Deixando o exagerado “Vossa Excelência” para as cerimônias públicas, o vice-presidente Michel Temer, em reuniões de trabalho, reserva o respeitoso tratamento de “senhora” para a presidente Dilma Rousseff, que em geral também o chama de “senhor”, embora às vezes escape um “você”.

O antecessor de Dilma chamava o vice-presidente José Alencar, inclusive em solenidades públicas, de “você” e de “Zé”. O vice, em cerimônias públicas, dirigia-se a Lula como “senhor”, mas nas reuniões era “você” e “Lula”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 1 =

Nenhum comentário

Carlos Costa em 26 de janeiro de 2011

Um cachorro vira latas, tem mais valor,que qualquer um desses bandidos...Eu respeito mais, um cão vira latas, que qualquer um deles. "TODOS POLITÍCOS BRASILEIROS". As generalizações são injustas, caro Carlos. Um abraço.

Carlos Costa em 26 de janeiro de 2011

Sabe como eu chamaria,qualquer um deles.... Já sabe nê!!!pena que iria desrespeitar aos amigos de site,e ao Sr.Jornalista.Abs.

jonas /RS em 26 de janeiro de 2011

Ô Anita!! Pega leve com o Ricardo aì. Ele só comentou uma curiosidade amena,em meio a tanto coisa pesada uma amenidade não vai mal não.

Natal Santana em 26 de janeiro de 2011

Existem momentos, em que uma autoridade pode perfeitamente dispensar à outra autoridade, mesmo em público, um tratamento informal e/ou afetuoso, sem cair na vulgaridade. Entretanto, pode até parecer bobagem, mas, se existem formas de se dirigir a quem ocupa cargos de magnitudes, esses tratamentos devem ser empregados. Como dizia Jânio Quadros, "intimidade demais gera filhos e confusão", logo...

elizio em 26 de janeiro de 2011

Anita 21:48 Enquanto o presidente chamava o vice de Zé (lembrando talvez e confundindo com o Dirceu), ou você (desenhando, que não é você e, sim ele, o vice), o Brasil inteiro chamava ele (o presidente) de 51; Lulla 51 deve bater uns 118% de aprovação em qualquer pesquisa decente. Nome adequado para tanta pinga boa malempregada. E essa singela resposta, saiu aqui do mato - do Mato Grosso do Sul. Quanto a catar coquinhos ou plantar batatas, a opção é só sua. Das duas, escolha uma e faça a terceira: vá achar o que fazer; pelo seu naipe, costurar bandeiras do MST é exigir demais!

Anita em 25 de janeiro de 2011

O mundo vai acabar por causa desse episódio. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk E você vai demolir o colunista por prestar informação. Estou morrendo de medo.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI