Primórdios da carreira jornalística, cobertura das eleições presidenciais no Chile, vencidas sem maioria absoluta pelo marxista Salvador Allende, do Partido Socialista.

Como não fui acompanhado de fotógrafo, tratei eu mesmo de ir produzindo imagens, muitas delas alegóricas, como esta, feita dentro de um táxi com a bandeira de “livre” de cabeça para baixo — temia-se pelas liberdades sob um governo de esquerda — e mostrando, ademais, um policial do Cuerpo de Carabineros, polícia organizada com critérios militares.

Uma alusão ao desconforto que a vitória do candidato, fortemente apoiado também pelo Partido Comunista, poderia causar entre os fardados. Sem querer, a foto previu o futuro.

Foto de setembro-outubro de 1970.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 1 =

TWITTER DO SETTI