Em plena crise do governo Dilma Rousseff, relembro à apresentadora da TVEJA, Joice Hasselmann, do fato de o PMDB ser “uma jiboia devoradora” de cargos e interesses, conforme já dissera no início da parceria do partido com o PT, em 2010. Em seguida aponto a “descoberta” absolutamente tardia do governo petista sobre a existência do vice-presidente, a “raposa” Michel Temer.

“Antes de brigar com o PMDB, ela deveria ter visto se o Michel Temer conseguiria aliviar algumas coisas, fazer concessões”, disse. “O PMDB não é só um aliado diplomático; está praticamente indo para a oposição”.

Também abordamos o polêmico projeto de terceirização laboral. Ponderei que é uma das consequências da globalização, algo inevitável: “não estou dizendo que é uma coisa maravilhosa e que os sindicatos devem apoiar, mas faz parte da vida”.

Mais para o final do programa, comento a relação entre sindicatos – não necessariamente ligados à esquerda – e as disputas por poder no Brasil, relembrando sindicalistas que viraram políticos. Citei Paulinho da Força e o próprio Lula, entre outros.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − catorze =

TWITTER DO SETTI