Publicado originalmente em 17 de setembro de 2011

Não são poucos os leitores do blog que duvidam que pinturas hiperrealistas sejam isso mesmo — pinturas feitas por artistas com tintas e pincéis, e não fotografias. O fato, porém, é nem mesmo os leitores céticos deixam de apreciar as obras hiperrealistas que trazemos no blog.

Foi o caso, por exemplo, dos recentemente publicados quadros do francês Matteo Mezzetta. Agora você poderá apreciar a competente e polêmica Lee Price, autora de uma obra pra lá de original, centrada em autorretratos em que quase sempre aparece nua.

O ângulo de visão de Price, assim como os detalhes íntimos ou os cenários escolhidos, não são nada convencionais. Ela se retrata rodeada de frutas, doces e até de junk food, só que não na sala de jantar ou na copa, e sim no banheiro, na banheira, na cama, no chão. São cenas solitárias, que abordam a mulher e o alimento, mas nas quais estão implícitas questões complexas como a compulsão, o excesso e, eventualmente, algum recato — daí a escolha de espaços privados.

A visão de Lee inclui um toque de voyeurismo, como se ela estivesse olhando para si mesma com um distanciamento seguro, que não inclua a decisão de parar com o comportamento compulsivo.

Ela pinta sempre com tinta a óleo, sobre telas de linho tratado.

VEJA TAMBÉM:

Nudez, sexo, ousadia nos quadros hiperrealistas do americano Terry Rodgers

São fotografias em preto e branco? Não, são pinturas. Confira

Image
“Auto-retrato na Banheira com Sorvete”
Image
“Grelhados de queijo II”
Image
“Cereais”
Image
“Merengue de Limão”
Image
“Panquecas de Blueberry II”
Image
“Redemoinho de Morango”
Image
“Sorvete”
Image
“Sorvete III”
Image
“Tortinha de Morango II”
Image
“Tortinha de morango III”

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 2 =

196 Comentários

olavo em 17 de outubro de 2014

so faltava ela ficar de roupa na banheira...

felipe leal em 17 de outubro de 2014

Cada um tem liberdade de fazer o que quer e saber separar o certo do errado.cada pessoa,cada lugar,cada cabeça,cada personalidade!

Dyrson Alvarenga Bastos em 14 de outubro de 2014

Só coragem, As famosas estão perdendo a vergonha para se promoverem!

FM em 13 de outubro de 2014

Com uma banheira dessa, quem vai pensar na falta d'água?

Elizete em 12 de outubro de 2014

é bom, é gostoso e relaxante.

Sergio Almeida em 10 de outubro de 2014

Rê Bordosa ???

João Bustos Moreno Neto em 09 de outubro de 2014

Às mulheres lindas e sensuais, cheias de charmes e elegantes, prefiro vocês!

Rainer em 08 de outubro de 2014

Pra mim, o conceito de Arte consiste em tudo que é inovador e belo.

ricardo marzzolli em 05 de outubro de 2014

"Se é arte ? - não sei , mas que ela tem um corpo lindo e é linda sem duvidas ...MARABILHOSAS ....

Marcia em 05 de outubro de 2014

O feio não pode ser arte inteligente. Não acredito em arte feia, só em arte bonita, no caso as flores.

Marcia em 05 de outubro de 2014

Arte pra mim, só se tiver flores. Isso ai de cima só me mostra que essas mulheres precisam se depilar. Essas imagens com esse monte de pelos nas partes baixas é muito feio. O feio não pode ser arte inteligente. Não acredito em arte feia, só em arte bonita, no caso as flores.

Paulo Ângelo do Vale em 04 de outubro de 2014

O post trata de uma artista e de suas obras, e não merece um comentário grosseiro e cafajeste como o seu, que, naturalmente, foi deletado.

Helena em 02 de outubro de 2014

Os melhores são: Auto Retrato na banheira Com Sorvete, Merengue de Limão e Rodamoinho de Morango, todos muito sensual e pousaria se tivesse 20 anos.

Geraldo Gonçalves de Oliveira em 01 de outubro de 2014

O estilo da Dilma não é apropriado para uma pessoa que ocupa o cargo de presidente. Ela é extremamente agressiva, deseducada e inculta. Entre outros defeitos, em suas entrevistas, fornece números que não refletem a verdade, conforme ocorreu no jornal Bom Dia Brasil, dias atrás. Talvez, assim proceda, movida pela ganância de poder.

Anjos em 28 de setembro de 2014

Que shows linda mulher

Gabriel Barbosa em 24 de setembro de 2014

Pura arte, sensacional.

JOSE SERGIO CORREA em 09 de setembro de 2014

As regras para publicação de comentários no blog, conforme relembrei aos amigos leitores incontáveis vezes, não aceitam textos escritos somente em maiúsculas, em respeito à boa educação, aos leitores e seguindo uma norma internacionalmente praticada na web. Como presumo que você saiba, palavras em maiúsculas significam palavras gritadas, não é mesmo? Confira as regras no link http://goo.gl/u3JHm Obrigado

Anti-CorruPTo em 23 de julho de 2014

Bom, se isso é pintura essa artista é melhor que Da Vinci!

Anti-CorruPTo em 23 de julho de 2014

Coitados das panquecas, sorvetes, cereais etc... quem percebe-los é porque não gosta da fruta.

Alberto B. Silva em 07 de julho de 2014

É bom que a fifa comece analisar a postura e a capacidade dos árbitros que ela mesma escolhe para apitar jogos, e cobrar dos mesmos mais responsabilidades e humanismo, porque isso que aconteceu com o jogador Neymar Jr,da seleção brasileira, esse ato de covardia e arrogância praticado dentro de campo, contra o nosso jogador, é um absurdo, sabe-se que dentro de campo há desentendimento, os juízes de um modo geral não podem fingir que não ver, ora, digamos que se Neymar ou outro jogador, fosse covardemente agredido, como aconteceu, e todo o mundo viu, menos o juiz! e se tratasse do filho dele, será que teria a mesma postura? é bem provável que não, uma partida de futebol, ao meu ver deve ser um espetáculo e que nem sempre, o melhor será o vencedor, existem as zebras, porém não nos dar o direito de agredir covardemente o adversário, mesmo sendo uma seleção inferior a nossa, duvido muito que os familiares desse jogador de índole malíssima, cara de pau, que agrediu nosso atleta, tenham aprovado essa atitude de cretinice, mal caráter, covardia, destruidor de sonhos alheios do jovem atleta, podemos imagina o quão importante é para um jogador, disputar uma copa do mundo em seu país, e em fração de segundos, esse sonho, viajar no tempo, e ser adiado por mais quatro anos, porque um desiquilibrado mental, pelo impulso malíguino de sua crueldade, assim o fez. Esperamos que os dirigentes dessa tal fifa, reflitam, e sejam prudentes, para que de alguma forma, tentem orientar seus árbitros no sentido coibir violências dentro de campo e punir com rigor àqueles que entram para jogar, com comportamento de agressividades, coisa que o resto do mundo não quer ver. Predominem os valores em qualquer instância, não existem mais lugares para perversidades. (Aprenda perder, colombiano...)

Alexandre Novaes em 01 de julho de 2014

A técnica que ela usa nos quadros não é da projeção, ela plota uma foto em uma tela, e depois vai pincelando por cima, depois da facilidade de se imprimir telas(mesma máquina que imprime banners)vários artistas estão fazendo este tipo de trabalho.

miguel mouta em 24 de junho de 2014

Sensibilidade de afetado, de esquerda-caviar. Rubbish. Nothing new; essa estética de denúncia , velha e desgastada, só confunde mais a cultura, nesse país de mentiras.

Gaetani em 22 de maio de 2014

A artista possui uma técnica bem apurada. Esse tipo de efeito hiper-realista é obtido através da projeção da fotografia em uma tela. A partir da projeção o artista "marca" os pontos significativos do desenho para que a proporção seja exata. Depois, com muita paciência e técnica vai pintando sobre a tela, parando de vez em quando para projetar novamente sobre a tela e conferir a exatidão da pintura. Por incrível que pareça essa técnica foi primeiramente utilizada - ainda que de uma forma mais rudimentar - por artistas como Caravaggio, que usava uma técnica de projeção em uma câmara escura para realizar suas obras.

cleber em 16 de maio de 2014

pintura hiper-realista mais conhecida hoje em dia como foto shop Não é verdade, ela pinta mesmo. Vários do hiperrealistas foram filmados e fotografados realizando suas obras. Não diminua o valor da moça, Cleber!

Jose Roberto em 13 de maio de 2014

Muito bem feitas e que arte.

Fernando em 11 de maio de 2014

Se fosse um quadro, seria uma obra morta.

Adri em 29 de abril de 2014

oi. Achei um espetáculo as pinturas. Não acho que podemos dizer que ela seja solitária ou deprimida postando momentos em que ela assim como todas as mulheres se isolam para curtir do prazer oral advindo de um bom alimento. Ela nunca disse que come todos os alimentos que foram postados em um único dia e nem que seja solitária ou depressiva. Para quem lê mais atentamente seu objetivo foi pura e simplesmente ilustrar momentos cujos quais todas mulheres(e até mesmos homens) em sua vida que se isolam para apreciar algum prazer alimentar e em alguns momentos o exagero vindo disso. Ela por ser esbelta e bonita com certeza não come isso todo dia mas tb desfrutou desses momentos em sua vida como todos. Só não entendi o comentário do artista plástico Marcelo Leite dizendo que ela deu só umas pinceladas e o resto foi tzcnologia, vc sabe me informar o que quis dizer com isso? Imagino que ele tenha sugerido que se tratam de fotos, com uma camada de tinta por cima. O que é uma forma de desvalorizar um artista hiperrealista, cuja técnica consiste, justamente, em pintar de forma tão absolutamente próxima do original que pareça um retrato.

rubens em 01 de abril de 2014

Muito bonita. Linda de corpo é um avião Bom Dia

Rodrigo Gordo em 25 de janeiro de 2014

"FÁBIO CARDIM - 22/01/2014 às 10:03" Fábio, dá uma olhada na arte de uma cara chamado Dru Blair. Vale a pena!

FÁBIO CARDIM em 22 de janeiro de 2014

É impossivel que se pintem tantos detalhes numa ponta de pincel ou lápis. Reparem na imagem "Cereais" o chão do banheiro, cheio de formas geométricas milimetricamente exatas. Conta outra! Melhor essa senhora escrever livros do tipo Harry Potter e baixar o facho. Não é apenas ela. São centenas de artistas hiper-realistas que fazem trabalho parecido, e é pintura, sim. Verifique nos links ao final do texto. Fazem coisas inacreditáveis-- é a praia deles, deixar os observadores em dúvida atroz sobre se se trata mesmo de pintura. Eu não apresentaria aqui no blog uma fraude!

Gilson da Silva em 21 de janeiro de 2014

Está com veio ao mundo.

HELIO ONDIARIA em 06 de janeiro de 2014

Eu só queria dividir a banheira e cama com uma delas.

Ferreira Pena em 28 de setembro de 2013

Não é possível, aí abaixo disseram que a pintura é melhor que a corrupta Ideli Salvatti! Deus do céu, como meter um tribufu daqueles aqui?

Observadordepirata em 16 de agosto de 2013

Gostei.

HENRIQUE PEREIRA em 15 de agosto de 2013

muito obrigado, RICARDO, esta mata me mata e me trás boas, muito boas recordações. pois me lembra uma pessoa do passado, não muito distante.

GEROLDO ZANON em 15 de agosto de 2013

Muito melhor do que a IDELI SALVATTI

joao em 24 de junho de 2013

MUITO LINDA

jj em 24 de maio de 2013

É isso que o mineiro chama de trem BÃO, e eu tam- bém! Adorei!

welison em 22 de maio de 2013

ficar mais nua você fica mais bonita.

Patrícia em 21 de maio de 2013

Não se pode fazer algo diferente que todos criticam, um por não achar que não é arte, outro pelo tema não convencional e até mesmo por causa dos pelos. Quando na verdade a arte está na maneira que cada um vê as coisas.

Anderson em 05 de maio de 2013

Procurem no Google por Fabiano Millani, brasileiro que tem obras fantasticas e pinturas super realistas, tem no youtube tbm.

mad max em 26 de abril de 2013

Simplesmente fantástico !!!

Paulo Ricardo Braga em 25 de abril de 2013

NÃO EXISTE GAY!!! Existe gente de mal gosto ou cegos que vem mais não enxergão! :-)

João Carlos Garcia em 25 de abril de 2013

Como mulher é linda!!! é a obra mais perfeita do mundo!!

eliana rodrigues em 21 de abril de 2013

cada um com sua ( loucura ) arte ! :)

camila da silva em 18 de abril de 2013

vai ser feia longe de mim

francisco pucuta nsazi mbongo em 17 de abril de 2013

quero testemunhar como o sexo é feito nos outros países do mundo

Tato em 11 de abril de 2013

Ia até falar que essa artista era muito fraca, que só tinha tirado um monte de foto pelada e colocado numa galeria para fazer arte... mas isso aí são pinturas mesmo? Acho que o pessoal deveria tentar desenhar um Ó com um copo antes de dizer que uma pessoa dessas não tem talento. ~ Eleitos são aqueles para quem as coisas belas apenas significam Beleza. - Oscar Wilde É evidente que são pinturas, Tato. Você acha que um colunista de responsabilidade iria mentir? Há inúmeros pintores hiperrealistas cuja obra é um espanto -- algumas parecem fotos tiradas com macrolentes. Publiquei vários posts a respeito, alguns deles indicados no pé do texto deste a que vocêse refere. Confira. Abraço

José Carlos Lopes de Oliviera em 01 de abril de 2013

Lindo ensaio. Muito bem bolado, parabéns. Ficou muito bonito.

micael em 25 de março de 2013

você e doido beleza de uma mulher provando iguarias ela vai ter uma vastar dor de barriga e deve ter engordado uns..3 kilos,ela e uma mulher depressiva so nesse mar de gordura todo céptico e louco mesmo.

JORGE GILSON em 04 de março de 2013

So a belesa natural e a sensualidade ja dis tudo so fala mau quem não sabe enxergar a belesa nua de uma linda mulher que ja e doçe e degustando iguarias que so de olhar da agua na boca manda pra min essa deliçia

marcelo Santos em 03 de março de 2013

Arte? Nao se consegue ver nada definido. A unica mensagem que ela traz, e de uma mulher profundamente deprimida, que esta comendo sem parar.E ca entre nos! Pela quantidade de calorias que ela comeu nessa banheira, mais alguns dias, e ela nao consegue mais sair dai, de tao gorda. Note que nos finais da foto, ela ja esta meio que de lado na banheira, dando a impressao que nao esta cabendo mais neste espaco.Sera que e a banheira que esta encolhendo??????

Lena Leal em 25 de fevereiro de 2013

Isso é arte??

Nestor Carvalho em 24 de fevereiro de 2013

Pode até ser pintura. Mas quanto a ser Arte, já é outra história. Me parece mais ser apenas excesso de tempo livre, ou seja, a popular falta do que fazer. E a mensagem, então... Ops! que mensagem?

Honneur Monção em 22 de fevereiro de 2013

Muito bom, mesmo......

Rui de Moraes Torres em 13 de fevereiro de 2013

Não me convenceu. Tem que MELHORAR, e muito. Assim, diz que esta,,,,,,,, DISPONÍVEL.

Raquel em 12 de fevereiro de 2013

Como alguns colegas escreveram, não há mal algum em apreciar estes quadros como arte; entretanto meu querido William Waterhouse está se revirando no túmulo ao definirem estas obras como "pintura".

Wallace em 05 de fevereiro de 2013

Não entendo muita coisa de arte e no colegial quase bombei nessa matéria, rsrsrs, porém achei espetacular a mensagem que ela traz. Parabéns Lee Price!

Juão em 31 de janeiro de 2013

Engraçado que sempre tem um afeminado para reclamar dos lindos pelos púbicos das poucas mulheres que ainda fazem a CARIDADE de não se depilar, já que o que mais tem no mundo de hoje são essas frangas sem pelo nenhum... será que um dia os pelos púbicos voltarão a ser bem vistos meu Deus?

wandrynho em 29 de janeiro de 2013

ficaria bom se ela depilasse essa selva...rsrsrs

Graziela em 26 de janeiro de 2013

Essas obras são incríveis, retratam os sentimentos de tantas mulheres!!! Melhor ainda é ler os comentários, que, de certa forma, complementam a apreciação dos trabalhos da artista.

Vinícius Gomes da Paixão em 20 de janeiro de 2013

Por favor, sempre que eu acesso essa revista a única coisa que eu vejo de arte é esse blá,blá,blá hiper-realista. O portinari, o cubismo, dadaísmo, surrealismo, impressionismo, o barroco eo renascentismo ?

moacir em 13 de janeiro de 2013

Setti, Algumas considerações: -134 comentários num post de arte é algo inédito. -Haja paciência! -Estranho que insistam que pintar hiperrealisticamente assim é impossível,em vez de se maravilharem com o talento e a técnica que os quadros gritam. -obras de arte são mensagens abertas e não precisam ser explicadas ou interpretadas ou rotuladas.Falam ou não falam com a gente. -da mesma forma que a obra evoca a compulsividade ao comer para **adoçar o amargor da solidão**,por não poderia sugerir o prazer táctil da água,o prazer de comer,o prazer de olhar ,a nudez a convidar o observador a entrar naquela banheira e experimentar a vida? Os quadros são belos.E só.

Mari Labbate - SP em 02 de janeiro de 2013

Esses retratos caracterizam a moderna-mulher-doente! A mulher-sadia prefere aparecer nua em cenários maravilhosos como o enigmático mar, belíssimas cachoeiras... ou imersa em um perfumado jardim de flores.

Marcelo Leite em 30 de dezembro de 2012

J. DE OLIVEIRA: ok, respeito você e a sua opinião, e tomara que eu esteja errado a respeito do hiper-realismo. Mas uma dica: tocar com os dedos um trabalho hiper-realista e sentir a textura de uma pintura, não significa que este trabalho tenha sido feito com as técnicas que caracterizam uma pintura - ou que seja uma pintura, você compreende? Apenas para exemplificar: se você tocar uma fotografia antiga, dessas que eram pintadas por cima, também sentirá a textura de uma pintura nas pontas dos dedos, o que não significa que seja uma pintura - continuará a ser uma fotografia retocada. Outra dica: procure assistir a uma pintura hiper-realista ser realizada desde o começo até o fim ( e não da metade para o final ou algo assim, mas desde o começo!) e observe as tecnologias que serão empregadas. Se o artista usar apenas técnicas de pintura e conseguir resultados como os mostrados acima, estará de parabéns, pois terá suplantado, ao menos na questão da representação da realidade, aos maiores gênios da pintura, como Vermeer ou Diego Velázquez, mas acho isso pouco provável... E se eles, por outra forma, realizarem seus trabalhos por cima de alguma base, algo próximo a uma fotografia, isto, sem falsa modéstia, seria algo que meu mestre de pintura ou eu conseguiríamos fazer em cerca de duas horas... Mas não seria uma pintura. Minha crítica, em suma, é esta: conforme a tecnologia empregada, vender esses trabalhos como "pinturas" significa mentir para as pessoas. E, em nenhum atelier em que estive, em nenhum livro de História da Arte, em nenhum período em que os artistas tinham como objetivo pintar o mais realisticamente possível, jamais vi algo assim. De duas uma: ou estamos diante de uma nova leva de artistas superdotados, de gênios incompreendidos que colocariam nos pés os maiores gênios da pintura realista do passado, ou... estamos diante de empulhadores. Cada um que acredite no que quiser, mas acredito na segunda hipótese. Por que não divugam um vídeo, MOSTRANDO DESDE O INÍCIO, a partir de uma tela em branco, como esses trabalhos são feitos?

J. de Oliveira em 10 de dezembro de 2012

Marcelo Leite, com todo respeito a sua faculdade de arte: já vi pinturas de artistas realistas que pintam tão perfeitamente quanto uma foto (tive que tocar para ter certeza que era pintado).Não sei se é o caso da artista acima.

FenrirGDR em 04 de dezembro de 2012

Retrato fiel da mulher moderna, feminista, independente e solitária. Procurando na comida algo que supra suas emoções, a famosa gula compulsiva. Só faltaram os gatos ao redor.

FM em 25 de novembro de 2012

A arte e um corpo femenino só pederia compor algo belo e suave. Na coleção nos chama atenção as diferenças do que se repete. Muito artistico. Como ela consegue?

almir nonato em 25 de novembro de 2012

gostei foi tudo de bom

Marcelo Leite em 22 de novembro de 2012

Os artistas do tal "hiper-realismo" (esta é a grafia correta) estão sendo tratados como "gênios incompreendidos"... Coitadinhos, não é mesmo? E seus críticos, quaisquer que sejam, são trogloditas. Mas o fato é que os comentários elogiosos expostos aqui são emotivos e não técnicos. Por isso, suponho que partiram de gente desprovida de estudos mais profundos sobre arte. Isso é democracia, claro, todos podem opinar. Estudei arte a vida inteira, e numa das fases, durante quatro anos com um pintor espanhol, formado em Salamanca, chamado Ângelo Martínez, que dominava como poucos o realismo. Afirmo, sem falsa modéstia, com base em minha experiência, que essas obras não foram feitas a partir de uma tela em branco, com o uso apenas de técnicas de pintura, e também que, conforme os recuros empregados, nem são necessárias técnicas apuradas de pintura. E a tecnologia empregada nessas obras não se limita a algo como a câmara escura, usada por Vermeer. É muito mais do que isso... Não sou "contra" o hiper-realismo, nem haveria sentido nisso. A meu ver, é apenas mais um movimento, mas não algo sério. Apenas kitsch direcionado para as massas. Mas sou contra, isso sim, que esses trabalhos sejam tratados como "pinturas", porque isso seria falso. O comentário abaixo resume a questão: "Wilsmidt - 26/03/2012 às 0:27 Mas isso aí NÃO é pintura! Todas são fotografias. Basta ver as fotos 7 e 8 (Sorvete I e II): as cores da banheira e da água e as posições dos potes de sorvetes são exatamente as mesmas, inclusive as sombras. Até o conteúdo dos potes pode se ver que são os mesmos. Ademais, ninguém pinta tão REALISTICAMENTE assim, com esses tipos de pose. Até pode ser arte, minúscula, arte fotográfica. Chamar de PINTURA é pura enganação." Apenas acrescentaria, ao comentário acima, que algumas pinceladas foram efetivamente dadas, mas isso não basta para chamar a esses trabalhos de "pinturas", como ele corretamente asseverou. Michelângelo, Leonardo e Vermeer PINTAVAM. A artista acima usa instrumentos tecnológicos modernos para fazer sua arte, que pode também ter seu mérito, mas não é pintura. Apenas não confundam isso, por favor!

Louis Ferreira em 15 de novembro de 2012

Maravilhoso trabalho, muito bom gosto sem cair no ja visto !

Bruno Sampaio em 11 de novembro de 2012

Muito interessante, mas me faz pensar no método de trabalho da artista. Eu "chutaria" que ela se fotografa em casa e em casas de amigos (o que explicaria as banheiras de cores diferentes, a inclusão de piso ou não) e depois, a partir dessa foto, faz o quadro a óleo sobre tela. Pensamdo assim, a coisa perde um pouco a graça. Agora, se ela, partindo do nada, à mão livre consegue um resultado desses, é realmente um feito e tanto. E, por favor, deixem a moça tratar os próprios pelos pubianos do jeito que quiser, isso aqui (ainda) é um país livre.

Luiz Carlos em 30 de outubro de 2012

Eu acho quue a mulher depilada fica igual a um frango antes de ir ao fogo. Feio e sem graça.

Donata em 24 de outubro de 2012

Lindas pinturas, lindas e poéticas mensagens! Interpreto, caro Ricardo, que ela não procura um espaço solitário para comer mas, sim, come porque é uma solitária! Quanto às grosserias de alguns comentários, o melhor deles é que nos permite ver o quanto vc é gentleman! Obrigado, prezada Donata. E volte sempre ao blog! Abraços

gonçalo em 14 de outubro de 2012

parabens povo brasileiro por ter um ministro como joaquim barbosa,homem puro, homem integro, sem medo de falar em nome da lei e fazer valer, até os proprios colegas tem receio de falar bobeiras,estou até acreditando na justiça, parabens joaquim barbosa o povo brasileiro precisa de alguem como mm ministro,

José Silva em 07 de outubro de 2012

Ricardo: Você pode me explicar por que a mídia brasileira boicotou a informação de uma médica norte-americana que recomenda as mulheres a não depilar o púbis? Ao ver que a mulher, que aparece na banheira, não está depilada, me lembrei de perguntar a você sobre o boicote da mídia. Eu pesquisei na internet em quatro línguas, mas em português não achei nada. Um resumo da notícia: "Emily Gibson adverte que a eliminação dos pelos pubianos naturalmente irrita e inflama os folículos pilosos, deixando feridas abertas de tamanho microscópico. O problema, acrescenta ela, é que esta irritação se combina com o ambiente quente e úmido dos genitais, tornando-se um "caldo de cultura" para algumas das mais "repugnantes" bactérias, entre elas o estreptococo do grupo A, o estafilococo dourado ou a cepa deste último que se tornou resistente a vários antibióticos". Como você vê, a informação é muito importante em tempos de depilação massiva. Sugiro a você que pesquise na internet sobre este assunto. É só digitar assim no Google: Emily Gibson stop shaving. Quem deseja ler em espanhol, pode digitar assim: Emily Gibson recomienda parar la depilación. Se você preferir ler em francês, digite assim: Emily Gibson est contre l'epilation. Nestas três línguas - inglês, espanhol e francês - existem muitos resultados. Mas, em português não há nada. A médica derruba o principal argumento dos fanáticos pela depilação que dizem que se depilam por uma questão a higiene. Mas, eles não sabem eles que isto é uma grande ignorância. Dá para imaginar o que entra na boca de um homem que faz sexo oral com uma mulher depilada? Entram estas bactérias "repugnantes". Isto é higiênico??? Um abraço, Ricardo!

LadyMetal em 27 de setembro de 2012

Ainda não acredito que seja pintura, estou abismada!!! Nem sei descrever o que senti vendo tds as imagens se pudesse imprimiria e colocaria em tamanho real. Lendíssima, belo trabalho e bela modelo. Estou impressionada como ela coseguiu exteriorizar o que grande parte senão todas sentem!!! Vlw, esperarei ansiosamente novos posts!!

Renato Carvalho em 22 de setembro de 2012

Ricardo, parabéns pelo blog e gratíssimo pelas exposições hiper realistas. Nada a acrescentar além de um maiúsculo UAU!!! Como artista plástico, morro de inveja (inveja "branca", que fique claro). Como leitor, fico chocado (ainda Renato!) com a grosseria e ignorância de alguns comentários. Como terapeuta que trabalha basicamente com o alinhamento dos hemisférios cerebrais, sugiro que você seja mais rígido na moderação dos comentários a fim de criar o que chamamos de "campo de energia" onde as opiniões podem (e devem) ser diversificadas mas dentro de uma ética e respeito. Não entender e não gostar é um direito, mas exposições gratuitas de boçalidades NÃO. O que acontece nesse caso é que por falta de atenção (ou energia ou alimento) elas terminam por desaparecer. PS-É interessante notar que a maioria dos comentários moralistas tenha partido de mulheres. Mais uma vez muito grato e, por favor, continue nos brindando com essas pérolas. Estou arquivando todas. Grande abraço Pois é, caro Renato, pela amostra de alguns comentários você vê como um blogueiro precisa ter paciência e tolerância. Aguarde que, sim, teremos sempre novas pérolas. Obrigado digo eu a você! Um abração

Sergio the original since 1ª Leitura em 14 de setembro de 2012

Retratar, no caso pintar, mulheres nuas é sempre um desafio! A mulher já é por sí só uma obra de arte da natureza.

Celso em 13 de setembro de 2012

Parabéns pela exposição dos quadros da Lee Price, nos mostra a diversidade, o isolamento e as prisões que a todos submetem nessa vida (contemporânea). Entendo que o objetivo do blog é permitir as manifestações do homem, entretanto, observa-se que nem todos assim pensam... Desta forma, gostaria de deixar um pensamento de Rabindranath Tagore, que julgo apropriado lembrar:" O homem é pior que a fera, quando nele domina a fera".

Gilberto em 30 de agosto de 2012

Se fossem fotos, seriam belas. Sendo pinturas, são belíssimas. Parabéns pelos excelentes textos e curiosidades.

Érika em 28 de agosto de 2012

Que feia!

Frydrich em 03 de agosto de 2012

Ótimas obras de Lee Price...Showwwww

Afonso Galvao em 02 de agosto de 2012

Poético, introspectivo, denso. Bravo!!

tosco sem cultura em 01 de agosto de 2012

Vá ser tosco sem cultura lá longe. Não publico cafajestadas e grosserias.

Antonio Lima Filho em 27 de julho de 2012

O prazer e a liberdade da solidão compartilhada consigo mesmo. Genial.

Helena Fialho em 27 de julho de 2012

perfeito parabéns

Andrea M. em 22 de julho de 2012

Genial! Grande artista!

tito em 20 de julho de 2012

E eu fico a pensar por quanto tempo, ainda, teremos que "assistir" pessoas "IGNORANTES" fazendo criticas de coisas que janais, sequer ouviram falar, nem sei o que vem fazer num lugar deste. Se pelo menos fossem modestos e admitisem nada saber, td bem, mas vem agredindo tudo e todos. E o pior, nem sabem escrever.

Willy em 18 de julho de 2012

enquanto isso são roubados de todas as formas possíveis, e acham que não pagam imposto pelo simples fato de não declarar imposto. Depois ainda reclamam quando são mal atendidos na saúde publica e não pagam nada para a previdência.

Willy em 18 de julho de 2012

Fico imaginando quanto tempo ainda vai para os iginorantes que nasceram aqui no Brasil vão demorar para pelo menos ter o primário!! dignos de pena! só pode ser de um pé de chinelo que a unica coisa que sabe fazer é falar de futebol.

moneves em 16 de julho de 2012

Ola Independentemente do valor artístico das fotos e mesmo da forma que encontrou para se expressar é incrível que no séc. xxl alguns dos comentários sejam de baixa índole, denotando um fecho quanto á possibilidade de expressão e continuem a olhar para o corpo entre o proibido e o usufruto desregrado e "pecaminoso" e como tal exposto ao ataque absurdo e irracional. Gosto das fotos :são frescas. Relaxantes.Sem margem para duvida que o corpo humano é muito rico na sua capacidade de transmitir emoções. Ei, amigo: não são fotos. São pinturas! Abração e obrigado pelo comentário.

Milton Guedes Guimaraes em 30 de junho de 2012

Boa : desculpem o erros, mas dá para entender. Milton

Milton Guedes Guimaraes em 30 de junho de 2012

Li seu "comentário" sobre a legitimidade das eleiçoes em Cuba.Só é ligitmo se for made in USA,certo , nao , ererado. Leia Noam Chomsky "Estados Fracassados". Ali tem uma ideia dads reeleiça~do bush pra presidente, envergoharia Paulo Maluf.E o pior a Justiça paticipou. Ocorreram fraudes, falsificações, urnas jogadas fora, eleitores da Florida impedidos de votar. Então quando falar de "democracia" nao ponha nenhum país das Americas, todos,fprincipalmente Cuba, faazem eleiçoes limpas. Mato a cobra ae mosrto pau. Um cosnelho leia o Noan, ele tem muito a dizer... E que raio tem tudo isso a ver com este post?

j,vicente em 27 de junho de 2012

Achei "boring".

wesley em 20 de junho de 2012

Muito boa, pegaria com certeza...

Renato em 19 de junho de 2012

Ricardo, Não me lembro de lido outros posts teus; caí neste por acaso. Gostei bastante dele e da obra da Lee Price, embora não tenha chegado a 'amar' como alguns comentadores, até porque já vi vários outros trabalhos hiperrealistas iguamente interessantes. O que mais me chamou a atenção, porém, não foi a técnica da PINTURA hiperrealista (tive que por em maiúsculas porque o pessoal aqui parece que só acredita em pintura em que se vê a marca do pincel, arre!), mas a temática. Como a Paula Bevilaqua, num dos poucos comentários que vale a pena ler, chegou a comentar aqui, incomoda, e muito, a sensação de tristeza, solidão, de frustração, que ela passa. Um personagem tentando neutralizar com doces a amargura da sua vida. Como professor, fiquei muito entristecido pelo baixo nível dos comentários, que denunciam a profunda ignorância da nossa população, e não só com relação à arte. Incomodando-se com a nudez e com a 'idade' da retratada, mas não com a grossura dos comentários ou os atentados à gramática. Muito triste. Caro Renato, seja benvindo ao blog, pois. Não há como discordar de nada do que você escreveu, sobretudo em relação ao baixo nível de certos comentários. Um abração -- e nos visite mais vezes!

AG em 17 de junho de 2012

Trabalho interessante. Um momento íntimo, a busca do prazer entre quatro paredes através do paladar, o que acontece muito mais do que se imagina. Parabéns a artista.

Antônio Vasconcelos em 12 de junho de 2012

Todo mundo tem direito a sua tesão!

Joel Miranda em 11 de junho de 2012

A Bolívia merece, nosso passivo com ela é muito maior que um helicóptero velho!

marlos em 10 de junho de 2012

Seu comentário é grosseiro e não será publicado.

Paulo Santos em 01 de junho de 2012

Muito obrigado pelas palavras, Ricardo! E, mais uma vez, parabéns pela Coluna!

Mariana em 26 de maio de 2012

Num entendi qual e' a ideia principal...

CURIOSO em 21 de maio de 2012

******* DEPOIS DE TANTO COMER, ELA NÃO TEM VONTADE DE FAZER ALGO INDISPENSÁVEL ? SERÁ LÓGICO, DEVIDO AO REFLEXO CECO-GÁSTRICO ! AGUARDAMOS OS NOVOS QUADROS NAS POSES DE RODIN EM "O PENSADOR" !

CURIOSO em 21 de maio de 2012

...... ATENÇÃO ! COROA QUE VAI ENGORDAR !

CURIOSO em 21 de maio de 2012

Seu comentário é grosseiro e não será publicado.

XX em 21 de maio de 2012

Seu post é impublicável, meu caro. Tente outra vez.

Sérgio em 18 de maio de 2012

Baixaria no blog não dá, caro Sérgio. Respeito é bom e eu gosto.

Gus - EUA em 15 de maio de 2012

Caro autor, não é "junkie food" e sim junk food. Corrija.

Marcelo em 13 de maio de 2012

Impressionante os comentários dizendo que é foto. É claro que ela tira fotos, só que depois amplia numa tela usando tinta à óleo, pincéis e muita técnica. Parece que vocês nunca ouviram falar em pintura Hiperealista. KKKK

layse em 12 de maio de 2012

eu adorei ...e sínico....e luxo e timidez fico maravilhoso

Claudio Neme em 02 de maio de 2012

REBORDOSA reencarnou!!!!!

DEMOSTENES em 01 de maio de 2012

ACORDA ALICE RAYANE (DEVE SER DO SÉCULO XIX)!! VC TOMA BANHO DE ROUPA?! Deixe de hipocrisia! Uma obra de arte !! Vc já está bem crescidinha para aceitar uma coisa tão singela como a nudez!

relume romano em 26 de abril de 2012

Ser alegre sem se dar conta dos fatos,é o melhor tipo de alegria;sem hipocrisia.

alice raiane de oliveira santos em 23 de abril de 2012

que pouca vergonha amostrar tudo dela no computer

miguel y. em 21 de abril de 2012

Impressionante! Ela vai ser lembrada por séculos.

Lislaine em 21 de abril de 2012

Se pintura , Obra Maiúscula , se foto , obra minúscula... Interessante , mas bonito Não chega a ser , isso na minha humilde opnião...

polly'bary? em 09 de abril de 2012

é pintura gente ,olha pro cabelo delaa. fikou muitoo bom

paulo cardoso em 09 de abril de 2012

Ricardo, muito bom conhecer suas idéias via Veja. Trabalhei como dentista no projeto Jari onde conhecí no Hospital de Monte Dourado seu irmão o médico Eduardo Setti, espero que esteja bem, abç. Puxa vida, Paulo! Que boa surpresa! Vou mandar esta mensagem para meu irmão. Sim, ele está muito bem, ainda vivendo em Minas Gerais e trabalhando muito aos 61 anos de idade. Tem três filhos e cinco netos. É um grande prazer saber que você conhece o blog! Um grande abraço e volte sempre

Jõ Brandão em 29 de março de 2012

Se isto é pintura, ótimo, não se precisa mais de pincéis e tinta. Apenas uma câmera fotográfica!

Wilsmidt em 26 de março de 2012

Mas isso aí NÃO é pintura! Todas são fotografias. Basta ver as fotos 7 e 8 (Sorvete I e II): as cores da banheira e da água e as posições dos potes de sorvetes são exatamente as mesmas, inclusive as sombras. Até o conteúdo dos potes pode se ver que são os mesmos. Ademais, ninguém pinta tão REALISTICAMENTE assim, com esses tipos de pose. Até pode ser arte, minúscula, arte fotográfica. Chamar de PINTURA é pura enganação.

DUVIDO em 24 de março de 2012

NÃO SEI NÃO!? ACHO QUE USARAM UM PLOTTER GRÁFICO COLORIDO NA TELA PRIMEIRO, DEPOIS PINTARAM POR CIMA. ASSIM ATÉ EU PODERIA FAZER ISSO...

ademir em 23 de março de 2012

achei interesante

palhaço carequinha em 23 de março de 2012

Ela só deu uma pintadinha por cima de fotografias. É ou não é, gente? Eiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!

jose da piedade e silva em 23 de março de 2012

Colorido, P&B, não interessa.È a pura expressão da arte, erótico sem ser porno,sem agressão. Lindo.

Anny em 20 de março de 2012

Interessante, mas particularmente não gosto muito, pelo fato da nudez mesmo, vai de gosto, mas é invejável este trabalho muito realista! Parabéns, Lee Price.

MIRANDA em 20 de março de 2012

Gostei. O que é arte?

Marcia em 19 de março de 2012

Adorei!! Completamente genial. Ta de parabens Lee Price.

Sônia Correa em 11 de março de 2012

Invasão de privacidade dos sentimentos dela mesma! Sinceramente, fiquei em dúvida se pode ser considerado arte...

ricardo barros em 11 de março de 2012

finalmente arte!pq ultimamente andam jogando tinta em telas e dizendo ser arte.arte pra mim é algo impressionante,que um macaco ou elefante não seja capaz de fazer igual.

paulo magalhaes em 10 de março de 2012

so tenho uma palavra a dizer REGULAR

Paulo Augusto Magalhães Galliza em 09 de março de 2012

Com certeza vemos o nascimento de uma nova arte por todas as característica, por isso podemos chamá-la de Arte Pós-Contemporânea. Meus Parabéns.

Carmelo em 09 de março de 2012

Adorei, que delicia!

Paula Bevilaqua em 07 de março de 2012

Sou leiga e arte para mim é tudo o que meus olhos apreciam, independentemente de técnica.Neste momento, o que mais me chamou atenção foi a reprodução fiel de solidão ,tédio, relaxamento. Aquelas milhares de embalagens ao lado da banheira, reconheço bem. Faltou uma bebida, mas esta seria a minha intromissão, a minha interferência nessa expressão fantástica da solidão.É isso que considero arte, alguém se comunicar através de algo além da fala ou mesmo ,através da fala. Fiquei bastante enojada com alguns comentários, e nem entendo o por que do interesse em ter acessado a matéria. E o cretino que falou em Grazzi??? Será que o simples fato do nu o fez pensar nisso.E como assim "tia de 40"? Este imbecil acha que só pode se expor quem tem 25 anos com o corpo marombado? Deve ser um adolescente cheio de testosterona na cabeça. Gostaria que todos vissem uma mulher linda, uma Leila Diniz moderna que está circulando no FB, ela aparece com um barrigão uma carinha de muita felicidade e... somente um seio.Teve câncer de mama e isso não impediu que ela se despisse lindamente.Para mim aquela foto é arte, emociona, fala por si, transmite uma mensagem de forma mais eficaz do que um texto.Ah!Bryan você deve achar a Monalisa horrorosa, certamente você iria achar mais artístico a bunda da Valeska.

Mauricio Joffre da Silva em 04 de março de 2012

É a beleza da mulher muito bem detalhada. Legal essa.

Jose Tito em 04 de março de 2012

Incrivel esse trabalho da Lee. Ela já fez alguma exposiçao no Brasil? Tem quadros à venda no Braasil? Que eu saiba, não. Pesquise mais no próprio site dela, indicado no post. Quem sabe? Abração

Mauricio Hohenberger em 02 de março de 2012

Os pratos são saborosos e nada mais.

Antonio em 02 de março de 2012

Deveria ter umas de bruço.

Elias Monteiro Neto em 24 de fevereiro de 2012

Que hiper-desejo de comer tudo que está na banheira.

Cláudia Guerreiro em 24 de fevereiro de 2012

Trabalho fantástico! Tomara eu saber pintar assim! Aliás, o hiperrealismo tem obras incríveis. Parabéns pela postagem que quebra a monotonia das notícias do dia-a-dia. Quem agredece sou eu, Cláudia. Volte sempre. Um abraço

alexandra lomonaco em 24 de fevereiro de 2012

Sou amante da pintura ,gostei de suas ideias ,cada qual ,com se us sonhos.So´faltou , a banheira, da reprodoçaõ.Que nem os homens,mais porem, sem eles, nada poderiemos fazer, e´dar gloria ao nosso Deus,JEOVA.Pela explozaõ do amor ,o fruto de todos encantos dos sers humanos ) filhos {, que pela dor surgue ,ou acende a nova LUZ,dando a nos mulheres o nosso valor ,que eles naõ possuem sem nos.

Aline santos de sales em 21 de fevereiro de 2012

mais que lixo É ISSO é falata de vergonha na cara!!! vai se concertar o melhor nó temos preços a pagar com deus se prepare!!! Nem lixo, nem falta de vergonha na cara. É uma coisa chamada ARTE. Já ouviu falar?

jose prado em 14 de fevereiro de 2012

Impressionantes, pois revelam a realidade íntima, talvez inspirada nos sete pecados capitais...

Marcelo Leite em 09 de fevereiro de 2012

Falar em "hiper-realismo" é tão estranho e redundante quanto falar em "hiper-concretismo", "hiper-figurativismo", "hiper-ficção", etc. Parece mais um desses rótulos novos da moda para desenterrar algo bastante velho, que é o realismo. Se ela conseguiu criar essas imagens em uma tela em branco usando apenas os pincéis e técnicas de perspectiva, está de parabéns... não pela criatividade, pois não há nenhuma, mas pela técnica apurada. Precisaria ver de perto para saber, mas confesso que não me desperta interesse. Contudo, parece-me que ela apenas usou algumas fotografias feitas e deu umas pinceladas por cima delas. Se isto é ser artista, então aqueles antigos retocadores de fotografias, que pintavam por cima delas, também eram... Fará sucesso nos EUA, entre os ricos entediados ávidos por "novidades", ainda que requentadas, e que talvez se interessem pelo narcisismo extremo da moça, e o narcisismo é um traço muito característico de nossa época.

Amanda em 30 de janeiro de 2012

Lindas pinturas! E a artista tá bem em forma, são belas imagens. Pena que tenha tanta gente que nem entendeu do que se trata, nem sabem que são pinturas, e criticam dizendo que são "fotos" horríveis, ou preferiam uma "gostosa" ou "mocinha", como se a intenção fossem as pinturas serem que nem "playboy". Pessoas sem sensibilidade que nem entendem o que estão vendo...

Rita Sandner em 24 de janeiro de 2012

Tudo pela Arte!!

NélsonX em 01 de janeiro de 2012

Incrível, desculpem, a pintura é tão real que parece fotografia. Gostei mto. Só não intendo como mulheres que postam um comentário aki no blog, condenando a nudez. O corpo é belo. Mesmo que fosse um homem, em toda sua nudez, o que teria de errado. Tem gente que tá na Idade Média. Ou é muçulmano(a).

Jessiane moraes em 22 de dezembro de 2011

Magnífico.Isso é um dom dos Deuses! Ignorem a ignorância das pessoas.A arte é para todos,mas se esconde aos olhos ignorantes,para não exaltá-la às custas do seu espelho.

Marcelo em 19 de dezembro de 2011

Algumas pessoas acham nojento, outras acham lindo. Participo do segundo grupo. É uma mulher bem feminina, bem normal, madura: nada desses corpos anabolizados. As cenas são profundas e intensas: a água, a solidão, a comida, a reflexão... o estar consigo. Fora a absurda habilidade de pintar a óleo dessa forma. E fora os pezinhos com as unhas pintadas de vermelho. Uma beleza!!! Nojo?? Fala sério. Acho que estou vendo uma pontinha de inveja! E outra: queriam o quê? Que ela estivesse vestida dentro da banheira? Tenham dó.

Renato Barlati em 15 de dezembro de 2011

Muito interessante.

carla em 15 de dezembro de 2011

Nunca tive compulsões alimentares... mas as imagens me tocaram muito. foram muitos os finais de semana que passava horas sozinha em minha banheira, beliscando algo e lendo muito. no tocante a solidão (que enfim já não faz parte da minha vida) as imagens são um retrato de mim mesma. para ser mais condizendo com meus momentos... só faltou uma xícara de chá e umas revistas, em vez de tanta comida!

Luiz Araujo em 12 de dezembro de 2011

Gostei da obra, mas acho que a manchete está errada, não vejo nada de surrealismo nas pinturas. Na minha concepção, isso é surrealismo http://www.flickr.com/photos/atravesdelentes/4483730366/in/set-72157623629012433 Você está INTEIRAMENTE certo, caro Luiz. Fui mexer no post ontem, alterar o título e errei feio. Não tem NADA de surrealismo, meu Deus. É hiperrealismo, uma escola de pintura e escultura etc que pretende fazer a realidade mais "real" do que é, em uma explicação superleiga. Desculpe a mancada e obrigado por me levar a corrigir um erro. Um abração

geraldo em 11 de dezembro de 2011

simples, e magnifico!

Adelaide Cassiano em 08 de dezembro de 2011

Uma p*** fotografando outras p*****! Porca vergonha! Adelaide, você é tão preconceituosa que nem sequer percebeu que não se trata de FOTOGRAFIA, mas de PINTURA. E que a própria pintora pintou a si mesma. Quer dizer que nudez é sinônimo de pornografia e de prostituição? Você nasceu quando? No século XIX?

selma em 06 de dezembro de 2011

Patético..coisa de quem não tem o que fazer!

alex em 30 de novembro de 2011

___Só ou solidão, o que é pior? ___O hiperrealismo responde!

Teresinha em 30 de novembro de 2011

Fui saber um pouco mais sobre hiperrealismo pois além da técnica, fiquei com impressão que tinha por fim a crítica do humano mas encontrei imagens singelas. Visualmente o trabalho da Lee Price é desagradável, mas sinto que, na verdade, ela nos desnuda, revela insatisfações preenchida com alimentos. Mexe forte com o universo feminino - é difícil admitir. Acho que conseguiu ser hiper...realista.

Prof. Paulo em 27 de novembro de 2011

....... Nada melhor do que não fazer nada... é só deitar, banhar, comer e rolar com você...

luiz em 23 de novembro de 2011

Gostei da banheira. Muito criativo. até

Neuro em 11 de novembro de 2011

Lindas pinturas. Linda modelo. Belo trabalho. Para esse tal de bryan que diz que deveriam ter pintado uma mocinha, eu só tenho a dizer que HOMENS de verdade não deixam de admirar as mulheres que já tem ou já passaram dos quarenta anos. Ao contrário! Tem muitas que dão um show! E, para ser sincero, homens que fazem esse tipo de comentário, de duas uma: ou estão com algum problema com eles mesmo (bem mal resolvido) ou então são pobres de espírito. Abraço!

Adyla Cristina Oliveira em 11 de novembro de 2011

Sou apaixonada por artes e comida. O hiperrealismo sempre me deixa maravilhada!!! Amei a Lee com todas essas gostosuras. Fico contente que você tenha gostado, Adyla. Outras mais virão no futuro. Abraços

Tapioca Tundra. em 09 de novembro de 2011

Estou gostando muito dessa abordagem general de todos assuntos, ilustrações, diagramação no ponto. Sobre a pintura, sou aficcionado pela curiosidade, então vejo tudo e se pudesse tocaria em tudo. Ótimo. obs. Como é minha primeira visita, não sei se vc mostrou ou vai mostrar Arte Contemporanea. Sim, cara Glaucia, volta e meia mostro, sim. E fico feliz de você estar gostando do blog.

Ronan em 08 de novembro de 2011

Caro Setti, Lee Price não é uma mulher. De onde você tirou isso? Pois se até as fotos em que ela se baseia para suas pinturas são tiradas por seu namorado?

Carlos em 07 de novembro de 2011

Coloque lado a lado as pinturas de Norman Rockwell, sem foto, e veja a diferença maravilhoda a favor dele

carolzinha em 29 de outubro de 2011

aff... simplesmente aff

Jéssica em 28 de outubro de 2011

A arte de verdade, perdoie-me se me acharem 'velha', está nos quadros em que há propósito. Não só pinturas, como, música e poesia. A modernidade chegou assim: qualquer um pode fazer qualquer coisa e é considerado arte. Não acho justo isso, pegue por exemplo uma poesia simbolista, parnasiana ou até mesmo romântica; vc encontrará informações implícitas, induz ao pensamento, é algo que não é para qualquer um, não é qualquer um que consegue produz algo semelhante com tanto talento. E então, abre as portas pra Modernidade: abre a porta pro prático e explícito. Nada que exige pensamento. Desculpe, mas nasci na época errada.

Fred em 28 de outubro de 2011

Impressionante o realismo das pinturas. Gostaria de vê-las ao vivo. A delicadeza da modelo é sensacional, linda. O realismo não está somente na pintura, a forma de demonstração do prazer no momento quase que jorra. Fiquei com vontade de estar lá!

Pantaleao em 27 de outubro de 2011

Liberdade feminina e agora josé? José para onde? e agora josé.! (Chico Buarque)

Heraclito em 23 de outubro de 2011

Culto à idiotia, sem qualquer propósito além da... idiotia. Bastante representativo de nossa época.

Nino (SP) em 20 de outubro de 2011

O hiperrealismo sempre me chamou a atenção por conta do trabalho minucioso do artista. Quero dizer, o pintor tem de dominar a técnica à perfeição para produzir trabalhos dessa qualidade. Achei belíssimas as imagens mas fui apanhado por uma questão fundamental: em se tratando de uma pintura (não uma fotografia), será que a exposição pública da própria "nudez" da modelo (no caso, a própria artista) não existe? Ou seja, não é ela na verdade quem está nua na imagem? Ou ainda é? Se eu chegar a alguma conclusão, mando outra mensagem. Abraços!

BRyan em 19 de outubro de 2011

OK OK ,A IDÈIA PODE SER INTERESANTE, POREM POR QUE?POR QUE? ELES NÂO PODIAN COLOCAR ALGO COMO VALESCA, GRAZY TINHA QUE SER UMA TIA DE 40 ANOS PELADA NO BANHEIRO COMENDO?WHAT? WHAAAAT? WHAAAAAATTT?...... Deixe de ser grosseiro, Bryan. "Eles" não "colocaram" nenhuma "tia" em lugar algum. A própria pintora, Lee Price, pintou seu autorretrato nas situações que aparecem nas imagens.

Jane Araujo em 18 de outubro de 2011

A foto está em minhas máos, é da década de 70, como envio, pelo blog mesmo? Não sei.. Vou entrar em contato com você. Grato.

Jane Araújo em 18 de outubro de 2011

Vou escanear e lhe enviar. Abraços. Muito obrigado, cara Jane.

Jane Araújo em 18 de outubro de 2011

O trabalho é superinstigante, bonito plasticamente, e provocativo, pelos comentários até aqui expostos. Tenho uma foto, sei que essas aí são pinturas, de um Setti nu numa propaganda, nu, em termos, está com um jornal cobrindo as partes. Acho superinstigante. É parente do colunista? É uma foto antiga, tirada na UnB. Eu, hein? Ahahahahaha... Eu e meus 4 irmãos estudamos na UnB, mas jamais tirei essa foto e, que eu saiba, o mesmo ocorre com o pessoal de minha família. Você teria o link ou algo assim para eu ver se reconheço a pessoa? Obrigado e um abração.

Ieda em 13 de outubro de 2011

Comer pelada na banheira? Confesso que fiquei enjoada.Deu sensação de ambiente nojento. Nunca vi tanto apetite..Mesmo assim valeu pelo espetáculo.Bye.

Aldo em 10 de outubro de 2011

Grande Mestre! Realmente incriveis esses quadros, mas pra mim o Pele' do hiperrealismo ainda e' esse cara aqui: http://www.terryrodgers.com/ Grande abraco! Queridíssimo amigo, que prazer ver que você, aí das lonjuras de Dubai, de vez em quando dá uma bicada por aqui. Você viu o post em que você aparece dando importantes informações? E esse link que você me passou é simplesmente fantástico! Claro que vou falar do "Pelé do hiperrealismo"! Incrível o Terry! Um abração

Janaina em 08 de outubro de 2011

A arte consiste exatamente naquilo que ela provoca em cada um. Agora. o que ela provoca, ou como te capta depende diretamente de sua capacidade de compreende-la, se sua capacidade eh rasa esta claro que vc nao conseguira atingir a mensagem de certas artes. Amei os quadros hiperrealistas de Lee Price!!!!!!! Saber admirar uma determinada arte nao eh para todos, eh preciso ter repertorio, eh preciso saber pensar em diversos angulos, eh preciso despudorar-se!! (Meu computador esta sem acentos). Nao importa a tecnica que Lee Price usa, nao importa opinioes morais, importa o que ela quer escancarar e ela consegue!!!!!! Adorei a materia, amei tambem a do Lars Von Trier!!!!! Maravilhosa!!! Janaina Obrigado, Janaína. Sou suspeito para comentar, porque, afinal, o post foi feito por mim -- embora por sugestão de um superatento amigo do blog. Acho ótimo o trabalho da Lee Price e pretendo voltar a apresentá-lo proximamente. Abração

Alexandre em 30 de setembro de 2011

A relação emocional da mulher com a comida sugere que elas não precisam mais dos homens para satisfazer suas carências. A indústria de alimentos industrializados, e nada saudáveis, agradece.

Sebastião Marques Amorim em 27 de setembro de 2011

Foi uma tentativa frustrante de se fazer arte. Não gostei, não compraria nem indico para ninguém.

J.R.Monteiro em 26 de setembro de 2011

Exelente pintura, péssimo modêlo. Daria o mesmo trabalho pintar uma gostosa.

tico tico em 25 de setembro de 2011

Aspectos técnicos à parte, é broxante depois do segundo quadro. Lee Price, deve estar fazendo regime, e projetando sua fome. Ou, está fazendo o apreciador optar: ou ela ou os alimentos.

Roberta Trevisan Marques em 22 de setembro de 2011

Gente............ Não entendi........ Roberta, não é tão difícil de entender: essa pintora americana pinta auto-retratos em situações sempre um tanto esdrúxulas -- em geral no banheiro, rodeada de comida. E usa uma técnica que torna as pinturas semelhantes a fotografias: o hiperrealismo. Abração

Anderson Rodrigues em 22 de setembro de 2011

Brilhante, a sociedade esta cada vez mais apressada, insaciável e consumindo porcarias...

rosangela em 22 de setembro de 2011

Gostei! Belas fotos! Trabalho lindo! São quadros, pintados, prezada Rosanagela. Não fotos. Mas valeu seu comentário. Obrigado! Volte sempre. Abraços

Odivaltencir Peixoto - Tijuca (SC) em 22 de setembro de 2011

Pra alguem que (aparentemente) come o tempo todo, ate' que ela esta' em otima forma ! Abracos, ODI

Josiane em 22 de setembro de 2011

Fotos de extremo mal gosto.

Ricardo Castro em 21 de setembro de 2011

Ao Paulo Bento Bandarra: Acho que o autor teve uma reação exagerada ao seu comentário. Os pontos que você colocou são pertinentes e eu, também curioso, tentei achar alguma resposta na web. Primeiro sobre a artista: seu ângulo de visão é criado pelo parceiro, o fotógrafo Tom Moore. Todos os seus trabalhos começam com uma foto (é evidente, não?). A sua suspeita de que a técnica envolve fotografia e, portanto, era inacessível aos mestres do passado é verdadeira. Veja por exemplo neste artigo "Dazed Digital | RISE: Lee Price http://bit.ly/qsxKxo" Também acho que é pertinente a questão: "será que transpor uma fotografia para uma tela a óleo é arte"? Bom, dificilmente alguém vai concordar sobre o que é limite da arte. Eu juro que na primeira vez que fui a Paris vi no (museu) Centre Pompidou um quadro todo em branco em exposição. Em branco? Em branco. Em baixo tinha uma etiquetinha dizendo em letas pequenas: "C'est n'est pas le blanc, ce sont toutes les couleurs..." -- Isto não é o branco, isto é todas as cores. Sim, a definição de arte é até isso, isso tudo que nos faz pensar e tentar entender/interpretar, é especialmente aquilo que está aberto a várias interpretações. Então não dá para negar que o que Lee Price faz é arte (está nos fazendo discutir, não está?). Além disso, a técnica que ela usa é longe de ser trivial. Parte de uma foto, sim, mas é trabalhosa e precisa de bastante talento para transpor da forma correta para o linho com tinta a óleo. Tem por exemplo este tutorial aqui para você ver: http://www.art-is-fun.com/how-to-paint-photorealism.html (e esse tutorial é básico -- a técnica dela é bem mais refinada) Então não dá para descartar a habilidade e talento da moça. Mas se você for dizer que é pointless pintar algo que uma impressora pode imprimir... ah, por aí vamos acabar decidindo que mais de 50% do que a raça humana faz, de subir o aconcágua a jogar uma partida de futebol, de ter filhos a ler livros, é pointless. Isso sem nem falar sobre qual o ponto de escrever comentários em sites da internet... Abs a você, comentarista, e ao autor, por chamar a atenção para mais essa artista "pointless".

Victor em 20 de setembro de 2011

Setti, você já ouviu falar em Laurel Nakadate? É uma artista americana que fez uns curtas-metragens e fotografias estrelando ela mesma (joven e atraente, tipo Lolita) e homens solitários de meia idade que ela conhecia ao acaso, em postos de gasolina, estacionamentos e supermercados. São geralmente homens que a abordam com uma cantada qualquer, e ela começa a conversar com eles e concorda em ir para a casa deles desde que eles permitam que ela filme e fotografe tudo o que acontecer. O resultado não tem nada de erótico: parece que o tema é mesmo esses homens solitários, desagradáveis e perturbadores, que de outra forma seriam invisíveis, mas que nós somos obrigados e enxergar como metáfora do nosso próprio voyerismo e perversão. Uma boa pedida para o próximo post. Obrigado pela dica. Vou ver e constatar se é possível publicar no blog. Às vezes, por mais interessante e bacana que seja, o trabalho passa um pouco dos limites de um blog como este. Mas reitero meus agradecimentos, caro Victor. Sempre que tiver sugestões, mande-as que será um prazer examiná-las. Abração

Paulo Bento Bandarra em 19 de setembro de 2011

Eu falei alguma coisa em enganação? Em farsante? Onde está escrito isto ou insinuado? O que eu tentei achar foi como ela usa a sua técnica, como ela constrói a sua arte, como ela "obtém o efeito de fotografia"! Pensar virou proibido neste espaço?

Paulo Bento Bandarra em 18 de setembro de 2011

Como pinturas, eu queria ver ela fazendo. Qual a técnica usada. Procurei rapidamente na internet, infelizmente os quadros são sempre diminutos e finalizados. Mas evidente que suas pinturas partem de fotos que ela reproduz. Mesmo nos seus site não mostra ela fazendo ou trabalhos em realização. Os grandes mestres jamais conseguiram este efeito que ela consegue, como do outro artista colocado. Faltavam-lhes uma máquina fotográfica? Existe arte em pintar fotografias em tamanho que a impressora faz em fração de segundos? Em igualar a reprodutora? Já vi pinturas de prédios "quase" fotográficos que o artista na verdade tira todo o aspecto deteriorado, todo o mofo e defeitos adquiridos pelo tempo, trambolhos e trastes urbanos que prejudicavam a visão livre do prédio. . Na breve busca encontrei outro artista, Gary Lee Price, não se se parente dela, "Gary has created a wide variety of sculptures over the years, in Gary Lee Price Studios". . Hoje em dia, assim como existem maquinas fotográficas e amplificadores que podem fazer imagens de qualquer tamanho, qualquer efeito, qualquer cor, existem scanners em 3 D que podem reproduzir a imagem de pessoas reais e reproduzi-las em escala industrial em milhares de peças. Tá bom, Paulo. Você sabe mais que todo mundo. Todas essas galerias abaixo que exibiram trabalhos dela são farsantes, todos os críticos que mencionaram o trabalho dela em livros são otários ou mentirosos, os cursos de arte que ela frequentou em instituições respeitáveis ou com artistas conhecidos não passaram de uma enganação, os prêmios recebidos são igualmente falsos. A extraordinária Smithsonian Institution, de Washington, que encomendou trabalho para ela, conforme está abaixo, também não entende nada do assunto. Já, você, é imbatível. Sabe tudo e está acima de todos. Dê uma olhada em quanta falsidade: SELECTED EXHIBITIONS 2012 From What I Remember/ From What I Forget, Principle Gallery, Alexandria, VA 2011 Gallery Henoch, New York, New York 2011 Decadence, Evoke Contemporary, Santa Fe, New Mexico 2011 Evoke Contemporary, Santa Fe, New Mexico (solo) 2011 Peter Walker Fine Art, Adelaide, South Australia 2011 Beacon Art Shortwave Gallery, Stone Harbor, NJ (solo) 2010 Melissa Morgan Fine Art, Palm Desert, California 2010 Re-Presenting The Nude, Evoke Contemporary, Santa Fe, New Mexico 2010 Women Painting Women, Robert Lange Studios, Charleston, South Carolina 2009 Sarah Bain Gallery, Anaheim, California (solo) 2008 Sarah Bain Gallery, Anaheim, California 2008 Small Works, Sarah Bain Gallery, Anaheim, California 2007 Small Works, Sarah Bain Gallery, Anaheim, California 2006 Take Home A Nude, New York Academy of Art, New York, New York 2005 Regional 2005, Arnot Art Museum, Elmira, New York 2004 Regional 2004, Arnot Art Museum, Elmira, New York 2003 When Women Dream, Square Blue Gallery, Newport Beach, California 2002 Figure This II, Fine Arts Gallery, California State University, Los Angeles, California 2001 Women Artists at SONY, SONY Studies, Los Angeles, California 2000 The New Classicists, Da Vinci Art Gallery, Los Angeles City College, Los Angeles, California 2000 Fifteen Figurative Artists, Holly Matter Modern Art, Los Angeles, California AWARDS AND GRANTS 2007 George Sugarman Foundation Grant 2005 Elmira Regional Art Society Award, Regional 2005, Arnot Art Museum 2004 Best Work in Oil, Regional 2004, Arnot Art Museum COMMISSIONS 2003 Smithsonian National Museum of Natural History, Washington, D.C. Designed and executed all diorama backdrops for the Behring Family Hall of Mammals permanent exhibit. SELECTED BIBLIOGRAPHY 2010 John O'Hern, American Art Collector, July 2010 2008 Greg Stacy, Orange County Weekly, May 1, 2008 2007 Gastronomica, Volume 7, Number 2, Spring 2007 2007 Kathleen Murray, Poughkeepsie Journal, June 8, 2007 2004 John P. Cleary, Star Gazette, June 30, 2004 2002 Rick Gilbert, Artweek, June 2002 2000 April Ingram, Los Angeles Collegian, March 27, 2000 1999 Kathleen August, State of the Arts, Pasadena Weekly, June 3, 1999 1999 Best Bets, Pasadena Star-News, April 30, 1999 EDUCATION Moore College of Art Philadelphia, Pennsylvania Bachelor of Fine Arts, Painting; 1990 Cum Laude OTHER STUDIES AND WORKSHOPS Private studies with Alyssa Monks Pennsylvania Academy of Fine Art, Bo Bartlett Art Students League, Costa Vavagiakis and Nelson Shanks New York Academy of Art, Alyssa Monks and Dan Th

Paulo Bento Bandarra em 18 de setembro de 2011

Caro Wanderley Botasso Sobrinho, são fotografias e não pinturas, de auto-exposição centrado em gula. Paulo, são PINTURAS, quadros A ÓLEO, como está esclarecido no texto. Não são fotos. Basta ler o texto. Por isso se chamam hiperrealistas, pela incrível semelhança com imagens feitas por equipamentos como a câmera fotográfica.

AJS RJ em 18 de setembro de 2011

Nojento? achei lindo.

patricia m. em 17 de setembro de 2011

Achei meio nojento, para ser sincera. Mas, como gosto nao se discute, so se lamenta...

Estevam Tiessi em 17 de setembro de 2011

Quadros belíssimos. Quero bis!

Wanderley Botasso Sobrinho em 17 de setembro de 2011

Discordo totalmente do Bandarra. Trata-se de uma excelente pintora. E, como mulher, também é bem interessante, vamos e venhamos.

Paulo Bento Bandarra em 17 de setembro de 2011

Certas pessoas sentem necessidade de aparece que não conhece limites.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI