e ser entrevistada pelos policiais para morar comigo, seu marido.

    O processo do Battisti levou um dia, o da minha mulher levará 3 meses!!! Será que o Arc, marciano da Veja, poderia explicar a ela porque criminosos entram de graça e nós já gastamos R$ 7.000,00???

  • Razumikhin

    Vergonha.

  • Ingrid

    Não sei por que da indignação!!! A Itália também negou a extradição do banqueiro corrupto Cacciola!!! No caso do Brasil é justo porque está lá no acordo:

    TRATADO DE EXTRADIÇÃO ENTRE A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E A REPÚBLICA ITALIANA
    Assinado em Roma, em 17 de outubro de 1989.
    Aprovado pelo Decreto Legislativo nº 78, de 20 de novembro de 1992.
    Ratificações trocadas em Brasília, em 14 de junho de 1993.
    Promulgado pelo Decreto nº 863, de 9 de julho de 1993.
    Publicado no Diário Oficial de 12 de julho de 1993.

    ARTIGO 3
    Casos de Recusa de Extradição
    1. A extradição não será concedida:

    e) se o fato pelo qual é pedida for considerado, pela Parte requerida, crime político;
    f) se a Parte requerida tiver razões ponderáveis para supor que a pessoa reclamada será submetida a atos de perseguição e discriminação por motivo de raça, religião, sexo, nacionalidade, língua, opinião política, condição social ou pessoal; ou que sua situação possa ser agravada por um dos elementos antes mencionados;

    A Itália negou como 99,9% dos países negam quando se trata de um de seus nacionais. Tal como o Brasil não extradita Maluf, cidadão brasileiro, para os Estados Unidos, apesar de haver um mandado de captura contra ele na Interpol em mais de 100 países.

  • *Mari Labbate*44%

    Lembremo-nos da numerosa e indignada Colônia Italiana, do sudeste e sul do Brasil. É questão de honra, o terrorista Cesare Battisti retornar a sua terra e pagar pelos seus erros. Esse caso tornou-se uma horrível ferida exposta! Não sossegarei até vê-lo partir, visto que o Brasil não pode ferir mais essa outra Pátria-Mãe! É um tapa no rosto de cada descendente. E, como a justiça dos homens falhou, estou aguardando a execução da Justiça Divina. Essa não falha! Em algum momento da existência desse irmão, algum fato novo ocorrerá e ele decidirá voltar. Crises existenciais são muito profícuas, para nortear as pessoas. Quem oferece-lhe trabalho, está traindo as duas Pátrias…

  • Tuco

    .

    Ingrid – 18/07/2011 às 14:48

    Ô menina… Diz que está com diarréia
    e pede pra sair.
    Pare de se esforçar e escrever bobagens.

    .

  • Tuco

    .

    Em bom momento o RSetti nos traz um repeteco
    desse momento escabroso da justiça brasileira.
    A ocasião é propícia, mesmo porque a Veja e a
    Istoé nos brindam com capas que estampam as
    flores mais viçosas do jardim da coprofagia –
    e que prova que o Brasil é um país de lerda*.

    * Em respeito às regras deste nobre espaço.

    .

  • Melão


    Se quer criticar VEJA, dirija-se ao diretor de Redação: veja@abril.com.br
    Seu comentário foi suprimido tendo em vista as regras de do blog. Se não as conhece, por favor clique no link http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/tema-livre/143081/

  • Corinthians

    Setti,
    Parabéns por republicar este post.
    Acho importante que as pessoas vejam o problema real.
    Não há problema em achar Battisti inocente – isso acontece o tempo todo (tem gente que gosta do Sarney, do Collor,do Lulla, por que não Battisti ?) mas o problema aqui é o desrespeito à decisão judicial italiana.
    Aliás fico imaginando o precedente que isso gera. O que aconteceria se o Arruda fosse pra Itália com falso passaporte, e assim que fosse pego pedisse asilo político com argumento de que ele é perseguido (ele era do DEM, portanto oposição) e que as prisões brasileiras são péssimas ?

  • José de Araújo Madeiro

    Ricardo Setti,

    Enquanto isto, no Congresso Nacional, o minuto trabalhado(?) custa ao cidadão R$ 11.000; um senador, a bagatela de R$ 33 milhões/ano; um deputado federal, R$ 6 milhões/ano. Na Presidência da República está o saco preto da corrupção; ou seja um saco sem fundo que não sabemos os custos articulados no ¨sótão¨do poder e que se perdem nos ¨desvãos¨ da corrupção.
    Este é o Modelo Socialista plantado por Lula, defendido com unhas e dentes pela Guerrilheira-Terrorista e ainda querem sufocar o cidadão, que além de pagar impostos para corrupção, será massacrado pela legislação libertina. Sendo este, último, eliminado da correlação de forças e escravo do Estado PTralha Corrupto, sem políticas públicas, mas igualitárias e sem respeito ao mérito.
    A classe média tem o dever de dar às cartas, embora algumas lideranças continuem fazendo alguma coisa nos teclados dos computadores e através da internet.
    Todavia, a ¨Nova República¨, sob mãos dos PTralhas, agoniza numa UTI, precisando que alguém mostre à cara para resgatá-la da morte, por inércia do seu povo.
    Não há outra alternativa. E não esqueçamos que o socialismo é isto, um processo de nivelamento por baixo, sem leis para o Estado e de corrupção a todos níveis, até à exaustão, quando a resposta da ¨massa ignara¨ será imprevisível.
    A Constituição é uma carta de mão única, serve apenas para exigir às responsabilidades do cidadão e nunca os deveres do estado.

    Aí, será um salve-se quem puder. Esse Lula é um homem terrível, sua inteligência serve sòmente à sua egolatria!

    Mas nunca devemos exigir que os militares cumpram o seu dever como os salvadores da pátria contra seu próprio povo e não aconteçam novamente os erros do passado.

    Precisamos agir contra o Poder Judiciário, cobrando-lhe às suas responsabilidades.

    Att. Madeiro

  • SergioD

    Ricardo, pela primeira vez fiquei chateado com você. Precisava lembrar episódio tão escabroso? Lula, que saiu nos braços do seu eleitorado, com índice de aprovação jamais visto na história desse país, não precisava cometer ato tão equivocado como esse do último dia de seu governo. Os militantes que defenderam o Sr. Battisti parece que ainda vivem nas décadas de 60 e 70. Uma lástima.
    Grade Abraço
    PS: Quanto ao chateado, é lógico que é brincadeira.

  • Wilson

    Pelas indicações, incluindo fotos estampadas, da revista ISTO É nas bancas (a mais vendida, segundo Diogo Mainardi), Battisti está morando em Cananéia, no litoral sul do Estado de São Paulo. Por lá o Brasil começou, como ensina Eduardo Bueno, por lá há de terminar, dependendo de nossa Justiça.

  • Julio Patrick

    E quanto aos terroristas de estado, os algozes do regime militar que andam incólumes à Justiça, abrigados sob uma lei estúpida?

    Estranha ver que nem a Veja nem seus colaboradores, que tanto se preocupam com a liberdade e com a democracia, não bradem pela punição de todos os que praticaram barbaridades durante aquela ditadura infame que é uma mancha indelével na nossa História.

  • Kitty

    Meu caro Ricardo,
    Na foto de C. Battisti,que você publicou recentemente no Facebook, revelou um rosto compungido, de olhar triste e submergido em profundos pensamentos… parecia a cara de Maria Madalena arrependida. Mas, cuidado!!! não se deixem enganar, ele é um assassino que já havia sido condenado por subversão e participação de um assalto, com armas, junto a militantes de um grupo terrorista e que acabam matando quatro pessoas. Na Itália ele foi condenado à prisão perpétua. O resto da história todo mundo já conhece, infelizmente!! Era para ser extraditado, no entanto, o STF nega a extradição. O então presidente Lula, no final do seu governo, decide a não extraditar Battisti, justificando sua inamovível decisão, de que achava que a vida de Battisti correria risco s na Itália. Imagine, o Lula deve achar que os italianos são bárbaros!!!
    O Sr. Battisti agora possui documento de identidade e CPF. Brevemente abrirá uma conta bancaria e começará uma nova vida com a sua nova e jovem esposa.Ahh, ia esquecendo, que ele disse que gostaria de se encontrar com Lula para agradecer-lhe pessoalmente a não extradição tão temida. O quarteto maravilha: Lula, Tarso Genro, o próprio Battisti e o advogado dele e os ministros do STF que negaram a extradição, devem estar rindo e debochando dos trouxas italianos e das famílias das quatro vitimas que foram assassinadas sem piedade.
    Para terminar, permita-me caro Ricardo transcrever um trecho do discurso da Ministra Grace Hellen ………”.Mais uma vez o que se viu foi o servilismo dos juízes nomeados por Lula que se arvoram em defensores da soberania de um presidente que nunca estudou uma linha de Direito Internacional Público e que nada respeita senão sua própria ambição”
    Um abração/Kitty

  • *Mari Labbate*44%

    Lulla expôs a “presidenta” Dona Dilulla ao constrangimento total, desautorizando-a, no Caso Cesare Battisti. Demonstra que TODOS pertencem à “quadrilha dos terroristas”. Ser terrorista é, simplesmente, não conseguir colocar-se, no lugar do outro irmão. Significa não temer a Deus, enfrentando os irmãos, covardemente, pois até nomes falsos e cirurgias plásticas utilizaram. São, portanto, seres humanos, essencialmente, irresponsáveis. Como a “maré de sorte” findou e já iniciou-se a “maré de AZAR” (a vassoura é a prova), aguardemos, atenciosamente, todo o desfecho dessa terrível saga, em que o Brasil e a Itália, literalmente, foram TRAÍDOS! Cesare Battisti “pensa” que resolveu a sua vida, porém está, totalmente, equivocado. O italiano quadrilheiro ao juntar-se aos quadrilheiros brasileiros duplicou as suas dívidas, no Universo! E TERÁ QUE PAGAR, pois nós, italianos nascidos no Brasil, estamos reagindo, espiritualmente, com a finalidade de resgatá-lo e fazê-lo entregar-se, para não mais ferir a nossa Pátria-Mãe! È L’ORGOGLIO ITALIANO… ABBRACCIO!

  • junior ibitinga

    Se ele veio pedir asilo no Brasil, devemos entender julgá-lo como se estivesse cometido crime aqui, assim como o grande banqueiro buscou os amplos braços da aristocracia italiana. Aqui temos a prescrição do crime e a anistia, diferente de lá (mas na prática não muito), que só foram anistiados os torturadores e onde o governo apesar de não ser um irã, nunca teve um governo que não estivesse na mão da elite conservadora. Só de um berlusconi tira toda a moral de perseguir e decretar prisão perpétua a supostos terroristas. O buraco é mais embaixo.

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Que sujeito perigoso!quando estava exilado durante 10 anos na França,escrevia livros!sujeito vil,imagino o numero de arvores abatidas por esse monstro para editar seus livros.Cuidado esse monstro pretende escrever no Brasil também!arvores em pleno apogeu da vida serão derrubadas – que mosntro!!!
    Acho dificil que a colonia italiana no Brasil seja em unanimidade contra Battisti, assim ninguem pode se arvorar a ser porta voz de uma maioria que não se manifestou.
    Em relação aos governos italianos, os partidos italianos,o passado e o presente italiano com o fascismo e a mafia – precisam de uma Comissão da Verdade – os juízes da Mãos Limpas na realidade são minoria – facil colocar Battisti como o grande vilão da Italia assim a História não é contata.
    “Os quadrilheiros brasileiros”a Mari Labbate poderia dizer quem são?todos os brasileiros?alguns brasileiros?poucos brasileiros?a colonia brasileira italiana,japonesa,hindu,russa,alemã,judia,palestina,turca,libanesa…,trocida do mengão,flusão,vascão,fogão…tudo quadrilheiro tambem?
    O ato de exilio é soberando de qualquer país, a decisão brasileira em nada atingiu as leis brasileiras e internacionais – cita um organismo de justiça internacional contestando o ato do Brasil,nenhum.

  • *Mari Labbate*44%

    Caro Pedro Luiz Moreira Lima, sou especialista em Hipnose e constatei que vivemos várias vidas. Especializei-me em descobrir a vida anterior de pessoas envolvidas, na Grande Imigração, que é o meu caso. Analisando o seu nome, você deve ter ascendência portuguesa. Falta descobrir, se imigrou, na época do Descobrimento do Brasil, ou na Grande Imigração. Perguntará: O que fazer com essa informação? Autoconhecimento é o melhor caminho, para ser feliz. Percebeu, pelo meu texto, a Paixão que sinto pela Itália? Pois bem, tenho um projeto de incentivar as pessoas a pesquisarem as suas origens. O Brasil é constituído por imigrantes. Excluindo-se os índios, todos os outros habitantes são imigrantes. Conhecer o local de onde veio é um mecanismo maravilhoso, para adentrar em seu Inconsciente e descobrir preciosos traumas, para serem neutralizados. Cada povo possui características próprias. Pelo seu interesse, avalio que esteja amadurecido, para fazer as pesquisas. O Memorial do Imigrante e a Igreja Mórmon são locais excelentes, para visitar. Os “quadrilheiros brasileiros” a que refiro-me são os petistas, que estão levando o País à falência e acolheram o terrorista Cesare Battisti. Todos os países do Mundo são problemáticos, pois estamos aprendendo a respeitar e amar o próximo. Pesquise, na Internet, as culturas que citou e ficará fascinado com as maravilhas de cada Nação. Senti angústia, em suas palavras. É importante sabermos que todos pertencemos ao mesmo Planeta Terra e devemos cuidar muito bem dele: em seus aspectos físicos e de relacionamento humano! Não foi o que o Lulla fez! ABBRACCIO!

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Amiga e carinhosa Mari:
    Obrigado pela sua delicada resposta e as informações sobre o Autoreconhecimento e a dica a hipnose,confesso que é um assunto interessante que dá curiosidade em pesquisar.
    Origem de minha família:parece que esta certa de Portugal,tem uns estudiosos que afirmam que viemos da Italia como judeus e em Portugal “convertidos” em cristãos novos e finalmente espalhados aí pelo Brasil – sou do ramo do Maranhão.
    O Brasil ser um laboratório de povos e culturas só nos fazem ter mais amor pelo nosso Brasil,estou de pleno acordo com você.
    Quanto a Italia que país maravilhoso e povo também, pilotos brasileiros abatidos na Italia na segunda guerra mundial,foram escondidos por guerrilheiros italianos masmo que isso representasse a morte imediata para eles e suas famílias.
    Volta e meia comunidades italianas prestam homenagens aos nossos Pracinhas e Pilotos do Senta a Pua,como não ter carinho e admiração pela Italia e seu Povo.Quanto ao governos italianos – NÃO! a história recente da Italia mostra isso.
    Minha posição pela inocencia dos crimes que Battisti foi acusado e condenado,não me conveceram nem as provas e sua condenação para mim – um jogo político – para que o passado e presente italiano sejam escondidos,assim como no Brasil,nos EUA(Coreia,Vietnam,Baia dos Porcos,Iraque,Afganistão,Guatanamo),França – guerra da Argelia e sua politica colonialista,idem Inglaterra e por aí vai.
    Minha convicção em relação a inocencia de Battisti, seria a mesma independente de partidos politicos no Poder e apoiaria seu asilo da mesma maneira.
    Um abraço carinhoso a você e quanto ao hipnotismo,confesso que me assusta a experiência no entanto uma tremenda curiosidade.
    Pedro Luiz

  • E o que dizer dos EUA que protegeram “anjinhos” do naipe de Klaus Barbie, Ferdinand Marcos e Reza Pahlevi ????

  • Pedro luiz Moreira Lima

    Original

    Si iscrisse al Partito Comunista Italiano ma ne venne espulso prima dei moti studenteschi del 1968.

    Lembrar para Julgar

    O caso Battisti, a desinformação brasileira e a mentira italiana

    Franco Piperno

    Partamos de alguns fatos para depois, através do exercício da dúvida, chegar a uma certeza que se conclui com um “caveat”.

    Primeiro Fato

    Battisti foi condenado pelos magistrados milaneses, há trinta anos, por gravíssimos crimes. Em particular, a sentença definitiva lhe atribui 4 homicídios. Por dois destes crimes é acusado de responsabilidade moral.

    Ele se proclama inocente. A autoridade política do Brasil, país regido por um regime considerado democrático pela diplomacia ocidental, lhe há concedido o status de imigrante em consideração da natureza política dos delitos dos quais é acusado e dos processos sucessivos que o têm envolvido. Em outras palavras, o governo brasileiro tem julgado que o desenvolvimento dos processos dos anos 70, quando estavam em vigor as “leis especiais contra o terrorismo”, estava gravemente eivado pelos procedimentos emergenciais adotados pelo estado italiano, para fazer frente a uma revolta social, uma “insurgência de massa”, sem precedentes na história do país.

    Segundo Fato

    Este juízo negativo não é certamente uma surpresa, uma ofensa inesperada e irresponsável à dignidade do nosso país, devida ao mau conhecimento da história italiana, em particular, da mais recente. De fato, nestes 30 anos, aconteceu muitas vezes que os requerimentos de extradição, pedidos por nossa magistratura pelos delitos referidos aos “anos de chumbo” foram formalmente rejeitados pela autoridade estrangeira, com motivações totalmente análogas à formuladas, há algumas semanas, pelo presidente brasileiro saliente Lula da Silva.

    Aconteceu assim com o Canadá, a Suíça, a Alemanha, a Grã Bretanha, a Suécia, a Nicarágua, a Argentina, o Japão, para não falar da habitual França. La possibilidade de que as autoridades de todos estes países errassem no julgamento e carecessem de informações sobre nosso país é pouco provável. Parece mais provável, pelo contrário, que exista no sistema político italiano uma compulsão para voltar a suas origens, uma vontade surda de continuar sua legitimação com base na repressão dos movimentos revolucionários dos anos 70; ou, para dizê-lo com os chavões mediáticos, com base no mérito de ter salvado a república democrática do terrorismo vermelho, omitindo, talvez por modéstia, sua poderosa contribuição a gera-lo.

    Assim, então, qualquer episódio que coloque dúvidas sobre as medidas liberticidas adotadas naquela época, e também sobre as sentenças judiciais naquele período, é visto pela classe política com emoção transversal, não desprovida de histeria, com a maioria e a oposição atuando conjuntamente, como se fosse um atentado à credibilidade do poder. Em soma, será que o presidente Lula erra em seu juízo sobre a tragédia italiana dos anos setenta, ou erra o presidente Napolitano a promover irresponsavelmente a gesta do companheiro [Ugo] Pecchioli [senador e ministro comunista] ministro sombra da polícia e ator protagonista naquela tragédia?

    Terceiro Fato

    É paradoxal que o presidente do Conselho [ou seja, o premiê; o autor se refere aqui a Silvio Berlusconi] e o ministro da justiça [Angelino Alfano] se lamente da escassa consideração em que é tida nossa magistratura junto à autoridade brasileira, quando ambos, ao uníssono e cotidianamente, denunciam a “doença italiana”, o uso político da justiça por partes dos juízes. Depois de tudo, pode acontecer que Lula leia, de tanto em tanto, o jornal de família ou escute il noticiário do TG1… [O autor se refere ao Tele Giornale 1, o nome dos telejornais do Canal de TV Rai Uno]

    Talvez, Berlusconi e Alfano acreditem, de boa fé que esta distorção do papel da ordem judiciária, esta doença institucional, tenha sido contraído só recentemente, quando o mesmo Berlusconi, [Cesare] Previti [ex-ministro de defesa] e [Marcello] dell’Utri [ambos íntimos colaboradores de Berlusconi] têm ficado capturados naquela rede. Talvez, eles parecem acreditar que nos anos 70 a situação era diferente, e que então sim que a magistratura era confiável e imparcial e os juízes não se candidatavam a deputados. Lamentavelmente, podemos testemunhar, alguns entre nós por experiência direta, que não era assim, o vicio é velho para não dizer antigo. Ainda, para falar verdade, os métodos judiciários eram, com certeza, mais sumários e cruéis nessa época do que hoje, e a imprensa, toda a imprensa, como mínimo, mentia por omissão. Ainda, devemos neste sentido, por honestidade intelectual, notar que, então, não se tratou só de pulsões reacionárias de um bom número de juízes, mas da exiguidade do poder político que, incapaz de mediar, de desenvolver seu papel, acabou tratando aquele áspero confronto social como um problema de ordem pública, confiando a solução, através da legislação de emergência, à policia e à magistratura. Esta delegação do poder político na polícia está ainda em vigor, nesta Segunda República, quando se volta a invocar, por um motivo ou por outro, aqueles anos; e isto com próprias razões, porque a 2ª República é uma consequência não tanto da desaparição da União Soviética, e ainda menos da corrupção de Targentopoli, que continua mais vigorosa do que no começo; porém, a insurreição armada de estudantes e operários foi gerada no sentido de provocar, por assim dizer, a rotura do galho e a descoberta do verme: la emergência na consciência coletiva do país, do “dar-se conta” da verdadeira natureza das instituições republicanas nascidas da Resistência, aquele vazar de lagrimas e sangue deflagrado pelas leis liberticidas e pela licença para matar conferida à máquina repressiva do estado.

    A Dúvida

    Nós nutrimos mais de uma dúvida sobre as sentenças articuladas entorno do nebuloso instrumento jurídico da responsabilidade moral. E isto vale para Battisti como para [Adriano] Sofri, quaisquer que sejam as diferenças pessoais e humanas entre ambos. De fato, em apoio da racionalidade de nossa perplexidade, poderemos mostrar aqui centenas e centenas de casos de ordinária iniquidade acontecidos nesses anos, quando a responsabilidade moral vinha regada com certa generosidade a esquerda e direita; e, por consequência, a “melhor parte” do país, cerca de 5000 jovens e menos jovens, tem conhecido o exílio, o cárcere, a tortura, e a morte em dezenas de casos; apresentada alguma vez até na forma bizarra da “doença ativa”, para a defenestração desde os andares altos da delegacia, durante um interrogatório de polícia, como aconteceu em Milão; ou, de maneira vil, execuções sumárias enquanto, ainda, o sono da primeira parte da manhã tornava as pessoas indefesas, como em Genova.

    Parece-nos evidente que a responsabilidade moral é uma circunstância difícil de aferir; e ter solicitado seu uso, soa como uma ordem de serviço surgida do aparato repressivo. O análogo da “responsabilidade moral” dos anos 70 é, em nossos dias, o delito de “associação externa” na máfia, hipótese legal de recente aparição na jurisprudência, porém desconhecida nos códigos – também neste caso, a indeterminação intrínseca do crime, conjunto ao uso do cárcere especial, permite à repressão se exercer não tanto sobre os criminais quanto aterrorizar o tecido social na qual a criminalidade encontra a nutrição de suas raízes, alimenta um consenso que provém da pertinência à mesma cultura.

    A Certeza

    Suponhamos também que os processos aos quais tem sido submetido Battisti se tenham celebrado na rigorosa obediência das garantias que a leis ordinárias outorgam ao imputado; e que as provas oferecidas pela acusação sejam resultado de uma evidência deslumbrante ¾ o que, enfatizo, é quase totalmente improvável.

    Ainda neste caso, fica um argumento forte a favor de Battisti, no sentido de que, apesar dos crimes cometidos, convém que seja restituído à vida civil, ou pelo menos deixado em paz, com seus turbamentos e remorsos, no país que decidiu acolhê-lo. Isto concorda com a Constituição, tão frequentemente invocada de maneira retórica e demasiadas vezes traída.

    Em nossas leis fundamentais, a expiação da pena não é concebida como a primitiva aflição do réu, dirigida a punir a dor irreparável e o rancor compreensível das vítimas, dos familiares e dos amigos. Mais exatamente, a função civil da privação da liberdade e de outras sanções acessórias, é aquela de redimir o culpado, de modo que o término da pena coincida com a realização de seu fim e a expiação se conclua com a recuperação de um ser humano para a comunidade.

    Assim, nos parece que se pode concluir que, segundo a carta fundamental da república na qual nos há acontecido viver, Battisti tem terminado seu período de expiação; de fato, nos últimos 30 anos, vivendo num país ou em outro, nunca há violado os costumes e as leis. Por outro lado, seus livros, com seu discreto sucesso, testemunham que o processo de reinserção na vida civil já está positivamente concluído. Por outro lado, como já foi dito, as sentenças contra Battisti implicam a prisão perpétua; e só clima justiceiro [linchador] que envenena o debate italiano sobre o tema, pode explicar o esquecimento no qual tem caído a voz, racional e apaixonada, dos juristas democráticos que desde há tempo avançam colocando dúvida sobre a coerência de tal pena com o espírito e a letra do ordenamento constitucional. Assim, aquilo que a nossa melhor tradição jurídica nos permite aceitar, dificilmente poderia ser compartilhado pela autoridade de um país como o Brasil, onde a prisão perpétua é desconhecida. Por sinal, esta pena é considerado em muitas partes do mundo uma exceção desumana, mesmo se, entre nós, parece ter-se diluído o sentido de sua intrínseca e inútil crueldade. Para concluir sobre este ponto, o requerimento italiano de extraditar um condenado a prisão perpétua por um país onde nunca a pena acaba, é considerado uma “tortura juridicamente legitimada” e resulta com toda evidência inadmissível.

    Todavia, na Italia, a mídia unanimemente não apenas considera que a extradição seja correta, mas julgam uma ofensa à dignidade nacional o fato que o Brasil não tenha resolvido concedê-la.

    Respeito e Piedade

    Nossa análise do caso Battisti não pode ignorar o trágico sofrimento aos quais estiveram sujeitos (algumas vezes, é bom dizer, por causa do fogo amigo) as vítimas e seus parentes. Mas, sendo que o mal feito não é reversível, a única possibilidade de resgatá-lo e tirar partido disso, aprender dos erros, por trágicos que possam ser. Isto quer dizer que o respeito que devemos às vítimas é o de reconstruir a verdade comum recolhida nos anos de chumbo, aquele período formidável, quando atuou a insurgência de massa contra os aspectos tirânicos do poder, suas mentiras e hipocrisias. Não teremos uma verdade comum se vem negada ou, ainda pior, privada daquela experiência, a inebriante paixão civil que há levado centenas de milhares de jovens e menos jovens a tomar a palavra em público, a tirar a humilhante máscara de súbdito, para virar cidadãos ativos, protagonistas de seu destino, artífices de sua realização. Também se isto tem implicado, como tem acontecido outras vezes na história, que se gerasse e se recebesse destruição e morte.

    Dizer a verdade quer dizer antes de tudo, rejeitar a blasfema redução da insurgência de massa à prática terrorista, dos rebeldes aos criminais. Deve-se partir do reconhecimento do fato de que a Itália, nos anos 60, teve uma pequena guerra civil, e, como em toda guerra, tanto as vítimas como os algozes estavam em ambas as partes. Só sob esta condição, é possível perceber um percurso de verdade, de crescimento interior de nosso país que o conduza a se liberar do senso de culpa que o oprime. De fato, que na Itália o poder público seja possuído de uma coação a repetir a mentira pública resulta evidente do uso cínico do sentimento de piedade com as vítimas (sentimento que vem deformado e representado de maneira despudora na forma de reivindicações teatralizadas; e, ao mesmo tempo, pelo silêncio, quebrado pela propagação de calúnias, dentro do qual é omitida a dor pelas outras vítimas, caídas sob o fogo dos tutores da ordem, quando não pela mano dos mercenários da reação), este último intento, em aqueles anos, mais ou menos secretamente, à subversão da república enquanto hoje sentam nos assentos do parlamento republicano.

    Caveat

    O caso Battisti, justamente porque não se pode dizer que seu protagonista é um herói, é a ocasião, o tempo justo para acertar contas publicamente com o passado, guardando a verdade para passa-la ao futuro. E é por isto que nós, conscientes da responsabilidade que assumimos, concluímos lembrado (aos desmemoriados herdeiros da classe política dos anos 70, altos funcionários da repressão, ex-mercenários) um antigo ditado da Magna Grécia [colônias gregas no sul da Itália entre os séculos VII e II a. C.], que soa ao mesmo tempo como um reclamo e uma advertência.

    Os vencedores só se salvarão se respeitarem a honra e os Deuses dos vencidos.

  • Renato Queiroz Suzart

    Alguém disse que o Cesare Batisti é um assassino. Eu não ouvi o lado do Cesare Batisti. Além disso, não soltaram o Cesare Batisti por ele ser milionário. Soltaram-nop baseado na lei internacional e altivamente. Não foi por interferência ou prestígio de poderosos. Vi um posicionamento ideológico baseado na lei. Não diminui em nada o Brasil, Torna-o altaneiro ao tomar a posição que julgaram correta,independentemente da opinião da Itália. Brasil está de parabéns.

  • MIGUEL

    Será que Battisti foi libertado em nome dos direitos humanos ou por que se intitula socialista? Lembro que em 2007, durante os Jogos PanAmericanos no Rio de Janeiro, três pugilistas cubanos decidiram se refugiar no Brasil e não retornar a Cuba, contudo foram presos pela Polícia Federal e deportados ao país de origem, por que para os cubanos não houve direitos humanos? Com a palavra os intelectuais e os políticos de esquerda.

  • joeliton

    República das bananas o Brasil já é desde que FHC resolveu vender uma parte do Brasil aos EUA!

  • relume romano

    Aposta socialista.
    De que adianta a vontade de fazer a diferença,se aqueles que realmente tem o poder de decisão pensam diferente.

  • Marcelo DF

    Ah esses comunistas de $%¨&* sempre encobrindo seus criminosos. Não é por nada que em 70 anos esses comunas mataram 100 MILHÕES pessoas. mais de 10 MILHÕES DE PESSOAS POR DÉCADA.

  • Bruno Sampaio

    É como nos antigos filmes de bandido americanos: let´s go to Rio!!!

  • Mari Labbate - SP

    Finalmente, Cesare Battisti percebeu que os companheiros-comunistas-golpistas já encontram-se reclusos, na Malha-Fina do Universo. Comece a arrumar a malinha, distraído fratello, pois a farra acabou… Nostra-Terra aguarda-o para fazer Justiça! Não envergonhe-nos mais.

  • moacir

    Setti,(?)
    Até o momento em que Lula,finalmente, negou-se a extraditar Cesare Battisti,o mundo vivia uma doce lua de mel com nosso ex-presidente.Até então,
    ele entrava e saia sem marcas, de situações impossíveis, tais como as declarações desastrosas sobre os prisioneiros políticos cubanos em greve de fome,os abraços e apertos de mão com o louco de hospício do Irã , a análise insana do apedrejamento como pena culturalmente justificável para crimes de mulheres mulçumanas, as posições contrárias aos nossos interesses junto a países companheiros do Mercosul.
    Foi a partir de Battisti que as torcidas internacionais mal informadas (acho que os correspondentes estrangeiros aqui no Brasil, só gostam de ler Jânio de Freitas da FSP )passaram a entender que Lula não era bem,como direi?… THE GUY…
    Foi difícil esquecer todo aquele carisma sem tradução e parar de idealizar o selfmade man, o
    sábio ex-operário BEM AMADO,o primeiro trabalhador
    eleito presidente deztepaiz.
    PORÉM, há dois anos ,a imprensa italiana começou a enxergar o fim do começo:
    **No país do samba,há uma espécie de cumplicidade
    ideal com todos os Battisti do mundo,com os terroristas,com os justiceiros.Lula deve ter pensado que a Itália é uma republiqueta como a sua.
    Ele acredita que o mundo inteiro é formado por paisecos no limite entre o populismo e a ditadura
    militar.** La Republica
    Ultimamente,todos os grandes jornais do mundo deixaram de proteger Lula e passaram a dar nomes aos seus bois.
    Acho que a mídia do vasto mundo já está no começo do fim,vendo-o como o caudilho babaneiro que é,em vez do Quixote ético e líder honesto que fingia ser,preocupado prioritariaamente com nosso povo em vez de com a perpetuação do seu próprio projeto de poder.
    Um exemplo disso é o último artigo do The Economist – A healthier Menu – que trata do Mensalão,do Rosegate e de Marcos Valério e segue dizendo que embora a pizza tenha sido maior que o forno ( clara referência do fato de Lula não ter sido réu da acão 470 )e que as pizzas não tenham ainda sido abolidas completamente do menu , a visão da revista é otimista:
    **But it is now prosecutors,the courts,and THE MEDIA that lead the fight to clean up public life.**
    Esperemos…

  • iara

    Mari Labbate,
    pare de dizer bobagens. Não há provas de homicídio contra o Cesare Batisti, ele apenas é persona non grata de gente que não tem a mínima moral lá na nossa querida Itália. Mas não é só ele pois aqui onde escrevemos também a famiglia Civita são personas não gratas por lá. Pois é, os Civitas, como varridos da Itália e dos USA também, deveriam prestigiar o pobre Cesare. Outra: a história da Itália não é muito honrosa; basta lembrar o final da segunda guerra mundial onde vários parceiros do Mussolini decidiram pendulá-lo junto com sua amnate mais nova numa viga metálica dum posto de gasolina para não sofrerem as consequências de seus atos macabros durante o facismo. Saiba também que durante o nazismo, muitos judeus ricos na Alemanha aplaudiam a execução de judeus pobres achando que ficariam imunes à câmara de gás por serem ricos. Mais outra: a maior organização criminosa do mundo chamada de máfia nasceu no sul da Itália, se espalhou pela Itália mora por lá e nos USA, sempre assassinando milhares de pessoas anualmente, sempre corrompendo milhões de pessoas e ameaçando milhões de pessoas.
    O Brasil é um bom país, perfeito não é mas é bom.

  • Bruno

    VERGONHA!!! QUE VERGONHA DE SER BRASILEIRO.

  • Corinthians

    Isso é só a maior fotografia do modelo pseudo-ideológico de hoje.
    As pessoas não pensam ou falam mais dos argumentos, o foco é sempre nas pessoas. Não importa mais O QUE se diz, mas sim QUEM diz.
    Qualquer coisa a favor do PT, mesmo que seja a defesa e asilo de assassino condenado em três instâncias jurídicas de um país democrático, com amplo direito à defesa e provas cabais, incluindo testemunho de filho de uma das vítimas, é o correto.
    O asilo só seria considerado incorreto caso Battisti se dissesse favorável à direita, ao PSDB ou ao capitalismo. Não importa os fatos, a condenação – importa a pseudo-ideologia. Vale lembrar que nem a França manteve o asilo após a condenação em terceira instância jurídica. Só na república de Banânia isso ocorre – afinal sempre temos os fanáticos que tratam a política como uma partida de futebol, e torcem para seu “time”. Podemos ver com facilidade a utilização de argumentos duvidosos, ainda mais chegando ao ponto de querer comparar crimes, para dizer que o crime do direitista X foi maior que o crime do esquerdista Y, e portanto isso o inocentaria automaticamente.
    Enquanto não nos conscientizarmos de que criminoso tem que ser preso e condenado com o rigor da lei, não importa suas convicções, seremos sempre o país dos coronéis, das pessoas espeicais acima da lei, das desigualdades sociais, enfim…
    E neste caso não vi ninguém dizendo que a decisão do STF por 5 x 4 não deveria ser considerado maioria e deveria ser revista. Nem querendo comparar a quantidade de mortos causados pelo socialismo/comunismo no mundo (só na china foram 100 milhões de mortos de fome).

  • JulioK

    Ricardo,

    O Mensalão e o Rosegate explicam(sem justificar) os anos loucos vividos sob o regime Lulla&PT que ainda seguem vigentes, pois elle ainda manda na Dilma!!

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Querida Iara:
    Parabéns pelo comentário e nada mais acrescentar.
    Lembrando que Belisconni caiu por corrupção,a Italia iria entrar na Corte Haia,O Brasil iria sofrer sanções de todos os tipos e nada,nada e nada.
    Taí o Battisti escrevendo e vivendo em paz como vivia na França – o resto é o velho discurso de sempre carcomido do perigo comunista.
    Querida Iara um Feliz Ano Novo e tudo de bom para você.
    Pedro Luiz

  • Caio Frascino Cassaro

    Prezados:
    Há um comentário aí abaixo de uma tal de Iara que é de uma falta de vergonha na cara como poucas vezes vi neste blog. Ela afirma que:
    ” Não há provas de homicídio contra o Cesare Batisti, ele apenas é persona non grata de gente que não tem a mínima moral lá na nossa querida Itália.”
    Como é que é, cidadã? Você é mentirosa ou é mal informada? É mau-caráter ou néscia?
    Esse sujeito foi submetido ao devido processo legal e condenado em TODAS as instâncias, inclusive na própria Corte Européia, para a qual apelou e teve seu recurso indeferido. Além dos 4 assassinatos, o cidadão havia sido condenado anteriormente, entre outras coisas, por assalto a mão armada e por abuso de incapaz. Sim, o camarada, além de tudo, estuprou uma deficiente mental. E esse sujeito, um multi-assassino, estuprador, que só não matou mais uma pessoa porque quando ia fazê-lo a arma, encostada na cabeça de sua vítima, por um milagre não disparou, um lixo moral, um estróina, um criminoso várias vezes condenado por diversos crimes, encontra abrigo aqui na Bobolândia e é defendido por gente que lhe é igual do ponto de vista moral. Depois o povo vêm aqui no blog dizer que eu sou agressivo. Como se o texto dessa cidadã que se intitula Iara, não fosse uma agressão à inteligência e à moral de quem tem QI acima de 80 e um mínimo de vergonha na cara.
    Tenho família na Itália e estive por lá durante um mês entre junho e julho deste ano. Até hoje os italianos não se conformam com essa barbaridade. Tive que tentar explicar algumas vezes como nosso país dá abrigo a um criminoso condenado pela justiça em um país amigo e com o qual temos um tratado de extradição. E a única explicação para isso é que um petralha não acha que assassinato é crime, como não são crimes roubo e estupro, desde que cometidos por um membro da seita lulopetista ou alguém de alguma forma a ela ligado. Que o digam Celso Daniel, Marcos Valério e o Menino do MEP, não é mesmo?

  • Mari Labbate - SP

    Iara: A mais criminosa Máfia do Brasil é a petista-comunista-golpista! Conclui-se que as máfias são fenômenos produzidos por todas Nações do Planeta Terra. O fratello Cesare Battisti deverá retornar à nostra amada Pátria-Mãe, para respeitar a numerosa Colônia-Italiana do Sul do País. Com certeza, outro julgamento será marcado, objetivando clarear os obscuros pontos dos processos apresentados. Pesquisando a História Mundial, descobrimos que o destino dos sanguinários-ditadores esquerdistas e direitistas realiza-se sempre do mesmo modo: a implacável autodestruição. O comportamento equivocado dos mafiosos resume-se em poder e riqueza. Engana-se quem pensa que trabalham para defender pessoas necessitadas. Não é necessário pegar armas e matar irmãos para distribuir cestas-básicas. Essas atitudes extremistas caracterizam, nitidamente, Golpes-de-Estado! Adorei a sua comunicação, pois descobri que somos loucas pela Itália. Não é lindo? Voltar às vidas passadas e descobrir-se em pleno território nacional? Essa é a extensão máxima do AMOR-DE-DEUS sobre nós! Feliz 2013!Abbraccio…

  • paolo

    o cara é cumpanheiro.se brincar,poderá até se candidatar a algum cargo político pelo pt.

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    A decisão de conceder asilo político é da Presidência da Republica e não do STF – mais um Ato de Força sobre os outros poderes do STF – Vergonha – deveria ser guardião da Constituição e não um STF a cada vez mais GOLPISTA.
    Pedro Luiz

  • Corinthians

    Caio Frascino Cassaro – 27/12/2012 às 0:10
    Mais uma vez me sinto obrigado a assinar embaixo.
    Essa história de que não existem provas já passou os limites.
    Ainda devo lembrar de que fui questionado sobre a questão de “acusar” os outros de golpistas, quando na verdade tento justamente comprovar a invalidade dos argumentos.
    Podemos ver no comentário acusando o STF de ser golpista, pois a decisão de conceder asilo político é da presidência. Acontece que o STF foi o tribunal que confirmou isso – que a decisão é do presidente da república. Pergunto então, onde está o golpismo ?
    Foi justamente este julgamento do STF que permitiu o presidente Lulla cometer essa irresponsabilidade, que não se baseia em fatos, e sim em afinidade política.
    Será que é por isso que o BBB faz tanto sucesso ?

  • Caio Frascino Cassaro

    Prezado Corinthians:
    O Pedro, só para variar um pouco, está falando uma grossa bobagem. Basta ler a Constituição e alí está bem claro a quem cabe a última palavra na interpretação do texto constitucional. Aliás, essa é a função mais importante do STF: ser o guardião e intérprete da Carta Magna.
    Com relação ao asilo concedido pelo ApeDelta, o namorado da Dona Rose, o Garanhão de Garanhuns (essa eu inventei agora), foi atropelado um tratado de extradição com a Itália que o obrigaria a libertar o multassassino, cometendo inclusive um crime de responsabilidade. Mas, nada disso importa para um petralha: tudo isso são apenas detalhes, leis cujo respeito fica sujeito ao sabor das conveniências. Assim como bandidos de estimação, eles também têm terroristas de estimação – Marighella, Lamarca, Guevara e tantos outros – sendo que no caso de Battisti, além de terrorista, o sujeito é estuprador de uma deficiente mental, sequestrador e assaltante . Sugiro aos petralhas de plantão que leiam o texto abaixo publicado no Blog de um de seus heróis, o ex-jornalista e atual porta voz do lulopetismo Mino Carta:
    “Aos 18 anos, em 1972, Battisti foi preso nas vizinhanças de Roma, por “furto agravado”;
    :: Dois anos depois foi preso em Sabaudia, no Lazio, por “rapina agravada” e “sequestro de pessoa”;
    :: Meses depois foi denunciado por ter sequestrado pessoa incapaz, para a prática de atos de libido violenta”;
    :: Em 1977 é preso em Udine, norte da Itália, por rapina.
    Trata-se, indiscutivelmente, da ficha de um criminoso. Registro de profícuo ensaio para a atividade posterior, iniciada em 1978, quando Battisti mata aquele que fora seu carcereiro em Udine, Antonio Santoro, casado com três filhos.”
    É esse gigante moral que Pedro e sua “tchurma” acham que merece ser asilado em nosso país. Eu, de minha parte, não gosto de ladrões, estupradores, terroristas, larápios, contraventores e corruptos de espécie alguma. Não tenho “tchurma”. Não tenho criminosos de estimação. Tenho caráter e vergonha na cara. Tenho, inclusive respeito pela minha história de vida. Da mesma forma que combati a ditadura militar e seus odiosos anos de chumbo, combato esse bando de fascistas que tenta nos calar a boca e, fique certo, meu bom amigo Corinthians, se algum dia essa gente abraçasse o poder de forma hegemônica, pessoas como você e eu seríamos perseguidos impiedosamente e calados a qualquer custo – afinal, o que é a supressão de algumas vidas em favor da implantação da utopia socialista, não é mesmo?
    Esses petralhas, com sua moral de conveniência, com sua ética de ocasião e sua democracia de araque são um bando perigoso que deve ser permanentemente combatido, nesta e em outras trincheiras, para que a liberdade prevaleça e tanto nós quanto eles possamos ter acesso a espaços como este aonde é possível expor nossas opiniões sem o risco de sermos silenciados.
    Um abraço

  • moacir

    Setti,
    Agradeço ao Caio e ao Corinthians por me economizarem as palavras e assino embaixo.Mas não desanimemos.Afinal não somos nós que estamos MUDOS.
    Por não sermos CEGOS e SURDOS
    sabemos que o STF em 2012,num julgamento legítimo,decretou o começo do fim da IMPUNIDADE.
    O resto é JUS ESPERNEANDIS …

  • Corinthians

    Grandes Caio e Moacir,

    Devido à algumas discordâncias que acirraram os ânimos, não mais vejo motivo por tratar de pessoas. Até por que foram grotescas as distorções de comentários meus em um debate que acabou por não ser edificante.
    Trato somente de argumentos. E fico sim muito impressionado de escutar coisas como o tal “golpismo” do STF, chegando ao ponto de dizer isso ainda do julgamento referente ao asilo do Battisti, apesar de discordar e muito, discordo não do STF, mas sim da irresponsabilidade de Lulla.
    Os questionamentos perante o STF foi, em primeiro lugar, se o asilo era constitucional. A decisão foi que sim, o asilo era constitucional, mas com a assinatura do tratado de extradição entre Brasil e Itália o presidente deveria seguir a lei, e a lei define que o presidente deveria seguir o que está no tratado e portanto não conceder asilo.
    Quando Lulla resolveu rir mais uma vez das leis e conceder o asilo, o STF mais uma vez foi questionado – e defendendo a Constituição que diz que o asilo é de decisão do presidente, julgou que sim, o presidente era o responsável por isso.
    Assim então tivemos o asilo dado ao bandido.
    Ainda assim bradam contra o STF, apesar dos fatos, do que foi julgado – tudo na campanha sórdida devido à condenação dos mensaleiros, baseado em provas sim reais e existentes.
    Grande parte das pessoas se deixam manipular por estes que se dizem portadores da moral superior que seria a esquerda, e portanto não devem ser julgados pelas leis dos mortais comuns, e aceitam qualquer baboseira, mentira e crime do partido simplesmente por afinidade.
    Assim se deu o asilo – por afinidade. Tivesse Battisti matado dizendo-se defensor do livre mercado, ou da direita, ou dos EUA, ele teria sido defenestrado sem nem pensar, sem nem julgamento no STF nem nada.
    Vale lembrar que mesmo assim Battisti, que entrou clandestinamente com passaporte falso no Brasil (ao invés de pedir asilo oficialmente e entrar pelos métodos convencionais), que deveria mesmo sob asilo político ser mantido preso e ter negado seu visto trabalhista. Mas sabe como é, a lei não vale para os companheiros…

  • moacir

    Setti e Corinthians,
    É claro que o asilo de Battisti foi concedido por
    AFINIDADE… com o bandido.
    Da mesma forma,durante os Jogos Pan Americanos de 2007 Tarso Genro negou asilo político aos atletas boxeadores cubanos Erislandy Lara e Guillermo Rigon
    deaux por AFINIDADE …com os irmãos Castro.
    E, por favor,não me venham com a velha lorota contada à época,de que os cubanos foram deportados a jato venezuelano para Cuba,PORQUE NÃO PEDIRAM ASI
    LO POLÍTICO.É mentira!
    Quando finalmente conseguiu fugir de Cuba e chegar
    a Miami em fevereiro de 2009,Lara declarou que haviam pedido asilo,SIM,e que nunca havia entendido
    o que ocorrera no Brasil.Quem sabe faltou-lhes quem traduzisse ou desenhasse para o Ministro da Justiça?
    É necessário recordar aqui também,que nas pegadas da morte POR GREVE DE FOME do preso político cubano Orlando Zapata,QUE LHE HAVIA POR ESCRITO PEDIDO AJUDA,Lula exclamou ao mundo:
    IMAGINE SE TODOS OS PRESOS DE SÃO PAULO FIZEREM
    GREVE DE FOME!!!!
    Pois é.Resta-nos o consolo de saber que,seguindo
    a ponderada e humanística e lúcida declaração do
    seu senhor ex-presidente, Dirceu, Genoíno,João Paulo e Delúbio não farão tais greves…pois se o fizerem ,assim como Zapata,MORRERÃO TODOS DE FOME!
    Nós não podemos perder nossas memórias,sob pena
    de continuarmos chafurdando na lama de Banânia.
    É preciso focar,lembrar,denunciar.Precisamos de mais bytes,Setti, de mais memórias, por favor.É vital,neste momento, escancarar-lhes com FATOS a hipocrisia,a incoerência e a falta de vergonha.

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Caio:

    “Grossa bobagem” é falta de argumento,poderia dizer um engano ou algo parecida.”Grossa bobagem” é uma visão grosseira e estupida de tratar opiniões conflitantes.

    Quando digo o desamor a democracia,o ódio aos contrários,a dominação de terroristas aos que resistem a força e tirania – mostram bem seu caráter autoritário e de fervor absoluto ao obscurantismo,preconceitos e ódios.
    Amigo Moacir:
    Sua opinião esta equivocada,usar como referencias reportagens da Veja e congeneres é apenas basear de um viés opsicionista e KAPUT.
    A insuspeita Mirian Leitão,Lucia Hipolito e outros articulistas de oposição ao governo,pediram desculpas ao então Min Tarso Genro ao tomarem conhecimentos das verdades dos fatos – assim como eles (ou são petralhas?)deveria pesquisar melhor o processo dos pugilistas cubano..
    Quanto a sua opinião ao Battisti de culpado é SUA! e quanto a minha de INOCENTE é minha!e como cidadãos brasileiros a divergência é a alma da democracia e o direito de opinião -´”GROSSA BOBAGEM” são para pessoas onde a violência,a estupidez são as armas que utilizam para calarem os contrários.
    Espero não ver a sua opinião em solidariedade a esaas pesoas – continuarei a respeitá-lo como ser humnano solidário, mas suspitar do seu espírito democrático e plural.
    Pedro Luiz

  • Corinthians

    moacir – 29/12/2012 às 7:47
    Perfeito.
    Assino embaixo. Precisamos cada vez mais escancarar os fatos, pois as distorções para defender o partido estão cada vez mais grotescas e cada vez mais prejudicando o Brasil e a democracia.

  • moacir

    Pedro,
    Em 26/12 às 09:28 eu comentei a opinião do jornal italiano La Republica sobre o asilo concedido a Battisti pelo então Presidente Lula.
    Sendo um leitor compulsivo acesso quase diariamente
    jornais e revistas ingleses, americanos,franceses,
    italianos,espanhóis,portugueses e argentinos,e por
    favor não interprete isto como arrogância,não preciso de tradução.Me considero um sujeito bem informado.
    Portanto, quando afirmei que Lara havia pedido asilo político ao Brasil,o fiz tomando por base
    as declaracões do próprio atleta, em entrevista a
    imprensa americana,quando finalmente conseguiu fugir de Cuba e chegar a Miami em fevereiro de
    2009.Tais declarações estão aí, na rede,para quem desejar conferir.Não costumo adotar discursos.Me informo de múltiplas fontes,filtro tudo,e PENSO.
    Logo,existo…e opino.
    Com relação ao currículo de Battisti,acredite,ele é
    hediondo.Battisti foi julgado por todas as instâncias da Justiça italiana,com direito a ampla defesa e ao contraditório e foi considerado culpado.
    Não nos cabe questionar uma decisão do Judiciário
    de uma nação soberana e democrática.Seria impensável!
    No dia 27/12 às 12:06 você acusou o STF de ser cada
    vez mais GOLPISTA. Foi uma acusação grave e,me desculpe,sem fundamento.E explico porque:
    1.O STF,por 5/4 votos decidiu que,conforme a Constituição da República,caberia ao então Presidente Lula conceder ou não conceder o ASILO.
    2. Alertou o Presidente,no entanto, que o Brasil
    havia assinado com a Itália um Tratado de Extradição,e que a lei oriunda deste tratado proibia que o asilo fosse concedido.
    3. O então Presidente optou por conceder o asilo
    a Battisti.
    4. Como as leis provenientes de tratados internacionais de extradição ou de Convenções ou
    de Pactos como San Jose de Puerto Rico,Mérida,Palermo etc entram na jurisprudência brasileira como leis ordinárias e leis ordinárias
    não tem poder de derrubar uma lei constitucional,
    o STF,reconheceu como Constitucional o asilo con-
    cedido pelo Presidente a Battisti.
    5.Ou seja,o STF BANCOU, LEGITIMOU,ASSINOU EM BAIXO ,por conta de uma lei constitucional, o desrespeito ao tratado de extradição.Sendo assim,
    o STF decidiu a favor de Lula,de Battisti,e em última análise ,de acordo com a SUA opinião,Pedro.
    Sendo assim,ningúem entendeu porque você clamava contra o STF!E todos nós ficamos surpreendidos ao constatar que para você o STF é GOLPISTA mesmo quando decide pela legalidade Constitucional daquilo que VOCÊ DEFENDE.No seu comentário você
    atropelou os fatos.Confundiu os julgamentos.
    Embora tanto o asilo para o bandido quanto a deportação para os atletas tenham sido LEGAIS,
    como outros colegas aqui, eu considero que ambas as medidas foram IMORAIS.O asilo foi dado ao companheiro ideológico,a deportação foi decretada contra os dissidentes de um regime companheiro.Por
    afinidade,por capricho,por abuso de poder.Nunca
    em defesa da lei,do Estado de Direito,do bom senso,dos direitos humanos.
    E difícil admitir um erro.Mais difícil ainda é tentar justificá-lo.
    É tenue o limite entre a fé cega ( que acredito seja o seu caso ) e a cegueira cúmplice.
    Mas cada um tem seu tempo,seu ritmo,suas circunstâncias. Uma moeda tem dois lados e é complicado pô-la de pé.Você tem o direito de ser você.
    Ideológicamente,estou com Caio e Corinthians.
    Acho que neste país,pelo bem dos nossos filhos e do nosso povo,o governo precisa mudar.
    É assim que voto,pedindo a você as devidas vênias.
    Feliz Ano Novo.

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Querido Moacir:
    “Ideológicamente,estou com Caio e Corinthians.
    Acho que neste país,pelo bem dos nossos filhos e do nosso povo,o governo precisa mudar.
    É assim que voto,pedindo a você as devidas vênias.
    Feliz Ano Novo.”
    Aí amigo Moacir respondo apenas:
    Ideológicamente,estou contra você,o Caio e Corinthians.
    Acho que neste país,pelo bem dos nossos filhos e do nosso povo,a imprensa oligopolizada,os barões rurais e urbanos,os grandes grupos econômicos financeiros e industriais precisam mudar.Por uma Lei dos Medios,uma mudança séria e debatida de uma nova Lei Eleitoral, com financiamento publico e com A COMISSÃO DA VERDADE EM PLENO FUNCIONAMEMTO E AMPLA DIVULGAÇÃO É assim que voto,pedindo a você as devidas vênias.
    Feliz Ano Novo.
    Pedro Luiz

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Moacir:
    Procura artigos de Lucia Hipolito e Mirian Leitão -chamá-las de petralhas é fora de qualquer contexto político ou um minimo de bom senso.
    E o pedido de desculpas ao se inteirarem da verdade dos fatos em relação aos pugilistas cubanos.
    A grande imprensa e pequena na Verdade e Manipulação dos Fatos deu a Verdadeira Versão dos Fatos num pequeno espaço e manteve a mesma Mentira e Manipulação da Verdade nos seus grandes espaços,editoriais e seus jornalistas.
    Sinto em dizer o equivocado não sou eu!
    FELIZ ANO NOVO
    Pedro Luiz

  • moacir

    Pedro,
    A opção única pra falta de palavras,pra incapacidade de diálogo é a guerra.
    Preste atenção para o horário do meu comentário,Pedro.
    No meio da festa,dos meus, da alegria,da música,
    dos fogos,dos brindes,da dança,da esperança
    eu pensei num Pedro mal humorado e tive vontade de
    mais uma vez,de coração,lhe desejar um feliz
    2013.
    Se não podemos conversar política,que tal continuarmos a conversar a vida?

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    MoaciR
    Feliz ano novo e pricipalmnte sem ressaca!
    Abração
    Pedro Luiz

  • GEROLDO ZANON

    Quem trabalhou para soltar o BATISTTI foi o TARSO GENRO e o LULA bom o TARSO não é novidade tambem foi um terrorista mas o LULA acinou a soltura porque é analfabeto nem sabia o que estava acinando

  • João Cirino Gomes

    NOVO ASSESSOR INTERNACIONAL DA CUT…………Acreditem……….

    Saiu hoje na coluna de Política do jornalista Claudio Humberto:

    TERRORISTA SERÁ ASSESSOR INTERNACIONAL DA CUT
    Presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas,
    acertou todos os detalhes com o advogado do terrorista italiano Cesare
    Battisti, Luiz Eduardo Greenhalgh, para empregá-lo como assessor
    internacional da Central. Segundo o senador Eduardo Suplicy (PT-SP),
    Battisti assumirá o cargo por falar inglês,espanhol, português, francês
    e italiano e “ter vasto conhecimento” sobre temas de interesse da CUT
    (quatro assassinatos é “vasto conhecimento” em que? – pergunto eu )…
    SÓ NO BRASIL!
    Condenado à prisão perpétua na Itália por quatro assassinatos, Battisti
    traduzirá conversas e documentos para a CUT, enquanto escreve livros.
    PIOR QUE TÁ, FICA…..

    A CUT ignora que vai piorar as relações diplomáticas do Brasil com
    a Itália. Deverá anunciar o mais novo “funcionário” (pago com $$$$
    dos trabalhadores DE VERDADE), nos próximos dias…….”

    DÁ PRA ACREDITAR NUMA COISA DESSAS?……….SÓ MESMO NO
    BRASIL DA “ERA ” LULLA…

  • moacir

    Setti,
    Com essa agora Mantega vai falar muito enrolation,dançar um dobrado,rebolar um samba pra trazer investimentos.Enlouqueceram!Você não acha que isto devia ir pra Home Page?
    Abraços

    Vamos providenciar isso, caro Moacir.
    Um abraço

  • Andre M. Andrade Jr

    Infelizmente o PT no governo vem fazendo o que Dilma e seus revolucionários ,para não dizer terroristas,pretendiam fazer com governo comunista.Estão se aproveitando da democracia para defender seus aliados terroristas.Vergonha o Supremo agir como agiu.Temo por coisa pior quando do final do Mensalão.É um governo de porcos.

  • Victor

    Estatura nanica da diplomacia de um país que já teve o Barão de Rio Branco e Ruy Barbosa, o ÁGUIA DE HAIA! Vergonhoso!

  • Priscila Brandão

    O senhor como jornalista precisa urgente de um curso básico de historia e um de direito ! Tinha que estar na Veja!

    Como eu sou muito burro, prezada Priscila, diante de seu infinito saber e de sua magna inteligência, cursei Direito e me formei na Universidade de Brasília, tendo professores como o saudoso ministro do Supremo Tribunal Victor Nunes Leal, mas, embora aprovado sempre com boas notas, não aprendi nada.

    Tampouco aprendi qualquer coisa em mais de 40 anos de jornalismos. As empresas para as quais trabalhei, todas, foram enganadas com minhas supostas e inexistentes capacidades.

    E infelizmente eu não tenho argumentos contra quem, como você, visivelmente está movida pela cegueira ideológica.