Image
Pilhas gigantescas de sapatos e roupas de judeus mortos durante o Holocausto

Para quem gosta de esmiuçar comportamentos tentando encontrar diferenças entre a presidente Dilma Rousseff e seu antecessor, amanhã será um dia interessante.

Dilma participará, em Porto Alegre, de homenagem às vítimas do Holocausto, organizada pela Confederação Israelita do Brasil e pela Federação Israelita do Rio Grande do Sul.

O antecessor de Dilma, como se sabe, se dizia “grande amigo” e afirmava ter “grande carinho” pelo ditador do Irã, Muhammad Ahmadinejad, que não apenas promete eliminar do mapa o Estado de Israel com seus mais de 8 milhões de habitantes, como nega a ocorrência da eliminação sistemática, quase industrial de 6 milhões de judeus pela Alemanha nazista durante a II Guerra Mundial, para ele produto da “propaganda sionista”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =

25 Comentários

John em 26 de setembro de 2011

1- Sim... apoio o presidente iraniano... afinal ele tem atitude... ao contrário de certos serviçais da OTAN.... ele teve a coragem a de denunciar os pecados dos "bons"..... 2- qual problema de se negar o holocausto... mesmo sabendo que morreram menos de 1 milhão de judeus??? esses 6 milhoes é um exagero no intuito de favorecer economicamente a elite sionista. 3- não acho tudo bem que morreram menos de 1 milhão de judeus... foi uma tragédia... a exemplo da morte de indios... de negros.... ou dos chineses nas mãos dos japoneses e de Mao Ze Dong.... ou das vitimas de Pol Pot....ou dos palestinos massacrados pelo anglo-sionismo ha 93 anos.... escolho todas..... o presidente do Iran nao pregou o fim de Israel... apenas disse que Israel acabará como a URSS.... por si proprio.... Finalmente você se manifesta sem ofender. Ainda que ache absurdas as suas ideias e teorias, publico-as aqui.

John em 25 de setembro de 2011

não acredito nesse holocausto... é exagero sem vergonha.... morreram menos de 1 milhão de judeus.... holocausto a mentira do seculo Não sei o que é mais inacreditável na sua mensagem: 1-O apoio ao Ahmadinejad? 2-A negação do Holocausto? 3-Achar que tudo bem se "morreram menos de 1 milhão de judeus"? Escolhe aí, John.

ALCEU em 28 de janeiro de 2011

Numca vi Lula dizer que o Holocausto não aconteceu, bem diferente do representante em questão do Irã. Vi apenas Lula dizer que embora haja diferenças de ideías tanto o povo Brasileiro e o povo do Irã merecem uma oportunidade de viver melhor e sem uma espada em suas cabeças. Também nunca vi o Lula dizer que o Holocausto não aconteceu porque ele nunca fez isso, pelo contrário, sempre prestigiou os judeus brasileiros, visitou Israel etc. E também não escrevi isso, nem nada que pudesse fazer você pensar isso. Basta reler o post. O que o Lula faz é confraternizar com o tirano do Irã, negador desvairado do Holocausto, a quem chama de "amigo".

edinho gomes em 28 de janeiro de 2011

bacana postur da Dilma, talvez queira dizer alguma coisa.. É.. como dizia o feioso ancelmo.. pode ser. Mas vamos combinar: ser governado por uma pessoa, pior ainda sendo mulher, que nunca execeu mandato legislativo, que não tem nenhuma experiência política, que apenas acompanhar as maluquices de lula.. .é foda.. A doida da Dilma (doida sim, pois só uma doida aceitaria o convite de lula para presidir um país sem nunca ter sido nem sindica do próprio prédio), vive escondida na sua sala e não diz porra nenhuma sobre porra nenhuma. Nem mesmo a visita da craque marta chamou a atenção da imprensa. Pois Dilma é tão sem sal, tão sem graça e tão sem jeito dentro do fardão de presidente que ninguém se sensibiliza com nada que ela diz.. Tá foda, amiguinho. Tà foda serão longos e pesados quatro anos. Que deus nos ilumine e proteja. Lula fez mil besteiras, como se não bastasse, saiu e ainda deixou um pepino pra gente descascar... Tá ai uma boca imagem.. DILMA, O PEPINO QUE LULA DEIXOU PRA GENTE DESCASCAR. abs.. edinho gomes

Kitty em 28 de janeiro de 2011

Boa noite, Ricardo!!!, Participar de homenagems faz parte da litúrgia do cargo que a Presidente do Brasil ocupa. Mas esta homenagem ás vítimas do Holocausto deixa entrever um significado diferente.No meu ponto de vista,foi uma signalização para destacar, sutilmente,posições diferentes entre a administração Dilma e seu antecessor a respeito da política externa. A Presidente Dilma se afasta do Irã do ditador Muhammad Ahmadinejad, e tenta uma reaproximação de países tradicionais como Estados Unidos e países da Comunidade Europeia.É uma guinada positiva!!! Quanto á o ditador iraniano,quando nega a existência do Holocausto e o extermínio sumário de 6 milhões de pessoas que o único delito cometido,na cabeça doentía de Hitler,era haver nascido judeu,o faz para agradar á grupos fanáticos de seu país. Ricardo,eu acho que são pontos a favor de Dilma,que aos poucos,trata de impôr seu estilo de governar para acabar com a impressão que ela e o Lula são irmãos siameses. Espero de ter interpretado o significado do post. abraços,Kitty

Pedro Luiz Moreira Lima em 27 de janeiro de 2011

SETTI E SERGIO D: Obrigado pelas palavras ao pai e obrigado mesmo!emociona. QQ ajuda agradeceria e muito,não sou da área e faço como entusiasmo de um filho que admira o pai e tambem para a deixar para a historia um documento importante. Abraços forte aos 2 Pedro Luiz Não há de que, caro Pedro Luiz.

SergioD em 27 de janeiro de 2011

Ricardo, acredito que o Pedro Luiz abaixo seja filho do Brigadeiro Rui Moreira Lima, herói da FAB na esquadrão Senta a Púa que lutou na Itália na Segunda Guerra Mundial. Aliás, o livro dele, Santa Púa, vale a pena ser lido. Conta toda a história do esquadrão desde o seu treinamento. Admiro muito o seu pai, Pedro. Grande Abraço

Pedro Luiz Moreira Lima em 27 de janeiro de 2011

Amigo Setti: Meu pai hoje com 91 anos é o Maj Brig Rui Moreira Lima,94 missões de guerra na Italia pelo Senta a Pua,autor do livro Senta a Pua e Diario de Guerra,em sua vida militar sempre na defesa da legalidade e sendo punido no golpe civil militaer de 1964 em sua carreira,profissão de aviador e 3 prisões,sendo em uma delas sequestrado,encapuzado e sofrido tortura psicológica no antigo regimento REC-MEC na av>brasil,RJ em 1969. Um Cel preso por um sargento quabrando toda a hierarquia militar e da violencia sofrida,aliás fopi o unico oficial preso no AI-5 e sofrido tais violencias. Daí meu repudio as ditaduras - elas não respitam nada. Estou um pouco ou muito perdido pelo material ja coletado - daí um help não seria recebido de maneira ruim. Grnade abraço` Pedro Luiz Caro Pedro, lembro-me da figura brava e altiva de seu pai, sim. Parabéns, você deve se sentir orgulhoso. Pelo que você está dizendo, v. precisa de uma consultoria profissional. Devido ao ritmo de vida que tenho, não consigo nem respirar, e infelizmente não posso ajudá-lo. Vou consultar um amigo escritor para ver se ele se interessa por essa bela história -- provavelmente se interessará, não sei se não tem outros projetos em andamento. Isso eu posso fazer. Um abração e muito boa sorte.

em 27 de janeiro de 2011

Setti, Comparecer em homenagens é de praxe, é como uma obrigação, para mim não quer dizer nada...alías para mim a presidanta não demonstra ser isso tudo que a imprensa diz...só pq não aparece discursando aos berros, falando palavrões e bebada?? A petralhada fica toda nervosinha defendendo o ex só que se esquecem que quando foi a Israel o molusco fez questão DE NÃO VISITAR O TUMULO de Theodor Herzl ´TA BOM!

Pedro Luiz Moreira Lima em 27 de janeiro de 2011

Amigo Setti: Concordando ou discordando é uma prazer estar aqui no seu blog.Gostaria de um dia conversar pessoalmente e trocar idéias e as minha s dificuldades na biografia que faço do pai.Novato nessa área. Mandei uma mensagem num blog do Paulo Coelho da Isto é,alertando para não deixar a incivilidade dominar e aqui vc o faz com elegancia e bom senso. Educado e cordato, seu blog faz assim. Obrigado pelas palavras Pedro Luiz O prazer é meu, caro Pedro Luiz. E obrigado por suas boas palavras. Quem é seu pai, de quem você escreve a biografia? Abração

Jose Fernando em 26 de janeiro de 2011

Se eu fosse obrigado a escolher entre aprovado ou rejeitado, até o momento, escolheria para o governo Dilma a opçao aprovado. MAS, ela ainda nao me convenceu de nada, so me parece ser bem melhor a cria do que a criatura. DIlma deu mostras de comportamento superior ao molusco, para o que, convenhamos, não é requerido nenhum esforço. Agora, falta ainda a ela provar algumas habilidades como liderança, de tomada de decisao, de sabedoria. MAS, a grande culpada por ela ainda nao ter mostrado essas habilidades é uma jovem senhora que nasceu junto com a democracia e se chama oposição. Ela ainda nao deu as caras. Por isso, Ricardo, nao tenho como claro se não dar satisfacao ao povo é AGIR COM DISCREÇÃO; se enterrar as promessas que a elegeram é SER PONDERADA; se ofertar como plano de açao às enchentes para daqui a QUATRO anos o que deveria estar pronto há CINCO anos atrás, é TER INICIATIVA; se demitir um ministro que jamais deveria ter empregado, é SER GERENTONA. Com uma oposiçao atuante, teriamos mais discussao e maior esclarecimento sobre estes e outros assuntos. Democracia sem oposiçao fica capenga. Concordo inteiramente com suas observações sobre a nossa (falta de) oposição, caro José Fernando. Um abração

Pedro Luiz Moreira Lima em 26 de janeiro de 2011

Caríssimo Setti: Voce se enganou neste tópico,o ex Presidente Lula participou de varias solenidades relativos ao Holocausto,um deles estava presente no Palacio do Itamaraty e sou uma das testemunhas.Vou reler seu texto com cuidado, li rapidamente e lendo diversos comentarios possa ter tido uma interpretação errado do texto. Um abraço amigo Pedro Luiz Caro Pedro Luiz, sempre educado e cordato, você realmente leu apressadamente o post. Eu jamais acusaria Lula de uma barbaridade dessas, porque seria uma enorme falsidade. No post, nada escrevo sobre o ex-presidente duvidar do Holocausto. Sim, sei que ele participou de várias homenagens às vítimas, que visitou oficialmente Israel e sempre foi recebido bem pela comunidade judaica em diferentes cidades brasileiras. Sou crítico das políticas do ex-presidente, mas não tenho qualquer intenção de caluniá-lo. Um abraço

SergioD em 26 de janeiro de 2011

Ricardo, essa é uma questão interessante. Sempre apoiei o governo Lula por suas ações sociais e a administração bastante responsável na economia. No entanto, acho que o ex-Presidente Lula personalizou demais o relacionamento com alguns estadistas e não acho correto esse enfoque para a política externa. Se há um campo onde as relações devam seguir o rito da institucionalidade e impessoalidade é no relacionamento com governos estrangeiros. Lembremos a célebre frase de um primeiro ministro britânico (que não tenho certeza de ser de William Pitt ou de Benjamin Disraeli, se souber me conte): A Inglaterra não tem amigos, tem interesses. O país deveria seguir sempre esse ditado, norteado pelos padrões éticos, pelo respeito aos direitos humanos e às leis internacionais. Não ter receio de melindrar A, B ou C quando se trata de questões de princípios. Deve ter independência para criticar o Irã, a China e mesmo os EUA por manterem a pena capital. Até mesmo nosso vizinho Hugo Chavez deveria ser criticado quando o assunto fosse liberdade de imprensa (a última dele é proibir uma novela produzida na Colômbia. Quem sabe esse fato não merecesse um post seu? O tema chega a ser hilário). Diplomaticamente, não com linguagem raivosa como alguns propõem. Ahmadinejad não é nenhum idiota ao negar o holocausto. Fala para agradar um público interno radical, que certamente é minoritário, e que não representa o que pensa a opinião pública de seu país, haja vista a necessidade de impor feroz controle policial e de imprensa. Trabalha como um chefe de torcida, tentando insuflar ainda mais o ódio que uma população muçulmana inculta e totalmente manipulável, principalmente em outros países do Oriente Médio, alimenta contra Israel. Foi uma satisfação enorme ver a Presidente Dilma as declarações que deu sobre não compactuar com o desrespeito aos direitos humanos, principalmente os das mulheres. Aliviou um enorme peso do meu orgulho nacional particular. Grande Abraço

Luiz Augusto em 26 de janeiro de 2011

E o Careca do ABC, antes de sair da Presidência, ainda transmitiu as lições do maluco do Irã, aderindo ao negacionismo do Holocausto: "Não foram só os judeus que morreram, muitas outras pessoas morreram... Do jeito que falam parece que só morreu judeu"

Antonio skoldharougs em 26 de janeiro de 2011

Nossa comunidade tem um grande apreço ao Lula, quando presidente, ele sempre fez questão de trazer em seus discursos feitos na ONU a causa dos Judeus vitimas do holocausto, Lula nunca negou, nunca desfez nem diminuiu o fato de 6,0 milhões morrerem vitimas dessa insanidade. Diferente daquele doente mental chamado Muhammad Ahmadinejad, o qual, eu acredito que o Lula apenas pensou nos acordos economicos laçados entre os dois países para aproximar Brasil e irã. Lula foi o presidente que mais concedeu homenagens a nossa comunidade e dela recebeu outras iguais. Shalom

J.B.CRUZ em 26 de janeiro de 2011

CARO SETTI: Nota-se nos atos da PRESIDENTE(A ) DILMA, um tremendo esfôrço em desvencilhar-se da sombra de seu ¨padrinho ¨político e antecessor..Mas, nesses 26 dias de governo, DILMA tem-se mostrado mais ativa, enérgica com sua troupe,que lula em 8 anos com sua turma de apadrinhados..Não podemos cobrar da Presidente(a) resultados imediatos, por que o estrago foi grande ao longo de 2 mandatos do antigo Mandatário..Eu que sou um ¨gato escaldado ¨na polítca, ainda não perdi a esperança de um BRASIL mais justo para os seus filhos..Não querendo dar uma de pitonisa,sinto que daqui a uns 2 anos o nosso querido PAÍS entrará nos eixos da Moral e Ética dos seus governantes..Devagar,devagarinho, pressinto que DILMA vai moldar a administração pública com pessoas mais capacitadas..BOA SORTE, PRESIDENT(A)..Parabéns SETTI,por comentários lúcidos,serenos explicativos... Sou quem agredece, caro J. B., pela permanente presença aqui, pelo comentário e pelos parabéns. Abração

Antonio Skoldharougs em 26 de janeiro de 2011

Caro Jonas/RS, só não se come 'nada' durante o dia do Yom Kippur, nesse dia não se come nada em respeito ao dia do perdão, nesse dia se espera o sol se por, para poder usar de alimentos, o mais antigos gostam de guardar a alimentação também no dia do Shabat, (dia do descanço (se foi isso que voce quis passar e espéra que o assessores avisem a presidenta Dilma)". Ou quis passar que judeus não comem Porco, Lagosta, camarão, 'camelo', coelho portanto devem ser evitados, esses alimento não deve ser servido em presença de Judeus,devem ser mantido longe de uma cerimonia com convidados judeus, más fique tranqüilo, a mesa pode dispor sim desses alimentos, nós não os tocamos, nos servimos dos demais alimentos postos à mesa desde que não tenham sido encostados aos pratos citados. Se for em casa de Judeu deve-se, o varão por o Kipá, senhoiras e moças o sheitel (lenço), isso mostrará respeito ao dono da casa e sua familia, o anfitrião também o usará em respeito a Deus, mostrará assim a alegria em recebe-los e ter sua presença no seu lar. Shalom

Vera Natali em 26 de janeiro de 2011

É com imenso prazer que leio "seu antecessor", é sinal que já não é ele quem "apita". "Ele" chegou a dizer que o Holocausto não existiu, que Batisti é inocente, que Ahmadinejad não é o que o mundo vê. É pura ideologia. Queira Deus que ela seja diferente mesmo. Abraço Vera Prezada Vera, tenho sido, como você sabe, um crítico do ex-presidente, mas ele jamais negou o Holocausto e prestou em diferentes ocasiões homenagens às vítimas ao longo de seus oito anos. Abraços

gaúcha indignada em 26 de janeiro de 2011

Caro Ricardo, acho que vai ter que DESENHAR para certos "comentaristas" entendam. É muita ignorância. Não publica mais! Manda "elles" procurar a "sua turma" - de jornalistas progressitas e analfabetos funcionais. Pois é, Gaúcha, tem gente que não quer entender o que lê, definitivamente.

Malur em 26 de janeiro de 2011

Ricardo Setti, tenha sempre o cuidado de começar seu texto com um elogio, quando a matéria contiver referências a Lula. Caso contrário, os adoradores dele vêm com tudo, mesmo sem ler o que quer que você esteja dizendo. E, se me permite uma opinião, você é muito educado - fino mesmo, nas respostas a essas pessoas. Muito obrigado pelo "muito educado" que, como você tem visto, nem sempre ajuda em nada... Abração

Rodrigo em 26 de janeiro de 2011

Dizem que pode estar próximo um ataque de Israel às instalações nucleares do Irã, Ricardo. Como a adminstração Dilma reagirá? Quem sou eu para especular? Provavelmente vários governos condenarão a ação, por preferirem, naturalmente, atuar via ONU, como é o correto.

jonas /RS em 26 de janeiro de 2011

Ah!Me esqueci de dizer: Que esses mil assessores da Dilma tenham pelo menos a intligência de dizer pra ela não comer,nem beber nada *** *** *** *** E agora o comentário é antissemita, Jonas? Não dá mais, peço para não aparecer mais por aqui, tá? Vá procurar sua turma. Qual será? Skinheads? Algum Partido Nazista Brasileiro?

jonas /RS em 26 de janeiro de 2011

Pois,isso pra mim não significa nada,nem pra um lado nem pra outro. O que eu espero da Dilma é que ela seja uma boa presidenta pro BRASIL. O resto é o resto. Mas,de uns tempos pra cá deram de dar essa importância toda a tal agenda externa,fazendo cavalo de batalhas por coisas que nem nos dizem respeito. Ter sua posição todos têm,mas,aí a dar mais importância ao que acontece ao longe do que acontece aqui vai uma grande distância. Pra mim os estrangeiros só devem nos interessar no que possam nos ajudar,não pra nos atrapalhar e por ora parece que tem sido assim. Só nos interessa dela,ou só nos deveria interessar,o comércio,os negócios e ponto final. Pra eles também só interessamos nesse sentido mesmo,deixa cada qual com a ideologia que bem lhe entender,com a filosofia de vida que bem entender. Se adiantasse o mundo se meter lá as coisas já estariam um céu de brigadeiro por aquelas bandas. Tudo o que eu espero da Dilma é que ela saiba se impor diante desses que colocam a agenda externa em relevância que ela está longe de ter no Brasil.

Eduardo em 26 de janeiro de 2011

Você pode não gostar de Lula. Direito seu. Mas mentir é feio: http://migre.me/3KsZ7 Mentir é feio, tão feio quanto acusar os outros de mentir, como você implicitamente está me fazendo. Nunca disse que Lula tivesse nada contra a comunidade judaica, como o link que você fornece sugere.

Eduardo em 26 de janeiro de 2011

Por favor, leia isto e reveja seus conceitos sobre o presidente Lula. Ele também homenageou as vítimas do holocausto: http://blog.planalto.gov.br/a-arte-da-politica-e-a-arte-de-vencer-o-impossivel/ http://blog.planalto.gov.br/para-jornal-israelense-presidente-e-o-profeta-do-dialogo/ http://blog.planalto.gov.br/que-as-tragedias-do-passado/ Estou cansado de saber, Eduardo. Como você não ignora, sou jornalista. Nunca disse ou escrevi que Lula não tivesse feito isso. Você teve trabalho de pesquisa sem precisar. Releia o post, por favor. O que enfatizei, e é verdade, é sobre a "amizade" e o "carinho" do ex-presidente com esse ditador homicida do Irã.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI