Eleições: no RIO, Cesar Maia e Garotinho, inimigos históricos, viram aliados de ocasião e afundam em abraço de afogados. Nem sempre o povo gosta de ser feito de bobo

A foto oficial do abraço de afogados: Rosinha, Garotinho, Cesar Maia, Clarissa e Rodrigo

Muitos políticos pensam que o povo é bobo, para usar linguagem popular.

Às vezes, eles acham que têm razão, diante do que resulta das urnas, aqui e ali.

Outras vezes, quebram estrepitosamente a cara, como ocorreu, no Rio de Janeiro, com a aliança feita entre inimigos políticos históricos e ferozes — o ex-prefeito Cesar Maia e o ex-governador Anthony Garotinho.

Maia, três vezes prefeito do Rio, político controvertido mas sem dúvida sagaz e com um sem-número de realizações palpáveis, deixou anos de combate ao populismo garotinhista para, estendendo a mão ao rival e sua mulher, a também ex-governadora Rosinha Garotinho, compor uma chapa integrada por seu próprio filho e herdeiro político — o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) — como candidato a prefeito, e, como vice, a filha e igualmente herdeira política do casal rival, a ex-vereadora e atual deputada estadual Clarissa Garotinha (PR).

O resultado não poderia ser mais desastroso: a chapa dos jovens herdeiros começou com 7% das intenções de voto e, abertas e contadas as urnas, terminou com miseráveis 2,94% dos votos.

O próprio Cesar Maia, que já esteve perto de ser governador do Estado e que, no passado, frequentou cogitações de uma candidatura presidencial, alcançou votação modesta como candidato a vereador: dos 4,7 milhões de eleitores cariocas, apenas 44 mil votaram nele — quando a expectativa não confessada publicamente pelo ex-prefeito era abocanhar um mínimo de 100 mil votos.

Quem se salvou do incêndio acabou sendo Rosinha que, longe da capital, em Campos dos Goytacazes, se reelegeu prefeita.

Nem sempre o povo gosta de ser feito de bobo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 7 =

Nenhum comentário

  • leopoldo

    Caro Ricardo , isto foi muito bom . A long marcha da cidadania , sobretudo num pais complexo como o nosso , deixa claro que capitanias hereditárias ficaram no passado . O nordeste precisa aprender com os cariocas!!!

  • Tuco

    .

    Clarissa está bem nessa foto, muito
    bonita. No entanto, atualmente, está
    com vários quilos a transformar a
    silhueta. Convém eliminar uns quinze
    quilos e voltar a ser o pitéu que nós
    gostamos.


    .

  • pedro couto

    O Senhor Garotinho juntamente com sua Senhora Rosinha, Cesar Maia e outros cacarecos da politica.Deveriam aproveitar do vexame e se aposentarem. Uma vez que, os Eleitores evoluíram e não aceitam mais este tipo de malandragem, que as raposas usam para tentar engana-los.

  • Luiz

    Pena que o povo do RJ deu a vitoria a Eduardo Paes

  • Ana Martins

    Juntos, eles são a verdadeira família Adams, mas sem o senso de humor. Horrorosos!

  • joao

    A grande diferença dos políticos é que uns a imprensa destroi e outros a imprensa protege. Brizola foi destruido e agora garotinho. Basta uma análise fria da questão para ver, pq a maior emissora do país não divulgou uma linha sequer da denuncia de compra de apoio político do PTN ao prefeito eduardo paes? pq não bate no governador, com as comprovadas relações inexcrupulosas com a Delta? Enquanto o povo não se atentar para isso, os interesses dos formadores de opinião, ficaremos a vida inteira pensando como eles querem e condenando também quem eles querem. Longe de mim defender quem quer que seja, até pq acho todos iguais, acho a política suja, mas precisamos ter mais senso crítico.

  • joao

    ia esquecendo, lindbergh foi condenado por improbidade administrativa, alguem ai sabe disso? pouquíssimos, mas a se fosse o garotinho…

  • Fernando X

    O filhote de Maia perdeu o meu voto por causa desta aliança.