Image
A foto original, com a qual se realizou a falsa foto produto de montagem, é esta. E foi feita no dia 22 de fevereiro de 2009, no Sambódromo, no Rio, e mostra Lula, D. Marisa, Neguinho da Beija-Flor e a mulher, Elaine Reis (Foto: Ricardo Stuckert / Presidência da República)

Não tenho compromisso com o erro, e nem medo de pedir desculpas.

Então, queria dizer que a suposta foto que por minutos chegou a ilustrar um post sobre o “Caso Rose”, mostrando Lula supostamente abraçado a Rosemary Noronha, de um lado, e a dona Marisa Letícia, de outro, é na verdade uma montagem, como já estava escrito, bem claro, em sua legenda.

Foi feita a partir de foto do Carnaval de 2009, no Sambódromo. Na foto, realmente Lula abraça dona Marisa e outra mulher, que na verdade não é Rosemary, mas a esposa do cantor Neguinho da Beija-Flor, Eliane Reis.

Neguinho aparece na foto original, abraçado a Lula e a dona Marisa, mas na montagem sua imagem foi eliminada.

Peço publicamente desculpas ao casal Lula e aos leitores.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − seis =

88 Comentários

Jefff em 05 de dezembro de 2012

A fome com a vontade de comer pelo jeito está acompanhada de um furor de censura né Ricardo Falcão.

Rogério Mota em 05 de dezembro de 2012

Prezado Ricardo Setti, venho pela primeira vez até o seu blog e deparo com sua atitude de decência e de muita dignidade. Pedir desculpa é um ato que poucos sabem fazer nos dias de hoje, é um ato sublime. Meus parabéns.

Pedro Luiz Moreira Lima em 05 de dezembro de 2012

Querido Setti: Errou e sei que como deve se sentir - CHATEADO PACAS. Moçada quando um jornalista do quilate do Setti erra sua ética jamis iria admitir esconder o erro - não foi a primeira vez que reconheceu em publico seus erros e falhas. Setti - bola pra frente,os que não o conhecem e divergem com você(como eu)logo logo verão de sua honestidade na profissão. Quero aqui elogiar o comentário da iara (Iara) - fantástico,histórico e educativo - quanta hipocrisia da sociedade e dos comentários!!! Querida Iara - copiei o comentário e gostaria de enviar para minha rede de email de debates. Gostaria que o Setti liberasse meu email para você,seria um prazer aprender História com seus conhecimentos e relatos. Com um abraço de admiração e de respeito. Pedro Luiz

shirl em 05 de dezembro de 2012

Estou abestada com tanta honestidade ! Sinceramente!!!!...Parabéns!!

TANIA FONSECA em 05 de dezembro de 2012

BELA LIÇAO DE ETICA, RECONHECER UM ERRO, COISA QUE OS PETRLAHAS JAMAIS SABERAO FAZER, POR FALTA DE MORAL E TICA!!!!!!

arilson sartorato em 05 de dezembro de 2012

PERCEBERAM COMO OS RATOS PETISTAS, APROVEITARAM UM SIMPLES EQUIVOCO E ATACARAM, O RICARDO SETTI? E ELE AINDA FOI DEMOCRÁTICO E ABRIU OS COMENTÁRIOS DOS IGONRANTES REPULSSIVOS E RANCOROSOS, QUE DEFENDEM A SEITA ATÉ A MORTE.

Elias Aredes Junior em 05 de dezembro de 2012

Ricardo: já frequentei algumas vezes o seu blog. Discordo de muitas posições, mas acho que divergir faz parte do jogo democrático. Agora, quando a montagem da foto, tal foto me gerou duas reflexões. A primeira é que não há jornalista nenhum na face da terra (eu sou um deles) que não tenha cometido um erro. É do jogo. O nobre é o que você fez,ou seja, admitir a falha e seguir em frente. Agora, o outro aspecto que me chama atenção é essa guerra declarada entre o PT e a editora Abril, que edita a revista Veja. Será que isso é saudavel para a democracia? Claro, não sou adepto da Chapa branca. Pelo contrário. Imprensa é oposição como diria Millor Fernandes. Porém, será que não há chance de uma convivência respeitosa? E mais: desculpe, sei que nem deve ser intenção deliberada dos colunistas e da revistas, mas parece que do jeito que vocês abordam os assuntos, TODOS os petistas não prestam e todos os filiados ao partidos sofrem de lavagem cerebral. Com todo o respeito, não é por ae. O PT não é um antro de demônios, como o PSDB não é capital do céu. Extremismo não leva a lugar nenhum. Espero que meu comentário seja aprovado... Caro Elias, os veículos de comunicação são livres para terem a postura que acharem melhor. Mas, falando por mim, você JAMAIS terá lido UM ÚNICO post em que eu generalizo as críticas "aos petistas". Se você conhecesse o blog há mais tempo, verá que fiz incontáveis comentários que, desse ponto de vista a que você se refere, seriam positivos em relação ao governo da presidente Dilma. Um abraço

Angelo Losguardi em 05 de dezembro de 2012

O fato das ratazanas terem invadido o blog ao mesmo tempo, publicando comentários em sequência, não é coincidência. Agem sob comando. Curiosamente, ficaram ofendidíssimos com uma coisa tão tola e não tem nada a dizer quanto à roubalheira da quadrilha do bebum de rosemary. É por serem parte da quadrilha?

Antonio Saverio em 05 de dezembro de 2012

Ao se retratar você mostrou uma ética e moral absolutamente desconhecidas para os petralhas e congêneres. Parabéns e uma grande pena não ser a foto verdadeira.

Maria de Jesus em 05 de dezembro de 2012

Checar informações antes de publicar deve ser responsabilidade de quem as publica a não ser que haja outras intenções nessas informações

Sérgio Bernardo em 05 de dezembro de 2012

Que mico, Setti!

Enio Oliveira em 05 de dezembro de 2012

Aliás, excelente charge do Sponholz aí do lado... Retrata tudo o que acontece !

Enio Oliveira em 05 de dezembro de 2012

Impressionante o número de "ofendidos" pela foto trucada ??? Alguém acha realmente que houve algum dano causado pelo Setti ao publicar uma foto que JÁ estava rolando por diversos dias na internet antes da publicação por parte dele ? É muito engraçado ler alguns comentários que fala "do mal causado e que não poderá ser consertado"... Cômico tudo isso, agora, falar dos roubos, desvios, malfeitorias que o Brasil vem sofrendo por parte dos "políticos" que aí estão, ahhh, isso ninguém reclama né ? Brasil, um país de tolos !

Thiago Lopes em 05 de dezembro de 2012

Achei que um dos trabalho dos jornalistas era verificar as informações

silvio berengani em 05 de dezembro de 2012

Por esta, e por milhares de outras, se indispensável o controle social da mídia.

selma ferreira em 05 de dezembro de 2012

De fato pedir desculpas é um ato de muita nobreza e demonstra carater, o senhor merece este merito. Mas nao impede que seja apontado o descuido profissional. Nenhuma informaçao pode ser tornada pública sem que haja segurança quanto as fontes. Por sua vez a escolha dos comentarios que sao publicados ou retirados do seu blog, podem ser tambem reveladores da sua sinceridade. Por que o senhor deixou o comentario de uma leitora que parece continuar acreditando nos boatos (mesmo em face dos desmentidos) quando posta: "se ha fumaça ha fogo" Pode-se perguntar o mesmo das suas intençoes? Queria ou nao contribuir com boatos? É inocente no equivoco? Ou onde ha fumaça ha fogo?

Kitty em 05 de dezembro de 2012

Caro amigo Ricardo, É verdade: o silêncio está pesado como neblina no inverno, inspira até medo. Há versões e mais versões captadas aqui e acolá. Uma delas é a famosa mala diplomática recheada de milhões de euros; noutra fala-se de "diamantes" que a Lula's lover negociava na África e as vendia na Europa etc.e tal. Daí que a Rose, na maioria das viagens que fazia no Aerolula 51, ia de mulher invisível...A blindagem parece que foi perfeita..a imprensa também aderiu..mas, há no ambiente uma calmaria suspeitosa..que geralmente anuncia tempestades! Conta, conta Ricardo!!!//um abraço--Kitty

Michelle em 05 de dezembro de 2012

Caro setti, não é a toa a seqüência de comentários ofendidos, uma vez que não se trata de personalidades obscuras, ou de celebridades de ocasião. Sua responsabilidade como jornalista o obriga ao desmentido, infelizmente o estrago da postagem anterior já está feito, a "montagem" já toma conta das redes sociais e, que coincidência, essa replicação da informação errada repete os mesmos argumentos rasos e semelhantes... Uma lástima que o remédio não possa apagar o malfeito. Erro seu, Michelle: a montagem JÁ TOMAVA CONTA das redes sociais e já estava sendo publicada em DEZENAS de blogs, alguns deles com reputação de sérios, desde a VÉSPERA da publicação de meu post. Nâo me atribua mais erro do que o que cometi.

Jayme Serva em 05 de dezembro de 2012

A montagem da foto oportunamente retirada é muito grosseira. Desde a proporção da cabeça em relação ao corpo, passando pela diferença de iluminação entre o rosto da "falsa Rose" e os de Lula e Marisa, a fusão grosseira na região do pescoço, tudo deixa claro que era uma manipulação primária. O mais leigo percebe. Por isso, eu tenho de fazer uma pergunta: você não percebeu que era uma montagem ou quis fazer uma brincadeira? Pode parecer uma pergunta tola, mas definirá um pouco melhor, para o leitor, características importantes da sua forma de praticar o jornalismo. Por favor, que isto não seja tomado como ofensa, mas atribuindo ao fato a gravidade que o fato tem. Respeitosamente. É óbvio que não quis fazer brincadeira com um assunto desses. Basta ler o texto do post: http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/caso-rose-silencio-sepulcral-de-lula-e-atitude-pusilanime-e-de-desrespeito-ao-pais/ Cometi um erro, que felizmente ficou pouco tempo no ar, procurei explicar o que houve e pedi desculpas publicamente. Fui alertado sobre a montagem por um leitor atencioso e, simultaneamente, por um jovem colega da redação do site de VEJA que conhece bem imagens. Se eu NÃO tivesse pedido desculpas, o fato passaria quase em branco, porque a falsa foto permaneceu no ar por pouco tempo -- talvez 20 minutos ou meia hora, no máximo. Abraço

toninho malvadeza em 05 de dezembro de 2012

Em vista de todos os acertos do blog,...segue a vida.Abraço.

Sandro Ribeiro em 05 de dezembro de 2012

Caro Ricardo Não tenho o perfil de leitor que digere as verdades e as inverdades(infelizmente em maior número) do veículo ao qual você representa. Não estou aqui pra te ofender. Muito pelo contrário, para lhe parabenizar por uma postura que JAMAIs, desde que me entendo por gente, vi por parte da Veja. Espero que, num país domocrático, já que minha mensage, apesar de citar o nome da revista não ser nada ofensivo, minha mensagem não seja deletada! Mais uma vez, parabéns! Obrigado por seus parabéns, embora sua mensagem ofenda, sim, a revista, por dizer que ela publica "inverdade". Ela pode ter posições que não lhe agradem, mas... mentiras? De todo modo, acho que você não foi leitor da revista, que tomou atitudes semelhantes à minha várias vezes ao longo de sua trajetória, quando os fatos justificavam. E, pelo jeito, é leitor novo do blog -- se for, bem-vindo seja! --, porque eu próprio já me retratei de erros cometidos várias vezes. Um deles, junto ao próprio comandante do avião presidencial, por causa de uma passageira incluída "clandestinamente" em uma viagem da presidente Dilma Rousseff. No post, baseado em noticiário do jornal O Estado de S. Paulo, que citei, responsabilizei erradamente o comandante, que nada tinha a ver com o caso. Publiquei em seguida longo post a respeito. Você pode ler no link que se segue: http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/errei-feio-comentando-suposta-passageira-clandestina-no-aviao-presidencial-e-exigindo-a-demissao-do-comandante-peco-desculpas-a-ele-e-aos-leitores-e-conto-o-que-se-passou/ Abração

Lohan em 05 de dezembro de 2012

A outra foto (falsa) tava muito tosca. Não acredito que alguém tenha acreditado nela. Hahaha O próprio tom de claridade é diferente, e a dona Marisa tá muito "mal colocada" ao lado do Lula.

LC em 05 de dezembro de 2012

Errar é normal. Nesse caso da Rose entendo que vc também esta sendo o mais elegante possível, ao contrário de outros blogueiros que incorporaram a "senhora de santana" e com moralíssimos posts criticam o suporto affair de Lula com a moça. Estamos no Brasil, e este é o país que nenhum homem pode apontar o dedo para outro em matéria de fidelidade e vida extra conjugal, a não ser claro os hipócritas e falso moralistas de plantão.

Fernando Camacho em 05 de dezembro de 2012

Nem todos que viram a foto adulterada, viram as suas desculpas. Um copo de depois de quebrado pode ser consertado, mas as marcas jamais saírão.

Enio Oliveira em 05 de dezembro de 2012

É impressionante a quantidade de comentários tentando dar uma grandeza, que não existe, ao erro cometido. Certamente são petistas que querm se aproveitar para denegrir a imagem do Setti. O "estrago" feito é minúsculo perto do que realmente acontece com o governo, Lula, PT e a dona Rose. Acho que os petistas deveriam mais é colocar a mão na consciência e dar-se conta de que do jeito que está não há país que aguente. Certamente existe muito mais sujeira se a PF escarafunchar bem este caso, incluindo o suposto depósito de 25 milhões de Euros feito pela Dna. Rose e em conta que não está no nome dela... É uma pena que os que defendem estes mais de 10 anos de governo PT não se darem conta que é do bolso deles(também) que o dinheiro está sendo desviado, graças a isto temos uma educação pusilânime, uma saúde abaixo da crítica e uma infraestrutura digna de país africano. Isto atinge a TODOS nós, petistas e não petistas, simples assim.

Izabela Wilson em 05 de dezembro de 2012

Caro sr. Setti, creio ser totalmente desnecessário frisar aqui o que a turba enraivecida já lhe cobra - a necessidade de verificar a veracidade da informação antes da publicação. Mas, o que a mesma turba não digere é que a lisura em admitir o equívoco é uma amostra de força que os fracos não compreendem. Sou profissional do design gráfico e vi a 'montagem' feita a partir desta foto: irrepreensível a monitores normais e aos olhos de pessoas não habituadas aos truques de programas de edição gráfica, mas grosseira e malfeita aos olhos dos profissionais do ramo. Recomendo que tenha sempre contato com algum designer que possa ser seu 'tira-teima' e lhe ajude a detectar as falcatruas com mais precisão. No mais, a população aprecia sua ética e força em superar este tropeço. Bola pra frente... Abraços. Obrigado, cara Izabela. É impressionante o número de leitores que, hoje, resolveram me ofender e partir do pressuposto de que fiz tudo de má-fé. Precisei deletar um enorme número de comentários, contrariando inteiramente meu jeito de proceder, porque todos eles, sem exceção, eram altamente ofensivos. Que coincidência, não?... Todos vindo um atrás do outro, com "argumentos" semelhantes e ofensas praticamente idênticas. Ainda bem que os leitores sensatos e educados são a enorme maioria. Um abraço

Enio Oliveira em 05 de dezembro de 2012

Caro Setti, nada demais, um erro e que foi corrigido, como é de praxe entre os jornalistas da Veja. Não esperava menos. Aos demais, como o Vitor e o Luis Felipe Craide, chamo a atenção que a própria foto já fala que é uma montagem, basta lerem ! Abraços

marli lourenço em 05 de dezembro de 2012

Olá Ricardo Setti! Admiro sua humildade em reconhecer o erro,Porém é mais dificil reparar o mal que causou. A força do mal sempre prevalece mais intensamente, principalmente tratando´se de um homem muito presente na mídia e enfrentando combates diários!Vejo o jornalismo como um instrumento de informação sério, que em hipótese nenhuma deve ser confundido com matéria irresponsáveis que afetam a vida pessoal de pessoas e não acrescenta nada a sociedade!

isabel suriadakis em 05 de dezembro de 2012

Errar é humano mas onde tem fumaça tem fogo, ja dizia o velho lenhador... rsrsrs

Alex Lima em 05 de dezembro de 2012

É claro que não publicou. Deletou. Está descontrolado. Dessa vez vou tirar printscreen e colocar no facebook, pra provar como esse "senhor" pede desculpas mas não publica as críticas. Gosta de ofender, mas não de críticas. Só libera os comentários que o lisonjeiam. Sorte nossa que ele não modera a internet toda e podemos divulgar amplamente sua postura imoral.

SergioD em 05 de dezembro de 2012

Guilhermo, bem vindo. Frequento o BLOG do Ricardo desde sua criação e lhe garanto, ele é um dos blogueiros mais democráticos que já vi. Está sempre pronto a publicar os comentários mais críticos, desde que dentro dos limites da educação. Nós discordamos muito, principalmente quando comparamos os governos Lula e FHC, e ele está sempre pronto a contra-argumentar, a discutir, a dar exemplos, etc. Como ele diz, esse é um BLOG de opinião. Mas, diferentemente de outros BLOGS da VEJA, o número de comentários contrários a opinião do blogueiro que são publicados é infinitamente maior. Abraços

Victor Bin em 05 de dezembro de 2012

Estou mandando o comentário tal qual escrito no momento. "Engraçado, aprendi que manipulação de imagens para obter determinado fim – maior impacto numa matéria, por exemplo – é imensamente antiético na profissão jornalística. (Além que, dependendo do caso, pode ser levado a outras esferas, como a judicial.) Vemos isso quando essas fotos saem em jornais sensacionalistas imprensa afora; desculpar-se pelo erro é digno mas… será que se fosse outro veículo – um Estado de S. Paulo, ou até mesmo – alguns vão me matar – uma Carta Capital, ou Caros Amigos – os comentários seriam tão “amigáveis assim” (“Estamos carentes de imagens fortes”, “(…) o Photoshop apronta essas armadilhas até com os ‘experts’”, “Homem de verdade é assim, assume o que faz” etc.)…? Quem sabe…" Você tem razão quanto ao malefício que é a manipulação de imagens para obter impacto. Sim, você tem razão: a manipulação de imagens ou o uso de imagens manipuladas pode, sim, ser levada à Justiça. Felizmente, nunca manipulei imagem alguma, nem pretendo e nem vou fazer isso --mas, de fato, usei uma imagem manipulada, inadvertidamente. Eu a vi publicada em dezenas de blogs e sites, procurei saber a autoria da suposta "foto" e não vi. Depois um leitor que pediu para não publicar o comentário -- mas cujo comentário publiquei -- me alertou sobre o fato, quase simultaneamente a um email que me foi enviado por um colega do site de VEJA que conhece muito imagem e, mesmo sem saber do histórico que o leitor conhecia (pois vira a imagem original no GLOBO), me alertou de que era manipulada. Troquei imediatamente -- e, veja você, por azar meu o sistema com o qual trabalhamos estava lentíssimo, e a imagem falsa demorou a sair do ar mais do que eu pretendia. Não posso responder à sua pergunta sobre se, caso isso tivesse ocorrido em outros veículos, haveria tantos comentários que você chama "amigáveis". Sei que praticamente todos os veículos já incidiram nesse tipo de problema. E agradeço por pelo menos você reconhecer que é digno admitir o erro publicamente. Abraço

Alemão em 05 de dezembro de 2012

Pois é, amigo, Victor Bin. O mesmo curioso fato aconteceu comigo.

Dario em 05 de dezembro de 2012

Seu comentário foi deletado por ofender a revista VEJA e, consequentemente, os profissionais que nela trabalham. Aprenda alguma educação antes de escrever para este blog. Ah, e seu português está ruinzinho, não? - Por favor, que tipo de jornalista chega ao ponto de precisar desqualificar alguém pelo português e não pelas ideias ? Diria o Celso Furtado, "a sociedade não alcança o debate". Aliás, como experiente profissional da comunicação, o senhor deveria conduzir melhor os debates em torno do pensamento dos frequentadores deste blog e verificar melhor as tuas fontes antes de publicar conteúdos difamatórios contra "inimigos políticos". Seriedade e responsabilidade são conceitos que a revista VEJA precisa rever urgentemente. P.S. Espero que a liberdade de expressão que esse veículo de comunicação defende com tanto afinco, impere sobre meu comentário e as críticas aqui referidas sejam aceitas.

Reginaldo Rodrigues em 05 de dezembro de 2012

Caro Ricardo Setti Desde já, um forte abraço! Fiquei (imensamente) feliz com suas desculpas,raro é nos dias de hoje quem se compromete com seus trabalho. Estou cansado de ver por ai os "jornalistas " que se apresentam nos dias de hoje. Pessoas que comemoram desatres políticos como vitrias próprias,aplaudindo a si como que fossem visionários de um fim anunciado.Ora , havemos que torcer para que as coisas saiam da melhor forma possível, torcer para que mazelas sejam extirpadas e aplaudir o certo que venha a acontecer. Não vou me estender, só mesmo estender a ti um abraço fraterno e um bom trabalho! Muito obrigado por seu comentário gentil, caro Reginaldo. Um abração

Victor Bin em 05 de dezembro de 2012

Ricardo, vi que há alguns critérios para a públicação de um comentário. Quero saber se infringi algum deles e se poderia dar-me uma resposta. Já que vi que alguns comentários - agressivos até - obtiveram resposta. Meu intuito não é ofender o seu trabalho ou o do veículo em que trabalha; apenas questioná-lo. Aguardo e agradeço desde já. Caro Victor, O problema é que não consegui localizar seu comentário. Nem entre os capturados pelo sistema anti-spam. Não sei explicar o que aconteceu -- é um caso muito raro, que só poucas vezes aconteceu. Se você puder reenviá-lo, ou mandar texto semelhante a este a que se refere, raespondo sem problemas.

Vitor em 05 de dezembro de 2012

é, aqui se faz aqui se paga.

Carmen Regina em 05 de dezembro de 2012

Grandeza. Merece elevada consideração. Muito obrigada.

Jefferson Abreu em 05 de dezembro de 2012

Parabéns pela demonstração de seriedade com o jornalismo, admitindo o engano da foto, e postando a verdade. Os jornalistas da VEJA tem sido exemplo de seriedade e compromisso com a verdade dos fatos; e tem demonstrado coragem ao enfrentar os poderosos que abusam do poder contra a mídia e tentam implantar a censura político ideológica.

luis felipe craide em 05 de dezembro de 2012

Tipo da coisa que não pode acontecer. Vejo como um erro grave. A informação deveria ser mto bem confirmada antes de publica-la.

Marcos Araujo em 05 de dezembro de 2012

Este é um fórum parcial, ficam somente os comentários que agradam o colunista - isso é liberdade de expressão? É determinação de quem?

Guilhermo em 05 de dezembro de 2012

Na época da ditadura a censura também chamava as letras engajadas de "impublicáveis e de falsas acusações", assim como algumas notícias. Parabéns por assumir a leviandade. Gesto nobre que deveria ser seguidos por muitos (companheiros de revista, inclusive). Só que essa seleção de comentários deixa a dúvida se só deleta os ofensivos mesmo, ou também os que dizem verdades incovenientes. Abraço! Você tem todo o direito de duvidar, até porque não me conhece. A única coisa que faria você não duvidar seria ser ou ter sido leitor frequente do blog. O engraçado é que, depois de duvidar de meu caráter, me mande um abraçõ...

Claudio Ricardo em 05 de dezembro de 2012

Retificar um erro é uma obrigação em qualquer profissão, sobretudo para quem forma opiniões. Portanto, não cabe elogio. Cuidar das fontes de notícias com máxima atenção é dever, que denota eficiência profissional. Infelizmente, não foi cumprido. Censurar as críticas, mesmo as absurdas e mal educadas, é uma atitude que não cabe a um jornalista. Censura prévia e jornalismo não rimam. Aceite minha crítica construtiva e despreze as destrutivas. Mas, por favor, não as censure.

Mauricio em 05 de dezembro de 2012

A pessoa acreditar e comentar que foi má-fé não deveria ser motivo para você não publicar um comentário, não? Vivemos numa democracia, com liberdade de expressão. Aceite as críticas de quem acredita que uma retratação não apaga os malefícios de uma montagem publicada como se fosse verdade.

Leandro Siqueira em 05 de dezembro de 2012

É importantíssima esta sua retratação, Ricardo Setti. Erros acontecem - e quem lida com informação não está livre deles. Nas redes sociais tenho vistos petistas acusando de má fé quem manipulou a foto. Realmente é má fé e, na minha opinião, contraproducente. Na discussão de quem está ou não ao lado de Lula, o assunto principal acaba saindo do foco.

Diego em 05 de dezembro de 2012

Espero dizer isso da forma mais educada e respeitosa possível: Em um momento em que a direita conservadora do país, da qual a Veja é a representante-mor, está em desespero para atirar o nome de Lula e do PT na lama para tentar uma improvável e impopular volta ao poder, devo, antes de qualquer coisa, recriminar a montagem criminosa, e a sua publicação irresponsável por uma das maiores revistas do país. Feito o reparo, digo ter consciência que ao menos não foste o autor da montagem, e, ao menos, admitiu o erro, apesar de que todos nós sabemos que algum estrago já foi feito de qualquer forma, o que é lamentável.

Adroaldo em 05 de dezembro de 2012

Acontece. Todos erramos. Desculpar-se é digno de pessoas que merecem credibilidade. Espero o mesmo Dele! Sabem de quem estou falando. Saudações

Carlos Alberto em 05 de dezembro de 2012

Como acreditar num site onde os comentáriso são escolhidos... Me poupe... Você me ofende gravemente ao dizer essa MENTIRA e essa BOBAGEM. Não "escolho" comentários, não, suposto "Carlos Alberto". Mas deleto alguns, por serem impublicáveis -- ofensivos, mentirosos, contendo palavrões, xingamentos ou falsas acusações. O seu contém uma falsa acusação, mas resolvi responder invocando aqui o testemunho dos dezenas de milhares -- sim, dezenas de milhares -- de leitores que já enviaram comentários críticos, mas civilizados, ao blog e viram-nos serem publicados. Mas será que adianta argumentar alguma coisa com alguém como você?

Leticia em 05 de dezembro de 2012

Má-fé contém seu comentário mentiroso e mal-intencionado, que deletei com grande prazer. Pode sumir daqui. Não preciso de leitores como você, e nem quero.

Arnoldo De Lucca em 05 de dezembro de 2012

Rejeito seu "abraço". Seu comentário é mal-intencionado, mentiroso e calhorda.

David em 05 de dezembro de 2012

Preconceito no Barsil é crime e vc deveria ser preso por isso! Você, que sabe tanto, me diga então que lei eu infringi. Preso por admitir o erro, corrigi-lo e pedir desculpas? Onde você pensa que vive? Na Coreia do Norte?

Anilton em 05 de dezembro de 2012

Deletei seu comentário mentiroso e canalha e peço que você suma daqui e não apareça mais. Não preciso -- e nem quero -- leitores de seu quilate.

Neto Vale em 05 de dezembro de 2012

Seu comentário calhorda, ofensivo e boçal foi deletado.

David Luiz em 05 de dezembro de 2012

Parabéns, Setti, pela honestidade e postura ética. Não fiz mais do que minha obrigação, caro David. Mas muito obrigado por seu comentário.

Paulo em 05 de dezembro de 2012

Seu comentário foi deletado por ofender a revista VEJA e, consequentemente, os profissionais que nela trabalham. Aprenda alguma educação antes de escrever para este blog.

Luis Sergio em 05 de dezembro de 2012

Seu comentário foi deletado por ofender a revista VEJA e, consequentemente, os profissionais que nela trabalham. Aprenda alguma educação antes de escrever para este blog. Ah, e seu português está ruinzinho, não?

Paula em 05 de dezembro de 2012

Penso da seguinte maneira: Isso causou uma tremenda confusão por causa de uma foto.Trastorno para as pessoas envolvidas.... Tive a dois anos atrás,um problema sério de família por causa de uma notícia errada num jornal.Quase acabou com nossa estrutura familiar.Fotos,pensamentos,notícias devem ser analisadas inúmeras vezes antes de serem publicadas.Um simples pedido de desculpas não resolve para as pessoas envolvidas,mais penso que você foi ético sim.

Paulo Morais em 05 de dezembro de 2012

Evidentemente que as desculpas são aceitas, mas é preciso também um pouco de reflexão. Sugiro que poste sobre a velocidade da informação, a dificuldade que os jornalistas tem de checar se imagens, textos ou notícias são falsas ou verdadeiras dada a velocidade com que as coisas fluem. Sugiro que este blog proponha uma discussão acerca disso, faz parte do papel dos jornalistas de hoje em dia tornar os leitores mais críticos.

Thiago em 05 de dezembro de 2012

Entre nós Setti, no comentário "Fernando Nunes - 04/12/2012 às 17:31" de fato é uma honra pra você ter um leitor que acha que não se deve pedir desculpa por publicar uma montagem? Caro Thiago, diferentemente do que pensam alguns leitores, em geral mal-intencionados, eu publico, sim, comentários -- milhares deles -- que divergem de mim, criticam o blog ou que, de alguma forma, algumas pessoas poderiam considerar incômodos. Assim, publico o seu, e respondo sem problemas: voltei ao comentário que você menciona, e vi a origem do equívoco -- porque se trata de um equívoco. Eu me referia ao fato lisongeiro de ele dizer que é meu fá de carteirinha. Relendo o texto, vejo que isso não ficou claro e pode dar margem a má interpretações. Mas agora já foi. Abraço

Thiago em 05 de dezembro de 2012

"Estamos carentes de imagens fortes,escandalosas,picantes e ao vivo e a cores" Ou seja moacir, você quer mesmo é ver a desgraça desse pais né. Eu estou carente é de ver um pais sem corrupção. Por falar em corrupção, eu gostaria de saber sobre os bilhões que foram roubados do meu querido estado do Paraná, na venda do Banestado.

Rodrigo em 05 de dezembro de 2012

Estou com NOJO dos comentários que li aqui...

André em 05 de dezembro de 2012

Parabéns por assumir o erro elegantemente. Se os tais "blogs de esgoto" fizessem o mesmo.... bem, aí só publicariam erramos mesmo.

Nina - RS em 05 de dezembro de 2012

Caríssimo Setti, não esperava outra atitude de vc que não esta. Todo pedido de desculpas e admissão do erro só engrandece e dignifica o ser humano. Pena o apedeuta não ler sua coluna... Elle teria muito a aprender. Abração.

razumikhin em 05 de dezembro de 2012

Te cuida, Neguinho... Olha o Lula aê, gente.

Marcus Sant' ana em 05 de dezembro de 2012

Acho assumir o erro importante, mais imoportante é a obrigação de um divulgador de notícias em confirmar e atestar a veracidades de suas fontes.... Tsc

Maculan em 05 de dezembro de 2012

Setti, photoshop é dureza! Não esquenta com isso! Juízes já caíram em provas feitas no photoshop, advogados também, promotores e delegados. Este post mostra o bom caráter de um jornalista.

Angelo Losguardi em 05 de dezembro de 2012

Moacir, não perde por esperar. Certamente o bebum de rosemary está tomando lexotan na veia, tamanho o pânico. Imagino que sexta-feira, na véspera da publicação da nova capa da VEJA, a petralhada vai estar em pânico, roendo as unhas com medo do que a revista possa ter descoberto!

iara em 05 de dezembro de 2012

Setti, a maior sirigaita que o Brasil conheceu foi Dona Domitila de Castro, a marquesa de Santos, igual a ela nenhuma brasileira conseguiu ser, leia a obra proibida do historiador Tarquinio de Souza, o historiador que acompanhou Dom João VI e Dom Pedro I. Eu acredito que a obra exista na biblioteca pública de São Paulo. Eu tenho a obra mas não empresto pra ninguém. A maior virtude de Dom Pedro I foi não ter sido um homem hipócrita, seu lazer, seu divertimento era sexo e ele admitia que era sem vergonha, ele adorava as mulheres sem vergonhas e era o melhor amigo dos homens sem vergonhas. Depois que Dom Pedro I foi obrigado a deixar o Brasil, a elite brasileira, mesmo com moral de cuecas e atirando pedras em telhados de vidro, tratou de santificar Dom Pedro II. Mas para seguir a tradição, Dom Pedro II teve um caso com a condessa de Barral e ficou nos bastidores da história brasileira a suspeita de que o filho da condessa de Barral era filho de Dom Pedro II. A história do Brasil sempre foi marcada por pulações de cercas, Osvaldo Aranha recebia autoridades na casa de sua comcubina, Vargas era amante da mulher de seu melhor amigo e muitas personalidades brasileiras povoaram territórios com filhos bastardos. Agora, o Brasil tem o carnaval mais apimentado do mundo, mulheres nuas desfilam sem nenhum constrangimento, jovens fazem sexo nas ruas e na cara de todo mundo, o bafo da maconha exala até nas portas das igrejas e vovós mandam os netinhos venderem cocaína nas portas das escolas, tudo isso sob o silêncio da moralista sociedade brasileira. Será que cabe fazer críticas sobre um suposto caso de Lula com Rosemary??? Um senador do Paraná que está organizando a cpi Rose, acha que sim mesmo tendo um processo judicial no STF por não ter pago pensão e não querer reconhecer uma filha fora do casamento quando governava o PR.

michelle rocha em 05 de dezembro de 2012

desculpa era o MINIMO

moacir em 04 de dezembro de 2012

Setti, Gostei mais da primeira foto.Estamos carentes de imagens fortes,escandalosas,picantes e ao vivo e a cores, já que nos colocaram em jejum verbal.Esse silêncio está estranho.O Reinaldo não dá um salto triplo mortal carpado mental há 2 dois dias.O Augusto desde domingo não enquadra EM NEGRITO nem petistas nem petralhas.O silêncio fala sim !Fala e muito! Portanto,prezado Setti,você não acha melhor contar tudo tudo logo pra gente? Juramos que guardaremos segredo!Que tal? Hahahaha, caro Moarcir, eu não escondo informação. O que tiver, divulgo. Vamos aguardar o desenrolar da história porque vai surgir muita coisa ainda. Abração

Jeremias-no-deserto em 04 de dezembro de 2012

Não esquenta, Setti, o Photoshop apronta essas armadilhas até com os "experts" em edição gráfica. Para nós, seus leitores e amigos, o que importa é a qualidade do material que você posta, sua extrema elegância e cordialidade conosco e, sobretudo, a sua atitude pautada sempre pelos padrões éticos, infelizmente um tanto escassos em nossa imprensa moderna. Muitíssimo obrigado por seu comentário generoso e gentil, caro Jeremias. Um abração

Angelo Losguardi em 04 de dezembro de 2012

Homem de verdade é assim, assume o que faz. Já as ratazanas negam até a morte seus "malfeitos". Ficam patéticos a gritar "culpa das elites", "culpa da mídia", "culpa do Fux, que a gente esperava que agisse igual bandido e agiu igual juiz", "culpa do Fernando Kerensky Cardoso", "culpa da VEJA", "culpa de todo mundo que não seja EU", (...) Agradeço comovido, caro Angelo. Embora não tenha feito mais do que minha obrigação. Um abração!

J.B.CRUZ em 04 de dezembro de 2012

CARO SETTI: A sua retificação mostra a diferença de JORNALISTAS e jornalistas.....OSSOS DO OFÍCIO...... Muito obrigado por seu comentário gentil, caro J. B. Um grande abraço!

sidney em 04 de dezembro de 2012

Setti Voce eeeeee - GENTE - simmmmm !!!! Parabens sempre Baita abraco Baita abraço pra você também, caro Sidney, sempre simpático e generoso.

Corinthians em 04 de dezembro de 2012

Setti, Já é pleonasmo lhe dar os parabéns pela atitude. Além de belíssimo escritor mantém a ética - coisa que precisamos cada vez mais neste país. Por isso - off topic - gostaria de sugerir um texto sobre o MEC e sua questão politicamente (in)correta, conforme o Reinaldo Azevedo mostrou, que mostra o quão patético este órgão chegou e também em como são incapazes de reconhecer erros: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/no-pais-da-operacao-porto-seguro-mec-aplica-uma-prova-que-traz-uma-tirinha-retratando-sexo-oral-e-o-brasil-assombrando-o-mundo/ (caso necessário, não coloque o comentário se o mesmo quebrar as regras de publicar conteúdo de outros). Parabéns novamente pela atitude. Obrigado, caro Corinthians, mas não fiz mais do que minha obrigação. E a divulgação do link do amigo Reinaldo não quebra regra do blog, não. O que não posto neste espaço de comentários são íntegras de matérias publicadas em outros veículos de comunicação, porque aqui não é o local apropriado. Obrigado também pela sugestão. Um grande abraço

Angelo em 04 de dezembro de 2012

Senhores,Sr.Setti,a grandeza de um Homem,a gente conhece quando a desculpa é pedida de coração aberto,sua credibilidade continua em ascenção. Parabéns por sua ética. Muito obrigado, caro Angelo!

Hélio em 04 de dezembro de 2012

Settti : Mais uma vez, parabéns pelo comportamento ético, e, principalmente pela sua humildade de reconhecer publicamente o erro e corrigi-lo. A propósito, já que estamos falando de montagens na internet, eu acho incrível a quantidade de bobagens que são compartilhadas pelas redes sociais, principalmente Facebook, principalmente sobre política. São informações mentirosas, montagens grosseiras, enfim, coisas que com uns 5 minutos de pesquisa rápida no Google dá pra ver que são mentiras, mas é incrível a quantidade de pessoas, muitas vezes de bom nível social e intelectual, que passam estas bobagens pra frente, achando que estão fazendo a coisa certa. Abs! Muito obrigado, caro Hélio. E um grande abraço.

Bruno em 04 de dezembro de 2012

Caro Setti, . Não acho que precisa dar muito espaço para o acontecido. Vc foi induzido num erro e corrigiu. Nada mais. . Eu confesso que a foto me assustou e dai brinquei. Não leve a mal. . Mas poderiamos sim ter uma "foto-reprise" da mulher (Andressa ?) do Cachoeira, da amigada do Renan, de uma que estava relacionada com um restaurante no CN...e por ai fora...OPA !! quase esquecia a joia do Sen. do Piaui !!! . Abr, BR

Silvio em 04 de dezembro de 2012

Para um jornalista com sua experiência tal equívoco se torna quase imperdoável.Todos cometemos erros,porém, há alguns como este, que demonstram a ausência de uma pré certificação sobre a origem da imagem,agravado ainda por envolver um ex-presidente da república.

joao sampaio em 04 de dezembro de 2012

prezado Ricardo Setti, existe uma ferramenta do google em que você pode fazer o upload da imagem e verificar se a mesma é montagem ou não, eu sugiro!!!!! Parabéns pelo trabalho.

Marco em 04 de dezembro de 2012

Don Setti; Grande! Abs.

LEO MEDEIROS em 04 de dezembro de 2012

Desculpas, peça-as aos personagens, SE REPRESENTAREM CONTRA V EXCIA, O QUE DUVIDO MUITO.ABS

Marcio Y em 04 de dezembro de 2012

Caro Setti: Seu pedido de desculpas só demonstra a credibilidade e o compromisso ético , que, não apenas a sua, mas todas as colunas deste site têm com os fatos e com seus leitores. Continue firme na luta, presisamos da sua voz. Abs.

meg em 04 de dezembro de 2012

Estranhei quendo vi a foto nas redes sociais já que, pelo que consta, d. Marisa não suportava a presença de d. Rosemary.

RUY em 04 de dezembro de 2012

Oi, Ricardo, Quando vi a foto antes (Rosemary, Lula e Marisa Letícia), a legenda já esclarecia que se tratava de uma montagem. Esse esclarecimento é, agora, reforçado pelo seu pedido de desculpas. Uma atitude como a sua, tão correta e profissional (que no seu caso não surpreende), deveria ser rotineira. Infelizmente, a ética "nestepaiz" anda tão escassa que sinto-me obrigado a dar-lhe os parabéns. Essa é uma das razões de ser seu leitor assíduo. Um forte abraço. Muito obrigado, Ruy. É uma honra ter você como leitor. Um abração e outro pro seu irmão.

Marta Salles em 04 de dezembro de 2012

Olá estou ajudando a divulgar um projeto que ajudará crianças com câncer, da Jornalista Carolina Faria, entre neste link e leia. Valeu Grata Martinha, bjs e adorei sua matéria. http://www.bixiganews.com.br/index.php?p=materia&materia=222

Fernando Nunes em 04 de dezembro de 2012

Caro colunista. Sou seu fã de carteirinha, assim como de seus colegas Augusto, Reinaldo e Lauro. Não vejo porque se desculpar, a não ser para dar aquele tabefe de luvas na militância petista, ao mostrar como um brasileiro decente se comporta. Tenha certeza que aparecerão coisas bem piores na web, digo piores porque mesmo sendo uma montagem é a visão do inferno. Obrigado por seu comentário generoso para comigo, caro Fernando. É uma honra ter leitores como você. Não pretendi dar tabefe de luvas de pelicas, mas, como diz seu texto, procuro sempre ser decente, o que naturalmente inclui o trabalho no blog e o relacionamento com os leitores. Já pedi desculpas mais de uma vez neste blog, e isso não diminui ninguém, penso eu -- pelo contrário. Além de ser uma obrigação moral, não é mesmo? Um abração

Hoje, sete anos depois de publicada a famigerada foto é que leio o seu pedido de desculpas sobre a mesma, mas o que me estranha é que a foto foi publicada em 2009 e seu pedido de desculpas só aconteceu em 2012, portanto três anos depois! será que só depois destes anos você descobriu que a foto era uma montagem, ou será que esta montagem não foi feita dentro da redação da revista veja como é de costume isso acontecer? Aí vem você e publica um pedido de desculpas três anos depois e ainda quer fazer seus leitores acreditarem que você está sendo honesto? Ah! faz me rir! Não precisa rir, não, Wilson. Você pode ter só lido hoje, mas pedi desculpas não apenas no mesmo dia, mas MINUTOS DEPOIS do ocorrido, no blog de VEJA. Suas fontes na web são bem pouco confiáveis porque NÃO POSSO ter cometido esse engano em 2009. Eu só comecei com o blog em VEJA em setembro de 2010! Então, vá devagar antes de julgar as pessoas. Mais: só recebi centenas e milhares de ofensas porque fui honesto, expus o erro e pedi desculpas. A coisa passara despercebida durante os cerca de 17 minutos em que ficou no ar e, se eu não fosse ético e simplesmente tivesse deletado o post errado, a reprecussão seria mínima ou nula.

Setti
VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI