Image
Bacharach (esq.) e Costello: tudo a ver (foto: divulgação)

Por Daniel Setti

É uma pena que a parceria entre o lendário Burt Bacharach – 84 anos completos no próximo sábado – e o sempre badalado Elvis Costello, 57, tenha gerado apenas um álbum completo, o belo Painted From Memory, de 1998.

A julgar pela surpreendente química entre o americano Bacharach, um dos maiores compositores da música popular de seu país desde os anos 1960, e o inglês Costello, dono de uma das vozes mais reconhecíveis do rock, era fácil imaginar que a colaboração renderia muito mais.

“Surpreendente” em termos, na verdade, já que o roqueiro dos inconfundíveis óculos de aros grossos, embora criado em entorno próximo à cena punk londrina, se firmaria como um dos autores mais melódicos de sua geração, gravando inclusive versões de composições de Bacharach. Ao mesmo tempo, seu ecletismo musical o levaria tanto ao posto de crooner da Mingus Big Band – orquestra dedicada à obra de Charles Mingus -, quanto ao altar para se casar com a pianista e cantora de jazz Diana Krall.

Image
A capa do álbum

Os dois começaram a trocar figurinhas dois anos antes, quando escreveram a canção “God Give me Strength”, para o filme Grace of My Heart, de Allison Anders. Empolgados com o resultado, trabalharam em diversas outras canções, doze das quais acabaram incluídas na edição final de Painted From Memory. Bacharach, que em geral cuida exclusivamente da parte musical, também atuou como letrista no projeto. Costello recebeu os mesmos créditos.

Abaixo, um dos pontos altos do álbum: “Toledo”, de Bacharach e Costello, com o primeiro ao piano e o segundo nos vocais, acompanhados de orquestra em especial do canal de TV americano PBS emitido em 1998.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três − um =

2 Comentários

JT em 10 de maio de 2012

Burt Bacharach faz parte, de alguma forma, da minha história. Na festa do meu casamento, estava embriagado o suficiente para cantar "This guy is in love with you" quando deram o microfone na minha mão para saudar os convidados. Minha noiva não sabia onde por o rosto... Hahahahaha, caro Jean, boas lembranças... Abração

Eric em 10 de maio de 2012

Genial!

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI