De óculos e bigodão, apareço no centro desta imagem. A serviço de VEJA, estava no Ministério de Relações Exteriores da Tunísia, em Túnis, com o então chanceler Béji Caïd Essebsi, em maio de 1983. Eu acabara de, junto a outros jornalistas de diferentes países, entrevistar um então ministro da ditadura de Habib Bourguiba.

Nem em sonhos imaginava que o mesmo homem, em 2014, aos 88 anos de idade, se tornaria o primeiro presidente da República livremente eleito na história do país, após o turbilhão democrático da “Primavera Árabe”, com mais de 55% dos votos em segundo turno, em eleições limpas e à frente de um partido laico. A Tunísia permanece sendo a única democracia do mundo árabe.

Infelizmente, não tenho o crédito da foto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − dois =

TWITTER DO SETTI