Esquema de Cachoeira prosperou com a conivência do Estado, acusa Pedro Simon

Pedro Simon: “Por que para esses (como Cachoeira) a Receita Federal é míope?” (Foto: Pedro França / Agência Senado)

Na avaliação do senador Pedro Simon (PMDB-RS), as ações criminosas de Carlinhos Cachoeira não teriam prosperado se tivessem sido punidos os responsáveis pelo esquema de pagamento de propina revelado em 2004, por meio de conversa gravada entre o contraventor e Waldomiro Diniz, então assessor da Casa Civil.

– As proezas do senhor Cachoeira vêm de longe e se tivessem sido tomadas as providências, desde o episódio do grampo de propina com Waldomiro Diniz, a crise não teria chegado aonde chegou – disse.

O senador questionou o fato de o aparato de fiscalização da Receita Federal, “um dos mais sofisticados do planeta”, segundo ele, não conseguir identificar negociações ilícitas envolvendo grandes empresas, como as que estão sendo agora investigadas pelo Congresso por meio da CPI.

– Por que figuras como o senhor Cachoeira e tantos outros, alguns deles bastante conhecidos, passam ilesos a tanta sofisticação tecnológica, ainda que ostentem padrões de vida incompatível com seus alegados rendimentos? Por que para esses a Receita é míope? – questionou.

Em discurso hoje, sexta-feira), Simon fez um paralelo entre o esquema de Carlinhos Cachoeira e o caso do mensalão, questionando as motivações para o encontro entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, ocorrido em abril, no escritório do ministro aposentado do STF Nelson Jobim.

Conforme divulgado na imprensa, o ex-presidente teria levado a Gilmar Mendes argumentos sobre a inconveniência de o Supremo votar neste momento o caso do mensalão.

– Até um estudante de Direito saberia que a protelação do julgamento só interessa a quem aposta na prescrição dos crimes que são imputados aos réus. A inconveniência de julgar já tem a ver com a conveniência em ver prescrever os delitos. Nada mais, afirmou Pedro Simon.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário

  • Ismael

    Simon disse tudo: não há esquema de corrupção que não prospere sema conivência do Estado.

  • P Faustini

    O senador esta atirando no alvo errado, talvez por medo, o problema não é da receita federal, a propina foi vista , filmada, o processo existe, quem não faz sua parte é a justiça que não pune , empurra com a barriga ate prescrever ,qualquer um que não tenha vergonha de ficar uns dias presos ate o habeas corpus se sente livre para roubar a vontade ja que a punição invariavelmente se limita a estes dias presos.

  • nei Brasil 2014, hexaaa...

    O Lula deveria ler pelo menos mais um livro.

  • nei Brasil 2014, hexaaa...

    O Pedro Simon devia aposentar, sabe.
    Deixa a chance para um novo.

  • ze do matogrosso

    ..tá certo o senador simon. o “Achaque” da receita é somente em cima dos assalariados e aposentados..o $$$ que pagou ou paga o sinistro advogado do cachoeira “meros 15 milhões de reais” veio donde?Tava enterrado na papuda para emergência ou tava na “calçola” achada no congresso?

  • ze do matogrosso

    ..tá certo nei Brasil, se for por falta de sugestão vai lá: O Que sei de LULA, de josé Nêumanne Pinto; – O País dos Petralhas; do Reinaldo de Azevedo…Os autores dispensam qualquer apresentação.

  • Tcheves

    Extremamente infeliz o comentário do Simon. Ate onde eu sei a PF faz parte do Estado e ela fez a parte dela. Infelizmente outra instituição não fez. O resto da história a gente ja sabe.

  • Roberto Souza

    Setti,
    só uma observação sobre o que Simon disse sobre a Receita Federal.
    É mesmo inacreditável que, transações desse porte passem despercebidas pelo órgão público mais rigoroso do país.
    Há dois anos fui “flagrado” pelo leão por ter me esquecido, veja só, de declarar a espantosa quantia de R$120,00, (é isso mesmo, R$120,00) que ganhara de prêmio em sorteio do programa Nota Fiscal Paulista, o que me obrigou a retificar a declaração.
    Como dizem por aí, todos são iguais perante a lei, porém, alguns são mais iguais que os outros.

  • Bruno Guerra

    Caro Setti,
    .
    Sou um admirador de Pedro Simon. Acompanhei de perto quando foi a CPI do mensalão. Posso não concordar com tudo o que pensa, ou diz, mas tem o meu respeito como pessoa de bem e que quer o bem.
    .
    Mas Setti, na realidade queria era pedir seu espaço para dizer que um brasileiro irá representar Portugal nas Olimpiadas de Astronomia.
    .
    Boa sorte, sucesso para o Mateus e que mais coisas como estas possam acontecer noutras ocasiões. Força ai garoto ! Se vc até ganhar logo irá subir as escadas do Planalto e conhecer o Min. Mercadante mais a Presidenta Dilminha. Ahahah !
    .
    Segue o link da noticia se for do interesse, seu ou de outros:
    http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/jovem-brasileiro-representa-portugal-nas-olimpiadas-internacionais

    Abr, BR

    PS: a noticia NÃO é de ultima hora, já tem dias.

  • Razumikhin

    Simon, Simon.. Cuidado com o Fred Krugger Collor de Mello.