Com 6 metros de altura incluindo o pedestal de pedra, e 1.400 quilos de bronze, esta foto mostra a primeira estátua homenageando o guerrilheiro Ernesto “Che” Guevara no mundo — mas não se situava em Cuba, e sim em Santiago do Chile.

Não estranhe os trajes informais do repórter. Normalmente, naquela minha segunda viagem profissional ao Chile pelo Jornal da Tarde, eu só me apresentava de paletó e gravata para entrevistar personalidades e manter contatos com políticos e outras fontes. Mas estávamos num domingo, 4 de março de 1973, dia de cruciais eleições legislativas no Chile sob a presidência do socialista Salvador Allende, e, junto com colegas jornalistas de Porto Alegre, vínhamos percorrendo de táxi diversos pontos da capital para obter uma visão panorâmica da situação.

Como o jornal não enviou um fotografo comigo, me virei para obter boas fotos com meu modesto equipamento amador. Tive a sorte de conseguir captar figuras importantes votando, como a do ex-presidente Eduardo Frei (1964-1970), principal figura da oposição democrata-cristã a Allende, e do general Carlos Prats, comandante do Exército, ministro do Interior — e, nesta condição, segundo a Constituição da época, vice-presidente da República.

Quanto à estátua do Che Guevara, ela fora erigida em 1970 na “comuna vermelha” de San Miguel, um bairro popular na periferia de Santiago do Chile controlado desde 1959 por três irmãos militantes do Partido Socialista de Allende, Julio, Tito e Mario Palestro, bigodudos descendentes de italianos que se revezavam no cargo de prefeito da localidade e de deputado no Congresso.

Inaugurada em setembro de 1970, cinco dias depois da posse de Allende, ela sofreria um atentado a bomba praticado pela organização de direita Pátria y Libertad um mês e pouco depois desta foto, a 20 de abril de 1973, e ficaria sem a cabeça. Com o golpe militar de 11 de setembro, ela logo desapareceria: no dia 15, uma patrulha militar arrancou a estátua do pedestal lançando mão de um cabo de aço, levando-a para local desconhecido.

Nunca mais de ouviu falar dela.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × quatro =

1 comentário

Matías Villa em 02 de dezembro de 2017

Don Ricardo... le escribo ante la novedad de pillarme su página, y descubrir fotografías de los tiempos de la Unidad Popular. Es muy interesante. Ud visitó Chile... que emocionante ! Le escribo más específicamente, para pedirle un favor, y es que si es posible que ud pudiera facilitarme alguna de sus fotografías de Chile 1970-1973... Es posible ubicarlo, y que ud pudiera facilitarme algunas de sus fotografías? Vi una fotos de locales del Partido Socialista... geniales Desde Chile, le estaría infinitamente agradecido. Estimado Matias, le envié un email sobre este tema. Saludos!

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI