Image
Felipão na entrevista coletiva de hoje: patrulha corporativista (Foto: espn.com.br)

É absolutamente ridícula a barulheira feita por sindicalistas bancários, da inevitável e sempre mal-humorada CUT e especialmente do Banco do Brasil — sim, do banco, em nota oficial! — diante da frase evidentemente brincalhona dita pelo novo técnico da seleção brasileira, Luís Felipe Scolari, o Felipão, durante sua entrevista à imprensa, segundo o qual quem não quer pressão “vai trabalhar no Banco do Brasil”.

A CUT, azeda e patrulheira como sempre, conseguiu dizer, em sua manifestação, que Felipão “não apenas desrespeita os trabalhadores bancários, como demonstra total desconhecimento sobre a realidade do trabalho no sistema financeiro nacional”, fala em bancários afastados por razões de saúde, “vítimas do assédio moral e da pressão violenta para que cumpram as metas abusivas de produção e vendas impostas pelas instituições financeiras, inclusive o Banco do Brasil”, e assegura que “começou mal como novo técnico da Seleção Brasileira”.

É no entanto ÓBVIO, para quem tem o que fazer e não é desesperadamente corporativista, que Felipão não quis denegrir ninguém. Ele apenas se referia ao fato de que aos funcionários do Banco do Brasil, aprovados em concurso, espera uma carreira segura, estável, com bons benefícios — como o seguro-saúde — e uma boa aposentadoria, no caso dos que contribuem para o fundo de pensão Previ.

Nada mais do que isso. Quis comparar a loucura absoluta que é ser técnico da seleção, submetido a todo tipo de pressões infernais, legítimas ou não, com a carreira sem dúvida trabalhosa e não isenta de stress, mas em geral mais tranquila, que significa trabalhar no Banco do Brasil.

O resto é demagogia, vontade de aparecer e implicância com o Felipão.

A patrulha já obrigou o homem a se retificar, dizer que é cliente do banco há 30 anos etc.

O Brasil não tem jeito.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 13 =

Nenhum comentário

Kiko em 10 de dezembro de 2012

Caro Setti. Esperei por um tempo a poeira se assentar e agora que o assunto saiu de foco resolvi lhe enviar estas mal traçadas. É a primeira vez que o faço, apesar de leitor assíduo do quarteto da Veja (Reinaldo/Ricardo/Augusto/Lauro) nunca antes encaminhei qualquer comentário para nenhum blog. Adianto que não o faço em busca de publicidade, apenas gostaria de expressar minha opinião, que raramente diverge da sua. Sou funcionário do Banco do Brasil há quase 05 anos, não conheço “tudo” sobre o banco e não tenho procuração para falar em nome deste. Mas faço os seguintes reparos quanto ao seu texto: Funcionário do BB tem carreira segura e estável. Sim, mais do que a grande maioria das outras empresas, porém um funcionário do Banco do Brasil pode ser demitido. E não precisa haver uma situação muito extrema para isso (como roubo ou agressão por exemplo).Conheço histórias de Superintendentes Regionais que foram sumariamente demitidos (por justos motivos, diga-se de passagem). Se por três semestres consecutivos apresentar avaliação negativa, o funcionário corre sério risco, repito, sério risco, de perder o cargo e ser rebaixado. Quanto à sua afirmação sobre os bons benefícios – como seguro saúde – pode ser bastante relativo. Nosso plano de saúde, o Cassi, pode ser muito bem avaliado nos grandes centros, todavia no interior é enorme a carência por credenciamento de médicos e hospitais. Quando você afirma que teremos uma boa aposentadoria pela Previ, também precisamos relativizar. Entrei no BB com 35 anos. Desde então já recebi 2 promoções, portanto considero minha carreira bastante exitosa, todavia a perspectiva de valor da minha aposentadoria pela Previ não passa de R$ 2.000,00 (claro que se eu tiver novas promoções e/ou aumentando o valor da minha contribuição terei uma aposentadoria melhor).Antes de entrar no BB sempre trabalhei na iniciativa privada e tinha os mesmos benefícios. Portanto os benefícios do BB não são uma exceção positiva no mercado. Quanto a pressão, ela existe sim, principalmente nesta época do ano (fechamento de semestre). Recebemos as famigeradas metas no início do semestre e o assédio moral para atingi-las é enorme. Não estou aqui reclamando do banco, que é de onde tiro meu sustento e vou trabalhar entusiasmando diariamente. Sei que em instituições privadas o bicho é mais feio ainda. Porém o Felipão foi sim muito infeliz em sua frase. Me senti, sim, atingido. Concordo que em uma empresa com mais de 100 mil funcionário, devem existir alguns que “ficam sentados e não fazem nada”. Porém, na grande maioria das agências não é assim que segue o baile. Felipão já se retificou, mas......mas nada, não tem mais o que se fazer. Pra encerrar, concordo quando você (des)qualifica a CUT como “azeda, mal-humorada e patrulheira”, mas desta vez me senti defendido por essa entidade quando esta reclamou que o Felipão “demonstra total desrespeito sobre a realidade do trabalho no sistema financeiro nacional”. Perdoe-me pelo excesso, encerro por aqui, e como afirmei antes, não estou em busca de publicidade, portanto se entender por publicar este texto (ou parte dele), peço que omita meu nome e email por receio de sofrer possíveis retaliações no meu trabalho. Um grande abraço de seu leitor/admirador.

Taioba Silva em 10 de dezembro de 2012

O protesto dos funcionários do BB é justa, legítima e apreciável. Foi barulheira. Claro que sim!! Fazer barulho é um direito que cabe a qualquer cidadão, sindicato, grupo político ou corporação. Os meus aplausos aos funcionários do BB!!! A única pergunta: há alguma lei que obrigue alguém a interpretar as palavras do Felipão de acordo ou como quer o jornalista Ricardo Setti?? E o que fundamenta a visão de que quem não interpreta como ele é um desesperado, corporativista e demagógico??? Isso é democrático??

Ruben'S. em 04 de dezembro de 2012

Nossa, quem é que entende pessoas que ainda vendo uma explicação, não compreendem as situações. O Felipão falou o que veio na cabeça, no caso, ele se referia a trabalhar sentado em um escritório! Será que não dá pra entender! Ele, na cabeça dele, pensa que pessoas que trabalham assim não sofrem pressão também, mas isso, não era coisa nem pra ficar se discutindo! Bando de gente sem noção.

alexandre em 04 de dezembro de 2012

Primeiro, existe pressão para quem trabalha no BB. Escriturários, caixas, gerentes, seguranças e outros funcionários das agências. Te garanto que a vida deles é mais dura que a do Felipão e com um salário infinitamente menor. Segundo, jornalista é a classe mais sensível a críticas que conheço. Se criticam a conduta de um jornalista, a classe já vem com o papo de que "querem a censura" ou "não gostam de jornalista, porque esse fala a verdade". Terceiro, o cara rebaixa o Palmeiras e é promovido ? No BB não aconteceria isso. Pelo menos para os concursados.

Alexandre em 04 de dezembro de 2012

O que mais me impressiona é como esse povo do Banco do Brasil tem tempo para reclamar da frase do Felipão, sinal de que ele estava certo, caso contrário estariam no batente e não fazendo de muro das lamentações os espaços para comentários.

George em 03 de dezembro de 2012

Não sei quem foi mais infeliz, se o Felipão, o Ricardo ou o Rogério Que deixou a entender que servidor público não faz nada. Pqp...! Seria bom se cada um de nós olhasse pro próprio pé, assim evitaria pisar no lugar errado.

Rogerio em 03 de dezembro de 2012

Meu caro Ricardo, pelo que andei lendo, a frase completa do Felipão foi: "Se não tiver pressão, vai trabalhar no Banco do Brasil, senta no escritório e não faz nada". Repetindo: "SENTA NO ESCRITÓRIO E NÃO FAZ NADA". Ou seja, ele não se referia apenas à relativa estabilidade do cargo (lembrando que funcionário do BB não é servidor público), mas também a sentar no escritório e não fazer nada! E quem senta no escritório e não faz nada é o quê? Vagabundo! Coisa que 99% dos funcionários do BB não são - se os serviços prestados pelo banco são ruins, devem-se justamente à pressão e à falta de estrutura e de funcionários. E por isso eles se sentiram ofendidos. Será que agora você consegue entender como se sente alguém que trabalha, que trabalhou ou que convive com quem trabalha no BB, após ler uma declaração tão infundada?

Alvarenga Ranchinho em 03 de dezembro de 2012

Viva o Felipão! Abaixo a petralhada sindicalista! Fora PT!

PTófobo em 03 de dezembro de 2012

Setti, Alguns leitores estão confundindo o funcionário do BB com os sindicalistas da CUT e com petralhas que tomaram conta do país e que escolhem os dirigentes do banco entre seus "cumpanheros". Se o sistema é falho, como muitos aproveitaram a oportunidade para descarregar seus rancores, não é culpa dos empregados, que têm grande carga de serviço e de pressão. Cada vez o governo carreia mais serviços para o BB e CEF sem a devida compensação em termos de pessoal, o que ocasiona jornadas de trabalho de até 10 horas diárias, em geral sem o devido pagamento de horas extras. Não tenha dúvida: se alguns funcionários estão por acaso fazendo suposto "corpo mole" irá sobrar para os os demais colegas. Nem todos da categoria bancária, e são maioria, comungam com a ideologia petralha, inclusive os aposentados da Previ, muitos deles octogenários, têm sido vítimas de verdadeiro assalto, às vistas do governo,do patrimônio de seu fundo de pensão que, apesar de rico, poderá não suportar a ganância do poder. Daí a justificada revolta dos funcionários do BB, encampada pela CUT talvez para "mostrar serviço".

Luís Carlos em 03 de dezembro de 2012

Chega de lero lero, o Felipão ganhava R$ 750.000,00 / mês para administrar a pressão.... qual funcionário do BB ganha este montante? Falta do que fazer.... todo esse falatório...

bereta em 03 de dezembro de 2012

Há um ditado atribuído aos índios americanos que nos recomenda não julgarmos quem quer seja antes de caminharmos pelo menos um dia com seus mocassins. Há também uma recomendação bíblica sobre julgamentos:- Não julgueis para que não sejais julgados.

zm em 03 de dezembro de 2012

Se o povo discutisse política com o mesmo fervor que discute futebol e torce por uma "seleção brasileira" presidida por uma entidade tomada por mafiosos e corruptos , certamente nossa situação seria outra. Tomara que a seleção - que não é brasileira coisa nenhuma, mas uma apropriação indébita de mafiosos - tome um pau fenomenal em todas as competições.

Pedro Luiz Moreira Lima em 02 de dezembro de 2012

Amigo Helio: Suas palavras é puro bom senso - infelizmente bom senso é artigo raro nos comentários. Grande abraço Pedro Luiz

@miltonbsg em 02 de dezembro de 2012

No Brasil não pode dizer a verdade? Frase como o Brasil não é um País serio, Brasileiros não sabem votar,agora a mais recente que Brasileiro aceita propina, isto não é verdade, imagine, calunia, que o Brasil é primeiro país do mundo em corrupção, nem pensar, e eu continuo acreditando em papai noel, alias ele está chegando.

Roberto Souza em 02 de dezembro de 2012

Tenho pessoas com quem convivo diariamente e que trabalham por lá, não há pressão alguma, é um sossego total principalmente quando comparado aos bancos privados os quais conheço bem. A CUT não serve para mais nada e por isso mesmo fica procurando pelo em ovos para fazer demagogia barata e bravatas populistas para tentar justificar sua medíocre existência, a boa vida de dirigentes sustentados pelos trabalhadores de verdade.

Heródoto Cabeleireiro em 02 de dezembro de 2012

Eu ja tentei ver ofensa nas palavras do filipão contra os funcionarios do Banco do Brasil, mas não encon- trei nada. Se ha um banco onde não entro de forma nenhuma, é justamento o BB. Na porta de entrada, o cliente ja é tratado como bandido, por uns guardas, que não tem a menor capacidade de discernimento entre um cliente e um suspeito. A poucos dias, fui chamado para renovar o cadastro de uma conta de minha mulher onde faço parte. Neguei-me terminantemente a com- parecer ao banco. Motivo, eles é que ficam com o nosso dinheiro e nos é que temos que nos explicar eles. É um absurdo.

Paulo em 02 de dezembro de 2012

SÃO TÃO DENGOSOS E MELINDROSOS... O que não concordo de jeito algum são os modos autoritarios e impostores do PT quando se referem a ele negativamente sentirem-se ofendidos por qualquer coisinha; são muito melindrosos para consigo, porém grosseiros e arrogantes para com os outros, ou então agem como Lula: nem dão a mínima satisfação a ninguém de nada como se merecêssemos esse destrato. Acrescente-se a isso que petista algum de relevo do governo jamais teria feito qualquer pedido de desculpas por qualquer erros do PT - por sinal, um atrás do outro - mas sempre culpando os outros, como de praxe; de fato, nada assumem de forma alguma. Em nossa comunidade já decidimos de vez duas coisas: tomamos vergonha na cara de não mais votar no PT e extinção dessa prática, a de menos um vicio em nossa vida! .

Hélio em 02 de dezembro de 2012

Acho que nem tanto o céu nem tanto a terra. É óbvio que o Felipão quis fazer uma comparação, sem nenhuma má intenção, sobre as pressões por estar na Seleção Brasileira e os trabalhadores do setor bancário. Assim como é óbvio que o pessoal do Banco do Brasil tanto podia levar na esportiva, como muitos levaram, mas também alguns poderiam se sentir ofendidos, como de fato ocorreu. No entanto, acho extremamente injusto generalizar, como alguns comentaristas do blog fizeram, afirmando que TODOS os funcionários do BB são preguiçosos, vagabundos, etc. Teve até gente afirmando que em países desenvolvidos não existem bancos estatais como a CEF e BB, afirmação que pode ser desmentida em poucos minutos com uma pesquisa rápida na internet. Eu tenho conta no BB já vários anos, e nunca tive nenhum problema com este banco, ao mesmo tempo que já tive vários problemas com o Bradesco, onde também tenho conta. Será que seria justo da minha parte, com base nisso, afirmar que o BB é a oitava maravilha do mundo, e o Bradesco uma porcaria cheia de vagabundos e preguiçosos? Creio que não. Abs!

Newton em 01 de dezembro de 2012

Não concordo com o Felipão e muito menos com você. Os servidores do Banco são concursados, ou seja, estudaram e passaram em uma seleção e também lidam com o dinheiro dos outros o que é uma grande responsabilidade. Além disso, quando o treinador em questão fala mal dos funcionários do Banco do Brasil ofende pais e mães que viram seus filhos crescerem estudarem se formarem, nada disso sem esforço, e entrarem no Banco. O que você e o Felipão esqueceram é que se compararmos o conhecimento de finanças dos futebolistas com os "preguiçosos" do Banco do Brasil eles ganham de goleada. Você e o Felipão não deviam falar do que não sabem ou se sabem fingem não saber. Finalmente, em todas as profissões há pressões e distresse e são merecedoras de "respeito". Newton

Ofélia em 01 de dezembro de 2012

O Felipao botou pressao nos folgados do BB. Mas mudando de assunto, a marquesa Rose de Santos chamava o Lula de PR e só uma ****** ******* faria uma maldade dessa, não acha? O restante da turma no governo só agora ouviu falar das celebres cartas imperiais.

sidney em 01 de dezembro de 2012

Setti O que nao faz o - VIL METAL - heim Felipao !!!!! Baita abraco

Roberto - Corinthiano em 01 de dezembro de 2012

O Ministro da Educação Aloizio Mercadante acaba de instituir um curso técnico de sorteio de bolinha. Mas enquanto isso não se efetiva eles estão avaliando o bolsa bolinha.

Roberto - Cornthiano em 01 de dezembro de 2012

Penso que um pouco mais ridículo e demagógico é aceitar com naturalidade a Cafusa do Fuleco. Penso que um pouco mais ridículo e demagógico é ter um Presidente da CBF que foi filmado "GATUNANDO" uma medalha na final do campeonato de Juniors.

Roberto - Cornthiano em 01 de dezembro de 2012

Penso que um pouco mais ridículo e demagógico é o cara ganhar quase 1 milhão de reais por 'MÊS' e abandonar o time para não receber o mérito do rebaixamento. - e iniciar um movimento "200 milhões em ação pra frente Brasil"

markito-Pi em 01 de dezembro de 2012

A piada de mau gosto que é a manifestação dos bancários que sentiram´se ofendidos, já deveria ter-se esgotado, pelo ridículo. Tal não aconteceu, por isso volto. Os bancários elegeram para seu sindicato gente como Luiz Gushiken QUE SÃO VAGABUNDOS, SIM, e estão reclamando de que? Os funcionários do BB não ficaram ofendidíssimos com a nomeação de hENRIQUE pIZZOLATO para ser seu colega? Vaderetro. A piada do Felipão é bom. E fim.

carlos nascimento em 01 de dezembro de 2012

Grande Ricardo, Vc já é estrela de primeira grandeza da Web, quem possui blog com acessos mensais acima de milhão é "top line", portanto, deve avaliar com "lupa" cada opinião emitida, nessa do Felipão ouso discordar de sua visão, explico: O BB antes da "era da mediocridade", sempre foi reconhecido por sua excelência e padrão de alta qualidade, seu quadro funcional sempre foi respeitado, para se galgar uma vaga na Instituição, somente através de Concurso Público, realizado com índices de elevado conceito e credibilidade. Portanto, Felipão errou feio em sua analogia, o BB sempre foi um bom exemplo de credibilidade, hoje, talvez tenha descido um pouco a escala, os petralhas andam por lá, na sanha de aparelhamento, mesmo assim, não diminui o seu conceito, logo o conjunto dos verdadeiros funcionários se sentiram ofendidos, por serem maioria, honrando com dignidade o trabalho da INSTITUIÇÃO. Já pensou se alguém ousasse comparar a nossa VEJA com essas imundícies dos chapas brancas, como vc REAGIRIA...! Abração. Carlos Nascimento.

alfredo garrido em 30 de novembro de 2012

ISTO É O PT E OS SINDICATOS PRETENDENDO AMORDAÇAR AS PESSOAS. CORPORATIVISMO IDIOTA SÓ PARA TENTAREM MOSTRAR SERVIÇO. AS PESSOAS QUE RACIOCINAM ENTENDERAM MUITO BEM O QUE O FELIPÃO QUIS DIZER

Rafael Escobar em 30 de novembro de 2012

Tomara que esse boquirroto saiba escalar bem, já que de banco ele não entende nada...

Cynthia Simon Calado em 30 de novembro de 2012

Não é Banco Brasil. É Banco do Brasil. E é denegrir a imagem do bancário sim. Só um imbecil pode achar que se trabalha "sem pressão" em um Banco.

Bancário bem-humorado em 30 de novembro de 2012

Setti, sou funcionário do BB e posso te garantir que a declaração do Felipão foi recebida em clima de piada. Hoje mesmo, com dois telefones tocando, avisos de e-mails aparecendo na tela, uma jornada de uns 30 desembolsos de operações de importação para conferir e liberar a tempo de cada agência externa acatar em seu respectivo fuso-horário e por fim o sistema de registros do Banco Central quase fechando, uma colega ainda suspirou e disse "ainda bem que eu trabalho no Banco do Brasil e não sofro pressão!", e todo mundo caiu na gargalhada. A nota do Sindicato ficou meio rabugenta, mas pelo menos cumpre o seu papel de lembrar que os nossos problemas são reais (assédio moral, desrespeito à jornada de trabalho fixada em lei, metas inatingíveis com o intuito de manter os funcionários em permanente terror, etc). O Felipão vocalizou uma visão antiga da figura do funcionário do BB que havia nas agências pioneiras do interior. Aquele BB não existe mais e o funcionário de hoje tem que ter muita têmpera para aguentar a pressão que vem de todos os lados.

Corinthians em 30 de novembro de 2012

Eu acho que a CUT deveria chamar um movimento a favor de todos os que foram alvos de uma piada algum dia na vida. Cada dia seria uma passeata para defender algum injustiçado. Começaria primeiro com os clássicos portugueses. Depois os judeus. Ai os turcos. Os baianos, paulistas, cariocas, nordestinos, gaúchos... Não podemos esquecer os papagaios. Os políticos, motoboys... A meta será cumprir todas as passeatas até 2032 - mas isso pode ser postergado. A Marta irá no Ministério da Cultura propor um projeto de lei para punir os piadafetivos - ninguém poderá fazer piada de nada. O programa Zorra Total, Casseta e Planeta, CQC e outros serão extintos. Não haverá mais núcleos cômicos nas novelas. Mas haverá uma exceção claro - se a piada for feita usando de frases como oposição, elite, rico, americano, imperialista, alemão de olhos azuis, ou proferida pelos governantes progressistas (relaxa e goza, Pelotas exporta viados, etc. etc.) aí não serão punidos na forma da lei. Afinal a lei não é para todos.

Bernardete Moraes em 30 de novembro de 2012

Engraçado é que não vi o sindicato dos bancários ou a CUT reclamando do emprego para o ex-marido da Rose, inclusive com diploma falso, na seguradora do BB.

João Caetano em 30 de novembro de 2012

Esta foi a primeira cagada do Felipão que solta o que vem na bôca. Mas falou a verdade: o atendimento destes parasitas come quietos do BB é uma vergonha.

ANA LUCIA em 30 de novembro de 2012

Desculpa, mas desta vez eu tenho que discordar de vc. Dane-se a CUT. Mas os funcionários do BB trabalham muito....Se o atendimento para muitos não é bom, então que reclamem. Mas devo lembrar que o Branco do Brasil é Patrocinado de vários eventos esportivos,vários clubes, vários atletas, várias modalidades esportivas e nunca um homem público deveria fazer um comentário deste. Isso só demonstra que é um boçal.

SergioD em 30 de novembro de 2012

Ricardo, todas as pessoas tem de assumir a responsabilidade pelas palavras proferidas tanto em público quanto em privado. Felipão quis dar uma de engraçado mas não pensou que poderia estar incomodando as pessoas que trabalham no BB. Há muitas pessoas que podem achar que o trabalho num banco estatal é moleza, que essas instituições não tem o costume de cortar empregados, que eles tem a tranquilidade de ter um bom fundo de pensão, etc... Mas isso não significa que não se trabalhe, e muito, nessas instituições. Não significa que seus funcionários não estejam sendo alvo de pressões por resultados. Creio que antes de mexer com os brios de toda uma comunidade, Felipão bem poderia pensar um pouco antes de proferir bobagens desse naipe. Causa-me espanto também o porque da gritaria contra os funcionários do BB. Onde está o comportamento politicamente correto da mídia? Será que achincalhar com os funcionários do BB, mesmo de brincadeira, é para ser considerado ato inexpressivo? Por acaso eles podem ser tratados como a Geni da música do Chico Buarque? Respeito é bom e todos gostam. Do Gari ao CEO de uma grande Multinacional. Abraços

Eremildo em 30 de novembro de 2012

Embora não seja bancário, da CUT ou do PT, penso que o problema de Luís Felipe Scolari é se achar engraçado. É somente grosseiro e mal educado. Talvez se calar-se e trabalhar no que está sendo contratado possa mudar sua imagem que não está lá essas coisas.

angela maria donadel em 30 de novembro de 2012

tanto barulho,por um comentário,uma brincadeira,enquanto somos massacrados pela carga tributária...não temos saúde,estradas,escolas.....não temos mais nem coragem de dizer,pelo menos eu, que sou brasileira....Falta cultura,falta humor,falta todos nós ficarmos mais atentos ao governo.....e ao que se passa por LÁ,enquanto pensamos na Copa...realmente este Pais,mudou muito.Coitadinha da Minha Pátria um gigante pela própria natureza...mas governado e habitado pela ignorancia,corrpução,falcatruas....roubalheiras...como nunca antes visto.E nós aqui,queimando o treinador....e a casa caindo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Por que a CUT não faz alarme sobre o mensalão????????Sobre a corrupção???????????Sobre tudo isso que anda acontecendo???? Já sei: a culpa é do Felipão.Pronto.

Tucson58SP em 30 de novembro de 2012

VAMOS SUGERIA À CUT QUE LUTE PARA GARANTIR ALGUMA BOQUINHA NESSAS NOVAS EMPRESAS DO LULLOPETISMO: EXISTENTE E CRIADOs PELO LULLOPETISMO . Existente: . SEBRAE: Serviço Brasileiro de Apoio às micros e pequenas Empresas . Criados: . PETRAE: Programa Específico de Traição e Apoio a Enganadores . PMGN: Pequenas Mentes e Grandes Negócios

Anti petista em 30 de novembro de 2012

voce percebe claramente que o Felipão falou a mais pura verdade pela quantidade de gente que reclama aqui em horario bancário ... devem ser todos do banco do brasil - Vão trabalhar ! Deve ter um só caixa aberto e a fila deve estar dando voltas no quarteirão .... Banco do Brasil o pior banco do MUNDO !

Blumenau em 30 de novembro de 2012

Ricardo. Se me permites,gostaria de mandar um recado ao Felipão. Sempre gostei do seu trabalho,sua franqueza e agora ainda mais.O que falasse do BB,é simplesmente a verdade. Quando preciso ir numa agência do BB,me preparo pra encontrar aquele bando de pamonhas que pra atenderem o cliente parecem um bicho preguiça ou é câmera lenta? E dá-lhe propaganda na tv!A CEF é a mesma coisa. Ricardo seria possível fazer uma investigação pra ver como andam as empresas de publicidade e quanto o desgoverno queima por mês pra mostrar cenas desnecessárias.Falsas! Nós não somos rosemerys. Trabalhamos muito,honestamente,e somos muito felizes. ORDEM e PROGRESSO.

LC em 30 de novembro de 2012

Ricardo, Discordo do seu ponto de vista. Felipão foi arrogante ao desmerecer os bancários. Não precisava disso. Infelizmente essa mania de diminuir os outros para sentir-se superior é uma praga na sociedade! Ele Felipão não é mais ou melhor que qualquer bancário. Obviamente para aguentar a pressão Felipão recebe milhões por mês, tadinho....... Já os bancários "folgados" não tem a mesma sorte né?! e vivem com salários bem pequenininhos e insignificantes para pessoas como esse técnico.

elizio em 30 de novembro de 2012

Caro Setti: lá vai de novo! Sobre o assunto abaixo, ninguém se manifestou? Com diploma falso, Rose emplacou ex na seguradora do BB Paulo Vieira, ex-diretor da ANA, encomendou certificado acadêmico fajuto para que José Claudio Noronha, ex-marido de Rosemary Nóvoa, pudesse ser indicado a cargo na Aliança do Brasil Seguros, atual Brasilprev Seguros e Previdência

Marcelo em 30 de novembro de 2012

Cara, só quem já trabalhou em banco - principalmente em um que ainda é visto como empresa pública - sabe a humilhação a que é submetido todos os dias. As pessoas se sentem vítimas da instituição e descontam nos funcionários. E não vamos ignorar que brasileiros têm a tendência de, quando contrariados, tratar de forma extremamente grosseira quem os serve. Pergunte a qualquer garçom, se não acredita. O apoio de grande parte dos comentários é prova da injustiça. Por que o Felipão não foi chamar juízes e desembargadores de vagabundos? Quantos no judiciário e no executivo - e em universidades públicas também - não trabalham 10h por semana e ganham uma fortuna? Bom é criticar quem ganha dois mil reais pra trabalhar 10 horas por dia, leva trabalho pra casa e aguenta todo tipo de xingamento sem poder responder à altura, né? É sempre fácil bater no fraco. Manda ele chamar um ministro do STF de pilantra e vê se ele tem coragem. O comentário dele foi, pura e simplesmente, um estímulo ao preconceito.

elizio em 30 de novembro de 2012

Caro Setti: enviei dois comentários sobre o tema e, não aparecem nem como aguardando moderação. Abraço. Caro Elizio, Comentário seu sai sempre! O que aconteceu desta vez, não sei a razão, é que ficaram presos na caixa de spam. Fui lá ver e liberei. Como os três tinham o mesmo texto, liberei apenas um, OK? Grande abraço!

Memyself em 30 de novembro de 2012

Pois eu acho que Felipão tem razão. Quem não quer pressão, vai trabalhar no BB. Entrou, não sai mais, nem mesmo se destratar cliente.

Velha Guarda em 30 de novembro de 2012

- O senhor como eu, somos das velha guarda.... não si onde o senhor morava nos 60, 70, mas na minah cidade, era uma desgraça ri a uma agenia do BB.... ninguém queria nada... meu pai tinha influência e fui convidado para ingressar no BB.... tinha feitro o Comercial Básico e o Contador.... EU NÃO QUIS, POR DOIS MOTIVOS, primeiro, entrar pela janela, se bem que naquela época ...... e por não quere fazer parte daquele local de tabalho.. não combinava comigo...... - Quem e´amis velho sabe que o Felipão naõ disse nada de mais..... - Outra versão, seria a SEGRUANÇA QUE O EMPREGO NO BB TEM.. mordomias não faltam..... - - CUT.... não se leva em consideração o que vem dela...... O FELIPÃOP É AUTENTICO, E ISSO INCOMODA.. o pessoal estaá costuiamdo a viver na hipocrisia, no politicamenter correto, NO MEM ENGANO QUE EU GOSTO, tai o Brasil Maravilha do Lula..... - - Já vai ter a opoisção dessa moçcada... veja o DUNGA.... deu uam no Galvão e se lascou..... a moçada da CUT deve ser curintiana, mano e sanchez fora da CBF......... k k k

Adroaldo em 30 de novembro de 2012

O nosso novo técnico da seleção não possui veia humorística, é grosso no trato com a imprensa, e deve pensar antes de dizer bobagens, para depois não ter que pedir desculpas, como ocorreu com este fato.

JOSÉ CARLOS WERNECK em 30 de novembro de 2012

Prezado Setti, Como sempre seu post resumiu com inteligência a reação medíocre,simplória e provinciana,carregada de uma indigência cultural,habitual aos pobres de espírito. Parabéns pela oportunidade do texto. Grande abraço, Werneck

jorge em 30 de novembro de 2012

EU ACHO QUE A CUT SÓ SE ARVOROU PARA CRIAR POLEMICA,AFIM DE ABAFAR O ESCANÂLO DA TIA ROSE E SEUS ACECLAS.

jorge em 30 de novembro de 2012

FELIPÃO MAIS UMA VÊZ TEM RAZÃO! VAI PAGAR UMA CONTA NO BANCO DO BRASIL,PARA VER O TRATAMENTO. FUNCIONÁRIOS DESSINTERESSADOS,NÃO DANDO A MÍNIMA PARA OS CLIENTES,SENTADOS EM COMPUTADORES,SEM FAZER NADA,ALHEIOS AO SERVIÇO. PORÉM FELIPÃO FOI DE UMA INFELICIDADE ENORME,EM NÃO CITAR A CAIXA ECONOMICA FEDERAL,QUE CONSEGUE AINDA SER PIOR,ONDE TODO HORA O SISTEMA CAÍ,SENDO OS CLIENTES ORIENTADOS PARA VOLTAR OUTRO DIA,FALANDO AINDA PARA OS MESMOS LIGAREM ANTES PARA SABER SE O SISTEMA JÁ VOLTOU. TÃO DE SACANAGEM COMIGO NÉ CAIXA E BANCO DO BRASIL.

Marcus em 30 de novembro de 2012

Setti, vc que posta uns videos legais, ja viu este? Achei demais (só que não tem legendas) - http://www.videoguru.com.br/man-beast-filmado-em-4k-com-a-canon-c500.html#comment-909 Realmente maravilhoso vídeo, caro Marcus! Fantástico. Pena que não tenha legendas para que eu possa postar. Mas muito obrigado pela dica. Abração

Theodoro G. em 30 de novembro de 2012

EStou com o Felipão e não abro. Essa camarilha safada da CUT se aproveita de qualquer coisa para fazer demagogia. Petralhas!

Anderson em 30 de novembro de 2012

A verdade incomoda. No Brasil do PT não se pode dizer a verdade. Todo mundo sabe que a CEF e o BB são instituições anacrônicas, incompetentes, e que só existem em países como o nosso (Subdesenvolvido e corrupto). Em países avançados, capitalistas pra valer nunca existiriam. O pior é que quem paga a conta somos nós. Só abre conta em um desses bancos, quem não sabe fazer conta (já viu o tamanho das tarifas, e do entusiasmo dos funcionários na hora de te atender), um lixo.

Mairalur em 30 de novembro de 2012

Se pessoas públicas tomassem o cuidado de não mencionar nomes ou marcas, em suas tiradas bem ou mal humoradas, estaria de bom tamanho.

Lyoning em 30 de novembro de 2012

Felipão tem razão. O BB aparelhado pelo PT só não quebra porque é mantido e ajudado pelos contribuintes. Do mais antigo e maior Banco do Brasil, passou a ser menos da metade do Itau e do Bradesco. Vejam as admiknstrações, nomemações e falcatrtuas em curso. Algumas reveladas, como Pizzolado o diretor petista, agia.

Fernando Costa em 30 de novembro de 2012

O pessoal do BB e da CUT é tão rancoroso, que vai acabar torcendo pra Argentina na Copa.

Rod em 30 de novembro de 2012

Desculpe se fui incoerente no meu coment´rio .....

Rod em 30 de novembro de 2012

Caro Setti. O comentário do Felipão realmente foi em tom de Fanfarronice , mas aqui entre nós , o que futebol gera de bens e divisas para o Brasil ....nada!! à não ser para aqueles que vivem com os altíssimos sal´rios pagos para esses " profissionais". Pelo menos , a maioria dos funcionários do BB , estão trabalhando por uma instituição brasileira que teoricamente e para todos os brasileiros ( não sou funcionário do BB ). Estou de "saco cheio" de ficar ouvindo essa hiper valorização do futebol , copa do mundo no Brasil e Olimpíadas do Rio!! Tomará que a seleção não ganhe porcaria nenhuma de Copa , a Dilma não seja reeleita e o Brasil pare com essa babaquice de valorizar tanto o Futebol. Setti , desculpe se fui desrespeitoso no seu Blog !!

Carlos em 30 de novembro de 2012

Infelizes comentários do Felipão e do seu. E espero ainda estar no direito de discordar tanto de um, de outro ou dos dois. De minha parte, pode discordar o quanto quiser. Abraço

Tucson58SP em 30 de novembro de 2012

PETISMO ACHA QUE PIADAS DEVEM SER EXPLICADAS ANTES DA RISADA Bem do jeito que as coisas estão caminhando, eu penso que já podemos decretar a falência do humorismo aqui no Brasil. Vão se muitos desempregados, mas eles são da elite e não fazem parte do contingente que o pt usa para ganhar eleições. Pena que vamos nos tornar cada vez mais tristes, pelas más notícias, pelos altos impostos, pela insegurança pública e pela corrupção. Na política do pão e circo, só vale o pão do bolsa família e o circo fica por conta das piadas e das tiradas que lulla costuma fazer. Tenho pena dos cariocas, os quais eu admiro pela descontração e pelo bom humor. Vão ficar cada vez mais policiados nas boas brincadeiras e chavões que criam. A risada do não politicamente correto , será considerada uma ofensa aos donos do poder.

Bia em 30 de novembro de 2012

ELE SÓ DEU UM EXEMPLO. QUE COISA RIDÍCULA, ATÉ PARECE OS RECALQUES DO LULA EM RELAÇÃO AO FHC! TUDO É PATRULHADO NO PAIS DOS PETRALHAS! O QUE SE DEVE VER NÃO SE VÊ SE INVENTA, A NOVA CLASSE MÉDIA É UMA PIADA.

Milton-MT em 30 de novembro de 2012

E viva a imprensa livre... Muito obrigado Sr. Ricardo, simples e objetivo.

Luiz Cazetta em 30 de novembro de 2012

Prezado Setti não concordo com seu comentario pois o senhor Luís Felipe Scolari é acostumado a fazer declarações absurdas contra os arbitros jogando neles toda a culpa dos seus fracassos o último o rebaixamento do Palmeiras para a segunda divisão como nesta entrevista não tinha juis ele pegou os funcionarios do BB em materia de besteira ele só perde para o Lula mas em materia de tratamemto ele tem o mesmo tratamento do Lula tanto da maioria da imprenssa como do povo em geral parece que todos tem medo de falar da incopetênçia dos dois. Luiz Cazetta

Artur Souza em 30 de novembro de 2012

Felipão deveria reformular seu raciocínio: "Quem não quer pressão vai ser sindicalista."

Nina - RS em 30 de novembro de 2012

Já fui bancária (não do BB) e sei que o bicho pega mesmo, mas não entender a brincadeira do Felipão e transformar isto num monstro de 07 cabeças, me parece coisa de quem não tem o que fazer mesmo... rsrsrs Abs.

markito-Pi em 30 de novembro de 2012

Estes vagabundos não vão soltar uma nota oficial explicando porque o "seu" querido banco cede a uma das Roses possíveis um monte de metros quadradods para montar um frege, e pendura na porta umaplaca dizendo que é gabinete de presidentes?

moacir em 30 de novembro de 2012

ERRATA: Por favor,subtraiam do texto das 9:12,já no final: ,AO SER FINALMENTE, Enviei se reler,desculpem

maria em 30 de novembro de 2012

Concordo em genero,numero e grau;que desprazer viver no brasil atualmente:a cada dia uma chatice a mais,como essa reação boba...

moacir em 30 de novembro de 2012

Setti, Em primeiro lugar,acredito que Felipão tem uma tarefa enorme pela frente e deve FOCAR no trabalho de construir uma seleção que consiga,resgatando o desgaste que nos últimos anos vem sofrendo, ( da última vez que me informei o Brasil ocupava a nona posição no ranking da Fifa ) fazer com que milhões de brasileiros (inclusos aí também os milhões de cidadãos funcionários do Banco do Brasil)ganhem nos campos,as partidas que perdem ,todo dia,na vida. Acredito que Felipão possui tanto as qualidades quanto os defeitos que o credenciam a vencer esse desafio.Nenhum brasileiro,ainda que palmeirense como o Augusto,esqueceu toda aquela alegria de 2002.Felipão foi irredutível nas suas decisões,enfrentou o Brasil para realizar seu trabalho do jeito que entendia melhor (sem o Romário e com o Ronaldo)e realizou a missão impossível de transformar nossas estrelas numa constelação motivada. Por anos,pude acompanhar de perto,o trabalho que ele realizou na Seleção Portuguesa,trabalho esse que garantiu a Portugal um segundo lugar no Euro 2004 e um quarto na Copa 2006.Foi impressionante a resposta que os contidos portugueses deram,ao chamamento que Felipão lhes fez a partir dos gramados e balneários para que torcessem,assistissem,apoiassem,agitassem as bandeiras e se orgulhassem da sua Seleção. Eu vi,no verão de 2004,bandeiras portuguesas,fato inédito,enfeitando milhões de casas,nas suas portas, janelas e chaminés do Algarve ao Minho e como os portugueses eu também comprei uma **camisola** e pintei o rosto de verde e vermelho.Felipão é um líder.E como todo líder, controverso. No entanto,me parece que para ter êxito no trabalho que agora ele inicia,se puder somar é besteira dividir. Se houve patrulhamento na reação houve pouca gentileza no discurso. E Setti,tenho certeza que nesse aspecto conto com sua inteira compreensão,as palavras são um troço tão sério,o verbo é um milagre tão grande, que pra mim usá-las é assim como um ritual,um privilégio, algo a ser feito com carinho.AS PALAVRAS QUE DEVERIAM SER PONTES , AS VEZES PRECISAM SER ARMAS,MAS SÓ EM CASOS DE LE- GÍTIMA DEFESA. Finalmente,eu trabalhei durante 8 anos,não no Banco,mas numa de suas subsidiárias.O concurso era impossível,não havia à época, no Brasil, cursos universitários para a minha função específica,para a qual me credenciava uma pós-graduação que fizera na Itália. Eu era o técnico e tinha um chefe bancário que nem remotamente conhecia as regras do mercado onde passara a atuar.Acredite,foi difícil.Eu,o estranho no ninho,tinha que derrubar pelo rabo diariamente, o meu superior hierárquico concursado.Mas eu gostei e aprendi muito, se bem que uma vez encerrada a minha conta -salário ,optei por não mais ter conta no Banco do Brasil.Tive que conquistar meu espaço e o respeito dos meus dessemelhantes.E,que me perdoe Felipão na sua generalização,no Banco encontrei muita gente boa,muita gente sem noção.Funcionários dedicados e desmotivados,inteligentes e medíocres que, como por óbvio,como em qualquer outro lugar de trabalho,em níveis mais ou menos elevados,são submetidos a pressão.O Banco é um microBrasil.Mas por lá são todos canarinhos. Vou finalizar dizendo a Felipão as mesmas palavras que o meu tal chefe bancário concursado e poderoso, deixou no meu e-mail, ao ser finalmente,depois de de mais outra bobagem técnica cometida ,ter sido,finalmente,afastado do cargo.Escreveu ele: **Obrigado por tudo aquilo que eu lhe sugerir fazer,e você realizou com competência.Mas obrigada, principalmente,por tudo que EU lhe disse pra NÃO fazer, e você teimou,bateu o pé, e foi em frente e realizou com excelência** Somos amigos meu ex-chefe e eu,mesmo passados vinte anos.E falando por ele e por TODO o Brasil digo GANHA ESSA EM CASA PRA GENTE,FELIPÃO!!!!!!!

Zé Mane em 30 de novembro de 2012

Sr Ricardo, Vendi um imóvel e o comprador fez o financiamento através do BB. Esse processo, que na maioria dos bancos sérios leva por volta de 45-60 dias, demorou seis meses (180 dias) . E uma gente vagabunda, irresponsável , se acham acima de todos nos . Sou absolutamente contra a privatização dessa porcaria. Tem mais e que fechar as portas definitivamente, alias de todas as estatais.

Henrique Araujo em 30 de novembro de 2012

Quer moleza? Vá falsificar diploma e integrar o conselho do BB Seguros.

Walter Matos Jr em 30 de novembro de 2012

Se trabalhador do BB sofre eu não sei. Sei que, como cliente, posso citar três situações vivenciadas que mostram que Felipão, mesmo sem "ter a intenção", acertou no alvo. Ao contrário de bancários do setor privado, que perdem o emprego se não atingirem metas, os do BB são estáveis. Em duas situações precisei reclamar grosso para ser atendido. Na terceira nem isso adiantou.

FORA PETRALHADA IMUNDA em 30 de novembro de 2012

Desculpe RS! Queria eu ter a pressão toda, que há sobre um técnico de futebol, com salario beirando 1 mi! Já os bancarios... Em tempo...Não sou bancario, não sou da CUT e muito menos petista!

marcio em 30 de novembro de 2012

Setti: a conclusão de seu artigo foi: O Brasil não tem jeito. Eu confirmo, desde que continuemos a votar no PT, tornarmo-nos vítimas de nossa ignorancia. SERÍAMOS UNS ESTÚPIDOS? Aparecerem atos de corrupção nos 3 desgovernos do PT são a cada momento, uma cascata sempre mantida pelo partido que não cessa jamais, desde a chegada ao poder. Mesmo no governo Dilma não tem sido diferente: veja a grande quantidade de ministros que caíram por supostos elos com a corrupção e que foram demitidos; o pior é que o processo não cessa: a cada tempo em pequenos intervalos aparece um outro na sequencia, Cachoeira, mensalão, agora Rosagate. Se continuarmos a votar no PT manteremos esse esquema e as vítimas seremos nós mesmo, de nossa estupidez. Ainda sabemos disso porque ainda não conseguiram controlar a mídia; se continuarmos a votar neles colaboraremos para que sejamos enganados, e nem das multis trapaças saibamos. Só colheremos os frutos de verem os donos do partido numa ótima e todo o resto, nós, uns escravos de materialistas e ateus. E ainda a mais de bico fechado, igual na China

Observador100 em 30 de novembro de 2012

Caro Setti Sou tão ou mais anti PT e anti Lula do que voce mas neste caso penso que o Felipão perdeu uma grande oportunidade de ficar calado. É como dizem: seu silêncio é uma poesia. Quem fala deve saber ouvir.. abraço

8 1/2. em 30 de novembro de 2012

Minha nora trabalha no B Brasil e apos quase 5 anos de muito trabalho seu salario bruto é de 2 mil e pouquinho ( pouquinho ), a pressão pra vender produto financeiro (t. de capitalização principalmente) é violenta, envelheceu o dobro nesse tempo. Lá não tem moleza pra quem não é apadrinhado (PT etc..). No mais Felipão ganhou em sua vida HUM titulo importante na Copa, (Bem arrumadinha pra gente) e garanto que seu salario mensal não está abaiso de 500.000, 00. Nessa porcaria de País as injustiças são varridas sim, pra baixo do tapete.

Maroog em 30 de novembro de 2012

Sobre as indicações políticas da Rose nenhum funcionário falou nada... Sobre o aparelhamento a CUT e a direção do banco não falaram nada.... Ah tá....

Maria Francisca Rangel em 30 de novembro de 2012

Se os nossos queridos funcionários do Banco do Brasil, com todas as garantias e mordomias que têm em seus cargos, atendessem bem ao público, ainda poderiam se queixar. Mas sofro toda vez que preciso fazer QUALQUER COISA em agências do BB. É uma má-vontade com o cliente que vou te contar!

Paranaense orgulhoso em 30 de novembro de 2012

É impressionante este país, tudo vira política e bagunça e demagogia. Pô, deixem o Felipão trabalhar!!!! Ele mal começou e já vem essa turma encher o saco! CUT, PT, sindicalistas... A mesma merda de sempre!

Ronaldo em 30 de novembro de 2012

Na verdade, os funcionários do BB pisam e rolam nos seus clientes, pouco se preocupando com suas reivindicações. O tratamento é de ruim para pior. Felipão tem razão: não quer sofrer pressão vai trabalhar no BB. Sem falar nos rendimentos do Pasep que sofrem um assalto dos funcionários do BB em conluio com políticos e gente do judiciário.

Denise em 30 de novembro de 2012

SOBRE ESSE BARULHO TODO, td o que tenho para comentar é: KKKKKKKKKKKKK!!!!! Falta senso mesmo de inteligência, e de ridículo no Brasil. Ah e de humor!!! Não passa uma sensação, que eles confirmam uma brincadeira, em verdade, através de seus atos?

F penin em 30 de novembro de 2012

Desta feita não concordo com você,Setti. Aliás,gafes assim são coisas de Luiz(s)...

maria luiza guião bastos em 30 de novembro de 2012

Eu que venho aqui todo santo dia para admirar esse Jornalista extrordinário e também seus comentaristas........ hoje fiquei mortificada! Acho que ninguém entendeu nadíssima! ( mas tá faltando gente, não tá? alguns são admiráveis e não vou citá-los para não cometer injustiças). Dou todas as razãos ao comentário do Felipão sim! e não foi infeliz nada. Yeahhhhhhhhh!!!!!!! é esse país que não tem jeito, Caro Jornalista! Grata! Quem agradece sou eu, cara Maria Luiza. Por sua constante presença e por seu comentário amável. Um grande abraço!

ze do matogrosso em 30 de novembro de 2012

..terra de macunaimas, esta é a verdade...Por estas bandas, morreram de dengue, hoje, uns 20. De bala, na fuça uns 10. N afila do hospital do SUS mais uns 8. Droga apreendida uns 60 ks. (mais ou menos uns 10.000 bagulhos.a Branco, estádio do MT, vai custar mais de 1 (hum) bi.

Marco em 30 de novembro de 2012

Don Setti: Só estou "dizendo" q não tenho a intenção de polemizar com o Zé, q me citou, com qualquer outro tudo bem, não, q não acho discutir com o Zé atrativo,mas como disse, gosto dos comentários dele no disseram. É só isso, se for outro vamos em frente. Abraços.

jonas em 29 de novembro de 2012

deixa ter se eu entendi. o trabalhador do BB sofre horrores e no concurso pro mesmo milhões de pessoas se inscrevem. serão masoquistas? parece concurso pra professor no rs .todo mundo fala que é um horror. mas milhares se inscrevem. também pudera. aposentadoria aos 25 e expectativa de vida de 85 anos.

Marco em 29 de novembro de 2012

Don Setti; Por cortesia e gostar dos comentários do Zé do Matogrosso, humildemente me reconheço, como burro e nada esperto. Não estou fazendo nenhuma ironia. Abraços ao Zé e nos cruzamos em outros comentários. Abs. Querido amigo Marco, não entendi! Acho que o burro aqui sou mesmo eu...

ze do matogrosso em 29 de novembro de 2012

,,desculpe Sr.Setti, por transformar seu blog em apêndice do face. Post abaixo. O mau caratismo, o anominato, fazem certos pulhas se tornarem paladinos.

Cesar em 29 de novembro de 2012

Ricardo, dessa vez você foi infeliz. A rejeição surgiu de dentro do próprio Banco do Brasil, de seus funcionários. Gente comum que sentiu-se ofendida pela declaração. Gente que contesta e não aceita os vendidos da CUT como seus representantes. O que os sindicatos, a CUT e o próprio BB fizeram foi aproveitar-se da onda e figurarem como defensores de todos nós. Bando de pelegos oportunistas!

Marcio Y em 29 de novembro de 2012

Caro Setti, totalmente fora do assunto, mas já postei na coluna do Augusto e do Reinaldo: Olhando a gravação da última sessão do mensalão, percebi um detalhe mínimo, que passou desapercebido aos olhos de todos, no exato momento em que antecede a intervenção do advogado do Paulo Cunha por questão de ordem, o ministro Lewandovski lhe dá um rápido sinal com a cabeça, quase uma "deixa" para o advogado agir. Reveja com atenção e me diga se estou ou não enganado. Abs Obrigado pela dica. Um abração!

Fernando Stickel em 29 de novembro de 2012

De fato, o Brasil sob carga tributaria de quase 36%, cotas raciais, desgoverno do PT, corrupção galopante, patrulhamento e burrice inomináveis, cinismo e cara de de pau nunca antes vistos, não tem jeito.

ze do matogrosso em 29 de novembro de 2012

...desculpe, marco das 22,03 hs. Sua frustação talvez seja decorrente do empenho nos estudos para entrar no BB. Hoje sou aposentado.Quando prestei concurso, acho que voce não era nascido. Tinha, portugues, inclusive redação, matematica, hitória geral, geografia, uma lingua (frances,ingles ou espanhol)datilografia e conhecimentos gerais. O concurso era a nivel nacional.Ma aposentei com 30 anos de casa (hoje 35), com sastifação entre ambas as partes. O Banco fez a dêle e fiz a minha. A PREVI, nossa caixa de previdência, que hoje complementa os salários de nós os aposentados, existe há mais de 100 anos. Dirigentes eleitos em eleições livres. Até na Ditadura. É o que é. Não sei hoje, mas tinhamos no trabalho e no ideal que o nosso Banco era do BRASIL.Assim o foi. Não sei se é. Pela aleivosia e falta de conhecimento relatado em seu post, sugiro tentar o QI ou a Rosymeire para conseguires uma vaga. Deslculpem, mas nos governo de seu estado deve ser mais fácil. É governado por uma ex ministro do LULALLA, de quem voce deve ser eleitor. Tente por ai, aqui precisa trabalhar.

wilson em 29 de novembro de 2012

TÔ começando a gostar o Filipão. Qualquer mortal Sabe que em estatal ninguém manda e greve é aquela Festa do caqui. Ter conta em banco estatal é aquela emoção.

Corinthians em 29 de novembro de 2012

É. O "politicamente correto" tomou conta de tudo. A esquerdopatia é a falta de pensamento corrente no Brasil. Brincadeira boa é quando os que seguem a seita o fazem. Quando são outros, aí ficam melindrados. Coitadinhos dos bancários do BB - principalmente em ter a CUT como defensora que precisa ficar repetindo que o BB faz parte do sistema financeiro - aquele ente malvado... Contar piada hoje em dia tá cada vez mais difícil. Primeiro por que é comum ter que explicar o que foi dito. Segundo por que o maldito corporativismo que pretende separar tudo e todos (lembro-me de Morgan Freeman pedindo para não ser rotulado) vai se sentir ofendido sempre. Cuidado comediantes - na versão invertida de república que temos hoje governada pelo petismo, depois dos jornalistas o alvo são vocês.

Jan Dalollio em 29 de novembro de 2012

Cá entre nós. Felipão nunca foi da estirpe dos politicamente corretos. Disse uma asneira; ponto. Se forem contados os minutos de pressão em dólares ou reais, pela qual todo brasileiro apaixonado por futebol gostaria de passar, Felipão jamais poderia dizer que "sofre" com pressão. Técnico da canarinha é uma honraria; talvez a maior de todas as existentes no Brasil. Nem deveria ser remunerada a função de comandar a paixão nacional vestida de verde-amarelo no Maracanã. Se a CUT ou o raio que o parta fez ou não fez um auê aloprado, isso são outros quinhentos. Agora, que esses técnicos milionários de futebol não deveriam perorar no altar da pressão paga a peso de ouro, também é tão óbvio quanto ululante! A remuneração do técnico da seleção deveria ser por paixão nacional, vinculada, exclusivamente, a levantar o caneco de número 6. Perder em Casa e repetir 1950 confere um único direito ao técnico do escrete nacional: um pé no traseiro e uma vaia capaz de ser ouvida do Oiapoque ao Chuí. Felipão não é o melhor técnico do país, mas estou de acordo de que do jeito que o futebol nacional está caindo pelas tabelas ele é "o cara". E que os deuses do Olimpo, os orixãs da Bahia e todos os santos não permitam que um silêncio ensurdecedor seja feito na decisão do mundial de 2014, fazendo-nos ouvir o eco de 50. Por evidente, nem os jogadores, muito menos a comissão técnica, sequer dispõem do benefício da dúvida de não chegarem à finalíssima. Felipão não estava se queixando das pressões. Justamente dizia que o cargo já inclui isso. Você, que acha que técnico da seleção não deveria nem ser remunerado, deveria, como eu fiz, cobrir uma Copa do Mundo para ver o que é bom pra tosse. Nem presidente da República recebe tanta pressão, tanto palpite, tanta injustiça, tanto xingmento, tanta tentativa de interferência. Qualquer salário que ganhe, acho eu, é pouco...

Marco em 29 de novembro de 2012

Don Setti; Q palhaçada, essa expressão é usada aqui no RS, desde da Dec. de 70, no nosso futebol. Agora o BB do Brasil é q tem q explicar quanto é o % de demissão do Banco. Ai podemos começar a conversar se é ruim, e tb quanto é por vaga no seu concurso. Acho q se quiser o Felipão abre, uma série de pautas para discutir todos os termos morais do BB nos últimos tempos. Aí vamos ver quem é o acusador. Felipão vai para cima deles, é uma grande chance para os cidadãos de bem. Saber qual é a atualmente a finalidade desses caras do BB. Abraços.

Anonimo em 29 de novembro de 2012

Caro Ricarfdo Que pena que a CUT não empulhe assim para dispensar o trabalhador de pagar o Imposto Sindical.

Tucson58SP em 29 de novembro de 2012

MESMO SENTIMENTO… Esse foi meu exato sentimento quando li a respeito dessa manifestação. Tenho certeza que milhares, talvez milhões de brasileiros viram isso pela mesma ótica que você está colocando. Isso é de alguma forma foi benéfico ao bom senso para que os formadores de opinião, ou seja, a sociedade brasileira, devagar e sempre mantenha um sentimento de atenção aos que querem influir até no modo de se expressar, barrando uma liberdade que é inerente a vida e ao cotidiano e continuar barrando atos de censura e de defesa de politicamente corretos, que é bem típico de totalitarismos. Queremos é liberdade e oxigênio para poder respirar e viver sem ser policiado.

Thomas em 29 de novembro de 2012

A indignação dos funcionários do Banco não é por corporativismo, não. É porque a frase é mentirosa mesmo. A pressão é enorme, e muita gente adoece, toma remédio tarja-preta, se mata etc. Já a consequência de ser treinador da seleção, até onde eu pude analisar, é ficar um pouco mais rico, viajar pelo mundo, escolher um time grande europeu para treinar, ficar ainda mais rico, receber comissão em negociatas com jogadores perebas convocados etc. Eu troco a hora em que o Felipão quiser. E garanto que com minha larga experiência em Championship Manager e Football Manager, monto um time muito melhor que o dele.

Tucson58SP em 29 de novembro de 2012

MESMO SENTIMENTO... Esse foi meu exato sentimento quando li a respeito dessa manifestação. Tenho certeza que milhares, talvez milhões de brasileiros viram isso pela mesma ótica que você está colocando. Isso é de alguma forma benéfico ao bom senso e para os formadores de opinião para, devagar e sempre, a sociedade brasileira manter um sentimento de liberdade e continuar barrando atos de censura ou de defesa de politicamente corretos, que é bem típico de totalitarismos. Queremos é liberdade e oxigênio para poder respirar e viver sem ser policiado.

ze do matogrosso em 29 de novembro de 2012

...só concordo que o Brasil não tem jeito. Até as pedras sabem que o humor e afabilidade não é o forte do filipão. Não precisava cutucar classe nenhuma, vez que qual ele pertence, é nababesca e não costuma dar sastifações a ninguém. Bastava ter dito se tinha ou não culpa pelo rebaixamento do palmeiras. O cara é casca grossa.. Aguardemos...

Thomas em 29 de novembro de 2012

Realmente, deve ser uma loucura ser técnico da seleção brasileira, a profissão dos pesadelos de qualquer um, muito mal pago, nem dá pra pagar um plano de saúde, nem uma previdência privada, porque não sobra nada no final do mês. Por sorte não me escolheram para carregar essa cruz, e eu estou no BB, na moleza, só esperando minha aposentadoria.

francisco filho em 29 de novembro de 2012

Afinal q CUT É ESTA? A que ala de estudantes essa CUT de hoje se faz representar. O QUE É FEITO COM O DINHEIRO Q ESSES SENHORES RECEBEM PARA REPRESENTA ESTUDANTES DE TODO O BRASIL. Acho q deve fazer uma eleição democratica na CUT. PARA Q OS ESTUDANTES DESTE BRASIL VOLTE A TER ORGUNHO DA CUT.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI