O governo Lula vai terminando, e eu continuo sem entender como jamais ocorreu ao presidente incluir, entre as dezenas de designações de magistrados que fez para os tribunais superiores, em Brasília, muitas delas de notórias mediocridades jurídicas, o desembargador federal Márcio José de Moraes, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, sediado em São Paulo.

Foi ele o digno e corajoso juiz federal que, a 25 de outubro de 1978, “quando o resgate do Estado de Direito era apenas um brilho no olhar dos democratas garroteados pelo AI-5”, como escreveu um dia meu amigo Augusto Nunes, condenou a União como responsável pela morte do jornalista Vladimir Herzog, assassinado três anos antes por agentes da ditadura nos porões do sinistro DOI-Codi.

Ele arriscou, ali, no mínimo, a carreira, senão bens mais preciosos, porque, apesar da “abertura” em curso pelo general-presidente Ernesto Geisel (1974-1979), vivíamos em plena ditadura.

Lula esqueceu dele, mas a História certamente não fará a mesma coisa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + catorze =

Nenhum comentário

jefferson em 12 de novembro de 2010

Fausto de sanctis é o juiz!

Ivelyse Ferraz em 12 de novembro de 2010

O CARA (de pau) nomeou o Toffoli, que em seu curriculo tem - duas reprovações em concurso público para juiz no Estado de São Paulo, não tem mestrado, muito menos doutourado. E hoje é ministro do Supremo! Claro julgando sempre favorável ao PARTIDO DA MARACUTÁIA. Não sei mais em quem o cidadão brasileiro pode pedir socorro!! ACORDA CIDADÃO BRASILEIRO!!!!!!!!!!

Markito-Pi em 12 de novembro de 2010

Esperar racionalidade e patriotismo do **** da Silva, seria uma grande ilusão. Este medíocre populista, sami analfabeto, jamais teve preocupações de estadista. Além deste que V. cita, caro Setti, há muitos outros. Com a mesma grandeza e, atributo constitucional, notório e notável saber jurídico. Claro, sendo quem é, Inacio vai indicar o bigorrilho, E isto não é tudo, Setti. O responsável direto pela assunção do juiz é o Senado.Senado dominado por Sarneys, Renans, Jucás, e, aproveitando a deixa, pois V. já definiu quem é o ***** Sérgio Cabral, uma criatura de nome Paulo Duque. O senado. Oh God. Que esperar disto?

José Carlos Colodette em 12 de novembro de 2010

Caro Ricardo, foi bem melhor para a biografia do Juiz Márcio José de Moraes não passar para a história com o constrangimento de ter sido nomeado por Lula.

Ed> em 12 de novembro de 2010

Lula nao esqueceu dele, o que Lula fez foi lembrar em nomear criaturas juridicamente compativeis com seu estilo de governar.

G. Santargila em 12 de novembro de 2010

Faz sentido a decisão do presidente em não indicar "o digno e corajoso juiz federal"..."entre as dezenas de designações de magistrados que fez para os tribunais superiores, em Brasília, muitas delas de notórias mediocridades jurídicas". G.S

Gabriel em 12 de novembro de 2010

O problema do desembargador Márcio de Morais é que ele atuou em defesa de uma verdadeira vítima da ditadura e não das supostas vítimas ou de companheiros mensaleiros.

SergioD em 12 de novembro de 2010

Ricardo, raspando o tacho da memória, me lembro bem das reportagens do JB e da VEJA na época. Acredito que o Augusto trabalhava na VEJA, não? A sentença condenatória teve a maior repercussão mesmo estando o AI-5 com data marcada para acabar, se não me engano em dezembro de 1978. O que na época me fez ter maior admiração pelo Dr. Márcio foi o fato de uma das reportagens informar que ele tinha por hábito ler as cartas do Padre Antônio Vieira, que adquiri o costume de ler após alguns anos estudando em colégio religioso. Boa lembrança a sua. Remete àquela dúvida da algum tempo atrás, que você respondeu, sobre o processo de indicação de membros para o STF. Um abraço e bom fim de semana. Caro SergioD, que memória, a sua, hein? O Augusto trabalhava em VEJA, exatamente nesta área, Brasil. Eu também estava lá, mas era subeditor de Internacional, na época uma editoria grande, com muita matéria. Um abração e bom fim de semana pra você também.

Marcelo Santos - Por Um Brasil Melhor!!! em 12 de novembro de 2010

Me caro Articulista, Eu nunca vi alguém dizer, em tão poucas palavras, algo tão verdadeiro! E o que dizer então da Ministra-corregedora do CNJ Eliana Calmon e sua notória integridade e competência? Li a entrevista dela nas Amarelas da Veja e fiquei impressionado com sua digna postura. Algo me deixou intrigado, veja um trexo de sua entrevista: "... Eliana já envolveu em brigas ferozes com colegas - a mais recente delas com então presidente César Asfor Rocha..." Perguntada pelo entrevistador "A tese que a senhora critica foi usada pelo ministro César Asfor Rocha para trancar a Operação Castelo de Areia, que investigou pagamentos da empreiteira Camargo Corrêa a vários políticos." Respondeu sem titubear: " É uma tese equivocada, que serve muito bem a interesses políticos. O STJ chegou à conclusão de que denúncia anônima não pode ser considerada pelo tribunal. De fato, uma simples carta apócrifa não deve ser considerada. Mas, se a Polícia Federal recebe a denúncia, investiga e vê que é verdadeira, e a investigação chega ao tribunal com todas as provas, você vai desconsiderar? Tem cabimento isso? Não tem. A denúncia anônima só vale quando o denunciado é um traficante? Há uma mistura e uma intimidade indecente com o poder. Existe essa relação de subserviência da Justiça ao mundo da política? Para ascender na carreira, o juiz precisa dos políticos. Nos tribunais superiores, o critério é única e exclusivamente político." Para quem não sabe César Asfor Rocha é um dos postulantes ao cargo de Ministro do STF. Porque a sociedade não faz um apelo pela condução de um desses nomes (Márcio José de Moraes e Eliana Calmon) para o STF? Caro Marcelo, A entrevista da ministra Eliana Calmon não foi nas "Amarelas", mas no corpo da revista. E, pra mim, foi ao mesmo tempo um soco no peito, pela crueza e sinceridade da ministra, e um sopro de ar puro, porque, com magistrados como ela, dá para voltar a acreditar na Justiça. Impressionante a franqueza e a coragem da ministra! Abraço

kerwsonlisi em 12 de novembro de 2010

Se fez e coordenou esforços justos e humanos aplaudo e apoio, mais se for apenas um comuna esquecido na estrada me descupe.A esquerda está aparelhando tudo e até o supremo não será poupado, porque o que ela e elea querem é implantar o PNDH-3 e nos levar para um regime chinês.Comunista de fachada, autoritário de cara e corru-PT-o pela própria natureza.Que beleza!Fevereiro tem carnaval...e assim o povo brasileiro seguirá para seu túmulo político.

INHAME INHAME em 12 de novembro de 2010

bão é o Joaquim

Telma em 12 de novembro de 2010

Não esqueceu,não. Só que não tem as credenciais necessárias para servir o Lorde.Entre outras características, o magistrado deve assinar uma declaração em branco, onde serão preenchidas as regras que a conveniência do momento necessitar. E ser 200% subserviente.

Siará Grande em 12 de novembro de 2010

Caro Ricardo, uma coisa fácil de constatar é a seguinte. Chefe incompetente só gosta de subordinado incompetente. Basta ver que a quase totalidade dos ministros, assessores e auxiliares de governo Lulla não passam de notórias mediocridades. A seleção de notórias mediocridades jurídicas para os tribunais superiores não é coincidência, é método. Outra coisa que é preciso deixar claro, a ditadura militar era muito mais crítica na hora de nomear seus ministros.

Marcos Aarão Reis em 12 de novembro de 2010

Os tribunais superiores reunem quase 90 juízes, dos quais Lula nomeou mais de 60! Poderia ter deixado a sua marca, boa ou ruim, no Judiciário, mas nada fez além de nomear os mais votados em todas as listas que lhe chegaram às mãos. A mediocridade que já imperava, prorrogou-se.

Fernanda em 12 de novembro de 2010

Lulla não quer estar cercado por pessoas corajosas. Esta ele não consegue comprar.

Deusimar em 12 de novembro de 2010

Divirjo. Certamente LULLA será motivo de vergonha, e ninguém se lembrará dele. O espaço para a mediocridade é de apenas uma linha com ano de início e término. Nada mais.

GILSON ALFINI em 12 de novembro de 2010

o lulinha não esqueceu dele não,é que não intereça a ele colocar uma pessoa capacitada e honesta em tal função,quanto mais incompetente melhor,assim será manipulado mais facilmente,isso é o que o PT sempre fez e sempre fará.POBRE BRASIL!!!

Frederico em 12 de novembro de 2010

Tem razão Ricardo. Esses verdadeiros heróis sempre serão esquecidos. Só acho estranho você dizer que fica sem entender como jamais ocorreu ao Lulla nomear um homem com essas qualidades para um tribunal superior. Lulla só nomeou medíocres que se prestarão a lhe dar cobertura nesses tribunais. Nomear o Dr. Márcio José de Morais para um tribunal como o Supremo, seria um enorme risco para ele. Aliás, talvez Dr. Márcio nem aceitasse por sentir-se envergonhado de ter de conviver com aquela corja que o compõem.

Edilio camargo em 12 de novembro de 2010

Para o Lula, vale somente uma caracteristica: SE DEIXAR SUBJUGAR.....SER PELEGO.....SER ALIENADO...NÃO TER OPINIÃO PROPRIA....VCS. ACHAM QUE APARECENDO ALGUM PROCESSO CONTRA LULA, IRÁ ADIANTE..... PAGO PRA VER......

Maria Regina Moiana em 12 de novembro de 2010

È mesmo necessário responder? Dar a um homem dessa categoria poder tão grande? Nem pensar né?

carlos vianna em 12 de novembro de 2010

Meu caro e honrado Ricardo Setti com nomeações de srs. togados subservientes pode-se dispor do poder como bem lhe aprover, só isso.

gilmar em 12 de novembro de 2010

Quando ele virar 'ex' não havera este formato em que só ele fala e não é contra posto por ninguém, formato este que o tem ajudado desde de eleito pois se houve algum caso em que foi questionado ficou sem argumentos, ele nem sabe quem foi Vladimir , não sabe ler ,não sabe escrever só sabe se alto endeusar é so ver seu governo composto por gente da mesma especie e sua criatura eleita não melhor.Depois do Tófoli vamos esperar o que um cara que reprovou tres vezes para juiz de primeira e recebeu de bonus uma vaga no supremo e bem a cara do Brasil lulista

chundi kawanami em 12 de novembro de 2010

Não deixa de ser novidade, em se tratando de um presidente que pertence ao PT, partido que dá mais valor ao compadrio e ideologia partidária do que a qualificação pesoal e competência profissional!

Curica em 12 de novembro de 2010

Pergunte ao magistrado se ele sabe roubar, aposto que ele não compactua com essa sujeira do PT.

Cristina Machado em 12 de novembro de 2010

Estará relacionado com incorruptibilidade ... que, ao meu ver, corre lado a lado com quem carrega dentro de si tal dignidade e coragem de exercer sua função com aquilo que ela mais requer, ... a justiça!! Não tinha conhecimento do caso, e tiro meu chapéu para o então juiz Márcio José de Moraes pela bravura de ter sido "tão" justo, arriscando, como bem dissestes, bens mais preciosos que seu emprego, diria eu arriscando a própria vida ...

Maria Helena em 12 de novembro de 2010

Você continua sem entender, mas eu, não. Como lula é uma grande farsa - e, mais cedo, ou mais mais tarde, todo brasileiro sem corretivos oculares verá - já conhecemos os meandros por onde trilha, pra chegar aonde quer.

Rosa Maria Pacini em 12 de novembro de 2010

Setti, nunca interessou ao Lula a indicação de magistrados com notoriedade jurídica comprovada, íntegros e,sobretudo,corajosos. Ele sempre optou por quem é medíocre e facilmente manipulável, pois em seu sonho megalomaníaco sempre quis "reinar absoluto".

Marinho em 12 de novembro de 2010

Caro Reinaldo, pessoas deste naipe não fazem parte do "timinho" do **** nas peladas na Granja do Torto.A lata de lixo da história já abriu sua tampa para recebê-lo em toda sua magnitude. Reinaldo?

diogo em 12 de novembro de 2010

Gente, vçs ainda não entenderam que o lula é um *** ,é um ***.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI