ELEIÇÕES 2014: Para o ex-governador Fleury, Padilha, do PT, não vai para o 2º turno em São Paulo

Luiz Antonio Fleury Filho, Geraldo Alckmin e Paulo Skaf (Fotos: EBC / TV Brasil :: Paulo Pinto / Ag. Estado :: Valter Campanato / ABr)

Luiz Antonio Fleury Filho, Geraldo Alckmin e Paulo Skaf (Fotos: EBC / TV Brasil :: Paulo Pinto / Ag. Estado :: Valter Campanato / ABr)

De volta ao PMDB desde 2011, depois de uma década no PTB, pelo qual exerceu um mandato de deputado federal (1999-2003), o ex-governador de São Paulo Luiz Antônio Fleury Filho (1991-1995) integra o grupo de coordenadores da candidatura ao Palácio dos Bandeirantes do empresário Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado (Fiesp).

Fleury, que não pretende voltar a disputar cargos eletivos, está entusiasmado com a candidatura Skaf, “o primeiro candidato realmente viável que o PMDB tem em muito tempo”.

Para o ex-governador, embora o PT pretenda descarregar grandes esforços na candidatura do ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha, o segundo turno deverá ser disputado entre o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e Skaf.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário

  • Robert Val

    Muita água deve passar sob essa ponte chamada Eleições 2014. Não tenho nenhuma simpatia pelo Padilha, mas tenho MUITO receio que Lula consiga emplacar o terceiro poste …

  • tiao

    Fleury calado é um poeta !!!

  • Luiz C.

    Padilha é o HADDAD 2. Um ZERO…

  • Trovão

    Pergunto Eu: que moral esse sujeito tem para criticar quem quer que seja?
    O povo paulista tem a moral suficiente para saber que o capacho que o **** **** quer colocar como governador, não deve ser eleito nem para síndico de presídio.
    Antes de criticar alguém, esse sujeito tem que prestar conta do rombo financeiro que deixou no estado de são paulo junto com seu comparsa político.

  • markus

    Me ajudem mas não era esse fleury governador quando do massacre do carandiru?

  • OS TRAPALHÕES...

    Só se os PAUILSITAS derem uam de alienados como os paulistanos, ELE IRIA………

  • Padilha

    Capaz!!! Puro engano desse Fleury. O candidato do *****, o Padilha, vai para o segundo turno sim, como que não?

  • Jo Lima

    São Paulo sobreviveu ao governo Fleury. É um sinal da força de São Paulo. E é uma lástima não haver uma verdadeira terceira opção. Dum lado, o PT tentando emplacar um candidato desconhecido; do outro, o conhecido Alckimin, que administra São Paulo como se fosse uma cidade do interior. E que ironia = Se Alckimin ganhar essa eleição, me parece que ele vai se tornar o político que mais tempo ficou no Palácio dos Bandeirantes.

  • Marceloo Nascimentoo

    Sao Paulo elegeu Fleury (Carandiru), Maluf, Quercia, Pitta, Serra e Alckmin (Pinheirinho).
    Sinceramente o Padilha nao tem o perfil que Sao Paulo gosta. Sao Paulo gosta de gente com vies autoritario e truculento. A excecao foi Covas que era um pouco mais democratico.

    Seu comentário é discriminatório e racista. São Paulo elegeu democratas de escol como Franco Montoro e Mário Covas. E não vejo como não considerar Serra e Alckmin como não sendo democratas.
    Já entendi de que lado você está.

  • HEBE

    Concordo com o Fleury.
    O povo de São Paulo não é idiota de colocar um Padilha no governo. Péssimo em tudo! A classe médica conhece esse canalha!!
    Vai pra casa, Padilha!

  • Selva

    Vai pra casa do Lula, Padilha e nos conta se a Rose esta la.

  • maria jose moura

    entao mais se o Padilha nao for para o segunso turno com o governador Geraldo vai o Kassab e o PT automaticamente apoiara o Kassab e se for o Paulo Skaff para o segundo turno com o Geraldo Alckiminn ai o PT tambem pode apoiar o Paulo Skaff entao acho que essa questao o Fleury esqueceu de comentar e pode ser que o Kassab venha forte nessas eleiçoes…e tambem pode ser que o Padilha surpreenda e va para o segundo turno com o Geraldo e aguardar para ver como e que fica, outubro vem ai.

  • JOEL CARVALHO

    Não posso publicar comentário elogiando uma chacina.

  • Eduardo

    Diga aí, Fleury, os votos do Padilha irão para quem no segundo turno? Skaf é Cavalo de Troia!

  • Mario Belfort

    Desculpe-me, mas há um erro na informação: As eleições, tanto para Governo de Estado, quanto para Presidência da República ocorreram em 1989, com posse em 1990, findando o mandato em 1994 / 95. Portanto no ano de 1990 o Sr. Fleury governou o Estado e não como informa o texto (1991-1995).

    Desculpe, mas o erro é seu. O sr. Fleury foi eleitoem 1990 e tomou posse, como manda a Constituição, a 1º de janeiro de 1991, governando até 1º de janeiro de 1995, quando passou o cargo ao governador Mário Covas.

  • João

    Lula elegeu Dilma, Lula elegeu Haddad, certamente fará mais um rei.

  • evandroluiz

    o.padilha.e.ligado.a.turma.do.mensaláo.sp.náo.meresse.isso.pois.o.pt.manda.o.nosso.dinheiro.para.cuba
    logico.o.lula.e.cara.de.pau.e.para.os.cara.de.peroba.neles.e.voto.no.geraldo.45.para.o.bem.de.sp

  • evandroluiz

    o.povo.de.sáo.paulo.precisa.sabe.que.o.pt.esta.roubando.o.nosso.brasil.vamos.vota.contra.o.pt.da
    corrupçaó.vote.45.neles.meu.povo.brasileiro.eu
    vou.de.45.e.fora.pt.e.padilha

  • Artur

    Luiz Antônio Fleury Filho apoiando a candidatura de Paulo Skaf? Que coincidência… Talvez o Fleury possa explicar o dinheiro que o coronel Amaury Kruel recebeu da FIESP com intuito de apoiar o golpe militar de 1964… Ou será que o Skaf sabe explicar?

  • onesimo

    DILMA NÃO SERÁ REELEITA !