Image
O rei Mohammed VI (com a mulher, princesa Lalla): vida suntuosa

Com a queda do ditador da Tunísia, Zine El Abidine Ben Ali, que fez e aconteceu durante 23 anos até que um levante popular — inédito no mundo árabe contemporâneo — o levou a renunciar e fugir para a Arábia Saudita, tiranos árabes, ditadores ou reis, deveriam andar com a pulga atrás da orelha.

Entre eles se situa o rei Mohammed VI, do Marrocos, no poder desde 1999, menos truculento do que seu pai, o falecido rei Hassan II, que se faz anunciar como um grande modernizador do país mas leva uma vida suntuosa que estabelece um contraste brutal com a pobreza do país, o114º do mundo em Índice de Desenvolvimento Humano entre 156 países (o IDH é um índice que mede o bem-estar de uma população, e tem como base os dados de renda per capita, escolaridade e expectativa de vida).

Um amigo da coluna teve recentemente uma audiência com o rei em seu palácio em Rabat, a capital, e ficou perplexo com a luxuosíssima sala do trono. Ele calcula ter caminhado 80 metros até chegar à poltrona onde estava o rei. Na sala, de ricas paredes trabalhadas, chão de mármore e tapetes imensos e luxuosos, há quatro fontes de água jorrando o tempo todo.

Por quanto tempo jorrarão?

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 − dois =

5 Comentários

Jose de oliveira em 09 de março de 2011

Caro Ricardo é hora de abrir a mente e ver que no Brasil nós não temos um rei mais temos varios idiotas comendo as nossas custas pensa no Sarney que mais de cinquenta anos vive dando golpe no nosso dinheiro é porqu voces da imprensa são todos comprados voce acha que democracia é só Republica? vamos imformar nosso povo e não distorcer os fatos sala do trono do rei do marrocos não é mais caro do que os apartamentos funcionais dos deputados que só na reforma este inicio de ano cada um custou quatrocentos e vinte mil reais, então amigo se imforme não escreva asneiras voce estar alienado pela democracia americana, não apoio regimes que vive massacrando o povo como o egito; libia e tantos outros mas não venha dizer que paises como Brasil Argetina Venezuela etc são democraticos, o mundo tem que acordar democracia não segnifica Republica como a rede globo de televisão e toda imprensa comprada anucia, vamos abrir a cabeça, abraços.

caipira mermo em 24 de janeiro de 2011

Ricardo Nós não temos um Rei,nós temos milhares de quasi reis,vivendo á larga com o tesouro público!

Christina em 24 de janeiro de 2011

Prezado Ricardo, Ótimo texto! Uma pequena observação: moro na França e Ben Ali, mesmo se gostaria de ter vindo para cá, está "refugiado" na Arabia Saudita. O governo francês informou o interessado que a sua presença no território francês não era desejada. Membros da família dele já tinham chegado dias antes da fuga do "chefe". Foram informados que a estadia deveria ser breve... Abraços! Cara Christina, Muito obrigado pelo elogio e mais ainda pela correção. Incrível é que eu tinha a informação correta e me escapou. Vou acertar já o post. Um abração e... volte sempre!

Esron Vieira em 23 de janeiro de 2011

Os tiranos Árabes contemporâneos (incluindo da Arábia Saudita), no meu ver só precisam ficar com a pulga atrá da orelha, se não obedecer a ditadura mundial imposta pelo Ocidente "Democrático". Vendam petroleo somente em US$, com preços sem ameaça à economia dos clientes, que terão cata branca, olhos cegos e ouvidos mocos, em relação às ditaduras sanguinárias. Se a coisa apertar, é só seguir os moldes da familia Real Britanica e Espanhola. Os monarcas continuarão na babesca e com menos dor de cabeça pra dirigir o país, tendo um governo Monarquista e democrático.

Telma em 23 de janeiro de 2011

Veja você: vigarice conveniente é antiga e universal. Alguns nascem "melhores" que os outros e não vêm nada demais nisso. Outros se tornam "mais importantes" ao longo da vida, e também não vêm nada demais nisso. Tem ainda uma pequena parcela que, embora tenha consciência de sua safadeza em detrimento dos demais, sentam em cima do próprio rabo torcendo para que as coisas não mudem nunca. Só o povo, que sustenta toda essa orgia, não se deu conta de sua força. Ainda.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI