Tiazinha interpretava um tipo exótico na TV, com lingerie, luvas e máscara preta. Quebramos a cabeça para escolher um cenário mais ou menos adequado para o ensaio com esse personagem — o fotógrafo J. R. Duran, querido parceiro de muitas jornadas, a editora Ariani Carneiro e eu.

Decidimos pela musical, louca e boêmia New Orleans, terra do Mardi Gras, a terça-feira gorda do Carnaval em que, enquanto rola um desfile nas ruas do French Quarter, o bairro mais francês da cidade, as mulheres se desnudam nos balcões dos casarões típicos.

Ariani coordenou todo o trabalho, desde as providências para a viagem até conseguir tudo o que Tiazinha iria utilizar nas fotos, mais cabeleireiro, maquiador e autorizações para locações, além de manter atento seu olhar experiente para um constante tête-à-tête com Duran. Com ela, deram duro as produtoras Florise Oliveira e Regina Hoffman.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 4 =

TWITTER DO SETTI