Se, como se supõe, foi o redator do texto da primeira palestra proferida a empresários ontem, em São Paulo, pelo ex-presidente Lula depois de deixar o Planalto, o ex-ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência durante o lulalato, Luiz Dulci, recuperou-se de grossa, quase invencível frustração profissional.

Era ele o responsável por redigir os discursos de Lula quando presidente.

E, como se sabe, pode-se contar nos dedos as vezes em que, tendo de discursar, Lula não improvisou, falando o que lhe dava na cabeça.

Calcula-se que Dulci tenha redigido mais de mil discursos durante o lulalato — e quase todos foram para o lixo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + dezoito =

Nenhum comentário

ZULEIKA AMARAL em 10 de março de 2011

SOBRE A FOTO DE LULA LOGO AÍ À ESQUERDA,TENHO A DIZER QUE ELE ESTÁ,MESMO,SUPER CARENTE DE HOLOFOTES,DO SEU POVO-que o elegeu!-dos puxa-sacos que sumiram,dos poderosos que,também,se abaixavam diante dele,enfim,agora ele já vive o ditado:"SE QUER CONHECER O HOMEM-ou a mulher!-DÊ-LHE O PODER!" O que acha da minha idéia,Ricardo,querido amigo:parece que agora ELA JÁ SABE QUE O PODER É SEU...e adeus,chefão que imaginava continuar mandando e pisando no capacho que seria a sua eleita!O que nos interessa ver você no mar,no ar,nos palanques se auto-elogiando e inventando obras que nunca sairam do papel,e faturando 200,00!!! Veremos quanto tempo vai durar esta "aparente lua de mel",antes que o povo perceba a sua realidade atual de cidadão comum e frustrado.Que tal voar num avião comum?!?Que tal ter medo de comparecer à estádios por medo de váias?!?E A SUA FAMÍLIA,TUDO BEM?BEIJO PARA A MARISA LETICIA!!! ZULEIKA AMARAL

Jose Fernando em 09 de março de 2011

Como assim, LENDO um texto? Que vitória, hein? principalmente pra alguém que passara pelo trauma da mãe haver nascido analfabeta!

dpbarros em 07 de março de 2011

Inveja mata, em... Inveja, eu? Caro Barros, você escreveu para a pessoa errada. Dou graças a Deus todos os dias pela vida que tenho -- a família, os amigos, a profissão, o trabalho. Ainda mais inveja de um político. Se você me conhecesse minimamente, veria que, sem querer, fez uma piada.

Antonio Skoldharougs em 06 de março de 2011

A reunião de FHC com empresário do Óleo do mundo inteiro, em foz de Iguaçu-PR foi matéria de coluna do Mr. Keith Johnson – redator do "The Wall Street Journal... .

Antonio Skoldharougs em 06 de março de 2011

Perdão, entenda PR e não PA.

Antonio Skoldharougs em 06 de março de 2011

Amigo Ricardo Setti, O que disse (04/03/2011 às 2:04) não foi um delirio, essa reunião realmente existiu, foi patrocinada pela Globopar lá foz de Iguaçú-PA. O Google trouxa um apanhado de sites que fala do assunto, deixo abaixo para consultas. Abraços http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&rlz=1T4GGHP_pt-BRBR420BR420&q=reni%C3%A3o+secreta+de+FHC+em+foz+de+igua%C3%A7%C3%BA+em+outubro+de+2010&btnG=Pesquisar&aq=f&aqi=&aql=&oq= Caro Antonio, o "noticiário" sobre o tema aí contido é inteiramente enfiesado, difundido por sites e blogueiros de militantes petistas, começando pelo Blog da Dilma. Credibilidade zero em matéria de objetividade jornalística.

francisco penin em 05 de março de 2011

Setti, A professora Alcione realmente se equivocou, em relação à tua tendência partidária.Certa ocasião, após uma série de perguntas,respondeste que, mesmo diante das ilegalidades cometidas durante o período eleitoral,as eleições foram legítimas, limpas. Com a finalidade de ungir Dilma "presidenta" do país, Lula cavou um buraco de dimensões amazônicas nas contas públicas brasileiras, com a prestimosa e eficiente ajuda da então candidata. O resultado está aí, inquestionável.Exceção aos maracutocratas,a imprensa tem demonstrado todo o cipoal de ilegalidades que Lula e seus asseclas teceram para conseguir o que almejavam. Nunca antes...o cofre foi tão devassado pela administração pública. Setti, permite-me discordar: as eleições presidenciais de 2010 podem ter sido legais, nunca legítimas. Limpas ? Menos ainda.Professora Alcione, Setti não é tucano...

Martha em 05 de março de 2011

Será que ele dividirá o cachê com o ghost writer? Agora seu discurso vale dinheiro. Lula só está emprestando o corpo.

Sergio Gama em 04 de março de 2011

Parece que o "orador" recebeu a bagatela de R$ 300 mil para fazer a tal "palestra escrita". Se ele recebeu é porque alguém pagou e se alguém pagou eu gostaria de saber quem foi. Pagar para ver o virtuoso falar só se for para dar risada das baboseiras (tipo programa humorístico) ou fazer um tratado sobre os aspectos da formação de um paradigma. Ou ainda, não tinha nenhum nome de peso e só foram os petistas para aumentar a platéia dos pucha-saco que já vislumbram as próximas eleições e mais mamatas a vista.

ALCIONE em 04 de março de 2011

Para comprovar como o Ricardo Setti agiria como "profissional" isento e não como PSDBista, leiam como ele responde ao seu leitor, em um outro post seu: "Juju - 04/03/2011 às 0:59: Setti, só uma curiosidade…o Lula-lá está engasgado na foto aí de cima? Parece…e, de fato, seria muito engraçado se ele engasgasse com as próprias bobagens…torci tanto por isso nos oito anos de governo e nunca aconteceu…hahahaha…brincadeiras à parte, vc tem o dom de escolher as melhores fotos da figura, né? Dou risada só de vê-las. Abraço" (Ricardo Setti)- "Quase sempre quem escolhe as fotos, que eu aprovo, é a jornalista Domitila Becker, do site de VEJA, baluarte aqui do blog. E material engraçado não faltou durante o lulalato, não é mesmo, Jujuba? Qualquer hora o homem vai, mesmo, engasgar no seu bestialógico. Abração." É assim que ele escreveria se estivesse na palestra da LG, procurando as "melhores" falas, provavelmente cortaria frases, tudo para "transmitir" ao leitor do seu blog as "melhores" informações sobre o Lula. "Tá", eu finjo que acredito! Estimada professora, O fato de se opor a Lula, de não gostar de suas ideias e de seu comportamento não me coloca, automaticamente, como tucano, como supõem os curtíssimos limites de seu espectro ideológico. Minhas críticas ao ex-presidente, que com frequência podem tomar o caminho da ironia, são abertas, públicas, inequívocas, e sempre procuro fundamentá-las.

SergioD em 04 de março de 2011

Ricardo, no meu comentário anterior cometi uma ato falho. Você não vai ler a entrevista do Villas Boas Corrêa, e sim assisti-la no site do Estadão. Um abraço

Gilberto em 04 de março de 2011

Algo em torno de QUATROCENTOS SALÁRIOS MÍNIMOS. Por duas horas de trabalho. Este é o líder do partido dos trabalhadores. Unbeliveable!!!

SergioD em 04 de março de 2011

Ricardo, você tem razão em sua resposta a minha brincadeira. A cobertura do evento realmente foi muito pobre. E isso em todos os sites que procurei informações sobre o evento. Fazer o que? Não acredito que seja por puxasaquismo e mais por não querer dar importância ao evento. Vale a pena ler entrevista com Vila-Boas Corrêa hoje no Estadão. Um abraço

Antonio Skoldharougs em 04 de março de 2011

Caro Ricardo Setti, desculpe pelo 'martelo renitente'com o tema: FHC. Más não temos como fugir das comparações. Abraços e: Shalom a todos.

Antonio Skoldharougs em 04 de março de 2011

Lembro que a ultima palestra que FHC fez, foi na cidade de Foz de Iguaçú-PR, em meados de Outubro/2010, ele falava para uma platéia de futuros compradores da Petrobras já contando com a vitória do Zé Serra (quando ele encostou na Dilma em pesquisas eleitorais), no auditório de Foz, estavam representantes da Wapsa, Exxon, Shell, a francesa Total, a espanhola Repsol e a principal "compradora", a empresa que venceria os leilões, empresa que ofereceria o maior valor em 1998 pela nossa gigante do óleo, a Chevron, já estava tudo certo, eles pagariam o valor na época de U$9,0 bilhões pela nossa Petrobras, empresa que hoje vale U$650,0 bilhões de dolares. Pô amigo Ricardo, me explica como posso aplaudir o Fernando? Assim não pode, asim não dá. Em nota: Esse encontro foi 'Free', não houve cobranças de cachês por parte do palestrante, foi uma cortezia do PSDB a convidados, Dá prá ser feliz assim? Caro Antonio, me desculpe a franqueza, mas isso é um delírio. Começa pelo fato de que o Serra sempre foi contra a privatização da Petrobras (infelizmente, digo eu, que sempre fui e continuo sendo absolutamente a favor), e continua a ser até hoje. FHC, como presidente, se comprometeu em carta assinada enviada ao Congresso, a não privatizá-la, e não defende nem nunca defendeu -- lamentavelmente -- essa ideia. Esse evento que você narra não está registrado em lugar algum. Esse "preço" pelo qual seria vendida a Petrobras é ilusório e fictício. Você precisa checar melhor suas fontes. Abraço

Altamiro Martins em 04 de março de 2011

Falando nisso, Setti, tenho curiosidade em saber mais acerca do mercado de palestras para ex-governantes. Quem são, para quem falam, quantos convites recebem, quantas palestras/ano proferem, quanto cobram... Como leitor assíduo e atento do seu blog, permita-me sugerir o tema. É um ótimo tema, efetivamente, caro Altamiro. É um circuito em que há todo tipo de personalidades. Veja, por exemplo, o link para este site: http://www.palestras.com.br/ Um abração e obrigado.

Juju em 04 de março de 2011

Deus no livre...e alguém ainda paga um centavo que seja para ouvir as "borrachas" desse senhor? E a besta do Chávez ainda sugeriu que Lula intermediasse o conflito na Líbia...imaginem se alguém concordasse com tal heresia? Pobre país, estaria ainda mais "lascado"...não, Setti, ninguém merece ter os ouvidos açoitados com as bobagens proferidas por esse senhor...já basta a época em que éramos obrigados a ouvi-lo, gostando ou não... Abraços

SergioD em 03 de março de 2011

Ricardo, apenas uma pergunta: Você foi lá? Rsrsrsrss. Um abraço Infelizmente, não. Porque, se tivesse ido, e deixando qualquer modéstia hipócrita à parte, com certeza absoluta teria escrito matéria mais rica, mais interessante e mais descritiva do que os miseráveis textos publicados pelos jornais, em grande parte citando entre aspas o que Lula disse. Perderam um prato cheio, deixando de fazer o que jornalistas fazem -- ou deveriam fazer -- desde o tempo em que os bichos falavam: DESCREVER O QUE VIRAM, e não só transcrever o que ouviram. Qualquer jornalista, com 2 meses de experiência profissional, que tivesse ido com esse objetivo faria matérias melhores do que as que eu li. Abraços

elionier em 03 de março de 2011

se lula ganhou 200 mil p ler, quanto será que ele deu p quem escreveu o que foi lido? s ele optou pela leitura, é pq não tem capacidade p falar de improviso com conteudo. Quando era presidente, se achava no direito de fazer gracinhas e todos rirem, agora o burraco é mais embaixo.

J.B.CRUZ em 03 de março de 2011

Lula palestrar por 200.000,00 em um País onde ele mesmo se encarregou de apequenar frente a outras Nações, nos dá a sensação de que o genuíno FEBEAPÁ tão em voga nos anos 60,70 na realidade é estes tempos que ora estamos vivendo!!!Francamente!!Dá uma preguiça até para contestar!.......

Lúcia Helena em 03 de março de 2011

Caro Setti Para quem se achava um grande estadista, virar garoto propaganda de empresa de eletrônicos... deprimente! abs

Vera Scheidemann em 03 de março de 2011

Esse lance de Lula proferir palestras para grandes executivos não me entra na cabeça de jeito nenhum. Parece piada e, por isso, nem sei o que dizer mais. Vera

Mauro Pereira em 03 de março de 2011

Caro Ricardo, boa tarde. Pagar 200 mil reais por um discurso do Lula? É o final dos tempos!

carlos nascimento em 03 de março de 2011

Coitado do "teleprompter", foi desmoralizado.

JT em 03 de março de 2011

A LG, que pagou os tufos por uma palestra lida por Lula (quanto caberia à Luiz Dulci pela redação do texto?) irá construir uma fábrica em Paulínia, na região de Campinas, para produtos da linha branca. Espera-se com isso a geração de quatro mil empregos diretos e a recolocação da cidade como pólo industrial, pois nos últimos anos a prefeitura local investiu muito na criação de outro pólo, o de cinema. Como arquiteto residente na cidade, comemoro a expectativa de ter muitos projetos pela frente, mas como urbanista e cidadão, receio pela falta de planejamento. O trânsito por aqui está quase tão caótico como nas grandes cidades. Pode parecer uma questão local, mas trata-se de um gargalo que não foi resolvido em nível nacional: a falta de mão de obra qualificada e a falta de prioridade para sistemas de transportes públicos. Com isso, cidades que hoje são atrativas para as grandes empresas, estão na verdade condenadas ao colapso em médio prazo.

Paulo Bento Bandarra em 03 de março de 2011

Afinal, por 200 mil, ele se achou na obrigação. Mas creio que também este discursos irá para o lixo da história.

Rodrigo em 03 de março de 2011

Ainda não consigo acreditar que alguém pague, de livre e espontânea vontade, pra ouvir o Lula falar abobrinhas. Isso tem cara de lavagem de dinheiro!!!!

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI