DROGAS: entendam a real posição de FHC a respeito do assunto. Não é nada de “liberou geral”

DROGAS: entendam a real posição de FHC a respeito do assunto. Não é nada de “liberou geral”
Feira-sobre-maconha-em-Amsterda-na-Holanda-440x247

Feira sobre maconha em Amsterdã, na Holanda

Amigas e amigos do blog, em razão da visível incompreensão manifestada por vários leitores diante do artigo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso publicado hoje no jornal O Globo e republicado pelo blog,defendendo a postura inovadora do governo do Uruguai em relação à maconha, repito aqui post com reportagem da Rede Globo que esclarece muito bem a posição de FHC em relação à questão.

O post foi originalmente publicado, com o título acima, a 26 de julho de 2011.

* * * * * * * * * * * * * *

Amigos, a impressionante reação dos leitores ao post Da droga para a lama: imagens chocantes mostram a destruição física de viciados — o recordista absoluto em número de acessos no blog até agora — provocou muitos comentários.

Em boa parte, leitores se referiram à posição que o ex-presidente Fernando Henrique tem adotado em relação ao problema.

Acredito que muitos dos leitores que criticam FHC não conhecem a complexidade do que ele propõe. O vídeo abaixo  resume com muita clareza a posição do ex-presidente sobre a questão das drogas.

É uma  reportagem de Sônia Bridi que foi ao ar no Fantástico da Rede Globo de 29 de maio passado, abordando o documentário Quebrando o Tabu, do cineasta Fernando Grostein Andrade, que tem como principal protagonista o ex-presidente, viajando pelo Brasil e por diferentes países para observar como se enfrenta o problema das drogas a partir da constatação de que a “guerra às drogas” decretada pelos Estados Unidos — e seguida mundo afora — em 1974 custou 1 trilhão de drogas, não resolveu o problema, aumentou o número de viciados e o consumo, e fez aumentar o crime e o número de mortos.

Compartilho plenamente das posturas de FHC e sou A FAVOR da descriminalização da maconha como um dos passos de uma nova política diante do problema drogas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =